O que faz o diretor de criação dentro da agência?

O diretor de criação é o profissional que conceitua campanhas e garante que seu time entregue projetos certeiros. A posição é reservada a quem tem anos de experiência e capacidade de, além de gerir times, garantir que eles tenham engajamento, produtividade e qualidade de atuação.

ilustração sobre o diretor de criação
O diretor de criação é a principal mente criativa de uma agência!

Uma agência é composta por diversos talentos que têm a missão de fazer a ideia do cliente ser transformada em uma campanha ou em materiais realmente satisfatórios, tudo isso em diversos níveis de atuação. Entre esses profissionais está o diretor de criação, figura-chave dentro desse ambiente e que é quase que uma ponte entre atendimento e criação.

É comum surgirem dúvidas sobre as diferenças entre os trabalhos do diretor de criação e do designer. Apesar de eles terem muito em comum, especialmente na parte técnica, há alguns detalhes que os diferenciam e, por isso, os fazem ocupar cargos diferentes.

O diretor ocupa um papel mais estratégico e é isso que faz toda diferença quando observamos a rotina de uma agência. Neste post mostraremos mais a fundo o que faz o diretor de criação e de que maneira ele é essencial para a equipe de criação.

Continue a leitura e entenda tudo!

O que é um diretor de criação?

O diretor de criação é o profissional responsável por conceituar e direcionar todas as campanhas e projetos que a agência desenvolve para seus clientes. Nessa posição, seu desafio é ser quem recebe as solicitações do Atendimento, para então encaminhar uma ideia pronta para a equipe de criação.

Seu cargo implica basicamente a tomada de decisões em todas as fases do trabalho. Depois de conceituar a campanha, é ele quem vai direcionar o fluxo de trabalho junto a redatores e designers. O diretor também é responsável por aprovar layouts e, principalmente, o projeto final.

Marcello Serpa em close
Marcello Serpa foi diretor de criação da AlmapBBDO, uma famosa agência do país. Fonte: Propmark

O diretor de criação ocupa esse cargo porque já teve experiência em outras camadas da criação, trabalhando, por exemplo, como redator, designer ou diretor de arte.

No entanto, chega a essa posição quem, além de vivência de mercado e qualidade técnica, tem também maior capacidade de gestão de equipe, comunicação interpessoal e a habilidade de transformar ideias em conceitos.

Quais são as características do profissional de direção de criação?

O diretor de criação tem importante papel na criação publicitária, atuando como um guia, mas para isso ele precisa ter características bem específicas. Só chega a essa posição quem reúne as qualidades certeiras para liderar todo o processo criativo de uma agência. Conheça algumas dessas exigências.

Boa comunicação interpessoal

O profissional precisa lidar com pessoas o tempo todo para fazer solicitações, orientar quanto à criação, cobrar prazos e também aprovar ou recusar ideias e trabalhos.

Para isso, além de jogo de cintura, é preciso saber lidar com os outros criativos, conquistando confiança, respeito e parceria. Desse modo, é preciso se comunicar de forma precisa, respeitosa e objetiva.

Gestão de equipes

Gerir equipes é um grande desafio e que, primeiramente, exige liderança. O diretor de criação é alguém que precisa entender as necessidades de cada membro dos times criativos, para saber como explorar o máximo do potencial de cada um.

Gerir também é designar demandas com responsabilidade, sabendo o que cada um pode entregar, sempre entendendo o que o cliente quer.

Organização

Um dos detalhes técnicos que o diretor de criação precisa desenvolver a cada dia é a organização. Deixando a parte criativa de lado, para garantir o cumprimento de prazos, o trabalho em um ambiente com menos pressão e a qualidade dos projetos, é necessário ter organização. Inclusive, essa característica garante que as equipes tenham mais tranquilidade para criar.

Quais são as funções do diretor de criação?

Na prática, as funções do diretor de criação são bem claras e fundamentais para o bom andamento da rotina da agência. Veja a seguir o que ele precisa desenvolver no dia a dia e de que maneira ele deve se relacionar com todos os elementos presentes no processo criativo.

Auxilia na construção de briefing com clientes

Atendimento é o setor que leva ao diretor de criação as necessidades que o cliente tem e o que ele espera. No entanto, isso precisa ser transformado em conceito e um direcionamento claro para a equipe de criação.

É nesse momento que entra o trabalho do diretor. Ele vai construir o briefing mais perfeito possível, sempre tirando o máximo de percepções e ideias junto ao cliente.

Faz a gestão de todo o processo criativo das campanhas

O processo criativo precisa ser estruturado de forma que o trabalho dos profissionais seja facilitado e conduzido de forma produtiva. Em meio a isso, o diretor de criação vai estabelecer todos os passos que devem ser seguidos pelos outros membros. Isso garante o cumprimento de prazos e a entrega de um resultado dentro do esperado.

Gerencia equipes e rotinas de criação

As rotinas de criação precisam ser respeitadas de forma linear, para garantir que tudo saia de acordo com o briefing e com o que foi conceituado. Nesse processo, dúvidas e dificuldades podem surgir, e nesse momento o diretor de criação precisa dar suporte à equipe. Ele deve ser visto como um líder e alguém que está pronto para orientar.

Auxilia no desenvolvimento de peças

Diretor de criação também coloca a mão na massa! Aplicando principalmente ideias de design thinking com foco na necessidade do cliente, ele pode dar suporte direto no desenvolvimento de algumas peças específicas, ou até mesmo como auxílio à equipe.

Revisa os projetos finais e os apresenta aos clientes

As últimas etapas têm a influência direta do diretor de criação. É ele quem vai avaliar o projeto final, entender se ele atende às solicitações, se segue, por exemplo, parâmetros de UX Design, entre outros pontos.

Se tudo estiver adequado, é hora de apresentar ao cliente. Sua capacidade de comunicação é um fator essencial para que ele faça essa apresentação da melhor forma.

Quais setores o diretor de criação deve integrar?

A estruturação de departamentos integrados na agência é cada vez mais comum, já que isso garante dinamismo nos processos, maior comunicação e resultados precisos. Nesse cenário, o diretor de criação deve integrar dois departamentos: Atendimento e Criação.

Sua atuação nesse caso consiste em captar informações com o Atendimento e, após entender as necessidades do cliente, talvez até se reunindo com ele, entregar conceitos e direcionamentos prontos à criação. O diretor é a ponte entre esses pontos que deve garantir o trabalho.

O papel estratégico nas agências

Também é papel do diretor criativo garantir que a equipe de criação esteja sempre no máximo de engajamento. Por isso, ele tem uma importante função estratégica que engloba algumas obrigações, como acompanhar indicadores de produtividade.

O diretor precisa garantir que, cada vez mais, sua equipe esteja pronta para entregar projetos sólidos, alinhados ao conceito e que satisfaçam o cliente. Isso passa também por produtividade e, principalmente, engajamento.

É fácil entender por que o diretor de criação é uma figura central na rotina das agências. Sua capacidade de conectar as ideias do cliente com os esforços dos criativos é o grande trunfo, mas que é apenas a parte final de um trabalho repleto de esforços e exigências.

Curtiu nosso post sobre o diretor de criação? Assine nossa newsletter e não perca mais nenhum conteúdo!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!