Como criar um NFT: passo a passo e ferramentas necessárias

Aprender como criar um NFT pode ser um caminho para inovar e fortalecer sua conexão com seus clientes, e também uma porta de entrada no Metaverso. Entenda como funciona, sua relação com a estratégia de marketing digital do seu negócio, quais os exemplos mais famosos e mais.

como criar um nft

Empresas que desejam destacar-se em seus segmentos estão constantemente em busca de inovações para suas estratégias de marketing digital e, saber como criar uma NFT pode ser uma boa escolha para o cenário atual.

Também chamados de tokens não-fungíveis, os NFTs são ativos virtuais que representam diferentes formatos como artes visuais, avatares, músicas e vídeos. Deseja entender como esse elemento pode alavancar sua marca e engajamento com seu público?

Preparamos um passo a passo sobre como criar um NFT, informações sobre como eles funcionam na sua estratégia de marketing e os motivos que explicam porque eles estão tão em evidência. Confira.

    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    O que é NFT?

    NFT é a sigla para Non-Fungible Token, ou, tokens não-fungíveis, que são registros digitais que usam tecnologia como as das criptomoedas para serem criados e atestarem sua posse, o blockchain. No entanto, Bitcoins e Ethereum, por exemplo, são fungíveis, ou seja, podem ser substituídas por similares ou repartidas, mas as NFTs não.

    Assim, um Bitcoin vale o mesmo que outro Bitcoin, uma nota de cinquenta reais pode ser trocada por duas notas de vinte e uma de dez. Mas uma NFT não tem o mesmo valor que outra NFT, nem pode ser dividida porque seu registro digital é único e, se separado, deixa de existir.

    Para alguns públicos, o termo NFT ainda é pouco conhecido, assim como sua importância. Dessa forma, para integrá-lo na estratégia do seu negócio, é preciso conhecer o perfil de suas personas e avaliar se a oferta teria receptividade.

    Exemplos e tipos de NFT

    • obras de arte;
    • livros, músicas, filmes e curta-metragens;
    • colecionáveis;
    • trechos de vídeos icônicos no esporte;
    • avatares, armas, skins de jogos;
    • ativos tokenizados reais, como artigos de moda;

    Times de futebol, por exemplo, já lançaram NFTs que, além do valor do certificado digital, ainda davam benefícios extras como visitas especiais nos campos, encontros com os jogadores e blusas autografadas. Além de únicas, as NFTs são emitidas para comemoração de eventos especiais (vitória de um campeonato ou aniversário do clube, por exemplo) e em número limitado, para aumentar a exclusividade da posse.

    Com isso, a marca é fortalecida, o assunto gera buzz marketing no mercado que também pode contribuir para a divulgação gratuita e em larga escala dos produtos e serviços da empresa.

    Como as NFTs funcionam?

    Para saber como criar um NFT, é importante entender como elas funcionam. Isso porque até mesmo quem não acompanha o assunto, já deve ter visto notícias e imagens compartilhadas de NFTs nas redes sociais.

    Ora, se alguém detém a posse de uma imagem virtual, como outras pessoas compartilham, certo? E, ainda, como funciona sua compra e venda? Vejamos.

    Comprar ou vender NFTs

    A melhor forma de entender a venda de NFTs é pensar em um leilão de arte. Cada peça negociada tem seu valor e, obviamente, não pode ser repartida. Além disso, quando alguém arremata o bem, recebe um certificado que o associa como detentor.

    A compra e venda de NFTs funciona dessa mesma maneira, mas no mundo digital. Imagens colecionáveis nesse formato podem ser vistas e até fotografadas, assim como obras de artes que são reproduzidas em livros de história e demais publicações, mas só o dono delas têm o certificado digital de posse.

    Separamos aqui alguns artigos que podem te interessar:

    Por que o mercado de NFTs está tão movimentado?

    E, qual a importância desse certificado? Para quem compra e coleciona, principalmente, é a oportunidade de especulação, ou seja, a geração de valor a longo prazo, com possibilidade de ganhos futuros pela venda em maior valor.

    Mas também é possível apontar a questão da diferenciação e exclusividade. Pessoas que consomem NFTs de moda, por exemplo, podem enviar suas fotos para empresas desenvolvedoras e receberem suas fotos usando tênis virtuais tokenizados que poucas ou apenas elas terão acesso.

    Dessa forma, empresas que querem ofertar NFTs têm algumas oportunidades e gatilhos mentais a serem explorados:

    • as NFTs colecionáveis, de vídeos, músicas e moda virtual são formas de expressão e gostos pessoais. Um negócio que explora tal características em seus produtos ou serviços pode ter bons retornos ao aprender como criar uma NFT e vendê-la;
    • os tokens não-fungíveis de maior sucesso são comercializados em pequenas tiragens, gerando exclusividade à quem detém. A escassez de NFTs desejáveis eleva suas respectivas precificações, o que é favorável para a especulação;
    • com o crescimento do Metaverso, e a possibilidade de criar vidas virtuais complexas, as NFTs de avatares, skins, modas, dentre outras, serão cada vez mais consumidas, um mercado em crescimento que comunica diretamente com um público disposto a pagar por esse tipo de produto digital;
    • a autoridade e o reconhecimento de uma marca também crescem para àquelas que decidem criar NFT. Aliás, considerando que esse tipo de aquisição ainda não é comum, clientes que realizam a compra demonstram grande lealdade à marca.

    Todas essas características corroboram para a movimentação do mercado de NFTs, assim como o aumento de pessoas economicamente ativas de gerações digitais, como é o caso dos Millennials, Gen Z e Alpha.

    Esses grupos enxergam o valor dos tokens não-fungíveis e entendem que comprar uma NFT de uma marca ou artista é uma forma de apoiá-los. Tal comportamento demonstra familiaridade com o mundo digital e que suas decisões de compra são conscientes.

    O mercado de NFT é uma bolha financeira?

    Como os NFTs têm um fundamento similar ao das criptomoedas, e essas são vistas como investimentos de alto risco, é natural questionar se a valorização dos tokens não-fungíveis está muito acima de seus valores reais.

    Resumidamente, é isso o que acontece em bolhas financeiras. Algum ativo fica em avidência, suas negociações e preços aumentam. Com o tempo e a quantidade de especulação, tais bens começam a ser vendidos e comprados por quantias muito acima do que realmente valem até que acontece a ruptura brusca e a queda do preço.

    Algo parecido aconteceu com as criptomoedas, mas elas já estavam consolidadas e não deixaram de existir. Os NFTs têm características e mercado com comportamentos diferentes, são itens principalmente, colecionáveis, e não investimentos puramente.

    Porém, é claro que ainda são novidades para o grande público e por isso, todo esforço da empresa quer saber como criar um NFT deve ser dispendido com cautela e planejamento. Veja um passo a passo a seguir que pode ajudar nesse processo.

    Como criar seu primeiro NFT?

    O primeiro passo necessário para quem deseja saber como criar um NFT é escolher a platafoma de tokens não-fungíveis que vai usar para desenvolver e comercializar seus produtos tokenizados. Veja a seguir.

    Escolha a plataforma NFT que vai operacionalizar

    A escolha da plataforma deve considerar características como sua popularidade, segurança e eventuais taxas, o que vai garantir uma boa estratégia de vendas de NFTs.

    OpenSea

    A OpenSea é, talvez, a plataforma de NFTs mais famosa do momento. Com um grande volume de negociações de tokens não-fungíveis de arte. Para armazenar e comercializar por lá, é preciso pagar em torno de 2,5% do valor de cada venda.

    As blockchains disponíveis para desenvolver na OpenSea são a Ethereum e a Polygon.

    Objkt

    Já a Objkt é considerada a maior platafora de NFTs para Tezos, uma blockchain que tem como criptomoeda o tez, ou XTZ. Ela funciona com leilões, onde os interessados fazem lances durante um tempo determinado para cada NFT.

    O lance vencedor conclui a venda na própria plataforma, em XTZ. A taxa cobrada a título de manutenção da Objkt também é em torno de 2,5%, ou seja, tem custos similares à OpenSea.

    Holaplex

    Quer aprender como criar um NFT e comercializar na Holaplex? A plataforma usa a blockchain Solana (SOL) para seu desenvolvimento. É uma solução interessante, e o próprio site informa que trata-se de ua ferramenta desenvolvida por criadores para criadores de NFTs.

    Rarible

    A Rarible é uma plataforma para comprar, vender, armarzenar e criar um NFT e sua taxa, de 2,5% do valor negociado, incide apenas durante a venda de um token não-fungível entre membros do marketplace.

    Nela é possível cunhar NFTs em formato de livros, arte digital, curta metragens, músicas etc. Mas pode existir uma taxa de criação de NFT dependendo da blockchain usada, que pode ser Ethereum, Flow e Tezos.

    Outros

    Etherscan, Nansen, Icy Tools são outras plataformas para quem deseja saber como criar um NFT e fazer sua comercialização. Porém, algumas delas tem layout mais complexo, pouco amigáveis para novos desenvolvedores de tokens não-fungíveis.

    Para quem vai usar o conhecimento e tecnologia já presentes em seus negócios, pode encontrar dificuldades iniciais no uso de plataformas mais complexas, o que pode atrasar um planejamento de lançamento, por exemplo.

    Outro aspecto é que os clientes que desejarem comprar NFT da marca podem estar mais familiarizados com plataformas mais conhecidas e de uso mais frequente pelo público consumidor dessa modalidade de produto. Portanto, é importante levar todos esses critérios em consideração.

    Fazer o registro na blockchain

    Com a plataforma escolhida, e considerando a proposta comercial delas, o passo seguinte é fazer o registro na blockchain desejada. Para isso, será necessário vincular uma carteira de criptomoedas para gerenciar suas negociações.

    Com esse cadastro será possível investir na criação das NFTs. Algumas plataformas cobram as chamadas “gas fees”, ou taxa de combustível, que são cobradas para o desenvolvimento e negociação dos tokens não-fungíveis.

    Criar o NFT

    Com o cadastro devidamente concluído, basta clicar no comando de criação (“Create”), definindo se a NFT será uma tiragem única ou em série limitada.

    O arquivo que será transformado em NFT vai ser trabalhado em outra ferramenta. Assim, depois que ela estiver concluída, basta subir o arquivo para a blockchain, que armazenará apenas os metadados como o nome da imagem e o endereço que atestam seu registro.

    Precificar NFTs

    Algumas etapas podem ser conduzidas simultaneamente, como é o caso do planejamento das vendas de NFTs. Isso porque as horas de desenvolvimento da arte, dentre outros custos do processo, devem ser considerados para a formação do preço de comercialização.

    Foco no público-alvo e na concorrência que também oferece NFTs também pode ajudar nesse processo, afinal de contas, é preciso conquistar os clientes certos, com a oferta dos produtos de maior valor, qualidade e custo-benefício. Como a negociação envolve especulação por escassez, essa é uma etapa muito importante no processo.

    Planeje suas vendas digitais

    Os cadastros em redes sociais como o Twitter e em grupos com interesse em NFTs também podem ser conduzidos ainda no início do processo, assim, é possível conhecer o mercado, gerar expectativas etc.

    Por fim, otimize as informações das NFTs criadas na plataforma em que elas serão comercializadas de acordo com sua estratégia de marketing. Faça descrições que chamem atenção, gerem interesse. Também é possível informar outras condições comerciais, como receber uma possível comissão em vendas futuras da NFT.

    Os tokens não-fungíveis podem integrar a estratégia de marketing do negócio, especialmente se a empresa está focada em oferecer experiências digitais interativas, relevantes e em diferentes canais e formatos, ou seja, omnichannel. Assim, além de saber como criar um NFT, é importante fazer um estudo para integrá-los na proposta de valor da empresa.

    Uma boa forma para começar esse estudo é conhecer os benefícios dos NFTs para as marcas. Confira o material que criamos sobre como os tokens não-fungíveis podem contribuir para o sucesso da sua empresa.

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!