Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 9 de abril de 2020. | Atualizado em 9 de abril de 2020


TLS e SSL são protocolos de segurança aplicados em sites para garantir que a navegação dos usuários esteja protegida contra vazamento de dados e ataques de hackers. Assim, compartilhar informações pessoais e financeiras não é um problema, já que elas se mantêm criptografadas.

Oferecer um ambiente de navegação seguro aos usuários de sites não é mais um diferencial, e sim uma obrigação, principalmente de projetos de médio porte. Independentemente de serem simples sites institucionais e blogs ou e-commerces em que há transações financeiras, em qualquer uma dessas páginas é fundamental ter um protocolo de segurança avançado como o TLS e SSL.

Esse recurso garante que a interação em um site seja protegida, de modo que apenas emissor e receptor tenham acesso às informações ali geradas e compartilhadas.

Mais do que segurança, para negócios que têm suas páginas na web, se trata também de se manter relevante do ponto de vista dos mecanismos de busca, já que protocolos de segurança são parâmetros de rankeamento.

Neste post apresentaremos o TLS, como ele se tornou um importante mecanismo de proteção de acesso a sites e de que maneira ele pode trazer benefícios. O conteúdo abordará os tópicos:

  • O que é TLS e como ele funciona?
  • Quais são os benefícios desse certificado?
  • Qual é a diferença entre TLS e SSL?
  • Como aplicar um TLS em um site?

O que é TLS e como ele funciona?

Transport Layer Security, o TLS, é um protocolo de segurança aplicado a web sites para garantir que todas as atividades realizadas naquele ambiente estejam protegidas contra ataques e vazamentos. Ele não impede consultas de domínios feitas pelo WHOIS, mas protege dados financeiros e pessoais de usuários que acessam e-commerces, sites e blogs.

O usdo do TLS é amplo, já que seu padrão de atuação é internacional. Para as empresas que recorrem ao certificaado em seus sites isso significa que, independentemente de onde o usuário estiver, o protocolo terá a mesma eficácia. Toda troca de dados fica devidamente protegida contra qualquer interceptação indevida que, se acontecer, não será capaz de acessar as informações de maneira legível.

O funcionamento do TLS

A base do funcionamento do TLS como um protocolo de segurança é sua capacidade de codificar mensagens e informações. Assim, quando um usuário navega por um site e informa dados como endereço, número de telefone, código de segurança do cartão de crédito, entre outros, o TLS é capaz de “esconder” esses registros de quem não deveria ter acesso a eles.

O protocolo faz isso codificando qualquer mensagem que vai de um ponto a outro, ou seja, do site ao usuário e vice-versa. São criadas chaves de acesso às quais só emissor e receptor têm acesso e, quando uma informação faz esse caminho, o certificado TLS autentica quem tentou acessar o conteúdo. Caso não seja um desses dois pontos, não há a possibilidade de acessar a mensagem.

As mensagens são criptografadas, ou seja, seu conteúdo original é escondido para que, por exemplo, em um ataque hacker, a informação interceptada não possa ser lida. Isso garante que todas as atividades realizadas em um site com o certificado TLS se mantenham protegidas, acessíveis apenas por emissor e receptor.

Quais são os benefícios desse certificado?

A segurança digital é um dos pilares fundamentais de qualquer operação em ambientes online. Se não há um nível relevante de confiabilidade, automaticamente se perde muito em engajamento. Sentir que um site oferece recursos de proteção a dados e informações é um fator decisivo que impacta diretamente a experiência de consumo e navegação.

No geral, o TLS traz uma série de benefícios que se estendem à imagem da marca, ao desempenho do site e principalmente à sua visibilidade e alcance na web. A seguir, confira as razões pelas quais é importante prezar pelo TLS em uma página.

Segurança

A segurança sem dúvida alguma é o foco do TLS. Ao longo desse processo de transformação digital, empresas têm dedicado cada vez mais seus esforços para eliminar a desconfiança dos usuários, tornando a navegação e as ações online seguras e confiáveis. O certificado TLS é parte desse trabalho, ou seja, é fundamental tê-lo como um parâmetro sólido de proteção.

Não importa o tipo de conteúdo que o site tenha ou as atividades oferecidas em seus ambientes: toda ação está sob risco de perdas de dados e invasões, caso as mensagens não estejam decodificadas. Os usuários têm cada vez mais preocupação com esses detalhes, já que o digital é um ambiente ao qual estão ambientados e fazem uso para diversas finalidades.

Prevenção a ataques

Os ataques a informações representam um risco concreto. Eles podem ser feitos diretamente por hackers ou por meio de softwares maliciosos que se instalam no computador do usuário. Em qualquer uma dessas possibilidades, a intenção dessas ações maliciosas é uma só: roubar dados que possibilitem cometer crimes.

Powered by Rock Convert

Por exemplo, um CPF pode ser utilizado para realizar uma compra em nome de terceiros, assim como senhas bancárias permitem invadir contas e realizar operações indevidas. Dados de endereço e informações de cartão de crédito também estão sempre sob risco. O certificado TLS evita a exposição dessas informações, garantindo proteção total contra ataques.

Confiabilidade

Estabelecer uma relação de confiança com os usuários é importante, especialmente quando há essa constante troca de informações. Isso se estende a qualquer tipo de página, desde um blog que pede dados simples em busca de um lead até um e-commerce que detém informações mais importantes, que são as pessoais e financeiras. Um protocolo oferece mais credibilidade à relação.

É comum tentar acessar um site e receber a mensagem de que ele não é confiável e que há um problema no certificado de segurança. A maioria dos usuários da web já se deparou com essa informação e eles entendem que isso pode representar um risco. O TLS é o recurso que permite fugir disso, fortalecendo a credibilidade de um site na web.

Melhoria de rankeamento

A segurança é um dos parâmetros de SEO mais importantes e que muitas vezes simplesmente são esquecidos, principalmente em blogs. O foco em otimizar o conteúdo e detalhes na estrutura das páginas é, sem dúvidas, fundamental. Mas todas essas mudanças precisam acontecer dentro de um ambiente seguro por completo.

Sites que não têm um certificado de segurança estão sob análise dos algoritmos do Google e, consequentemente, tendem a perder posições no ranking do motor de busca. Por isso, um dos principais benefícios de aplicar o TLS em uma página é garantir que esse parâmetro de SEO seja cumprido, dando mais visibilidade ao site e aumentando o tráfego.

Qual é a diferença entre TLS e SSL?

TLS e SSL são dois certificados que aplicam protocolos de segurança baseados em criptografia de informações em sites. Essa é uma definição que não muda, mas, ainda assim, gera muita confusão em usuários que não têm conhecimento técnico sobre o tema. A realidade é que há diferenças bem pequenas entre eles, mas que vale a pena destacar.

O SSL foi o primeiro certificado a usar esse tipo de protocolo de segurança, revolucionando os parâmetros de proteção no acesso a sites. No entanto, em determinado momento a sua capacidade de cumprir com a criptografia de informações foi testada e houve o entendimento de que era necessário desenvolver a tecnologia.

Foi assim que o TLS passou a ser o certificado principal, praticamente substituindo o SSL, já que ele é um recurso mais avançado e mais seguro. Portanto, há sim diferenças entre SSL e TLS, que, apesar de pequenas, são essenciais, uma vez que o TLS é um protocolo mais eficaz.

Nomenclatura

Muitos usuários podem se sentir em dúvida quando entendem que o TLS é pouco falado, mas ainda assim ele é um protocolo mais seguro que o SSL. Há uma questão fundamental nesse ponto: a maioria dos certificados utilizados hoje são o TLS, no entanto, eles ainda continuam sendo chamados de SSL.

Tecnicamente, o TLS é encarado como uma evolução do SSL, de modo que é comum que seu nome original não seja usado com tanta frequência. Portanto, um site que tem um certificado SSL não é necessariamente inseguro, já que, na verdade, é provável que ele tenha um TLS e use a nomenclatura antiga.

Como aplicar o TLS em um site?

Esse é um processo um tanto quanto complexo quando falamos de sites construídos do zero por programadores e desenvolvedores. Há um processo mais aprofundado que lida com códigos, o que limita bastante as possibilidades de qualquer pessoa que gerencia uma página conseguir fazer. Nesses casos, o ideal é contratar um host que já ofereça a opção em seu pacote de serviços.

Já quem usa o WordPress pode conduzir o processo com maior autonomia, mas ainda assim é necessário adquirir o TLS diretamente de um provedor. Após isso, ativar essa proteção se torna mais fácil, já que há plugins especializados para esse suporte.

Os dois mais populares são o Really Simple SSL e o SSL Insecure Content Fixer. Ambos têm um processo de instalação intuitivo, bastando seguir os passos que são sugeridos quando o plugin está em execução, após ter sido ativado no painel do WordPress.

Sem o TLS fica difícil garantir um ambiente seguro para que os usuários compartilhem informações e realizem transações financeiras sem preocupações. Deixar de garantir esse protocolo é colocar o engajamento em risco, perdendo em experiência de navegação e de consumo.

Quer saber mais sobre o SSL, o certificado que deu origem ao TLS? Confira o conteúdo completo que separamos para você!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *