Por Raissa Serique

Freelancer da Rock Content.

Publicado em 21 de outubro de 2019. | Atualizado em 5 de março de 2020


Apesar de já existirem há algum tempo, os conteúdos interativos têm sido encarados como uma grande novidade do marketing. A verdade é que agora, com mudanças requisitadas pelos próprios consumidores, eles se apresentam como uma boa saída para o marketing.

As empresas avaliam constantemente suas estratégias de marketing para identificar como chegar mais perto do público.

O conteúdo interativo se apresenta como um caminho para se comunicar com a audiência ao mesmo tempo em que é possível ouvir o que o público tem a dizer, pela mesma via.

Esse formato gera um ciclo virtuoso de produção de conteúdo, em que as próprias respostas vindas das interações se tornam materiais para novas publicações, mais adaptadas aos anseios da persona

Mas quem já tem conteúdos produzidos de forma estática não precisa pensar em apagar tudo e começar do zero. Um dos benefícios dos materiais interativos é justamente a reciclagem de conteúdos.

Descubra como transformar conteúdos estáticos em interativos e usá-los na sua estratégia de Marketing de Conteúdo e Marketing Digital neste post.

Vamos falar sobre os seguintes itens:

Quer saber mais como usar essas técnicas e suas vantagens? Continue lendo!

 

O que é conteúdo interativo?

Conteúdo interativo é aquele no qual o público participa da construção por meio de elementos de interatividade. É geralmente produzido e promovido com o auxílio de alguma ferramenta, como sites ou aplicativos.

O ideal é trabalhar com aquelas que permitem criar materiais sem a necessidade de trabalhar com códigos e programação e que de preferência armazenem e forneçam dados coletados para posterior análise e realização de testes A/B.

Outra característica que precisa ser observada durante a escolha da ferramentas de interatividade é a integração com outras ferramentas, como as de CRM, email marketing, ferramentas de buscas etc.

Uma das mais respeitadas e conhecidas do mercado é a ion, que oferece todas as características que citamos anteriormente, além de outras mais específicas.

Independentemente se o conteúdo mais usado em sua estratégia de marketing é estático ou dinâmico, eles precisam fazer sentido para o público. Entretanto, os dinâmicos precisam ser produzidos com cuidados extras e inseridos dentro de um funil de vendas.

Isso porque o conteúdo interativo, para que extraia o melhor do seu conceito, precisa em primeiro lugar ser preocupado em trazer uma resposta para o cliente.

Fazer publicidade direta do produto ou da marca pode afastar quem deseja interagir com o material.

Vamos abordar essa e outras características de conteúdos com interatividade e mostrar a diferença deles para os estáticos no próximo tópico.

 

Quais são as diferenças entre conteúdo estático e conteúdo interativo?

Os conteúdos estáticos são aqueles em que a comunicação já vem pronta das empresas, não havendo nenhuma oportunidade para que a audiência construa uma história ou uma solução única em conjunto.

Comparativamente, enquanto os conteúdos interativos são um diálogo, os estáticos são um monólogo, no qual só as empresas têm voz. E é por somente ouvir — e quase nunca falar — que as pessoas têm preferido consumir outras formas de conteúdos, como os interativos. 

Em uma estratégia de Marketing de Conteúdo bem definida, é recomendável usar conteúdos interativos em diferentes etapas do funil, alcançando o público de maneiras diversas.

Essa prática evita associar a interatividade a alguma etapa do funil específica, com as usadas em táticas mais fortes de vendas.

Existem diversos materiais interativos, como ebooks, infográficos ou quizzes, que se encaixam melhor em cada etapa do funil, de acordo com a sua finalidade.

Além disso, as métricas mais relevantes em materiais desse tipo são número de interações, quantidade de compartilhamentos e tempo de retenção. Número de conversões e vendas, entre outras, não são recomendadas.

Isso porque as pessoas estão (ainda mais) em busca de se afastar de propagandas forçadas e se interessando cada vez mais por conteúdos produzidos de forma mais “natural”.

Assim, promover venda logo no início afastaria as interações com possíveis clientes que tenham interesse no conteúdo. Além de não gostar de se envolver com propagandas claras, muitos também tem receio de divulgar seus dados ou opiniões para empresas, especialmente em um primeiro contato. 

 

Quais são os maiores benefícios dos conteúdos interativos?

Mesmo com certos cuidados sobre a questão da exposição dos produtos na hora de criar um conteúdo interativo, as outras características desse tipo de material superam quaisquer dificuldades que por ventura venham a surgir.

Isso porque a interatividade permite que os consumidores dediquem uma atenção plena enquanto se envolvem com aquele material. Atualmente, isso é um dos maiores desejos de empresas e publicitários quando o tema é retenção de audiência.

A busca por atenção está se tornando um problema sério não só no marketing, mas em todos os setores do mundo atual. Afinal, só em 2020, estima-se que cada pessoa produza 1,7 MB de dados por segundo. 

Para se ter uma ideia, conteúdos estáticos como artigos de blog têm a atenção das pessoas por apenas 37 segundos, em média, de acordo com um levantamento feito pela NewsCred.

Além disso, é da natureza humana ser mais interativo do que passivo. As pessoas gostam de se comunicar e de interagir. Uma estratégia de marketing interativa torna os leads mais interessados, mais engajados e muito mais propensos à compra.

De acordo com um levantamento feito pela ion, 96% dos profissionais de marketing acreditam que conteúdos interativos influenciam positivamente na jornada de compra de um consumidor. 

Mas o maior benefício é estar mais perto do “coração” dos consumidores. O fato de as pessoas evitarem emitir suas opiniões ou fornecer dados ao se depararem com propagandas ou publicidade criava lacunas sobre algumas informações para o setor de marketing das empresas.

O comportamento do consumidor e como ele pensa é melhor captado por meio de conteúdos interativos — ainda mais do que em entrevistas e pesquisas.

E com esses dados captados, é possível aplicá-los em estratégias de Marketing de Conteúdo e Marketing Digital, proporcionando ainda mais melhorias ao público.  

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 Tipos de conteúdo interativo: veja 5 tipos altamente atrativos

👉 Como conseguir egajamento com conteúdos interativos

👉 Como gerar receita com conteúdo interativo

👉 Como usar conteúdos interativos para reduzir o ciclo de vendas

👉 4 tipos de conteúdos interativos para fase de consideração

👉 Principais desafios ao usar conteúdo interativo na estratégia de marketing


 

Quais tipos de conteúdos são considerados interativos?

Materiais que podem ter algum tipo de interatividade e são frequentemente utilizados em estratégia de Marketing de Conteúdo são quizzes, calculadoras, disputas, galerias de fotos, infográficos e ebooks.

A escolha dos melhores formatos depende do plano de marketing, do público e do nicho de mercado em que se atua.

Um exemplo de sucesso na utilização desse tipo de conteúdo foi o aumento de 70% da taxa de conversão da BloomReach ao criar um quiz sobre um vestido.

bloomreach

Independentemente do formato escolhido, o conteúdo inserido deve, em primeiro lugar, procurar resolver algum problema da persona ou entretê-la para somente depois mostrar a marca.

Isso não é uma regra exata. A Centre for Arts and Tecnology usou landing pages interativas para impulsionar suas conversões. O resultado foi uma diferença de 4% para 19% após o uso da técnica.

Centre for Arts and Tecnology

A Citrix também identificou problemas em suas campanhas por meio de conteúdos interativos.

Ao focar suas peças para nichos mais específicos, conseguiu até 756% de aumento em conversões em uma das páginas de seu teste A/B.

Citrix

A Caring Bridge fazia campanhas via Google Adwords e Facebook Ads. Ao usar elementos interativos, descobriu dois públicos diferentes. A otimização do conteúdo aumentou a conversão em 100% no Facebook.

Caring Bridge
 

Como transformar conteúdos estáticos em interativos?

Sabemos que criar conteúdo para um público que pode se distrair facilmente não é fácil. Além de todas as etapas para produzi-lo (planejamento, execução, monitoramento etc), a briga para chamar a atenção do público é constante.

E só tende a aumentar, com a Transformação Digital e a chegada de novas redes sociais e novos aplicativos.

Entretanto, é possível aproveitar o que já foi produzido, seja esse conteúdo estático ou não, para criar formas de interagir com a audiência e entendê-la melhor, aproximando-a da marca.

O primeiro passo é se abrir para a possibilidade de transformar um conteúdo antigo em algo totalmente novo. Muitas vezes ficamos presos ao que já vemos e nem conseguimos imaginar como algo poderia ficar de outra maneira.

O conteúdo interativo permite que o marketing tenha respostas instantâneas sobre determinado assunto e alterá-lo para algo totalmente novo é algo benéfico aos consumidores.

Assim, pesquisas podem se tornar infográficos interativos e trazer dados mais relevantes do que um conteúdo estático que apresente um panorama, por exemplo. O importante é procurar materiais que tenham potencial para se tornarem interativos.

Depois, deve-se procurar entender os objetivos não só do conteúdo estático em questão, mas também dos usuários, que muitas vezes fazem escolhas que o marketing nem imaginaria — mais um benefício dos conteúdos interativos.

Apesar de parecer um processo demorado e complexo, é possível encurtar esse caminho na hora de produzir novos materiais.

Existem no mercado vários templates já disponíveis para facilitar e simplificar o processo. Eles não são um mapa fixo que deve ser cumprido à risca, mas sim uma base para experimentações.

A maior vantagem desses templates está em reduzir a quase zero o tempo que se perderia com detalhes de menor valor para o marketing, como a programação para montar tal material.

A ion atua com a ferramenta Quick Start, que permite que haja mudanças no design e no conteúdo sem alterações no backend — que permanece pronto não só para a primeira versão, mas para testes e readaptações do mesmo conteúdo.

A reformulação e constante pesquisa são alguns dos principais fatores que levam ao sucesso de uma estratégia de Marketing de Conteúdo eficiente quando se trata de conteúdo interativo. Os testes já faziam parte da rotina do setor de marketing e agora precisam ser mais ainda.

Para simplificar todo o processo de adaptação desses conteúdos, é essencial contar com uma ferramenta capaz de produzir peças interativas e ainda ser escalável. Um exemplo disso é a ferramenta ion.

Tem interesse em saber mais sobre ela? Então confira tudo que você precisa saber clicando no banner a seguir!

Conteúdos InterativosPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *