8 sintomas que provam que você deve migrar para o modelo freelancer

migrar para o modelo freelancer

Sobe sol, desce sol. Sobe sol, desce sol. Sobe sol, desce sol. Se você está de saco cheio da sua rotina, provavelmente é assim que enxerga o seu dia a dia. E fica a impressão de que está somente olhando a vida passar…

Mas não pense que está sozinho. Segundo o instituto de pesquisa americano Gallup, 85% dos trabalhadores estão insatisfeitos com o que fazem. Sim, eu sei. Esse número é assustador.

A boa notícia é que muita gente está tomando as rédeas da própria carreira. São profissionais autônomos, microempreendedores e, é claro, freelancers, que decidem mudar de vida e traçar o próprio destino.

A verdade é que, antes disso, muitas dúvidas surgem. Mas, querendo ou não, a vida nos dá diversos sinais.

Se você ainda não tem certeza se esse é o formato ideal, este texto é pra você. A seguir, conheça os sintomas que confirmam que você precisa migrar agora mesmo para o modelo freelancer. Vamos lá?

1. Você odeia seu chefe

Não é preciso ficar constrangido. Muitos dos freelancers de sucesso também tiveram problemas com seus chefes durante muito tempo. Mais: grande parte dos funcionários não aguentam olhar para a cara de seus superiores, e somente o fazem por medo da demissão.

A verdade é que o modelo autônomo permite que o profissional torne-se seu próprio chefe. E essa não é uma daquelas falsas promessas de comerciais de TV dos anos 90. Tanto os benefícios quanto as responsabilidades são transferidas.

Há muita diferença entre ser o mecânico da Estrela da Morte e dirigir a Millenium Falcon. Mas se você enxerga o seu chefe como um Vader, talvez seja a hora certa para mudar.

2. Você detesta acordar cedo

O barulho do despertador faz com que você tenha vontade de se transformar no Anderson Silva logo de manhã? A verdade é que, mesmo que você enfie o pé no relógio, sabe que terá que cumprir a mesma rotina no dia seguinte.

Quando você não aguenta mais ter que se adequar aos horários impostos pela empresa, é um sinal bem forte de que você está pronto para se tornar um freelancer.

Afinal, nesse formato não importa se você acorda às cinco da manhã às duas da tarde, desde que entregue os jobs no prazo correto.

3. Você acha que o transporte é perda de tempo

Quando crianças, muitos de nós assistimos aos Jetsons e imaginamos um sistema de transporte voador em velocidade supersônica. Como era bom sonhar, né?

Mas a vida adulta chegou e aconteceu nada daquilo. Em vez disso, você se vê preso no trânsito durante horas do dia. Horas preciosas durante as quais você poderia passear com o cachorro, malhar ou simplesmente descansar.

Pois é, se você não aguenta mais perder tempo em meio ao caos da cidade vertical, talvez se adapte bem ao modelo freelancer. Nele, é você quem escolhe se trabalhará em casa, em um coworking ou em uma nave espacial.

4. Você só consegue comer em casa

Quando bate a fome, geralmente você tem as seguintes opções em um modelo tradicional de trabalho:

  • a cozinha da empresa;
  • um restaurante caro;
  • uma marmita requentada.

Tudo bem, tem quem goste. Mas também existem aquelas pessoas que olham para as alternativas e soltam um “blé”.

Se você não se encaixa nesse padrão, pode ser a hora de se tornar um freela. Comida quente, fresquinha e preparada na hora para o funcionário do mês em uma empresa com um funcionário só. Uhul!

5. Você não consegue ficar longe da família

Todo mundo tem alguém com quem gostaria de compartilhar mais momentos. Seja o cônjuge, namorado, filho, pai, mãe ou até mesmo um pet.

Sendo assim, é normal que você queira largar de lado o trabalho no escritório e passe mais tempo com quem ama. O trabalho remoto representa, além da flexibilidade de horários, ganho de tempo. Bem legal, né?

6. Você não aguenta mais lidar com pessoas

Bom, todos nós temos um lado que detesta conversar. Aquelas reuniões chatas com gente que você mal conhece estão com os dias contados no modelo freelancer.

É claro que você ainda terá que lidar com pessoas, afinal são necessários clientes e parceiros. Mas, além da possibilidade de realizar tudo isso online, a escolha é sua!

Isso mesmo, agora será possível recusar tarefas e as pessoas que a ordenam. Como seria bom se isso também se aplicasse às festas de família nas quais você precisa lidar com a sua tia, né?

7. Você adora viajar

Pode parar de reclamar por aí dizendo que não tem tempo para viajar. A escolha da mudança está em suas mãos.

Pois é, muitos freelancers ativos hoje em dia são também nômades digitais. Isso significa que trabalham enquanto viajam.

Sabe aquelas fotos que você viu de um sujeito com o notebook na praia? Bom, talvez não sejam falsas. É possível que o tal seja um freela que decidiu dar um passo rumo à liberdade.

8. Você passa seus melhores momentos longe do trabalho

Por fim, mas não menos importante, precisamos falar sobre a relação entre felicidade e trabalho. Se você mantém um semblante rabugento durante toda a semana para então desfazê-la no sábado, tenho uma novidade: você não gosta do seu trabalho.

É possível intercalar momentos de alegria com o lado profissional, e isso é muito comum na rotina de um freela.

Você pode receber uma visita às três da tarde em plena terça-feira. Ou sair para caminhar antes do almoço. E, quem sabe, fazer pequenas pausas de vinte minutos para brincar com as crianças e assistir Bob Esponja.

Pois é, a bússola está em suas mãos, Indiana Jones. E você decide qual caminho seguir!

Depois de ler a bula de sintomas que provam que você deve migrar para modelo freelancer, provavelmente está à procura do remédio.

Então, aqui está a solução recomendada pelo Ministério dos Freelas: clique aqui e junte-se à Rock Content! Chegou a hora de tomar as decisões da sua carreira!

banner levantada de mão redação

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Gostou deste conteúdo?

Envie-o para seu e-mail para ler e reler sempre que quiser.

Posts Relacionados

Saiba quais são os principais tipos de revisão de texto

alt Julyana Andrade
jan 21, 19 | Leitura: 6min

8 erros de SEO mobile que você deve corrigir

alt Renata Figueiredo
jul 2 | Leitura: 9min

Os melhores conteúdos para sua carreira freelancer, direto na sua caixa de entrada

Inscreva-se para receber no e-mail conteúdos exclusivos e em primeira mão.