Por Larissa Lacerda

Editora do Blog da Rock Content.

Publicado em 5 de março de 2020. | Atualizado em 11 de março de 2020


Twitter testa Fleets, nova funcionalidade similar aos Stories, apenas para usuários brasileiros do aplicativo.

Depois de um período de poucas inovações, o Twitter anunciou o teste do recurso Fleets, que possibilita postagens com apenas 24 horas de duração na rede.

Anunciada no dia 4 de março de 2020, a funcionalidade passará por um período de testes e, até o momento, está disponível apenas para seus funcionários e usuários do Brasil.

Essa é a primeira vez que a empresa cogita diversificar o tipo de conteúdo criado na rede, para além dos já consolidados tweets. Assim, esse novo passo claramente impactará no sucesso do Twitter e pode também influenciar no seu como marca.

Quer entender mais sobre o Fleets, os motivos de sua criação e principais características?

Então continue a leitura e saiba tudo sobre a ferramenta!

Como funciona o Fleets do Twitter?

Com funcionamento e visual bem similar ao Stories do Instagram, o Fleets aparecerá no topo do feed e qualquer pessoa da rede poderá acessá-lo enquanto estiver disponível.

Veja abaixo um vídeo publicado pelo perfil brasileiro do Twitter:

Esses conteúdos foram pensados principalmente para o formato de texto (máximo de 240 caracteres), mas é possível também enviar imagens, GIFs e vídeos.

Para os últimos, serão permitidos conteúdos de no máximo 2 minutos e 20 segundos, ou de 512 MB. Contudo, usuários específicos e de maior autoridade na rede poderão ainda contar com vídeos de até 10 minutos de duração.

Lembrando que, por não serem tweets, esses posts não poderão receber curtidas, retweets ou comentários públicos. Por isso, para responder um Fleet, será preciso enviar uma mensagem privada.

Além disso, essas postagens não circularão pelo Twitter, aparecerão na busca ou em momentos e nem mesmo poderão ser embedados em sites externos.

Uma questão levantada por alguns usuários foi de como funcionará a hierarquização dessas postagens, pensando que o número de perfis seguidos costuma ser bem alto.

Para responder essa dúvida, a empresa explicou que os Fleets serão altamente personalizados e selecionados de acordo com os conteúdos mais recentes e de perfis compatíveis, ou seja, que seguem o maior número de pessoas em comum.

No momento o Fleets funciona apenas no aplicativo, tanto em IOS quanto Android. 

Por que criar o Fleets?

A ideia de criar mensagens efêmeras no Twitter foi divulgada há mais de um ano pelo Head de Produto Kayvon Beykpour, que compartilhou ao website de notícias, The Verge, o interesse nesse modelo de conteúdo:

“Eu vejo isso (conteúdos efêmeros) como uma outra dimensão que é realmente importante para os consumidores: em algumas circunstâncias específicas quando você quer conversar com pessoas, mas não tem certeza de que deseja que aquilo dure para sempre. 

Então, penso que é uma dimensão a ser focada, como um problema específico dos consumidores e, com certeza, estou muito interessado em explorar como iremos possivelmente dar a eles maior controle.”

Ainda, de acordo com a publicação oficial da rede feita no blog do Twitter, uma das maiores barreiras enfrentadas pelas pessoas na rede é a sua natureza pública e o medo de postar algo para sempre — gerando uma pressão que seria aliviada pelos Fleets.

Você também pode se interessar por estes outros conteúdos!
👉 19 dicas incríveis para ganhar seguidores no Twitter
👉 Twitter Ads: por que você deve começar a usar essa ferramenta hoje mesmo
👉 Bons influencers: 18 perfis e pessoas para seguir no Twitter

Por que realizar testes no Brasil?

Caso você esteja se perguntando “por que logo no Brasil?”, o Twitter resolveu esclarecer sobre isso também na sua postagem no blog.

De acordo com o Gerente de Produto, Mo Al Adham:

“Uma vez que o Brasil é um dos países em que as pessoas mais conversam no Twitter, com muitos de vocês apaixonados por falar e seguir outros brasileiros na plataforma, estamos animados em testar a nova funcionalidade aqui.”

Quais as principais preocupações sobre o Fleets?

Por enquanto, o que está sendo comentado pelas plataformas de comunicação, como o TechCrunch,  é a possibilidade do Twitter usar o Fleets como uma forma de criar um ambiente um pouco mais saudável para o compartilhamento de pensamentos — o que ele não têm sido nos últimos tempos.

No entanto, é apontado também que essa ideia da divulgação do que ele identificaram como “ideias e opiniões momentâneas”, com “menor pressão e mais controle” pode indicar uma “saída” para os que compartilham conteúdos de origem desrespeitosa na rede.

Como todo teste, ainda é cedo para tirar conclusões sobre o seu uso. A ideia é realmente verificar se a novidade faz sentido para os usuários e, em caso afirmativo, ela será mantida e difundida para o restante do mundo.

Por que isso é relevante para as marcas?

Pensando a partir da perspectiva de uma marca que selecionou a rede para conquistar visibilidade e engajar com os seus usuários, é possível que o Fleets possibilite interações ainda mais frequentes, assim como foi com o Stories.

De forma parecida, será possível compartilhar mais conteúdos mais “internos”, como novidades da empresa, assim como promover posts e threads para um maior número de pessoas.

Além disso, pode ser uma questão de tempo para que o Twitter invista também em novas features para o Fleets, como uso de enquetes, perguntas e repostas e outros tipos de mídia interativa.

Por isso, caso o Twitter já faça parte da sua empresa ou se você ainda cogita em adotá-lo, conheça o Fleets, faça testes e veja como é a resposta dos seu público para a novidade, é possível que você se surpreenda positivamente e descubra um canal de alto engajamento!

Mas para que você consiga criar conteúdos de sucesso nessa rede, seja usando tweets ou o Fleets, recomendamos que você conheça o nosso material completo sobre Marketing no Twitter.

Marketing no TwitterPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *