Tópico frasal: como elaborar a ideia central de seu parágrafo?

Tópico frasal: como elaborar a ideia central de seu parágrafo?

Tópico frasal é um recurso de escrita que otimiza a organização dos textos. Quando é aplicado corretamente, melhora a experiência do leitor, orientando o seu raciocínio e instigando a permanência no conteúdo.

Sabemos que a escrita é a principal ferramenta do Marketing de Conteúdo atualmente. Não é para menos: é acessível, barata e muito eficiente. Com ela, é possível utilizar várias técnicas de SEO, que auxiliam no ranqueamento.

Mas não só de SEO vive um bom conteúdo, e nem sempre é trivial garantir a qualidade textual que o leitor merece, concorda?

Precisamos buscar desenvolver nossa escrita ao máximo, constantemente. Refletindo sobre a atividade de escrever, é possível aprimorar nossas habilidades e aprender novas técnicas.

Por exemplo, você já ouviu falar em tópico frasal?

Neste texto, vou apresentar o que é tópico frasal, quais são seus tipos e como aplicar esse recurso nos conteúdos da sua estratégia de Marketing. Acompanhe!

O que é tópico frasal?

Tópico frasal é o resumo da ideia central de um parágrafo. Pode vir em vários formatos: definição, declaração, pergunta, negação. Seu objetivo é estruturar o parágrafo e orientar a sequência do texto, situando o leitor sobre o que será abordado.

Qual é a função do tópico frasal?

Como mencionei, a principal função do tópico frasal é organizar a estrutura de um parágrafo. Ou seja, ele sistematiza os argumentos e orienta o raciocínio do leitor.

Com esse recurso, é possível anunciar o tema principal de um determinado trecho. É como dizer ao leitor: “é disso que vou falar”, ou “é esse o conceito que vou explicar”, “é essa a ideia que vou debater”.

No Marketing de Conteúdo, especialmente em blog posts, ele é muito valioso por dois motivos. Primeiro porque prende a atenção do leitor, levando-o a terminar a leitura de cada parágrafo.

Afinal, ele deseja saber qual será o desdobramento daquela ideia que foi anunciada. O segundo é que, organizando as informações do texto, você aumenta sua legibilidade — e, consequentemente, sua relevância.

Quais são os tipos existentes?

Um tópico frasal pode seguir duas direções: do geral para o específico ou do específico para o geral. Na primeira opção, você faz uma afirmação (ou pergunta, ou provocação) mais genérica e desenvolve o parágrafo com explicações específicas ou exemplos.

Na segunda, você faz o movimento contrário: parte de algo particular para mostrar como aquele conceito se aplica em situações abrangentes.

Independentemente do direcionamento, existem alguns “modelos” de tópico frasal. Listamos abaixo os principais — e mais eficientes.

Resumo da ideia central

Esta é a concepção mais conhecida e usada de tópico frasal: uma espécie de resumo da ideia central, um anúncio do que será desenvolvido a seguir.

Exemplo

Mas o importante para se conseguir isso é lembrar que o foco sempre deverá estar no seu cliente. Ainda que o conceito se refira a processos, ações e jornadas, é preciso que a sua empresa crie uma cultura que coloque sempre o cliente no centro do seu negócio, fazendo parte da mentalidade de cada um dos funcionários. (fonte)

Isca

Quando você precisa engajar o leitor, pode transformar seu tópico frasal em uma “isca”.

Tente incluir uma frase de efeito, uma promessa, uma declaração controversa ou um pequeno mistério. Mas esse recurso demanda um pouco mais de domínio da linguagem para não parecer sensacionalista ou leviano. É preciso ter equilíbrio! Veja alguns exemplos a seguir.

Exemplos de frase de efeito

Chegou o momento nostalgia! Nos anos 90, a internet passou por uma onda de crescimento, da qual muitas das principais empresas do mundo surgiram (e muitas também desapareceram). (fonte)

Programação não é mágica. Qualquer um pode aprender o básico dessas linguagens, seja seu objetivo ser um programador iniciante, seja melhorar a comunicação com sua equipe de desenvolvimento, seja facilitar a contratação das pessoas certas. (fonte)

Exemplo de promessa

Quer saber outra curiosidade que possibilita uma percepção valiosa? 73% das pessoas que realizaram compras no dia do consumidor de 2018 começaram a fazer suas buscas pelo menos uma semana antes da chegada do dia. (fonte)

Exemplo de declaração controversa

No mercado, a associação entre B2B com venda no atacado é bastante comum. Pela definição acima, é fácil perceber que o termo é mais amplo, englobando qualquer tipo de transação comercial entre empresas. Tratar B2B apenas como atacado reduz as oportunidades de transformação digital das empresas. (fonte)

Exemplo de pequeno mistério

Slides são quase um universo paralelo dentro do marketing digital. Como assim? É porque eles são eficazes, alcançam um público grande, mas são ignorados pela maioria das empresas. (fonte)

Pergunta

A pergunta ideal para um tópico frasal é aquela que paira na cabeça do leitor quando ele segue a linha de raciocínio estabelecida pelo seu texto.

Dado que no último parágrafo ele aprendeu x, y é a pergunta que ele fará a seguir. É essa variável que você tem que descobrir e usar como gancho de engajamento na leitura.

Mas se lembre disto: em qualquer um desses modelos, é imprescindível desenvolver o assunto. Se você apresentou uma ideia resumida, ela deve ser expandida; é preciso mostrar as consequências ou os desdobramentos.

Se criou um pequeno mistério, é preciso desvendá-lo. Se fez uma afirmação, explique os motivos pelos quais ela está correta. Se fez uma pergunta, ela deve ser respondida.

Exemplo

Como isso ajuda na geração de leads? Pessoas gostam de comprar de outras pessoas. Quanto mais próxima sua marca for dos seguidores, maior a chance de eles se tornarem leads e, depois, clientes. (fonte)

Podemos usá-lo em qualquer parte do texto?

Sim, ele é bem-vindo em praticamente qualquer lugar. Inclusive, é comum que os manuais de redação defendam a ideia de que cada parágrafo deve conter seu “núcleo” temático, ou o próprio argumento.

Isso não é à toa, pois parágrafos são “blocos de sentido”. São como pontos de um bordado: cada um deve estar completo, mas sempre se ligando ao anterior e ao próximo, a fim de dar forma ao desenho.

Metáforas à parte, se você vai dar um novo rumo ao raciocínio, a melhor maneira de fazer isso é trocar de parágrafo.

Apesar de poder ser utilizado em qualquer local do texto, há alguns momentos em que o tópico frasal é mais eficiente. Veja a seguir!

Na introdução

Uma boa introdução deve seguir o método APP: agree, promise e preview. Ou seja, deve concordar com o leitor em algo (idealmente, o problema ou a dúvida que o levou ao conteúdo), prometer a solução e dar uma prévia ou contexto do que virá a seguir.

O tópico frasal pode ser considerado uma “mini-introdução”. Por isso, ele é excelente para cumprir todos esses requisitos e, também, estabelecer a ambientação do texto para o leitor.

Só tome muito cuidado com frases feitas e chavões batidos, como “em um mercado cada vez mais competitivo”.

Uma fadinha da relevância cai desmaiada toda vez que um leitor se depara com um lugar-comum desse tipo.

Na conclusão

Para amarrar com eficiência um texto, a conclusão precisa retomar e sumarizar a essência dos pontos abordados. Mais uma das especialidades do tópico frasal, não é?

Se você pudesse enquadrar seu conteúdo em uma só oração, qual seria? Trata-se do tópico frasal perfeito para o parágrafo de conclusão.

No início de um intertítulo

No Marketing de Conteúdo, uma prática essencial é dividir o texto em seções que chamamos de “intertítulos”, cujos títulos devem ser formatados com heading tags, de acordo com sua hierarquia no artigo.

Isso ajuda na otimização para os mecanismos de busca e beneficia a experiência do leitor, que consegue encontrar mais facilmente o que procura e transitar melhor pelo texto.

Já aprendemos que o tópico frasal também é uma ferramenta de orientação. Ele ajuda a situar a linha de raciocínio do conteúdo. Então, nada melhor que juntar o útil ao agradável e começar cada intertítulo usando esse recurso.

Como aplicar o tópico frasal?

A seguir, você verá dicas de como dominar essa técnica e deixar a leitura do seu conteúdo interessante e agradável. Continue acompanhando!

Encontre a frase ideal

Muita gente defende que a escrita do parágrafo deve acontecer depois da definição do tópico frasal, mas isso não é sempre verdade. Depende do tipo de texto e da maneira de trabalhar de cada autor.

Funciona como um título: às vezes, é mais eficiente criá-lo depois que o conteúdo já está pronto, concorda? Também é uma boa ideia pensar em mais de um formato e decidir qual é o melhor.

As duas abordagens acima têm suas vantagens. Se você define o tópico primeiro, ele “controla” a escrita e evita divagações. Se você deixa essa parte por último, tem uma boa chance de construir um tópico perfeito. E, se não achar essa fórmula adequada, é um sinal de que seu parágrafo poderia estar mais bem-estruturado.

Independentemente de escrever antes ou depois, coloque-se no lugar do leitor: encontre a oração mais eficiente em mostrar qual é o tema e o teor do parágrafo. Para isso, use apenas um período pequeno. Lembre-se disto: se você falar demais, já não se trata do tópico frasal, mas sim do próprio desenvolvimento.

Use conectivos

Os conectivos são elementos que ligam as orações entre si, articulando as ideias e guiando o raciocínio. Eles são essenciais no uso do tópico frasal justamente para amarrar o “anúncio” construído ao desenvolvimento do parágrafo — e ao restante do texto.

Ou seja, os conectivos garantem a sequência de ideias. As conjunções cumprem esse papel com excelência.

Pense no objetivo do seu texto

Todo material escrito tem um objetivo e um formato ou gênero que cumpre essa missão. O tópico frasal pode ajudar nisso.

Por exemplo, se é um blogpost do tipo “o que é?” (que se propõe a explicar um conceito ou ideia), um tópico frasal de definição pode ser uma boa pedida.

Exemplo

Os Testes A/B são aqueles em que comparamos diferentes variáveis na nossa estratégia para ver qual gera os melhores resultados. Podemos testar, por exemplo, se usar um emoji ou não no assunto do e-mail aumenta a sua taxa de abertura (spoiler: aumenta sim!). Ou podemos avaliar se é melhor usar uma cor contrastante ou harmônica no botão de compra de uma loja online. (fonte)

Se o propósito é comparar algo ou debater ideias, que tal anunciar essa comparação no tópico frasal? Foi exatamente o que eu fiz neste texto, no primeiro parágrafo do intertítulo “Quais são os tipos de tópico frasal?”.

Prefira usá-lo no início do parágrafo

Engana-se quem pensa que essa é a única possibilidade. O tópico frasal também pode ser encontrado no final do parágrafo, como uma espécie de conclusão do que foi dito. Entretanto, ele é mais eficiente — e interessante — se for posicionado logo no começo. A chave de leitura que esse recurso fornece é útil ao leitor e ajuda a prender sua atenção.

O que evitar ao elaborar um tópico frasal?

Não seja redundante

Um erro comum de quem tenta usar essa técnica é cair na redundância. Desenvolver o tópico frasal não significa dizer a mesma coisa novamente com outras palavras.

Afinal, o objetivo é fornecer mais informações, explicar ou justificar a sua afirmativa, corroborar o que foi falado com exemplos e argumentos, evoluir o raciocínio. Do contrário, você vai deixar o leitor cansado e diminuir a relevância do texto.

Não deixe nada sem explicação

Lembra quando eu comparei o tópico frasal a um título? A analogia funciona porque a semelhança é forte. O tópico frasal é como se fosse o título do parágrafo.

Portanto, assim como no título de um texto, não prometa o que não consegue cumprir. Se você resolveu compor seu tópico frasal com uma pergunta, um mistério, uma promessa ou uma provocação, nunca frustre a expectativa do leitor.

Não exagere ao longo do texto

No livro “Comunicação em Prosa Moderna”, Othon M. Garcia afirma que cerca de 60% dos parágrafos contêm tópico frasal inicial. Mas isso não significa que ele precisa estar presente em todos os parágrafos.

Dependendo do tipo de texto (e de tópico), a recorrência pode cansar o leitor. Tente mesclar os formatos e deixar alguns trechos só com o desenvolvimento — ou seja, com sua ideia central “diluída”, sem ser “anunciada”. Lembre-se: a régua deve ser sempre a experiência do leitor.

Vimos neste artigo que o tópico frasal é um recurso importante para guiar a leitura e organizar os argumentos de um conteúdo. Também aprendemos que ele tem várias roupagens e serve a diversos objetivos. Artifícios como esse ajudam a tornar seus escritos mais agradáveis e relevantes.

Portanto, tente aguçar sua reflexão sobre a linguagem e entender melhor como as técnicas de redação podem agir em seu favor.

Se você quiser aprimorar ainda mais os seus textos, dê uma olhada neste artigo sobre revisão de conteúdos: como evitar que eles percam a credibilidade por causa de errinhos bobos. Boa leitura!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo