7 dicas para criar lembretes de pagamentos para seus clientes

Adotar o lembrete de pagamento será essencial para profissionalizar a sua carreira freelancer e garantir bons resultados para as suas estratégias. Entenda como!

lembrete de pagamento

Quer saber como cobrar os clientes de forma certeira? O freelancer que ainda não pensou em alternativas para profissionalizar a sua carreira, certamente está ficando para trás. Quanto mais estratégias adotar, melhor será para a sua imagem diante do público, além de essa ser uma importante sacada para atrair mais clientes e ter um diferencial competitivo em relação às outras pessoas. Adotar o lembrete de pagamento, por exemplo, é uma dessas ações, mas é preciso ter alguns cuidados.

Pensando nisso, elaboramos este material para que você tire suas dúvidas sobre o tema. Quer saber mais? Continue a leitura!

1. Faça referência ao que está cobrando

Normalmente, freelancers fazem um grande volume de trabalhos para uma mesma pessoa. A data do pagamento vai depender de qual foi o combinado entre as partes (geralmente, acordado no onboarding de novos clientes). Porém, principalmente nesses casos, é preciso fazer uma referência ao que está sendo cobrado.

Exemplo: suponhamos que, para um mesmo mês, você fez um acordo para a entrega de cinco pautas de textos diferentes, tamanhos diferentes e complexidades distintas. As datas de publicação compreendem períodos distantes uns dos outros. Dessa forma, o pagamento também foi combinado em “prestações”.

Sendo assim, o lembrete de pagamento deve ser iniciado relembrando o cliente ao que se refere. Coloque qual foi o trabalho, o que foi combinado, as particularidades dessa demanda (no caso de uma redação, o tamanho do texto, se houve necessidade de fazer entrevistas para o tema etc.), a data da conclusão do trabalho e o valor.

2. Seja gentil e demonstre que você quer ajudá-lo

Além disso, é preciso que você seja gentil e demonstre continuamente que essa é uma ação para ajudar o seu cliente. Caso contrário, a pessoa pode interpretar mal e entender que você não confia que ela realizará o pagamento.

Para isso, o ideal é que as palavras sejam pensadas de forma estratégica para a produção desse lembrete. Na contextualização do comunicado, ressalte que essa é apenas uma forma que você encontrou de contar com um melhor alinhamento entre ambos, além de explicar que, devido aos muitos trabalhos efetuados com essa parceria, o lembrete auxiliará na organização dos dois lados.

Não se esqueça de, em alguma parte da mensagem, perguntar se está tudo bem com o trabalho feito, se há algum feedback para passar e como você pode ajudá-lo a conquistar melhores resultados. Assim, ainda existe a possibilidade de você aperfeiçoar o seu trabalho e garantir ainda mais a satisfação daqueles que atende.

3. Facilite o acesso ao pagamento durante a conversa

De nada adianta realizar uma cobrança se você não oferece insumos para facilitar o pagamento do cliente. Imagine só a seguinte situação: o lembrete foi enviado para o cliente. Assim que ele abriu o e-mail, já desejou realizar o pagamento, mas não havia nenhuma informação no documento que possibilitasse essa ação. Nem número da conta, nem PIX e muito menos boleto.

Se isso acontecer, pode gerar insatisfação daquela pessoa, uma vez que você fez um pedido, mas não otimizou o trabalho para que o pagamento fosse concretizado. Por essa razão, levando em consideração o meio de pagamento acordado entre você e o cliente, sempre relembre quais são as alternativas que ele tem para que o trabalho seja facilitado.

4. Considere renegociar a forma de pagamento

Ter flexibilidade para renegociar a forma de pagamento é importante, principalmente se o histórico do cliente for bom. Uma pessoa que nunca atrasou e nem sequer pediu revisão de seus preços poderia ficar chateada caso não houvesse esse retorno de sua parte.

Porém, também é preciso levar em consideração a sua realidade enquanto freelancer. Analise quais seriam os ganhos para aquele mês, se há um fundo de emergência e quais são os seus gastos para realizar as atividades e ter a oportunidade de honrar os seus compromissos. Se algum desses pontos for afetado, explique detalhadamente para o cliente e ressalte que, nesse caso, não seria possível flexibilizar.

5. Fique por dentro de algumas técnicas para o lembrete de pagamento

Existem algumas técnicas que podem trazer resultados positivos para o lembrete de pagamento. Não informar a quantidade de vezes que você entrou em contato é uma delas. Entenda: se esse for o primeiro momento que você realiza alguma cobrança, não ressalte isso no e-mail (ou em qualquer outro canal que você esteja utilizando). Caso contrário, o cliente pode entender que também terá um segundo comunicado, um terceiro e por aí vai.

Consequentemente, isso pode ocasionar em atrasos no pagamento, o que prejudicaria as suas finanças pessoais. Porém, apesar de não indicar essa quantidade no corpo do texto, para o seu controle é importante ter um cronograma de quantos serão eles, qual é o texto de cada um e que medidas tomar caso não haja nenhuma resposta.

6. Seja objetivo

Ser gentil com as palavras é importante, mas preze pela objetividade. Dessa forma, você vai demonstrar respeito por si e pelos outros, além de ser uma outra tática para otimizar o tempo de seu cliente.

Além disso, você tem a oportunidade de realizar algumas práticas que auxiliem na leitura dinâmica. Deixe em destaque as informações mais importantes e priorize um texto em tópicos. Assim, logo de cara a pessoa entenderá do que se trata aquela mensagem, quais são os prazos, o valor e as formas de pagamento.

7. Use software para automatizar lembretes

Para tornar esse processo ainda mais profissional, já existem softwares que ajudam a automatizar os lembretes. Eles são disparados para mais de uma pessoa ao mesmo tempo e com as informações cadastradas e personalizadas.

Porém, se ainda não há entrada financeira suficiente para essa ferramenta, não se preocupe! Há soluções gratuitas e que também transmitem a mesma credibilidade: no próprio e-mail, a forma como você se comunicar fará toda a diferença!

Neste conteúdo, você pôde entender sobre a importância do lembrete de pagamento, dicas de como adotá-lo e como isso auxiliará no relacionamento com o seu cliente. Independentemente de qual seja a ação adotada, conte com um bom planejamento e analise quais são os resultados da prática. Conforme abordamos, essa é uma estratégia essencial para fidelizar o seu cliente e garantir que a parceria seja de sucesso!

Deseja ter um controle ainda mais preciso sobre a sua produtividade e o seu faturamento? Faça o download da nossa planilha!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Gostou deste conteúdo?

Envie-o para seu e-mail para ler e reler sempre que quiser.

Posts Relacionados

23 call-to-actions do cinema que converteram

alt Amanda Gusmão
fev 28, 19 | Leitura: 7min

Como encarar a página em branco

alt Raíssa Galvão
set 19, 16 | Leitura: 5min

Os melhores conteúdos para sua carreira freelancer, direto na sua caixa de entrada

Inscreva-se para receber no e-mail conteúdos exclusivos e em primeira mão.