Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 17 de setembro de 2020. | Atualizado em 17 de setembro de 2020


John Mueller afirma ser necessário reajustar as expectativas quanto à classificação do site no Google após uma penalização manual, pois a situação encontrada após a recuperação será muito diferente.

John Mueller, Webmaster Trends Analyst do Google, comumente faz gravações em horário de expediente para tratar de questões relacionadas a sites e webmasters, como rastreamento, indexação, responsividade, internacionalização, duplicação de conteúdo, SEO, Sitemaps, Search Console, paginação, entre outras.

Nessas sessões, ele aconselha os proprietários de sites sobre como melhorar seus resultados. Em uma das gravações, feita no dia 8 de setembro de 2020, publicada no YouTube do dia 14 de setembro e repercutida pelo Search Engine Journal no dia 16 de setembro, ele chamou a atenção do público.

Ao responder uma pergunta de um proprietário de site que têm perdido posições no motor de pesquisa mais usado no mundo, John Mueller disse que é necessário reajustar as expectativas quanto à classificação após uma recuperação de penalização do Google, uma vez que a posição no ranking jamais voltaria ao nível anterior depois de receber uma penalidade manual.

Segundo o proprietário do site, a penalização recebida provavelmente está relacionada à remoção recente de 200 backlinks realizada para se recuperar de uma penalidade manual recebida em abril. Entretanto, apesar de removerem todos os backlinks, as classificações não retornaram.

John Mueller explicou que ele não saberia dizer se esse foi o motivo da redução nas classificações do site porque seria preciso conferir a quantidade total de backlinks: retirar 200 backlinks de um site com 200 links teria um impacto considerável nas classificações, enquanto ao retirar 200 links ruins de um site com milhões de backlinks, esse impacto seria mínimo.

Powered by Rock Convert

Dentre as penalizações do Google, as principais são a perda de posições no ranking (de 30 a 950!), desindexação da página e do domínio. Com isso, o usuário passa a ter dificuldade de indexar novas páginas do site ou de posicionar bem novos conteúdos nas SERPs.

Os motivos para isso acontecer também são muitos, muitos relacionados às práticas de black hat — duplicação de conteúdo, palavras-chave camufladas no CSS, Keyword Stuffing, títulos não relacionados ao conteúdo, linkfarm, participação em Private Blog Networks, Doorway pages, entre outros. Os critérios de classificação são constantemente atualizados e definidos pelas boas práticas Panda e Penguin.

No vídeo, Mueller ainda explica a diferença entre as classificações de pesquisa antes de uma penalidade manual e as classificações de pesquisa após a recuperação. Se um site receber uma penalidade manual do Google, significa que ele já foi classificado artificialmente e, após a recuperação, o site já encontra outra situação nos resultados.

Mas isso não significa que as classificações nunca retornarão aos níveis anteriores, apenas demonstra a importância de dedicar mais tempo e esforços para disponibilizar conteúdos de qualidade, usar corretamente as palavras-chave e as metatags, ter backlinks para sites de grande autoridade e melhorar constantemente a experiência de navegação do público:

  • garantir velocidade no carregamento da página:
  • prezar pelo uso de ferramentas de segurança que garanta confiabilidade ao site;
  • evitar uso excessivo de headings;
  • combater links quebrados;
  • adicionar soluções de acessibilidade;
  • ter responsividade;
  • manter o site e todas as configurações devidamente atualizadas, entre outras ações.

Se você tem a intenção de rankear sua página nas primeiras posições em motores de pesquisa, confira as boas práticas para fazer com que os sites em WordPress apareçam no Google.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *