Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 6 de agosto de 2019. | Atualizado em 9 de dezembro de 2019


O Venture Capital — também conhecido como capital de risco — é o investimento em empresas com alto potencial de crescimento, mas também com alto nível de risco.

Como a sabedoria popular diz: você colhe o que planta. Assim, o mundo dos negócios é baseado no investimento em coisas que devem ser construídas, em ideias que estão na mente de um visionário. E se tudo não passa de um delírio? E se, em vez de sonhar, nos dedicássemos a trabalhar pelas coisas que já estão garantidas?

É isso que torna o mundo do marketing tão especial. De um lado, toda a seriedade do mundo adulto com horários e reclamações e, de outro, o sonho adolescente de sermos nosso próprio chefe e nos tornarmos milionários com uma grande invenção.

É por isso que no artigo de hoje falamos sobre o famoso capital de risco ou capital empresarial. Também conhecido como Venture Capital, ele é usado para financiar startups em fase inicial que, ao mesmo tempo, têm grande potencial de mercado, ainda que possuam um alto nível de risco.

Vamos juntos aprender mais sobre essa ideia, que neste mundo Peter Pan é um milionário e vive no Vale do Silício!

Neste artigo você vai ver:

O que é Venture Capital?

É uma ação financeira na qual um ou mais investidores criam um fundo para pesquisar, selecionar e capitalizar um projeto emergente. Esse projeto, apesar de apresentar um risco considerável, possui um alto potencial de crescimento.

Esses grupos de capital de risco geralmente têm dois tipos de modalidades:

  • General Partner (Parceiro Geral): cada participante consegue, com alguma autonomia, escolher os projetos e investir parte do capital;
  • Limited Partner (Parceiro Limitado): alguns parceiros gerenciam e outros simplesmente colocam dinheiro e recebem os lucros (quando existente).

Como funciona o Venture Capital?

O grupo, em primeiro lugar, é criado por meio de um contrato e um estatuto operacional em que são determinadas as porcentagens de investimento de cada participante e suas competências. Também são estabelecidas: área de atuação, o foco dos investimentos e a visão do empreendimento.

Depois é definido o tipo de perfil ou a fase em que a empresa se encontra, sendo que as possibilidades são:

  • Capital Semente: para empresas que estão apenas no papel e precisam ser constituídas;
  • Incubadoras: para empresas que podem ser incorporadas, mas que ainda não firmes no mercado;
  • Aceleradoras: para empresas estabelecidas e funcionando, mas que precisam acelerar seu crescimento e melhorar seu desempenho.

Uma vez determinado o fundo a ser utilizado para o investimento, começa o processo de seleção de projetos. A ideia é diversificar o risco, ou seja, dividir o fundo e investir em várias startups, com a finalidade de aumentar as chances de retorno econômico.

A seleção

O estudo para escolher em qual startup investir é complexo. Devem ser cuidadosamente considerados:

  • o solicitante: como existem muitos, é importante que a equipe seja cuidadosamente selecionada;
  • o mercado para o qual o projeto é direcionado;
  • o conceito do negócio.

Todos os anos, milhares de projetos são analisados ​​e apenas alguns são apoiados. Esses grupos investem na compra antecipada de ações e podem ou não participar da administração executiva das empresas escolhidas. Muitas vezes, o investimento é feito em dinheiro, mas também em treinamento, conhecimento, consultoria e carteira de clientes.

Se o negócio correr bem, as empresas de Venture Capital devolvem o dinheiro inicial aos seus investidores, adicionando os lucros. Quando isso acontece, é porque a startup foi adquirida por uma grande empresa ou entrou no mercado de ações.

Quais as principais plataformas de Venture Capital?

A seguir, apresentamos duas das principais plataformas de Venture Capital para que você consiga encontrar a mais adequada para a sua ideia.

Anjos do Brasil

Anjos de Brasil é uma organização sem fins lucrativos fundada em 2011. A sua própria experiência foi a de uma startup. Por isso, depois de realizar o ciclo completo de crescimento e consolidação no mercado, passou a apoiar outras startups em fase de crescimento.

A sua missão institucional é:

“fomentar o empreendedorismo brasileiro, através da disseminação de conhecimento, conexão de apoiadores (investidores anjos) a novos empreendedores e promoção de políticas publicas para incentivo e estimulo ao desenvolvimento econômico e social do Brasil.”

A filosofia dessa plataforma se baseia na percepção de que a chance de sucesso de uma boa ideia depende diretamente do seu financiamento. Entre as atividades que realiza, podemos citar:

  • treinamentos;
  • elaboração de conteúdos online e off-line;
  • congressos; 
  • conferências;
  • seminários;
  • conexão de novos empreendedores com apoiadores (investidores anjo), tanto por meio de uma plataforma online, como em eventos presenciais (encontros);
  • criação de uma rede de investidores anjo;
  • assessoria e consultoria para que os empreendedores apresentem seus projetos
  • promoção e estimulo à criação de políticas públicas que incentivem o empreendedorismo com apoio do investimento anjo.

Kaszek

Kaszek é uma empresa de capital de risco que tem seu foco principal na América Latina. Ela mesma se define como um negócio que:

“associa empreendedores excepcionais para criar empresas de base tecnológica que sejam duradouras e de alto impacto.”

Além de investir com capital, eles também oferecem conhecimento e experiência em:

  • estratégia;
  • execução corporativa;
  • formação de equipes;
  • tecnologias;
  • redes de contatos.

A Kaszek já é bastante conhecida no Brasil por ser uma das principais investidoras da Pitzi e do Nubank, recentemente classificado como uma startup unicórnio, o que significa ter uma avaliação de preço de mercado no valor de USD 1 bilhão de dólares.

Apresentamos apenas dois exemplos, mas existem muitos grupos de investidores dispostos a avaliar sua ideia e ajudá-lo a crescer. Portanto, não hesite e organize seu projeto agora mesmo para começar a articular seu crescimento por meio do Venture Capital.

Se você quer se aprofundar no tema e se tornar um expert em startups, continue a visita em nosso blog e tire todas as suas dúvidas sobre o que é uma startup

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *