Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 24 de janeiro de 2020. | Atualizado em 2 de abril de 2020


Quer empreender? Então conheça agora mesmo todos os tipos de empreendedorismo que existem no Brasil e saiba se tem ou não o perfil para entrar no mercado!

O Brasil passa por um período muito interessante para quem quer empreender. O contexto econômico, recentes mudanças na lei e a popularização de diversos tipos de empreendedorismo têm levado muitos brasileiros a arregaçar as mangas e sair do lugar.

Não é à toa, por exemplo, que atualmente 70% dos brasileiros sonham em ter o próprio negócio. E o momento para fazer isso pode ter chego. De acordo com o economista Joseph Schumpeter, criador do modelo Schumpeteriano de crescimento econômico, um país capitalista vive um ciclo de crescimento macroeconômico composto por 4 partes: um boom, a recessão, a depressão e então a recuperação.

O Brasil, depois de alguns anos de recessão e depressão, dá sinais atuais de ter entrado na fase de recuperação. Isso gera um ambiente econômico que estimulante. No entanto, só as condições macroeconômicas não são o suficiente para crescer. É necessário se preparar adequadamente para ter sucesso.

Se você quer empreender, siga a leitura para saber todos os tipos de empreendedorismo e se preparar para o mercado!

Quais os principais tipos de empreendedorismo?

Nem toda maneira de empreender é igual. O fundador de uma startup, um MEI e o dono de uma franquia na praça de alimentação de um shopping estão todos empreendendo, mas de maneiras diferentes. 

Veja abaixo as 6 principais modalidades de empreendedorismo e qual delas se encaixa melhor com o seu perfil!

1. Empreendedorismo Individual

O empreendedorismo individual é uma tendência recente que visa permitir que um profissional possa empreender por conta própria no mercado nacional. No geral, existem duas maneiras de fazer isso: tirando um MEI (Microempreendedor Individual) ou abrindo uma EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada).

Na prática, trata-se de um tipo de empreendedorismo com menor escala de ação, mas fácil de começar e de operar no mercado. Para quem tem a oportunidade de trabalhar como profissional liberal, é uma ótima maneira de começar um negócio e ganhar mais dinheiro.

2. Empreendedorismo Informal

A taxa de desemprego no Brasil tem caído, mas isso não significa que empregos formais estão sendo gerados. Segundo os dados do IBGE, a queda no desemprego está ligada ao fato das pessoas estarem empreendendo informalmente. São cerca de 40,9% da população trabalhando informalmente.

Na prática, o empreendedorismo informal é aquele em que o empreendedor pratica uma atividade econômica sem formalização governamental, como os vendedores ambulantes, barracas de rua e outras ações do tipo. Não é o tipo de atividade econômica ideal, pois conta com menos estabilidade ou proteção. O ideal é que o empreendedor informal tente se formalizar e tornar-se um empreendedor individual.

3. Empreendedorismo de Franquias

Uma das vantagens de abrir uma franquia é que você está empreendendo com um modelo de negócio que já foi testado e com o apoio de uma empresa que conta com importante know-how para facilitar as coisas. Por Isso, em teoria, esse é um dos tipos de empreendedorismo mais fácil de ser executado, pois conta já com processos bem definidos.

No entanto, isso não significa que a vida de um empreendedor de franquias seja tranquila. Pelo contrário: a atividade conta com desafios e obstáculos próprios.

4. Empreendedorismo Cooperativo

Quando muitos empreendedores individuais se unem para criar um modelo de negócios, eles passam a atuar em um tipo de empreendedorismo diferente: o cooperativo. Na prática, consiste no apoio mútuo de vários profissionais para que, juntos, possam alcançar melhores oportunidades de negócio, usando conceitos de economia colaborativa.

Powered by Rock Convert

Um exemplo seria quando diversos profissionais da área da Publicidade, como um redator, planejador, revisor, designer, social media e editor de vídeo, se unem para atender clientes maiores do que poderiam caso empreendessem individualmente. Para dar certo, é preciso ter muita organização, responsabilidade e boa capacidade de comunicação.

5. Empreendedorismo Social

Dentre todos os tipos de empreendedorismo, o social é um dos mais diferentes. Seu objetivo é causar um impacto positivo na sociedade, seja em que área for. Pode ser uma empresa de tecnologia que visa melhorar o trânsito ou um projeto que ofereça atendimento psicológico para uma comunidade carente.

O grande desafio desse tipo de empreendedorismo é focar o trabalho em realizar um impacto positivo, ao mesmo tempo que consegue reunir recursos financeiros para manter o projeto em funcionamento, seja via patrocínios, seja com o recebimento de doações.

6. Empreendedorismo Digital

Uma das razões para o crescimento do empreendedorismo no Brasil e no resto do mundo é o cenário digital. Com as novas tecnologias, como computação em nuvem, e a presença massiva da Internet e de smartphones, foram criadas as condições para que empreendedores pudessem desenvolver serviços e produtos digitais.

Uma das características do empreendedorismo digital é que ele é muito versátil e atende tanto lojistas (com e-commerces), quanto produtos de conteúdo (com infoprodutos, vídeos e podcasts), com aplicativos e outros serviços no meio (como o Uber, Netflix e outros).

LEIA TAMBÉM
👉Confira tudo que você precisa para criar o site da sua empresa
👉 Saiba o que é banco de dados e a importância dele para o seu site
👉 Crie um blog para o seu negócio usando o Rock Stage

Só é possível seguir um tipo de empreendedorismo?

É importante mencionar que não é necessário seguir exclusivamente um dos tipos de empreendedorismo. Provavelmente isso nem é possível. A maior parte dos empreendimentos no Brasil misturam vários tipos.

Um profissional liberal que oferece seus serviços pela Internet, por exemplo, é usa o empreendedorismo individual e digital. Ao mesmo tempo, vários empreendedores que se juntam para um projeto ambiental combinam o cooperativo e social.

O que um empreendedor precisa ter para ser bem-sucedido?

Não basta conhecer os diferentes tipos de empreendedorismo. Para ter sucesso, quem quer empreender precisa de um conjunto de características que forneçam melhores condições para alcançar seus objetivos.

É necessário, por exemplo, uma capacidade de se automotivar perante os problemas e obstáculos da tarefa, além de ter criatividade para sobrepor os desafios de empreender no Brasil.

Do ponto de vista técnico, o empreendedor também precisa de saber como fazer o controle financeiro da sua empresa, como atuar de forma estratégica no seu mercado e como gerenciar o estoque. Isso pode ser obtido ao fazer cursos para empreendedores.

No entanto, um dos conhecimentos técnicos mais importantes é o de Marketing. Toda empresa, de qualquer tipo de empreendedorismo, precisa saber como se promover no mercado. Sem isso, não consegue alcançar novos clientes, vender e obter um fluxo estável de receitas.

Por isso, se você deseja empreender com sucesso, precisa estudar, independente de qual seja o seu tipo de empreendedorismo. Por isso, conheça agora mesmo os cursos de Marketing Digital da Rock University!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *