Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 25 de junho de 2020. | Atualizado em 25 de junho de 2020


TLS é um protocolo de segurança que pode ser aplicado em canais online, o que inclui sites que são os principais canais digitais das empresas. Se você tem dúvidas sobre quais procedimentos seguir para deixar o seu site seguro e como o TLS atua em relação a isso, continue a leitura!

Os primeiros passos na criação de um site são formados pela escolha de um domínio que seja seu e a contratação de um servidor de hospedagem. Uma vez que ele está feito, um dos pontos que você deve priorizar é a segurança digital, por isso é fundamental conhecer protocolos como o TLS.

Além de segurança ser um dos pontos essenciais para rankeamento do Google, também é importante para a experiência de navegação no seu site. Assim, para que você compreenda como o TLS age nesse sentido e quais são suas diferenças de outros certificados como o SSL, redigimos este artigo que aborda os seguintes pontos:

  • o que é TLS;
  • quais são as diferenças entre TLS e SSL;
  • como funcionam o TLS e SSL;
  • qual é o mais seguro entre os dois.

Vamos lá?

O que é TLS?

TLS é a sigla de Transport Layer Security, ou seja, um protocolo de segurança cuja finalidade é facilitar a segurança e privacidade de dados de dados na internet

Isso ocorre a partir do momento em que o TLS criptografa a comunicação entre os computadores e o servidor de hospedagem no momento em que um site é acessado. Contudo, sua aplicação também pode ser feita para criptografar mensagens de e-mail, Voip, entre outros meios de comunicação

Como o foco deste blog é tecnologia e desenvolvimento de sites que gerem resultados, falaremos sobre o papel do TLS no que diz respeito à segurança online. 

Qual é a história do TLS?

O que entendemos como TLS foi desenvolvido pela primeira vez em 1986, porém seu lançamento ocorreu no ano seguinte durante a 10ª Conferência Nacional de Segurança de Computadores que ocorreu em Baltimore, Estados Unidos. Como produto, seu viés era a implementação em aplicativos tanto de redes públicas quanto privadas que emergiam rapidamente por lá.

Assim, em meados dos anos 90, seu nome mudou de Protocolo SP4 para TLS. Sua versão 1.0 foi lançada em janeiro de 1999 como uma atualização da versão 3.0 do SSL (sobre o qual falaremos mais adiante aqui neste post) e levou a assinatura de Christopher Allen e Tim Dierks.

Depois, outras versões surgiram com o passar do tempo. A versão 1.1 do TLS, por exemplo, veio em 2006 e trazia alguns diferenciais da anterior como, por exemplo, proteção contra ataques de encadeamento de blocos de criptografia (também conhecidos como CBC). Dois anos depois ocorreu o aprimoramento para a versão 1.2 que trouxe um aprimoramento na capacidade do servidor em especificar os hashes aceitos. 

Em tempo, hash é o termo usado para qualquer algoritmo que faça o mapeamento de dados grandes e variáveis para outros de tamanho fixo. Para que você entenda melhor, um exemplo disso ocorre quando você busca alguma informação no seu banco de dados dentro do servidor. 

Em vez de procurar cada arquivo, basta inserir o termo que você quer encontrar. Em outras palavras, hashes funcionam como o índice de um livro que mostra exatamente o assunto que você quer achar.

Powered by Rock Convert

Por fim, a versão 1.3 do TLS lançada em 2018 teve muito mais novidades a ponto de ter sido aplicada em navegadores como Firefox e Google Chrome durante um tempo

Quais são as diferenças entre TLS e SSL?

Conforme você pôde conferir, tanto TLS quanto SSL são certificados de segurança cujos protocolos têm base em criptografia das informações coletadas nos sites. Por conta dessa semelhança, é comum que algumas pessoas tenham dificuldades em saber quais são as diferenças que existem entre elas, razão pela qual as apontamos aqui.

SSL foi desenvolvido primeiro e inovador no que diz respeito à proteção de acessos a sites. Contudo, uma vez que o TLS apareceu, foi possível perceber que ele tem um protocolo mais eficaz nesse sentido. Tomando como base o histórico que contamos acima, podemos tabelar as diferenças entre ambos da seguinte forma:

tls

Como funcionam o TLS e o SSL?

Um dos primeiros pontos ligados ao funcionamento do SSL e TLS é o handshake TLS. Portanto, vamos começar explicando o que é isso.

Durante o handshake TLS, o cliente e o servidor usam as chaves pública e privada para trocar dados gerados aleatoriamente, e esses dados aleatórios são usados ​​para criar novas chaves para criptografia, chamadas de chaves de sessão.

Toda sessão de comunicação TLS começa com um handshake TLS, isto é, uma criptografia assimétrica em que duas chaves diferentes são usadas a partir de uma técnica de criptografia que envolve tanto uma chave de caráter público quanto uma privada, ambas disponibilizadas pelo servidor. Essa união faz com que o servidor crie novas chaves chamadas “chaves de sessão” que aumentam a segurança pela criptografia.

Dessa forma, as chaves de sessão diferentes são usadas para criptografar as comunicações. Assim, o TLS garante que o site com o qual o usuário está interagindo seja quem afirma ser.

Qual é mais seguro entre os dois?

Levando em conta que o TLS é o substituto do SSL, é recomendável que você opte por ele. E você deve estar se perguntando agora como aplicá-lo num site, certo?

Bom, quando se trata de sites construídos do zero via HTML, por exemplo, é necessário contar com os serviços de um desenvolvedor para que isso seja feito. Porém, quem conta com um site feito em WordPress pode contar com um processo mais simples.

Geralmente, os próprios servidores de hospedagem oferecem essa possibilidade, por isso é sugerível entrar em contato com o suporte da hospedagem para saber quais são as etapas para ativar o TLS.

Aliás, agora que você sabe a importância dele para o site da sua empresa, que tal entender como funcionam os serviços de hospedagem como um todo? Confira neste artigo que escrevemos sobre o assunto!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *