Por Kellison Ferreira

Publicado em 20 de abril de 2020. | Atualizado em 21 de julho de 2020


A busca do engajamento para equipe remota é fundamental em tempos de distanciamento social. Para isso, ferramentas de produtividade e soluções para determinadas tarefas promovem ambientes de trabalho completos, conectando pessoas, gerenciando demandas e mantendo o serviço em dia.

Muito mais do que uma escolha, o trabalho remoto pode ser a única opção em alguns casos. Restrições de contato social são raras, mas crises globais como a gerada pelo novo coronavírus podem impor essa condição.

Neste momento, podem surgir dúvidas sobre como manter o engajamento para equipe remota; parte dessa resposta, sem dúvidas, está na tecnologia.

Afinal, ferramentas de produtividade e de gestão são de grande ajuda para manter equipes engajadas em projetos, metas e demandas.

Ainda que o home office seja cada vez mais comum, a transição do escritório para a casa pode gerar impactos.

A necessidade de manter colaboradores engajados e comprometidos é grande e tem influência direta nos resultados da empresa. Por isso, há um desafio nessa questão.

Com boas práticas, ferramentas adequadas e um pouco de flexibilidade para interagir e relaxar, é possível criar um ambiente favorável à cultura do trabalho remoto, ainda que ele seja temporário.

Neste conteúdo você vai ver a importância de engajamento, além de dicas de ferramentas essenciais para gerar conexões. O post abordará:

Confira a seguir!

 

A importância de manter o engajamento para equipe remota

Equipes remotas ainda representam alguma condição especial que originou essa situação, ainda que o trabalho de home office seja uma crescente na cultura organizacional.

Nesses casos, é importante prezar pela dedicação e pelo engajamento dos colaboradores, o que nem sempre é tão simples a ponto de colocar apenas como uma obrigação deles.

Fora de um ambiente tradicional de trabalho, há alguns desafios que implicam a realização de um bom trabalho, que vão desde a concentração, passando pelo comprometimento e indo até a comunicação, ainda que a internet facilite bastante.

Nesses cenários, as equipes precisam de recursos que ofereçam um dinamismo de contato que chegue o mais perto possível de uma reunião presencial. Além disso, elas devem ter à disposição ferramentas que permitam fazer o mesmo que normalmente executam no escritório.

Esse conjunto de fatores gera uma ideia de engajamento para a equipe remota, ou seja, condições de trabalho que proporcionem concentração, capacidade de trabalhar nas demandas e dedicação.

Manter esse cenário adaptado, mas ideal para o trabalho fora da empresa, é simplesmente decisivo para os objetivos do negócio em curto e médio prazo.

Alguns fatores cruciais ajudam a compreender melhor de que maneira esse engajamento faz tanta diferença não só para as empresas, mas também para os colaboradores e seus níveis de trabalho.

Manter a tomada de decisão em equipe

O afastamento social não precisa impactar os relacionamentos de trabalho. Por mais que haja essa possibilidade, é importante ter bons recursos e práticas para manter todos próximos.

Um ponto que pode ser influenciado é a tomada de decisão em equipe, o que é cada vez comum.

Empresas que optam por esse modelo de gestão têm na confiança entre seus colaboradores um dos principais trunfos para conquistar objetivos. Por mais que seja parte das questões mais operacionais, o contato entre os membros de um time deve manter a dinâmica de costume.

Quando essas decisões continuam sendo tomadas, mesmo que a distância, se reduz ao máximo o impacto do trabalho remoto no planejamento da empresa. Assim, ela consegue manter uma gestão eficaz, ainda que em condições diferentes das habituais.

Evitar o acúmulo de demandas

Demandas acumuladas podem ser um problema para os objetivos da empresa e é natural que essa seja a consequência de uma possível falta de engajamento na equipe remota. No entanto, é possível conseguir trabalhar bem, focando o planejamento que a empresa já tem.

Há duas razões principais que ocasionam esse acúmulo: falta de engajamento do colaborador e dificuldades operacionais. Nenhuma das duas estão relacionadas ao desleixo, mas sim aos problemas de adaptação e à falta de costume das pessoas em relação ao trabalho remoto.

Com boas práticas e o apoio de ferramentas especializadas, se torna mais fácil manter um nível de produtividade eficiente e que mantenha o fluxo de trabalho de cada colaborador e também das equipes.

Assim, ainda que demore um pouco, tudo pode voltar ao normal!

Alinhar pontos importantes para o trabalho

Quando os esforços de engajamento da equipe remota funcionam, naturalmente há um cenário em que se torna mais fácil alinhar ideias entre os membros desses times, mesmo que estejam distantes.

As reuniões precisam ser substituídas pelas videoconferências e conduzidas da mesma forma, com as adequações necessárias.

Sem esse recurso, pode ficar difícil definir questões importantes do trabalho, principalmente na revisão de alguns pontos e na análise de métricas, o que é comum em equipes de marketing, por exemplo. Para que isso aconteça, todo o time deve estar ambientado e adaptado às chamadas.

Nesse processo, a escolha de uma ferramenta de videoconferência adequada faz toda diferença.

Afinal, um bom software pode conectar os colaboradores de maneira dinâmica, reduzindo os impactos negativos do distanciamento social.

Você também pode se interessar por este conteúdo!
👉 Equipes globais: como gerir equipes de marketing bem-sucedidas?
 

7 ferramentas essenciais para alcançar esse objetivo

A tecnologia, em seu desenvolvimento crescente, sempre propôs soluções que fossem realmente benéficas para os ambientes de trabalho.

Muitas delas funcionam bem tanto interna quanto externamente, o que as torna perfeitas para essa busca de engajamento para a equipe remota.

Contar com elas é o que pode fazer toda diferença para manter todos alinhados, ativos e organizados com as demandas. Separamos as 7 principais, com diversas finalidades. Confira!

1. Tangerino

Ainda que as empresas estejam caminhando para uma flexibilidade quanto às rotinas e ao cumprimento de horários, uma carga horária mínima diária é necessária.

Por isso, o Tangerino é um software simplesmente perfeito para funcionar como um verdadeiro controle de ponto digital remoto. Seu funcionamento é tão simples que faz ele ser até mesmo surpreendente.

Ele é um aplicativo em que o colaborador pode registrar o seu ponto diariamente, funcionando muito bem para quem trabalha remotamente.

Assim, as empresas conseguem ter um controle do tempo de trabalho de suas equipes, garantindo que elas estejam engajadas diariamente, mesmo trabalhando de casa.

O registro do Tangerino é simples:

  1. o colaborador acessa o aplicativo e digita sua matrícula;
  2. a localização é compartilhada;
  3. uma selfie pode ser tirada no ambiente de trabalho;
  4. o ponto é registrado.

2. Google Agenda

O Agenda é mais uma ferramenta de produtividade e trabalho oferecida pelo Google.

O nome não esconde sua função: funcionar como uma verdadeira agenda digital em que os colaboradores possam acompanhar demandas, compromissos, reuniões e o que mais for necessário para a rotina de trabalho.

O acesso pode ser feito em computadores e dispositivos móveis.

A solução do Google é feita para dinamizar o cotidiano de qualquer pessoa e, nesse contexto de equipes, também pode ser usada para registrar as demandas e direcionar os responsáveis.

A visualização é fácil, o nível de informação cadastrado é rico e o Agenda ainda pode ser sincronizado com os eventos do Gmail.

3. Trello

O Trello é uma das soluções para equipes mais conhecidas do mercado, sendo amplamente utilizada por times de marketing, principalmente dentro das companhias.

Diante dessa necessidade de manter o engajamento na equipe remota, nada muda: ele é uma plataforma em nuvem, ou seja, você consegue acessá-lo de qualquer lugar e ter todas as informações à sua disposição.

No Trello é possível criar times para demandas, para setores e para qualquer projeto em andamento.

É simples direcionar tarefas, controlar o andamento delas e ainda registrar comentários e se comunicar com quem está nesses grupos.

Com uma aparência agradável e operação intuitiva, o Trello ajuda muito a manter a produtividade dos times.

4. STRATWs One

O STRATWs One é uma ferramenta de desempenho avançado, mais focada na tomada de decisão e no acompanhamento do desenvolvimento dos objetivos da empresa.

Seu uso, dependendo do contexto, pode ser mais adequado para gestores, funcionando como uma solução de monitoramento de relatórios e resultados. A ideia é que ele seja um dashboard de objetivos!

A principal função dessa ferramenta é proporcionar a possibilidade de acompanhar os resultados da gestão ou até mesmo do trabalho de um time.

Por apresentar as informações de maneira descomplicada, o STRATWs One otimiza a tomada de decisão e ainda ajuda os colaboradores a entenderem o impacto de seus respectivos trabalhos, aumentando o engajamento.

5. Google Hangouts

As ferramentas de chamadas é uma das mais importantes nos esforços de engajamento para a equipe remota. O Hangouts é, sem dúvida, a principal delas, mesmo em meio a tantas opções disponíveis.

Também oferecida pelo Google, trata-se de uma solução simples, que permite a comunicação por mensagens de texto e chamadas de voz ou vídeo.

Os contatos são sincronizados com as contas de email e qualquer outro serviço Google que seja utilizado. Além disso, o Hangouts pode funciona tanto em computadores quanto em dispositivos móveis.

A interface é simples e em poucos segundos é possível começar uma chamada com os membros do time, de modo que todos sejam mostrados simultaneamente na tela.

6. iClips

O iClips é uma ferramenta de gestão de agências de comunicação, funcionando como uma verdadeira plataforma integrada em que setores e demandas podem ser organizados em um só ambiente.

Assim, os gestores podem manter as demandas em dia e trabalhar checando o nível de engajamento da equipe remota durante esse período de distanciamento social.

No iClips é possível gerenciar:

  • projetos em andamento;
  • delegação de tarefas;
  • contatos com fornecedores;
  • aprovação de jobs;
  • informações financeiras;
  • atendimento.

O mais legal é que o iClips está disponível para teste gratuito até o dia 30 de junho! Essa é uma ótima oportunidade para começar a usar a plataforma.

7. HappyMeter

A saúde mental dos membros de um time precisa ser uma das prioridades dos gestores.

Afinal, se os colaboradores não estão bem, dificilmente vão conseguir manter o engajamento e o nível de produtividade desejado.

Em momentos de incertezas e de grande preocupações, como a crise do novo coronavírus, a ansiedade e o medo podem causar impactos que podem ser medidos pelo HappyMeter.

Com uma abordagem leve, intuitiva e até lúdica, a ferramenta funciona como um medidor de bem-estar dos colaboradores.

Esses níveis motivacionais e de satisfação são medidos por meio de questionários simples que são respondidos com emojis que representam o estado de espírito do colaborador.

 

Atividades que ajudam a aliviar a tensão e descontrair os times

Ainda que estejam fisicamente distantes, os times precisam estar unidos. Por isso, trazer mais leveza para o cotidiano precisa estar entre as preocupações dos gestores.

Em momentos específicos, como no trabalho remoto ocasionado pelo novo coronavírus, é ainda mais importante descontrair os times e fazer todos relaxarem um pouco.

Para isso, há algumas práticas e ferramentas que podem ajudar a tornar o ambiente leve, divertir e ainda unir os times nesses períodos.

Confira algumas!

Adedanha

Quem disse que não dá para fazer um happy hour à distância? O pós-expediente dos times é um momento clássico de união e aproximação.

Remotamente, uma ótima ideia é propor uma adedanha por meio de uma chamada de vídeo, com os membros do time participando. De suas casas, cada um pode se servir com vinho, cerveja, refrigerante ou o que preferirem para animar!

Lista de objetivos

Uma ótima forma de conhecer mais os companheiros de trabalho é saber de suas visões, objetivos e expectativas profissionais e pessoais.

Para isso, gestores podem propor que cada colaborador crie uma lista com 30 objetivos, sonhos e metas a serem conquistados. Essas listas podem ser acessadas por todos, gerando integração.

Fotos da mesa de trabalho

Mais bem-humorada, essa é uma ótima estratégia de conhecer melhor os gostos pessoais dos companheiros de trabalho, além de pegar no pé daqueles que são mais bagunceiros.

É simples: basta pedir que todos compartilhem uma foto de suas mesas de trabalho. Assim, o time pode comentar sobre cada um, gerando descontração na medida certa.

Compartilhamento de playlists

O que você tem ouvido durante esses dias de trabalho remoto?

Compartilhar playlists pode ser ótimo para encontrar novos artistas e álbuns, e dar chance para gêneros musicais que você geralmente não escuta. Por isso, promova trocas de playlists entre os colaboradores!

Sugestões de filmes e séries

Seguindo a mesma ideia das playlists, uma lista de filmes e séries também pode ser sugerida a cada um dos membros do time. A ideia é que eles compartilhem suas dicas, gerando uma seleção bem legal de sugestões para assistir nos momentos de lazer.

A busca pelo engajamento da equipe remota é uma necessidade latente quando não é possível ter os colaboradores reunidos na empresa.

Mais do que simplesmente comprometimento, é importante pensar em um ambiente digital que favoreça a produtividade, o que é construído com ferramentas que permitam uma transição adequada.

Durante este momento difícil em que o mundo enfrenta uma pandemia global, conheça 15 iniciativas que empresas têm desenvolvido diante da COVID-19.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *