Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 7 de novembro de 2019. | Atualizado em 3 de abril de 2020


Felizmente, no mercado existem diversos tipos de treinamentos para empresas e workshops que focam no desenvolvimento profissional dos colaboradores. Muitas dessas opções, inclusive, podem ser aplicadas dentro da empresa, e até personalizadas para atender as verdadeiras demandas de conteúdo e formato necessários para a sua realidade. É isso que vamos descobrir no artigo de hoje. […]

Felizmente, no mercado existem diversos tipos de treinamentos para empresas e workshops que focam no desenvolvimento profissional dos colaboradores.

Muitas dessas opções, inclusive, podem ser aplicadas dentro da empresa, e até personalizadas para atender as verdadeiras demandas de conteúdo e formato necessários para a sua realidade.

É isso que vamos descobrir no artigo de hoje.

Qual a importância e os benefícios dos treinamentos?

Antes de aprendermos quais são os tipos de treinamentos para empresas, é preciso pontuarmos os principais benefícios dessa prática.

O primeiro deles é a possibilidade de qualificar a sua equipe e torná-la cada vez mais capacitada para agir com excelência e atuar dentro da sua empresa.

Um outro ponto que conquista muitos empreendedores é que, muitas vezes, esse não precisa ser um alto investimento: as opções à distância trazem valores mais acessíveis.

O resultado é uma equipe altamente capacitada, motivada e com potencial para alcançar grandes resultados.

LEIA TAMBÉM
👉Confira tudo que você precisa para criar o site da sua empresa
👉 Saiba o que é banco de dados e a importância dele para o seu site
👉 Crie um blog para o seu negócio usando o Rock Stage

Quais são os tipos de treinamentos para empresas que você precisa conhecer?

No mercado existem diversos tipos de treinamentos para empresas. O segredo é descobrir qual deles realmente se encaixam às necessidades e demandas do seu negócio.

Para te ajudar nessa tarefa, listamos os principais.

1. Programas de mentoria

Os programas de mentoria funcionam através da escolha de um ou mais mentores dentro da empresa, que irão compartilhar seu conhecimento com todos os participantes.

Esse modelo de treinamento é interessante porque permite um contato direto e um diálogo ainda mais próximo entre o mentor e os mentorados, o que pode levantar alguns pontos importantes para a empresa, como possíveis desafios enfrentados no dia a dia, relatos de casos desafiadores e até a resolução de dúvidas em tempo real.

Nesses programas de mentoria, você consegue transmitir para a equipe um conhecimento mais tácito, que até então não foi possível ser formalizado em documentos. 

Esse conhecimento comumente é adquirido com tempo de experiência na função, e precisa ser compartilhado para que toda a equipe seja capaz de evoluir e aprender com seus erros e acertos.

2. Treinamentos online

O treinamento online se tornou uma tendência devido a sua praticidade, tanto para os mentores quanto para os alunos.

Nesse formato, a empresa não precisa reservar uma sala ou algum outro espaço físico, por exemplo, que comporte os colaboradores durante o treinamento: é possível que eles acessem diretamente de seus computadores, onde quer que estejam. 

Uma outra facilidade desse modelo de treinamento é o fato de não ser necessário conciliar as agendas de toda a equipe: dentro de suas limitações de tempo, cada um assiste quando puder, sem prejudicar a rotina um do outro.

O contexto de treinamentos online permite duas realidades: 

  • a empresa pode elaborar as capacitações e disponibilizá-las em uma plataforma, liberando o acesso aos funcionários e estipulando um prazo para sua finalização;
  • a empresa pode contratar um profissional especializado ou um treinamento de outra empresa e seguir o mesmo processo: liberar o acesso aos funcionários e estipular o prazo para que o treinamento seja finalizado.

3. Coaching empresarial

O coaching empresarial é um processo que auxiliará os seus colaboradores a traçarem metas factíveis e consistentes para o dia a dia.

Além disso, o trabalho desse profissional também estimulará no desenvolvimento de habilidades e competências necessárias para que todas as tarefas sejam realizadas com maestria, auxiliando também no desenvolvimento e crescimento profissional desse colaborador.

Um dos pontos interessantes do processo de coaching é a capacidade de encontrar as dificuldades de cada indivíduo, reconhecer seus potenciais únicos e qualidades profissionais e, com base nisso, trabalhar da melhor forma possível para buscar um equilíbrio e se desenvolver para sua melhor versão.

Esse modelo de treinamento é vantajoso para os colaboradores, que agora possuem um suporte de crescimento e desenvolvimento, e para as empresas, que passarão a possuir uma equipe focada, com metas, com objetivos e altamente capacitada.

4. Treinamentos interdisciplinares

Os treinamentos interdisciplinares são fundamentais para reduzir a distância entre as mais diversas áreas da sua empresa.

Existem empresas que trabalham com muitos setores em tarefas distintas.

Powered by Rock Convert

Nesse contexto, muitos colaboradores não sabem o que seus colegas de trabalho fazem, ou como aquele trabalho impacta no trabalho dos outros.

Os treinamentos interdisciplinares melhorarão essa relação entre colaboradores e setores, permitindo que todos conheçam pontos de vista distintos, entendam as ramificações do trabalho realizado e sejam capazes de elaborar estratégias diferenciadas para lidar com os desafios do dia a dia.

5. Gamificação

A gamificação é um tipo de treinamento que está ganhando cada vez mais adeptos.

Trata-se de um formato que utiliza as dinâmicas presentes em jogos, e que são capazes de estimular a competitividade, a diversão, o engajamento, a interação entre colegas e a vontade de aprimoramento.

Uma vantagem desse tipo de treinamento é a possibilidade de despertar o interesse e a curiosidade dos colaboradores através de processos dinâmicos. 

Além disso, é possível oferecer recompensas para cada um deles, de acordo com os resultados alcançados, o que motivará ainda mais os profissionais e aumentará as chances de adesão. Por isso é tão importante as empresas saberem o que é gamificação.

6. Workshops

Os workshops e palestras são práticas comuns, mas que podem trazer excelentes resultados para toda a equipe.

Essas capacitações acontecem brevemente, possuem um foco específico e são ministradas por profissionais altamente especializados naquele assunto.

Os workshops podem acontecer tanto no ambiente virtual quanto presencial. Tudo dependerá dos interesses e da disponibilidade dos colaboradores.

Alguns também oferecem certificações para os participantes, e se tornam um grande espaço para crescimento pessoal e profissional.

7. Treinamentos em parceria com instituições de ensino

Um outro formato de treinamento que está ganhando cada vez mais adesão são as parcerias com instituições de ensino.

Nesse contexto, essas empresas terão uma atuação direta com a sua empresa, criando cursos estratégicos que foram pensados justamente para as necessidades da sua equipe. 

O objetivo desse tipo de treinamento é oferecer aos colaboradores a formação necessária para que o trabalho seja realizado da melhor forma possível.

Os profissionais envolvidos no processo são altamente capacitados, e estão utilizando ferramentas de educação já consolidadas no mercado. Isso permite que os colaboradores tenham maior potencial de absorção de conteúdo e possam realmente colocar os aprendizados em prática.

8. Desenvolvimento de protótipos

Todas as empresas passam por mudanças significativas de atuação e processos. Nesses casos, o desenvolvimento de protótipos é uma excelente alternativa. 

São desenvolvidos projetos pilotos que irão simular a nova realidade da empresa, seja o funcionamento de um novo produto ou serviço até mesmo uma rotina.

Isso fará com que os colaboradores sintam quais serão os novos desafios e consigam esclarecer todas as suas dúvidas e questionamentos antes da implementação do projeto completo, tornando a transição muito mais simples e menos turbulenta.

9. Gestão do conhecimento

Por último, mas não menos importante, está a gestão do conhecimento.

Pense em sua rotina: é um fato que recebemos muitas informações diariamente, e que possuímos conteúdo e conhecimentos que sequer nos lembramos ao longo do dia. Sempre aprendemos coisas novas.

Por isso, as organizações criaram um sistema de gestão de conhecimento, para que os colaboradores sejam capazes de registrar, analisar e compartilhar as informações que poderão agregar na rotina de trabalho e nos resultados esperados.

Nesse contexto são realizadas reuniões para que os próprios colaboradores possam trazer novos temas e passar seu conhecimento para frente.

Essa troca, além de enriquecer a equipe e torná-la altamente capacitada, também permite que a relação entre os colegas fica ainda mais estreita.

Os treinamentos trazem diversos benefícios para as empresas. Sem dúvidas, com tantas opções, é possível diversificar para encontrar o formato que melhor se adequa às suas necessidades e ao seu modelo de negócios.

O ideal, nesse momento, é ouvir os colaboradores e estimulá-los a desenvolver novas habilidades, além de disseminar o conhecimento!

Agora que você já sabe quais os tipos de treinamentos para empresas, gostaria de dar uma dica! Os cursos online se tornaram uma excelente opção, principalmente pela praticidade. Por isso, se você quer aprender marketing com os melhores profissionais do mercado, conheça o treinamento de Marketing Digital da Rock University.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

24 respostas para “Conheça os 172 principais fatores de rankeamento do Google em 2020”

  1. Gestão Mídias Sociais MBA disse:

    I liked !

  2. […] Google e ver os resultados. Mas esse método tem vários problemas. Um deles, como sabemos, é que o Google não é igual para todo mundo. O segundo problema: apenas usando o Google, é difícil comparar o seu site com os concorrentes, […]

  3. […] para derrotar os adversários do Google. A otimização no algorítimo era voltada para diminuir o rankeamento de sites que desrespeitavam as regras do Google, e que com práticas ilícitas (chamadas de black hat) […]

  4. […] pela comunidade de “Mobilegeddon”) a Google realizou alterações significativas em seu modo de rankeamento de sites. A partir dessa data, as páginas que não disponibilizarem uma navegação amigável para […]

  5. […] E se você ainda fica um pouco perdido sobre quais métodos ou utilitários poderia usar para melhorar a eficácia de seu programa de marketing on-line, saiba que há boas soluções disponibilizadas na própria Internet. O Google, por exemplo, traz muitos recursos que as empresas não devem ignorar ou perder de vista. E a maioria deles de forma gratuita. Por acaso você sabia disto? Pois descubra algumas propriedades que vão ajudá-lo a melhorar a posição de sua empresa e como r… […]

  6. […] para motores de busca – visa potencializar e melhorar o posicionamento de um site no rankeamento das pesquisas no Google e outros sites […]

  7. […] nas primeiras posições nos mecanismos de buscas da internet. É exatamente para proporcionar boas colocações nos rankeamentos que investir em SEO (Search Engine Optimization) é tão importante. Em um primeiro momento as […]

  8. […] Lembre se que nem sempre você deve tratar como uma regra máxima tudo aquilo que o Google diz a respeito de SEO, mas de qualquer forma é importante saber qual é a posição pública do Google é em relação às estratégias que você deseja empregar para estar bem posicionado nos rankings de busca. […]

  9. […] Mas não se preocupe. Com as ferramentas do Google Search Console, você pode deixar seu site tinindo. Vai melhorar a velocidade com que as páginas carregam, conseguirá entender melhor de onde vem o tráfego, identificará defeitos na pintura do HTML, recauchutará a lataria dos links, turbinará a linkagem interna e também poderá acelerar o SEO, melhorando o ranqueamento de suas páginas. […]

  10. […] marketing digital é quase um clichê falar da importância do seu site estar bem posicionado nos rankings das ferramentas de busca, como o Google. Afinal, você tem um conteúdo (ou produto) e precisa que ele seja visto e […]

  11. […] seu público alvo é a sua colocação nos mecanismos de buscas. Portanto, se é do seu interesse melhorar o seu posicionamento no ranking dos principais mecanismos de busca será necessário investir em uma ferramenta chamada SEO Pessoal. Com ela você poderá atingir […]

  12. […] conteúdo para elas utilizando táticas de SEO é o que pode fazer com que seu site tenha um melhor rankeamento nos mecanismos de busca, fazendo com que seus clientes o encontrem mais […]

  13. […] Ledo engano, e qualquer pessoa que tenha um blog e entenda o mínimo de SEO sabe disso. Uma URL bem estruturada é um dos fatores preponderantes para que os motores de busca melhorem a qualificação de um site diante do rankeamento. […]

  14. […] SEO, em mais de uma maneira. Com este post pretendemos te mostrar como trabalhar os vídeos de modo a se destacar nos rankeamentos de busca. […]

  15. […] em termos de SEO. O próprio Google dá dicas valiosas sobre o que e não fazer para que seu site obtenha bons resultados em seu buscador e em cima disso muitas pessoas criam seus websites achando que seu projeto vai deslanchar […]

  16. […] será automaticamente o que alavancará suas métricas. O importante é que você saiba que o Google gosta de artigos que procuram explicar por completo um tópico ao invés de apenas falar superficialmente sobre os […]

  17. […] de conteúdo vai muito além do que simplesmente postar artigos em um blog. São necessárias ações de otimização para mecanismos de busca, compartilhamento em redes sociais, estudos sobre a área, […]

  18. Mihail Tipa disse:

    Excelente artigo. Dicas muito boas. Nos já usamos algumas destas coisas citadas neste blog no nosso site http://www.dezireimoveis.co…, mas ainda falta muito para ser feito. Obrigado pelas dicas.

  19. Sergio Antonio Meneghetti disse:

    Excelentes dicas! Grato pelo trabalho. Prosperidade!!!$$$

  20. Renan disse:

    Ótimas dicas, conteúdo de extrema qualidade apontei o seu artigo no meu blog http://renansouza.com/
    Obrigado por ter ajudado.

  21. Meninas vips disse:

    Parabéns pelo texto e conteudo do site, estou sempre online vendo as novidades, irei indicar para a redação do site para dar destaque para o seu site, muito bom parabéns. quero fazer meu site subir http://www.scortvips.com.br/

  22. Rock Content disse:

    Ei Jefferson. O mercado de SEO ainda é relativamente novo no Brasil. Especialmente o SEO de qualidade.
    Essas coisas ainda acontecem, mas a cada dia ficará mais difícil de se deparar com esse tipo de coisa. O Google pensa na experiência dos usuários.

    Por exemplo, se você procurar palavras-chave relevantes no mercado de marketing digital, dificilmente encontrará resultados que não são de blogs de qualidade como o marketingdeconteudo.com, resultados digitais ou viver de blog, por exemplo.

    Quando os conteúdos de qualidade começarem a ganhar força nos demais mercados, esse tipo de site tende a perder o seu espaço.

  23. Rock Content disse:

    Que bom que gostou João! Espero que te ajude bastante!

  24. Andre Mousinho disse:

    Que bom que gostou Sergio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *