Escala Likert e UX: por que usá-la?

A Escala Likert é uma metodologia de pesquisa quantitativa com vantagens interessantes para medir a Experiência do Usuário (UX).

Escala Likert e UX: por que usá-la?

Desenvolvida nos Estados Unidos, na década de 30, a Escala Likert ainda é usada como uma das principais ferramenta quando o assunto é avaliar a experiência das pessoas.

Ao contrário de uma pergunta que pode ser respondida entre sim ou não, as questões construídas a partir da Escala Likert asseguram a complexidades das respostas de um jeito simples e visual.

Na Experiência do Usuário (UX), a escala é famosa e amplamente empregada, tanto por grandes departamentos de design quanto por quem trabalha como designer freelancer. Então, se você ainda não sabe como ela funciona, confira as informações deste post!

O que é Escala Likert?

A escala Likert é uma espécie de tabela com diferentes graus de classificação para as respostas. Uma afirmação ou pergunta é apresentada, e o interlocutor é convidado a selecionar seu grau de concordância, como “Concordo completamente”, “Concordo”, “Neutro”, “Descordo” e “Descordo completamente”.

É uma ótima ferramenta para fazer medições e conhecer o grau de conformidade em relação a uma sentença afirmativa ou negativa. Dessa forma, quem propuser a escala pode entender opiniões de um consumidor em relação a um produto ou serviço, por exemplo.

Como funciona?

Uma Escala Likert é algo relativamente simples. Podemos numerar os fatores que normalmente estão envolvidos nesse projeto. Veja quais são eles logo abaixo.

Objetivo com a Escala Likert

O assunto principal é base para escalar as alternativas e estabelecer dois extremos claros para os usuários. É possível estabelecer algumas categorias para os objetivos que levam às pessoas a aplicar a Esclara Likert:

  • probabilidade de o cliente indicar um produto ou serviço: o teste de probabilidade mais conhecido é a pesquisa Net Pro;
  • importância de um produto ou serviço;
  • frequência de uso de um produto ou item;
  • concordância do usuário com uma afirmação.

São categorias genéricas que podem se enquadrar em inúmeras situações.

Uma empresa pode usar uma pesquisa de probabilidade para saber como as pessoas estão reagindo a um produto. Em outro momento, usar uma escala do tipo concordância para saber se a experiência do usuário está sendo positiva.

Intensidades das alternativas

As respostas para a pergunta feita ao interlocutor têm intensidades bem demarcadas e simétricas. Isso quer dizer que, se um extremo da escala é “péssimo”, o outro extremo é algo como “excelente”, e não apenas “bom”.

Além disso, as alternativas têm palavras objetivas para evitar ao máximo ambiguidades e resguardar a rigidez do teste. Expressões como “moderadamente” ou “um pouco” podem soar muito particulares.

Número de alternativas

Existem escalas que apresentam um número ímpar de alternativas, enquanto outras apresentam um número par. Isso faz toda a diferença para o interlocutor.

No primeiro caso, o interlocutor vai encontrar uma opção neutra entre as respostas negativas e positivas. Isso não acontece quando existe um número par de alternativas. O melhor tipo, no entanto, varia de acordo com o objetivo de quem está montando a escala.

Se a pessoa deseja receber um feedback direto, pode optar por não fornecer uma resposta neutra e um número mínimo de possibilidades: como uma escola com apenas 2 respostas. No entanto, quanto mais opções, maior é a fidelidade da resposta do usuário.

Ferramenta de pesquisa

Para colocar em prática a Escala Likert, é usada uma ferramenta automática de pesquisa para coletar os resultados. Uma bastante conhecida é a ferramenta da SurveyMonkey.

Interpretação dos resultados

A análise de dados obtidos com a Escala Likert não é complicada por se tratar de uma pesquisa quantitativa.

Os resultados são números e bem delineados. Quem realiza a pesquisa não encontra uma resposta fora das categorias que foram previamente determinadas.

O ideal é usar a Escala Likert para obter um feedback aproximado do público. É importante tomar cuidado para não tirar uma média dos resultados e chegar a conclusões como “com base na pesquisa, as pessoas concordam que o produto oferece uma experiência boa ou excelente”.

Isso porque o grau de separação entre as alternativas não é o mesmo para todos os interlocutores que participaram da pesquisa. Por exemplo, em uma pesquisa para saber o grau de concordância dos usuários, a distância entre “Neutro” e “Discordo” não é a mesma entre “Concordo” e “Concordo completamente”.

Qual a relação entre a Escala Likert e UX?

A avaliação da experiência do usuário (UX) é uma etapa que contribui para que produtos e serviços sejam testados para atender às necessidades e aos repertórios dos usuários.

As informações coletadas nas avaliações são usadas para ter insights sobre como ajustar e melhorar determinados produtos. Nesse requisito, a Escala de Likert pode ser uma ferramenta útil para quem tem uma carreira em UX.

Em processos que utilizam a metodologia Lean UX, em que as interfaces são entregues antes da pesquisa com o público, é possível obter feedbacks por meio da Escala Likert e incorporar novos elementos ao produto.

Quais são os benefícios dessa relação?

Os usuários são bastante atraídos por perguntas em escala. A seguir, confira os benefícios de aplicá-la na UX.

Fácil de responder

Tornar as perguntas mais fáceis para quem vai responder é uma preocupação de quem cria métodos de avaliação da experiência do usuário. Afinal, se o formulário for simples de ser feito, as taxas de resposta podem ser altas. As perguntas de escala, de modo geral, estão entre as mais fáceis de serem compreendidas e respondidas.

Fácil de analisar

Os resultados de uma pesquisa com a escala likert são bem fáceis de analisar. Você até pode agrupar as respostas negativas e as respostas positivas para ter a noção de um resultado mais abrangente, mas é importante considerar que a pesquisa numérica não reflete toda a complexidade da experiência do usuário.

Existem ferramentas que permitem ir mais a fundo nas questões relacionadas à experiência, como a entrevista com a pesquisa UX.

É isso! A escala likert é uma ferramenta clássica de pesquisa que continua relevante para receber um feedback abrangente sobre a experiência das pessoas com um produto ou serviço. No UX, é importante unir o método da escala com outras avaliações para obter um feedback consistente dos usuários.

Gostou do conteúdo? Se você quer ampliar sua atuação como profissional de UX (UXer), desfrute das melhores oportunidades na plataforma Rock Content. Saiba mais e se inscreva no banco de talentos da Rock!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail
Briefing

Paula Peres

Copyeditor

Thiago Murça

Gostou deste conteúdo?

Envie-o para seu e-mail para ler e reler sempre que quiser.

Posts Relacionados

O que é blog: um guia detalhado

alt Matheus Pereira
jan 16, 17 | Leitura: 9min

7 técnicas revolucionárias para interpretar textos corretamente

alt Redator Rock Content
maio 14, 17 | Leitura: 5min

Saiba tudo sobre a carreira de redator técnico!

alt Renata Figueiredo
jan 10 | Leitura: 7min

Os melhores conteúdos para sua carreira freelancer, direto na sua caixa de entrada

Inscreva-se para receber no e-mail conteúdos exclusivos e em primeira mão.