Aprenda a calcular a análise da rentabilidade de uma empresa

Fazer a análise da rentabilidade de uma empresa é crucial para verificar o cenário financeiro em que se encontra. A partir desse resultado, você tem mais facilidade desde para tomar decisões até conquistar potenciais investidores. Neste artigo, você vai conhecer os principais indicadores financeiros e aprender como calculá-los. Boa leitura!

analise da rentabilidade de uma empresa

    Um dos principais motivos de falência dos empreendimentos é o descuido com as finanças. Assim, traçar e seguir uma boa estratégia de gestão financeira é essencial para o bom desempenho no mercado. Para tanto, a análise da rentabilidade de uma empresa é importantíssima para acompanhar os seus resultados e, a partir daí, estabelecer melhorias.

    Isso permite descobrir se o negócio vale a pena do ponto de vista financeiro ou se tende a acumular dívidas e, consequentemente, prejuízos que inviabilizarão as suas atividades futuramente.

    Os índices de rentabilidade são os mais relevantes para os gestores, sócios e investidores, pois apontam o retorno dos recursos aplicados na organização em si ou em um determinado projeto. Quer aprender a fazer esse cálculo em sua agência? Confira, neste post, a importância desse processo e como realizá-lo sem erros!

    O que são indicadores de rentabilidade?

    A rentabilidade pode ser definida como o grau de êxito econômico em relação ao dinheiro aplicado em projetos e operações. No âmbito empresarial, esse indicador financeiro é um dos mais importantes junto a liquidez, utilização de ativos e nível de endividamento.

    Basicamente, os indicadores de rentabilidade são ferramentas que revelam o resultado dos investimentos feitos pelo empreendimento. Eles mostram o grau de remuneração da empresa, evidenciando o quanto de lucro é suficiente para atingir um bom desempenho financeiro.

    Os gestores podem utilizar esses recursos para checar qual é a capacidade que o negócio tem de lucrar e obter retorno sobre os seus ativos, capital investido e vendas. Além disso, eles medem a possibilidade de ganho dos acionistas com o capital injetado na agência.

    Diferença entre lucratividade e rentabilidade

    Embora sejam parecidos, esses indicadores são diferentes, logo também devem ser calculados e acompanhados de formas distintas. A lucratividade consiste no valor obtido sobre as despesas e receitas adquiridas pela companhia dentro de um período de tempo.

    Nesse processo, é preciso identificar quais são os custos para a manutenção mensal do negócio, bem como o quanto tem entrado no caixa. Para chegar a essas respostas, usa-se a seguinte fórmula:

    Lucro líquido/receita total X 100 = índice de lucratividade (%)

    Conforme já dissemos, a rentabilidade verifica se os investimentos feitos geram o retorno projetado. Por meio desse cálculo, descobre-se o quanto foi obtido a cada real aplicado nas suas operações.

    Por quê calculá-los?

    Deixar de acompanhar a taxa de rentabilidade é um dos maiores erros financeiros cometidos por gestores de agências. Afinal, ela indica qual é a eficiência da empresa, como tem sido o seu controle de custos e como as oportunidades de negócio estão sendo aproveitadas. Ou seja, dá um panorama seguro dos rumos que o empreendimento está tomando, se está em um cenário positivo ou negativo.

    Um negócio que tem dificuldades para arcar com os seus custos de funcionamento e não tem lucros terá complicações para enfrentar a concorrência e resistir no mercado. Levando isso em consideração, é imprescindível utilizar as ferramentas de controle disponíveis, como o índice de rentabilidade, que:

    • traz uma visão ampla e detalhada do desempenho financeiro de todos os departamentos;
    • facilita o processo de tomada de decisões;
    • direciona o comportamento dos investidores;
    • mostra se as práticas adotadas realmente são eficazes para o seu tipo de negócio;
    • evidencia a margem de lucro da empresa.

    Portanto, calcular a rentabilidade da agência é indispensável para ter mais controle financeiro. Isso impacta todas as áreas da organização, as quais trabalharão mais tranquilas, focando apenas as suas atividades, sem se preocupar com cortes de custos, por exemplo.

    Com esses números em mãos, você também terá mais facilidade para lidar com sócios, fornecedores e gestores, visto que pode comprovar que o negócio rende o suficiente para fazer novas aquisições ou é vantajoso para novos investimentos.

    Como realizar esse processo?

    Para calcular a rentabilidade da empresa, é preciso dividir o lucro alcançado em um período de tempo pelo valor do capital inicial aplicado. Porém, vale ressaltar que existem quatro opções de índices, os quais devem ser usados conforme a necessidade. Conheça, a seguir, quais são eles e como funcionam.

    Índice de margem

    Trata-se do indicador que revela o quanto o empreendimento ganha com a venda de um produto ou serviço. Ele é dividido entre a margem operacional e a líquida.

    Margem operacional

    Em suma, é o lucro puro de uma unidade de produto ou servido vendido, sem considerar gastos, despesas financeiras e incidência de impostos. Para chegar ao resultado, é bem simples: basta dividir o lucro operacional da agência pelo número de unidades que foram comercializadas.

    Por exemplo, se a sua agência vendeu 10 pacotes de gerenciamento de redes sociais em um mês, tendo um lucro de R$ 10 mil, a fórmula a ser usada é: 10.000/10 = 1.000. Desse modo, entende-se que a margem operacional é de R$ 1.000,00.

    Margem líquida

    Diferentemente do que acontece no índice anterior, em que não é necessário descontar despesas, custos e obrigações, a margem líquida inclui todas essas informações e mostra se a companhia realmente está rendendo em relação aos custos exigidos para a sua manutenção.

    Para verificar a margem líquida, há que se multiplicar o lucro líquido por 100 e posteriormente dividir o resultado pelas vendas líquidas. Por exemplo, se a agência teve um lucro líquido no valor de R$ 50 mil e vendas líquidas no valor de R$ 80 mil, o cálculo será: 50.000 x 100/80.000 = 62,5%.

    Esse resultado evidencia o lucro do empreendimento para cada real obtido na receita líquida. Assim sendo, nesse exemplo, houve um retorno de 62,5% para cada real da sua receita líquida.

    Índice de ativos

    Aqui, o valor está relacionado à rentabilidade obtida em cima do ativo, que nada mais é do que o retorno atingido por meio do investimento realizado na organização. Na prática, o cálculo requer a descrição dos aportes utilizados, sem levar em conta a sua origem. A fórmula a ser usada é: lucro líquido x 100/valor do ativo.

    Imagine que a agência de comunicação recebeu um investimento de R$ 200 mil e teve um lucro líquido de 100 mil durante o seu primeiro ano de trabalho. Nesse caso, a fórmula é: 100.000 x 100/200.000 = 50%. O resultado demonstra que, do total investido na empresa no seu primeiro ano de trabalho, 50% foi retornado.

    Retorno sobre capital

    A partir do cálculo do retorno sobre capital, os gestores analisam a rentabilidade dos recursos da agência, além de descobrir se a companhia pode ser considerada atrativa para novos investidores ou se está tirando dinheiro do seu próprio caixa para continuar aberta.

    Para efetuar esse cálculo, basta fazer a divisão do lucro líquido pelo patrimônio líquido. Suponha que a agência tenha um patrimônio de R$ 100 mil e obtenha um lucro líquido de R$ 33 mil. A conta seria: 33.000 / 100.000 = 0,33. Com base no resultado, a agência teve um retorno de 0,33 % sobre os seus recursos.

    Prazo de retorno

    Também chamado de payback, o prazo de retorno indica quanto tempo o negócio precisará para pagar o investimento efetuado. Quem deseja ter essa resposta deve dividir o investimento total feito no negócio por um determinado período.

    Exemplo: a agência tem um investimento de R$ 200 mil e conseguiu um lucro de 20 mil em um mês. A fórmula é: 200.000 / 22.000 = 9,9. Compreende-se que, se continuar obtendo o mesmo lucro, a tendência é que a empresa pague todo o seu investimento dentro de 9 meses.

    Como interpretar os índices?

    Viu só como é fácil calcular a rentabilidade de uma empresa? No entanto, é importante dizer que o seu trabalho não termina após o cálculo. É necessário que o departamento financeiro analise e interprete essas informações.

    Em primeiro lugar, tenha em mente que os índices de rentabilidade não devem ser analisados de maneira isolada. Para fazer com que a sua avaliação seja mais precisa, é indicado comparar o retorno de outros investimos, como uma poupança ou CDB. Ainda que a aplicação apresente um risco menor se comparada a um empreendimento, ela poderá ser um bom parâmetro para checar a sua rentabilidade.

    Temos que deixar claro que uma aplicação com liquidez maior tem maiores possibilidades de converter o investimento feito em dinheiro, o que se difere dos que são realizados na agência. No geral, para que o índice de rentabilidade seja classificado como um valor relevante, ele tem que alcançar o dobro da rentabilidade média de um investimento conservador, como é o caso da poupança.

    Como o Studio ajuda na otimização de sua rentabilidade?

    Sem dúvidas, acompanhar a rentabilidade é um ponto primordial para as empresas que almejam ser bem-sucedidas e atrair a atenção de investidores. Nesse sentido, recorrer à tecnologia, como o uso de um software de gestão financeira, é essencial para organizar e controlar todas as atividades relacionadas às finanças.

    Com um sistema de gestão integrada, como o Studio, todos os departamentos da agência passam a se comunicar com o setor financeiro — condição que otimiza a gestão de projetos e torna o cruzamento de dados mais transparente. Em uma única plataforma, você tem acesso a informações operacionais, comerciais e financeiras, além de soluções que facilitam o monitoramento dos indicadores. Isso significa que terá dados precisos para calcular a rentabilidade.

    Para evitar prejuízos, o software oferece uma régua de cobrança, que ajuda a controlar os boletos enviados para os clientes a fim de reduzir as chances de esquecimento e de inadimplência.

    A análise da rentabilidade de uma empresa comprova se a estratégia financeira seguida pela empresa tem sido eficaz e, caso os números sejam negativos, possibilita a correção de eventuais erros antes que o negócio se torne inviável.

    Quer aproveitar os benefícios do nosso sistema de gestão integrado? Assine o Studio agora mesmo e teste as nossas soluções para aumentar a sua rentabilidade!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!