Você precisa aprender a fazer Marketing Pessoal

Capa de post da Tais Targa: É possível transformar um hobby em profissão?

Hoje vou falar sobre marketing pessoal, como vender a si mesmo e autopromoção.

Em primeiro lugar, é preciso que você se liberte do peso negativo que essas expressões trazem. Muita gente diz que odeia o marketing pessoal e que não nasceram para vender a si mesmo, mas o fato é que elas odeiam o modo como em algum momento de suas vidas profissionais esse marketing foi feito, seja de forma agressiva ou falsa, ferindo seus valores.

Lembro que uma vez eu comprei um colchão e o vendedor garantiu que o mesmo era de molas ensacadas e não era…Foram muitas noites mal dormidas, a loja se recusou a trocar a mercadoria e só consegui resolver a questão quando entrei nas pequenas causas. Ou seja, foi um desgaste…

Mas o que acontece com muita gente é que partindo de uma experiência negativa como esta acabam criando aversão à vendas ou marketing e consciente ou até inconscientemente acreditam que todo vendedor, marqueteiro ou quem se promove é mentiroso e enganador.

Então, para começar é preciso ressignificar o que é marketing pessoal e autopromoção. Tenha clareza que encontramos diariamente profissionais competentes, íntegros e dedicados e por outro lado também encontramos profissionais que não possuem essas características. Ambos os profissionais podem fazer marketing pessoal, mas geralmente reparamos naqueles que vendem uma imagem que não conseguem entregar. E isto não tem relação com a autopromoção e sim com o perfil daquele que se promoveu.

Podemos recorrer a um provérbio bastante conhecido: “quem não é visto, não é lembrado”. Inclusive, vale a reflexão: o fato de você hoje estar em processo de recolocação não está ligado à ausência de marketing pessoal em algum momento da sua carreira?

Se você não sabe como fazer ou como melhorar o seu marketing pessoal, atente para algumas questões: você sabe vender uma ideia em uma reunião? Como é que você se comunica com as pessoas em um ambiente profissional? Como anda a sua escrita? Você apresenta grandes dificuldades quando precisa escrever um relatório ou e-mail importante?

O que quero dizer é que marketing pessoal se vincula ao modo como você se comunica, tanto oralmente quanto na escrita. Então um dos primeiros passos a observar é se você consegue vender bem uma ideia, usando a clareza e a objetividade a seu favor.

Se não tem certeza de que desenvolveu essas habilidades de forma satisfatória, meu conselho é investir neste aspecto. Pesquise sobre o assunto e procure exercitar sua comunicação. Isso é muito importante. Aproveite essa fase da sua vida em que tem mais tempo disponível para ir em busca de material e estudar para aprimorar os gaps que você sabe que tem.

Lembre-se que você pode sim promover o seu trabalho de modo íntegro, respeitando os seus valores, sem precisar passar por cima de ninguém para que suas competências sejam notadas. Um investimento em autopromoção certamente gerará uma progressão de carreira mais rápida.

Eu, por exemplo, já fui chamada de marqueteira. E depois de muito relutar aprendi a ficar feliz por isto, pois se eu não falar do trabalho que desenvolvo e da metodologia que uso para outras pessoas quem é que vai falar? E sim, muitas vezes, o meu marketing pessoal que traz os clientes. Estes, por sua vez, ao indicar meu trabalho, trazem outros clientes. Para estes novos, assistir aos meus vídeos e ler os meus artigos faz com que tenham muito mais segurança em contratar meus serviços para ajudá-los com a sua transição de carreira.

Confira um compilado de dicas e leituras para se desenvolver e ter melhores resultados como um freelancer!
Marketing Pessoal: o que é e como trabalhar sua imagem profissional
Como criar um blog grátis personalizado: veja as 9 melhores opções!
Trabalho Remoto: 8 sites e 10 dicas para ganhar dinheiro sem sair de casa
As 13 melhores opções de trabalho de fim de semana!
Nômade digital: o que é, como se tornar um e as principais vantagens
Storytelling: a arte de contar histórias pode mudar os rumos de sua carreira!
Tudo o que você precisa saber sobre um profissional autônomo
Trabalho autônomo: 10 opções para quem quer mudar de carreira!
O que é freelancer e tudo que você precisa saber para se tornar um

Quando eu não promovo a minha empresa eu estou inclusive tirando a chance de um profissional ter uma assessoria séria,íntegra e de qualidade. Quantas empresas deixaram de te contratar e tomaram a decisão errada de empregar um candidato menos competente somente pelo fato deste profissional ter vendido melhor a sua imagem? Neste caso, a falha foi sua.

O que é importante esclarecer também é o tipo de marketing que você pode realizar. Muitas pessoas acham que fazer marketing é a mesma coisa que fazer vários posts divulgando as suas competências e ficar se promovendo o tempo todo. Estamos na era do marketing de conteúdo. Isso significa que é preciso que você esteja pronto a oferecer, de preferência diariamente, conteúdo para a sua audiência, ou seja, para o público que você quer atingir.

Quando eu faço isso, sei que estou oferecendo material a muita gente que nunca vai poder contratar os meus serviços. Mas não vejo problemas. Pelo contrário, fico muito feliz em poder ajudar essas pessoas a se recolocarem e sei que faço isso, pois recebo esse retorno diariamente. É preciso doar os seus talentos, mesmo que isto não traga retorno financeiro imediato.

Anote!

Uma dica que dei para uma cliente que não sabia por onde começar para desenvolver o seu marketing pessoal e que acho que vale a pena compartilhar com vocês tem três passos.

  1. O primeiro é escolher três pessoas que na sua visão sejam profissionais competentes, íntegros e honestos e que, além disso, saibam fazer um bom marketing pessoal.
  2. Depois comece a estudar a vida desses profissionais. Observe em suas páginas coisas do tipo: o que fazem e como fazem? Como se expressam? O que compartilham? Faça um estudo profundo das características deles por um período de mais ou menos um mês. O objetivo é usá-los como modelos.
  3. Em seguida, planeje três ações de marketing pessoal que você possa fazer e que possam promover o trabalho que realiza. Fazer um vídeo falando sobre quem você é, publicar um artigo no Linkedln, permitir-se se vender mais em uma entrevista de emprego, dar uma palestra e postar as fotos nas redes sociais, são exemplos de ações que podem ser realizadas.

Lembre-se sempre da importância de fazer o seu trabalho ser visto por outras pessoas. Isso fará toda a diferença na sua vida profissional. E quando você é íntegro e competente, ao se promover estará beneficiando quem pode lhe contratar. Não negue isto ao universo.

Nota do editor:
Reunimos todas as principais técnicas e métodos necessários para trabalhar o seu marketing pessoal no LinkedIn. Confira nosso kit e seja visto na maior rede profissional do mundo!

Este artigo também pode ser lido aqui.

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Gostou deste conteúdo?

Envie-o para seu e-mail para ler e reler sempre que quiser.

Posts Relacionados

A Rock tem uma nova Plataforma! E agora?

alt Redator Rock Content
fev 21, 18 | Leitura: 4min

Os melhores conteúdos para sua carreira freelancer, direto na sua caixa de entrada

Inscreva-se para receber no e-mail conteúdos exclusivos e em primeira mão.