Não categorizado


Dia Internacional da Mulher

O que 5 lideranças femininas têm a contar sobre o mercado de trabalho

Ser uma mulher e estar presente no mercado de trabalho já é difícil. Ser uma mulher, em um cargo de liderança, no mercado de trabalho é ainda mais desafiador. No Dia Internacional da Mulher fizemos um especial com a história de 5 lideranças femininas na Rock.

O mercado de trabalho ainda não absorveu totalmente a importância do papel feminino dentro de uma corporação.

Segundo a pesquisa Women in the boardroom, da Deloitte, que conversou com 7 mil organizações, em mais de 40 países, apenas 15% dos assentos de conselho são ocupados por mulheres.

No Brasil, esse número fica ainda menor: apenas 7,7% dos assentos pertencem a figuras femininas. Isso coloca o país na 37ª posição em uma escala de 44.

Com tantas barreiras colocadas à frente e provações no meio do caminho, as mulheres que chegam em altos cargos merecem destaque.

Convidamos algumas líderes aqui da Rock Content para contarem um pouco de sua jornada como mulheres dentro do mercado de trabalho.

1. Lizandra Muniz — Gerente de Marketing

Ter referências de líderes mulheres para mim foi o que me fez entender que eu também poderia ser uma. A cobrança externa e interna existe com mulheres o tempo todo, e no mercado de trabalho não seria diferente.

Somos ensinadas que precisamos ser perfeitas, e isso nos impede de tentar muitas coisas. Nunca achamos que podemos.

Ver mulheres comuns e imperfeitas seguindo com suas profissões me ensinou mais do que elas imaginam. Quando percebi que eu poderia ser eu mesma, não carregar o mundo nas costas e ainda ser uma boa líder me senti muito mais leve.

Posso errar, ter defeitos e não preciso dar conta de tudo. Sou tão capaz quanto qualquer outra pessoa e líderes mulheres me inspiram e me mostram que meu gênero não deveria me limitar.

Lizandra Muniz
Lizandra Muniz

2. Talita Batista — Revenue Manager

Já tive minha idade perguntada como forma de diminuir minha autoridade. Já tive que pedir intervenção de um líder homem para me ajudar a resolver uma situação em que eu simplesmente não conseguia ser ouvida.

Já gritaram comigo por ser mulher. Já pediram desculpas para o meu chefe homem por me desrespeitar, não a mim. Já me pediram pra manter as unhas feitas para vender o produto da empresa, afinal, superar a meta todo mês não era suficiente para provar minha competência.

Já fui chamada de brava, mandona e controladora, simplesmente por ser líder, firme e focada em direção aos meus objetivos.

Mas também já tive uma mentora maravilhosa, que me ouviu e empatizou por todas as situações de machismo que já vivi no mercado de trabalho, me ajudando a vivenciá-las com mais serenidade e vencer, seguir.

Pude também transmitir tudo que aprendi, todas as lutas que venci e impactar positivamente a vida e a carreira de outras mulheres, sendo mentora, sendo líder, sendo referência.

Já conversei com garotas que eram exatamente a Talita de 19 anos, falando com elas o que eu gostaria muito de ter ouvido nesta época.

Criei um perfil de empoderamento feminino, escrevi um texto muito pessoal sobre feminismo e carreira (e recebi comentários maravilhosos!). Já fui reconhecida por ser uma líder mulher inspiradora e fui procurada por mulheres para ter conselhos de carreira, de recolocação profissional, de começo de carreira, de direcionamento profissional.

No fim — ou melhor, neste ponto, pois ainda é só o começo —, tudo que já foi passado nesses mais de 10 anos de mercado de trabalho me prepararam para cumprir minha missão: impactar positivamente a vida de mulheres, ajudando-as em seu desenvolvimento pessoal e profissional, com igualdade e respeito.

A luta continua, não desanimamos. Vamos juntas!

Talita Borges
Talita Batista

3. Thais Lavarini — Gerente de Sucesso do Cliente

Crescer mulher não é tarefa fácil, sabe? O divórcio dos meus pais antes mesmo de eu nascer e o falecimento da minha mãe quando eu tinha 7 anos me colocaram em uma realidade de vida bem feminina.

Cresci em um lar dividido com minha avó e minha irmã. Comecei a trabalhar muito nova e tudo que conquistei de lá para cá foi com meu próprio esforço.

A parte mais difícil disso tudo nunca foi as dificuldades financeiras, abrir mão de uma adolescência “normal” para pagar as contas, ou a falta de uma figura paterna/ masculina.

As maiores dificuldades que enfrentei vieram de como eu me autosabotava depois de me deixar afetar por pessoas que tentavam me fazer sentir inferior, ou incapaz.

Desde o questionamento das decisões tomadas, faculdade cursada, pós escolhida, entrar no mestrado a como eu gerenciava as finanças da minha casa, até o cúmulo de ouvir coisas do tipo: “você faria sua mãe remexer no caixão de desgosto”, “você vai ser demitida”. Tudo isso pela escolha das minhas roupas.

Para quem comeu arroz puro no café da manhã, almoço e janta, eu tenho muito orgulho em sustentar minha casa sozinha, cuidar da minha avó que sempre esteve comigo e prover para nós duas uma boa qualidade de vida.

O que eu alcancei até aqui foi porque acredito em mim e isso é algo que eu preciso constantemente me lembrar toda manhã.

Eu tenho essa frase na minha mesa de trabalho e no meu quarto. Olho para ela, penso e a internalizo todos os dias:

“Ninguém pode fazer você se sentir inferior sem o seu consentimento”

Eleanor Roosevelt, ex-primeira-dama dos Estados Unidos

Espero que vocês se lembrem disso todos os dias também!

Thais Lavarini
Thais Lavarini

4. Izabela Guarino — Gerente de Projetos e Parcerias

Mais do que ficar provando nossa capacidade, temos que agir com naturalidade e delicadeza; sem medo soar “mandona” quando você precisa ser gerente, mas também com todo brilho no olho que temos ao desenvolver nossa carreira quando precisamos ser “líderes”.  

A liderança nos traz o presente de poder inspirar pessoas a se desafiarem e criarem um ambiente melhor, mas também nos traz a responsabilidade de evitar qualquer extremismo e disseminar a separação ao invés da união.

Izabela Guarino
Izabela Guarino

5. Luiza Drubscky — Gerente de Marketing

Desde muito nova tive a oportunidade de ter dentro de casa um empreendedor nato que, mesmo sem ter a sua própria empresa, sempre estudou muito sobre gestão, liderança e organização empresarial e financeira.

Meu pai sempre teve um coração de estudante quanto a esses (e vários outros) tópicos e me incentivou a seguir o mesmo caminho.

Quando entrei na Rock Content, em 2014, finalmente eu entendi de onde ele tirava tanto interesse em se aprimorar.

A possibilidade de passar adiante esse tipo de conhecimento adquirido, orientar pessoas no seu desenvolvimento de carreira e, como consequência, trazer cada vez mais resultado para a empresa é o que constitui um líder em sua essência.

E esta, que é uma das maiores satisfações da minha vida profissional, também se apresenta na forma de um dos maiores desafios.

Mas, cá entre nós, é exatamente pela dificuldade de conseguir transmitir esses mesmos ensinamentos adiante que é tão legal e importante continuar nessa jornada. E você, o que mais te motiva e desafia?

Luiza Drubscky
Luiza Drubscky

Apesar de todos os percalços encontrados para chegar até a liderança, estar dentro de uma porcentagem — ainda que pequena — é mais que satisfatório.

E, para seguir aprendendo sobre a importância da diversidade em empresas, não deixe de conferir o que você pode aprender com uma mulher designer em uma área predominantemente masculina.

O que você pode aprender com uma mulher designer em uma área predominantemente masculina

O que você pode aprender com uma mulher designer em uma área predominantemente masculina

Na semana em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, trouxemos o relato da nossa designer UI e UX, Jordana Andrade. Sendo uma das poucas mulheres dentro do time, ela contou algumas curiosidades sobre a área de atuação e as dificuldades que enfrenta por ser mulher em uma área predominantemente masculina.

Ao pensar em um time de produto, dentro de uma empresa de tecnologia, qual é o primeiro pensamento que vem à sua mente? Um grupo de homens, sentados de frente para um computador, discutindo sobre ferramentas, códigos e programas?

Socialmente, áreas como essa ganham a percepção de pertencerem mais ao universo masculino do que ao feminino. Aqui dentro da Rock, em nosso time de produto, contamos com poucas, porém capazes figuras femininas.

Com a lembrança do Dia Internacional da Mulher e a certeza de que boas histórias precisam ser contadas, trouxemos o relato da Jordana Andrade, designer UI (interface do usuário) e UX (experiência do usuário).

Siga conosco e conheça a jornada da designer no mundo da tecnologia.

Por que tecnologia

Eu sempre gostei de tecnologia e sempre quis trabalhar na área. Acredito que a área de tech é o futuro e ela pode inclusive solucionar vários problemas sociais e políticos, assuntos pelos quais eu me interesso muito.

Desenvolver tecnologias é parte da existência humana desde os primórdios da humanidade e acredito que podemos melhorar muito a vida de todo mundo nos aprofundando cada vez mais nessa área.

Não tive incentivo da família, mas também não tive resistência, era uma coisa meio difícil de entender para minha mãe e meu pai, mas hoje eles curtem e se orgulham quando eu falo que faço design da experiência do usuário.

Como tudo começou

Sou formada em design gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais e trabalhei muitos anos na área de criação em várias agências de BH.

Sempre gostei muito da área também mas sempre desejei cuidar de um produto com carinho, ouvindo e investigando o que é melhor para seu usuário, oportunidade que só uma empresa tech pode oferecer.

Papel da designer UI e UX

Aqui na Rock eu sou designer UI e UX. Eu cuido da usabilidade e do visual da plataforma em que nossos clientes e rockers navegam diariamente.

Investigo as demandas de usabilidade (onde está difícil navegar, complicado de achar as informações), pesquiso e crio novas alternativas de navegação para serem implementadas pelo nosso time de desenvolvedores.

Meu objetivo é proporcionar a melhor experiência para todos os usuários da plataforma, com o mínimo de atrito e erros possíveis!

Jordana Andrade
Jordana Andrade

Área predominantemente masculina a se desbravar

Infelizmente a área é predominantemente masculina até hoje, cenário que tem mudado, mas não com a velocidade que eu gostaria.

Existem iniciativas interessantes na área, para ensinar mulheres da periferia a codar, meninas a gostarem de lógica e matemática e a terem noções de programação e robótica desde muito novas, por exemplo, mas ainda precisamos caminhar muito nessa jornada para chegarmos ao domínio da área que os homens detém.

A maioria das empresas tech têm em seus colaboradores muito mais homens em todos os níveis, e quando se fala de liderança, a amostragem de mulheres — principalmente negras — é muito menor ou até inexistente.

Eu gosto de pensar todos os dias que estou aqui não só para trabalhar, me sustentar e fazer o melhor produto que eu posso fazer, mas também para abrir o caminho para tantas meninas e garotas que estão crescendo agora e podem ser as próximas grande gênias de uma geração inteira.

Dificuldades de ser mulher e atuar nesse campo

Todas nós passamos dificuldades diariamente, por sermos subestimadas, por não acreditarem em nossa capacidade de resolver problemas com maestria ou fazer entregas que satisfaçam a necessidade da demanda.

Acredito que temos um caminho longo pela frente, de quebrar os padrões e estereótipos que nos foram incutidos há milênios, desde que a sociedade começou a se estabelecer lá atrás.

As principais dificuldades com certeza são conseguir ser vista como assertiva e não agressiva. 

Isso porque nós, mulheres, temos de ser sempre muito delicadas e educadas, e se saímos desse papel, já somos lidas como grossas ou sem paciência — traços que podem ser vistos como qualidades em um homem, e ultrapassar a primeira impressão que muitos homens têm de nós, de que somos apenas garotas e não sabemos muita coisa.

Essas questões se agravam ainda mais na área se você não for uma mulher branca ou pertencer a outras minorias, como se for neuroatípica por exemplo, então existem mulheres por aí vencendo muito mais barreiras que eu jamais seria capaz de imaginar.

Curiosidade sobre a área que poucas pessoas sabem

Eu gosto sempre de contar para as pessoas — já que muitas ainda não sabem — duas histórias muito interessantes sobre como as mulheres sempre estiveram inseridas na tecnologia e fazendo seu trabalho de forma primorosa.

A primeira programadora da história foi uma mulher, Ada Augusta King, a condessa de Lovelace. Ela escreveu o primeiro algoritmo a ser interpretado por uma máquina (o algoritmo ajudava a máquina analítica de Charles Babbage a computar funções matemáticas).

Outra mulher importantíssima na tecnologia foi Hedy Lamarr, que além de atriz era inventora e desenvolveu um aparelho de interferência em rádios para despistar os nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Esse aparelho, além de muito utilizado na guerra, foi a base tecnológica que possibilitou a existência de aparelhos celulares como os conhecemos hoje, sem fios.

As mulheres sempre fizeram um papel importante na área. Desde as computadoras — mulheres que computavam os dados nas enormes máquinas de computação, que ocupavam um galpão inteiro (e que hoje viraram os computadores pequeninos que carregamos para todos os lados) — nós ainda temos muito a adicionar nesse mercado.

Já foi comprovado que a diversidade aumenta a inovação e os ganhos de uma empresa e também que a inteligência coletiva do seu time aumenta com mais mulheres fazendo parte dele.

Conclusão

Segundo estudo realizado pela McKinsey com mais de 1000 companhias, em 12 países diferentes, empresas que apresentavam um grupo de funcionários com maior diversidade tiveram melhores resultados de lucratividade e de criação de valor.

Além disso, segundo pesquisa da Peterson Institute for International Economics, empresas com mulheres em cargos de liderança tendem a ter resultados melhores. Esse dado foi alcançado depois de analisarem mais de 21 mil empresas, de 91 países diferentes.

Negócios que aumentaram a presença de lideranças femininas em até 30% viram um crescimento de 15% na rentabilidade.

Apesar de todos os dados apontarem os benefícios das corporações contarem com a diversidade de gênero, a realidade é bem distinta.

Em estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT) foi constatado que a taxa global de força de trabalho feminino foi de 48,5% em 2018 — 26,5 pontos percentuais a menos que homens. Além disso, para cada 10 homens empregados, existem 6 mulheres empregadas.

Por fim, quando o assunto são cargos de gestão e liderança, as mulheres seguem com poucas oportunidades. Conforme apontou o estudo da Peterson Institute for International Economics, cerca de 60% das empresas analisadas não têm mulheres no conselho, mais de 50% não possuem papéis femininos no topo da hierarquia e menos de 5% têm CEOs mulheres.

Mais do que modismo, ações de inclusão e incentivo das mulheres no trabalho de mercado tendem a beneficiar corporações e consumidores.

E, para seguir estudando sobre o assunto, não deixe conferir nosso conteúdo sobre 11 campanhas para mulheres que nos fazem refletir.

Conheça os novos parceiros da Rock Content!

Conheça os novos parceiros da Rock Content

Veja quais as empresas decidiram mudar o Marketing Digital de patamar, neste mês.

Mais um mês concluído com sucesso! Estamos de volta para anunciar as empresas que decidiram mudar seu marketing digital de patamar em 2019.

É com muito prazer que anunciamos nossas novas parcerias:

Contabilizei

A Contabilizei é um escritório de contabilidade que opera totalmente online, com a missão de democratizar a contabilidade para micro e pequenas empresas de todo o Brasil.

A empresa já está há 5 anos fazendo parte da história e auxiliando o crescimento de mais de 10 mil empresas de todo o país.

SIN Implante

Uma das maiores empresas de implantes do mundo, a SIN Implante é referência em implantodontia em mais de 20 países e tem a qualidade como seu ponto principal.

Cada um de seus produtos passa por um rigoroso controle de qualidade antes de chegar ao paciente final.

Axis Med

A AxisMed é uma empresa de inteligência em gestão de saúde do Grupo Telefónica.

Atuando há mais de 15 anos, a empresa oferece soluções inovadoras e integradas, que tornam efetivos os investimentos em prevenção, promoção e saúde populacional.

Dimensional

A Dimensional é uma empresa que oferece serviços e produtos na área de tecnologia. Com uma vasta gama de ofertas, a Dimensional comercializa materiais elétricos, epis, infraestrutura, serviços, automação, iluminação e muitos outros, sempre tendo a qualidade nos produtos e atendimento como foco principal.

ETAPA

O ETAPA é um dos mais importantes grupos educacionais do país, oferecendo há mais de 40 anos ensino de qualidade, da educação infantil ao ensino superior.

O grupo conta com um curso preparatório para vestibular, colégio, escola superior e um sistema que oferece programação e material didático a diversas escolas.

SM Brasil

Presente no Brasil desde 2004, a SM é hoje um dos mais relevantes grupos editoriais de Educação no país.

Com o objetivo de apoiar o trabalho docente e incentivar a formação continuada do professor, o canal Somos Mestres oferece uma área exclusiva para professores com subsídios para formação, reflexão e aprofundamento de seus conhecimentos pedagógicos.

Blue Axis

A Blue Axis é uma empresa que atua com software e tecnologia para os mercados de produtoras e locadoras audiovisual, além de agências.

Com uma metodologia específica para atender o mercado de audiovisual, a empresa busca, além de soluções para seus clientes, educar o mercado e ajudar o crescimento de outras empresas.

Papiro Concursos

Com uma estrutura preparatória para ingressar em cursos de graduação, ensino médio técnico ou na área militar, o Papiro Concursos conta com turmas reduzidas, materiais de apoio apostilados, além de uma equipe qualificada e experiente na área.

Nós no Chile

O projeto Nós no Chile tem como objetivo ajudar pessoas que querem turistar em terras chilenas.

O blog busca abrir portas para que seus usuários conheçam o Chile, recebam informações sobre o país e as possibilidades de visita, e façam viagens de turismo com o melhor roteiro.

Unipar

A Universidade Paranaense oferece uma estrutura completa para alunos que desejam ingressar em cursos de graduação, cursar ensino presencial e semipresencial, fazer cursos a distância e obter um diploma de pós-graduação.

KN Waagen

Fundada em abril de 1995, a KN Waagen acumula anos de experiência na produção de balanças e instrumentos de precisão.

Com o objetivo de atender clientes exigentes, a empresa trabalha na vanguarda da tecnologia, para oferecer o que há de melhor em termos de balanças de precisão.

Expertise Energia Solar

Focada em levar energia renovável para casas e empresas, a Expertise Energia Solar oferece uma solução para quem deseja gerar sua própria energia, de maneira limpa e econômica, por meio da energia solar.

Curso Ênfase

O Curso Ênfase é um curso jurídico online. Com o objetivo de mudar vidas por meio do ensino jurídico, é responsável por quase 90% dos Juízes Federais e Procuradores da República aprovados em concursos públicos nos últimos anos em todo o Brasil.

Psicologia Dockhorn

A psicóloga Vanessa Dockhorn encontrou na terapia cognitiva comportamental um caminho para fazer a diferença na vida das pessoas.

Ajudando em casos como transtorno depressivo, problemas amorosos, problemas de comunicação, pânico, além de diversas outras fobias e transtornos, a Psicologia Dockhorn já ajuda diversos pacientes a levarem uma vida melhor.

Ponto 6

Com planos e treinamentos para iniciantes, intermediários e avançados, a Ponto 6 tem uma proposta diferente de academia.

Com uma metodologia exclusiva, que inclui ambiente, equipamentos e motivação diferenciados, a empresa busca ajudar pessoas a conquistarem seus objetivos pessoais.

Falleiros Advocacia

A Falleiros Advocacia está em Campinas e oferece soluções práticas para administradoras de condomínios, síndicos, condomínios e compradores de imóveis residenciais e comerciais.

Tem como diferencial um atendimento mais humanizado e utiliza sempre as técnicas mais modernas para resolução de problemas.

Conquest Gestão Patrimonial

Uma empresa que busca entender e atender os objetivos de seus clientes, a Conquest administra o patrimônio de famílias, sem conflito de interesses, oferecendo serviço de alto padrão e conseguindo os melhores resultados.

Valor Investimentos

Fundada em novembro de 2003, a Valor Investimentos reúne profissionais especializados no mercado financeiro brasileiro, atendimento exclusivo e profundo conhecimento dos produtos e serviços oferecidos.

É especializada em serviços de distribuição de diversos tipos de investimentos, mediação e intermediação de títulos e valores mobiliários, com o objetivo de gerar valor para seus investidores e clientes.

Fuzzy Makers

A Fuzzy entrega ferramentas educacionais, com um conteúdo pedagógico elaborado por meio de metodologias inovadoras, além de possibilitar a capacitação e suporte aos nossos usuários e instrutores.

Grebler Advogados

Criado há 30 anos, o escritório Grebler Advogados é reconhecido pela qualidade e confiabilidade de seus serviços.

Os assuntos confiados ao escritório são tratados por advogados experientes, que garantem compreensão e abordagem corretas em cada caso e propiciam sólido aconselhamento jurídico.

Tradefy

A Tradefy utiliza a tecnologia para simplificar a conexão entre a cadeia de distribuição. Contando com profissionais com experiência na indústria de bens de consumo, farmacêutica, alimentar e bebidas a Tradefy tem como propósito diminuir a distância entre os players da cadeia de distribuição e maximizar os resultados.

S&S Comex

A S&S Comex leva inovação e excelência para a área de Comércio Exterior. Seus fundadores, com mais de 20 anos de experiência, têm como objetivo oferecer soluções logísticas com o menor tempo possível e máxima qualidade.

Amaral e Monteiro

Fundado em 2004, o escritório Amaral e Monteiro Advogados conta com sólida estrutura, propiciando aos clientes soluções jurídicas seguras, inovadoras e ágeis, pautadas pela excelência técnica, expertise de seus profissionais e por sua gestão administrativa moderna e eficiente.

Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá

Uma das maiores organizações privadas de ensino superior do Brasil em número de alunos matriculados, a Estácio acredita na transformação da sociedade por meio da educação, trabalhando para que seus alunos sejam agentes de mudança em suas comunidades, em seu desempenho profissional e em suas famílias.

SM Facilities

Com uma experiência de 25 anos na área e com um quadro de profissionais altamente qualificados e comprometidos, a SM Facilities busca entregar soluções para a expansão do sinal de televisão digital, não apenas com rapidez, mas com uma qualidade única em todo o mercado.

Etiquetas & Adesivos

Criada em março de 2013, a Etiquetas & Adesivos cresceu e se tornou referência no mercado devido à qualidade de seus produtos e serviços e seu objetivo de oferecer etiquetas e adesivos personalizados a um preço justo, com diversas opções de materiais e formatos.

Cozex

A Cozex é uma empresa de consultoria em Liderança e Business Partner, que conta com os mais de 20 anos de experiência de seus sócios, além de um método próprio, que conta com uma abordagem transdisciplinar e sistêmica para garantir os melhores resultados para seus clientes.

Atai Engenharia

A Atai Engenharia atua em todas as etapas da construção ou reforma de empreendimentos residenciais e corporativos de alto padrão.

Sua metodologia de trabalho se diferencia pelo alinhamento ao estilo do cliente, rigoroso planejamento e gestão eficiente, visando a otimização de recursos, o respeito aos prazos e a qualidade na entrega.

Sommus Sistemas

A Sommus desenvolve sistemas voltados à gestão de pequenas empresas, softwares abrangentes e com alto poder de apoio a tomada de decisões.

Com 16 anos de mercado e mais de 500 cidades atendidas, a empresa já conta com mais de 7.000 usuários em seu sistema.

FlexVision

Há 18 anos no mercado, a FlexVision entrega pacotes completos de soluções tecnológicas de monitoramento inteligente de infraestrutura, aplicações e negócios.

Pautada pela proatividade, a empresa implementa projetos em tempo reduzido, com segurança, versatilidade e foco nos resultados.

GlobalMed

Contando com valores acessíveis e profissionais competentes e eficientes, a GlobalMed é uma rede de clínicas médicas completa, em que pacientes podem ter acesso a consultas em mais de 30 especialidades médicas e 2.000 tipos de exames, tudo em um mesmo lugar.

MBigucci Construtora

Fundada em 1983, a MBigucci é uma empresa construtora e incorporadora focada em empreendimentos residenciais, comerciais, industriais e logísticos.

A empresa já conta com mais de 400 empreendimentos, 12 mil unidades e 1 milhão m² de área construída entre condomínios residenciais, comerciais, empreendimentos mistos, galpões industriais, supermercados, universidades e restaurantes.

X7 Consultoria

A X7 Consultoria foi fundada com o intuito de oferecer o que há de melhor em termos de consultoria empresarial e tributária.

A empresa conta com um time altamente qualificado e mais de uma década de experiência no assunto para poder atender diversos ramos de atividade.

Bid Lab

A Bid Lab é uma Agência Digital especializada em geração de leads qualificados para o segmento de Telecom.

Com mais de 3 anos de existência, desenvolveram uma metodologia própria que utiliza tecnologia de dados e técnicas de Marketing Digital, para alcançar agilidade na entrega do serviço, qualidade na informação aliado ao melhor resultado.

Radar Pesquisas

A Radar Pesquisas realiza pesquisas corporativas, sejam qualitativas ou quantitativas, além de pesquisas de análise de marca, pesquisa de mercado e análise de concorrência.

Com uma equipe altamente qualificada, a empresa entrega resultados que ajudam seus clientes a tomar decisões estratégicas.

Benvini Ambientes

A Benvini Ambientes é uma grife de móveis planejados de alto padrão e qualidade, e preza pelo atendimento pessoal e diferenciado a seus clientes.

Há 10 anos no mercado, a empresa permite a personalização sob medida de projetos, com surpreendente qualidade no acabamento e excelente relação custo-benefício.

Ozai Contábil

A Ozai busca oferecer as melhores soluções contábeis personalizadas, por meio de uma equipe de aproximadamente 80 profissionais especializados nas áreas contábil, tributária, trabalhista e societária e uma experiência de mais de 30 anos de mercado.

Action Labs

A Action Labs ajuda empresas a transformar serviços e produtos em realidade. Por meio da metodologia POC Design, ou Proof of Concept Design, a empresa avalia todos os elementos básicos de um produto ou serviço para que ele realmente atenda o objetivo dos usuários ou clientes.

Mantran

A Mantran Tecnologias é uma empresa de desenvolvimento de sistemas. Atuando no mercado desde 1993, a Mantran é especializada em soluções Logísticas para transportadoras (TMS) e para Armazenamento (WMS), mas atuam também com ERP para pequenas e médias empresas.

WebPrinter

WebPrinter SaaS é um sistema de gerenciamento e monitoramento de impressão, fornecendo uma gestão dos recursos, possibilitando uma redução de despesas em impressão e garantindo sustentabilidade ambiental para sua empresa.

Emplavi Realizações Imobiliárias

Fundada em abril de 1982, a Emplavi vem se distinguindo no mercado imobiliário do Distrito Federal como uma das maiores e mais bem-conceituadas empresas incorporadoras, por meio de seu compromisso com a qualidade dos produtos e serviços oferecidos na busca da plena satisfação de seus clientes.

UB Dicas

O UB Dicas tem como objetivo informar os motoristas e passageiros do Uber, um aplicativo que revolucionou o transporte no mundo.

Com este site, a empresa busca ajudar ainda mais nesta revolução, compartilhando o máximo de notícias, dicas e informações.

Clara Cloud

A Clara Cloud busca ajudar empresas que desejam utilizar e transformar o uso de tecnologia em nuvem, ou cloud computing.

A empresa leva soluções para seus clientes através de serviços especializados de forma simples, transparente e com amplo know how.

Feola Imóveis

Uma conceituada e moderna empresa presente no mercado imobiliário de Americana/SP, a Feola está em atividade por 15 anos, atuando de forma dinâmica, transparente e segura, buscando sempre a satisfação de seus clientes, além de contar com advogados experts e funcionários especializados no mercado imobiliário.

Locatelli Advogados

A Locatelli Advogados trabalha protegendo o patrimônio das companhias contra os excessos da Receita na arrecadação.

Com mais de 20 anos de mercado e R$ 4 bilhões de tributos recuperados, 90% das empresas voltam a contratar seus serviços.

CredPago

A CredPago é uma empresa que usa tecnologia para revolucionar o mercado de locação de imóveis.

Está presente em todo o Brasil, com mais de 1800 imobiliárias, e atua com um mix e serviços e produtos trazendo benefícios para imobiliárias, inquilinos e proprietários de imóveis.

Oxigênio Academia

A Oxigênio Academia busca oferecer para seus clientes um ambiente familiar e agradável além de estrutura e profissionais qualificados, para atender um público que quer usufruir de todos os benefícios que a prática de atividade física proporciona.

Kinedu

O Kinedu é um guia de atividades criativas voltadas para bebês, que tem como objetivo ajudar pais a acompanhar e estimular o desenvolvimento de seus filhos desde a gravidez até os 4 anos de idade. Já está presente em mais de 180 países e ajudou mais de 2 milhões de famílias.

Bem vindos à nossa comunidade e vamos crescer juntos!

Facebook anuncia plano de expansão dos projetos de infraestrutura tecnológica

Facebook anuncia plano de expansão dos projetos de infraestrutura tecnológica

O Facebook anunciou um plano de expansão de suas ações de desenvolvimento tecnológico em países emergentes. Veja quais são essas novidades.

Nessa última semana, entre os dias 25 a 28 de fevereiro, aconteceu em Barcelona o Mobile World Congress (MWC), um dos eventos mais importantes de inovação no mundo dos dispositivos móveis.

Como não podia ser diferente, para este evento, Mark Zuckerberg teve uma proposta totalmente fora da caixa: tecnologia social, no sentido de inverter uma estrutura para universalizar o acesso à internet, sob o lema “a conectividade é um direito humano”.

Não é apenas de software que vive a tecnologia, mas também de redes de colaboração para financiar e desenvolver a estrutura que possibilite a conectividade nos lugares mais remotos e distantes do planeta.

Especula-se que essa é apenas uma forma de equilibrar a crise de imagem depois do escândalo de Cambridge Analytica, em que foi filtrado dados de mais de 87 milhões de usuários.

Muitos não veem com bons olhos essa mega expansão em países emergentes, o que representa um mercado de 5 milhões de pessoas. A Alemanha caracteriza como um monopólio e a Inglaterra chama de ameaça para a sociedade.

De todas as formas, a seguir, apresentamos os projetos do Facebook que foram anunciados até agora no MWC. 

Internet para todos: Peru

O grande empreendimento, sem dúvidas, foi o experimento no Peru. Uma parceria entre a Telefónica de Perú — que entrou com o know-how em telefonia —, o BID (Banco Internacional de Desenvolvimento), o CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina) e o Facebook. Sendo que os três últimos entraram com o financiamento.

A ideia é criar novos negócios baseados na colaboração, livre acesso, legislação e inovação com um modelo Naas (Network as service). A ideia é lançar o protótipo no Peru e começar a aplicar em grande escala em toda a América Latina.

Os três pilares da expansão global

Express Wi-Fi

É um serviço de conectividade gratuita feito pelo Facebook por meio da organização Internet.org, fundada pelo próprio Zuckerberg junto a Samsung, Ericsson, MediaTek, Opera Software, Nokia e Qualcomm.

Esse serviço está presente no Quênia, na Indonésia, na Tanzânia, na Índia e na Nigéria desde 2016. E, em 2019, acrescentados a África do Sul, Ghana e Filipinas.

Sua missão é fornecer pontos de acesso de Wi-Fi de baixo custo e banda larga e um Free Basic (pacote básico gratuito).

O objetivo, como em todos os casos é estimular a economia digital de novos negócios em rede para promover o desenvolvimento social em países emergentes.

Magma

Como o nome mostra, é um núcleo de software de código aberto para criar redes móveis, centrado em ferramentas de automação dos processos.

Tudo isso é pensado para resolver o desafio de avançar e poder criar desenvolvimento, redes de colaboração, inclusão digital e monetização por meio da internet.

No mercado digital o conhecimento é uma moeda. Tendo conectividade as pessoas podem aprender, ensinar e ser remuneradas por ele.

E isso é, precisamente, o desenvolvimento social e humano. Em lugares que não existe abundância de operadores é importante automatizar para facilitar os processos.

Terragraph

E para completar o pacote de estruturas está o Terragraph, uma banda sem fio, acessível e de altíssima velocidade que conecta as cidades.

Zuckerberg conseguiu colocar a trabalhar em colaboração as principais empresas de tecnologia para resolver todos os desafios que tem que enfrentar para conquistar um mundo realmente globalizado.

Conclusão

Sem dúvidas, o Facebook novamente foi protagonista por inovar o ponto de vista e tirar a tecnologia dos dispositivos móveis e levá-los aos empreendimentos sociais, afinal, todo o mundo é uma unidade.

Por sua vez, Mark Zuckerberg é um personagem tão interessante que não sabemos se é um filantropo ou um gênio de marketing que tem muito clara a essência de seu negócio: somar usuários em sua rede.

E, se você quer ser um especialista no tema, baixe nosso e-book sobre Marketing no Facebook.

Marketing no FacebookPowered by Rock Convert
Case Kakau seguros

Como a Kakau Seguros obteve mais de 6.830% de crescimento em seu blog

Começar o seu negócio do zero e vê-lo prosperar é motivo de orgulho para qualquer pessoa. E é ainda mais recompensador ver o fruto do seu trabalho duro justamente no Brasil, onde uma a cada 4 empresas fecham suas portas antes de completarem seu primeiro ano.

É preciso encontrar clientes, fornecedores e parceiros, tudo isso com um orçamento que é, em muitas vezes, extremamente enxuto. E sem uma estratégia muito bem definida, é impossível tirar o melhor proveito dos recursos.

E aí que entra o marketing de conteúdo, para ajudá-lo a escalar sua estratégia, adquirir clientes com previsibilidade e, acima de tudo, competir com grandes players sem a necessidade de ter o mesmo budget. E foi isso que a Kakau Seguros fez para chegar ao sucesso!

Quer saber como a Kakau fez para se destacar no mercado e escalar seu negócio com o Marketing de Conteúdo? É só continuar comigo neste case para saber os detalhes!

A Kakau Seguros

A Kakau Seguros é uma insurtech brasileira de seguros digitais por assinatura, em que é feita a aquisição de seguros e o assinante pode começar a jornada de um sinistro pelo seu Bot, chamado Anna.

Conectando produtos de algumas seguradoras a pessoas, trabalhando as duas pontas. Mas vale ressaltar que o produto do parceiro precisa entrar na linha de inovação desejada pela Kakau, sempre focado na necessidade do assinante.

Tendo iniciado sua parceria com a Rock Content em 2017.

A entrada no mercado

Ao entrar no mercado, além das dificuldades que todos passam, a Kakau ainda tinha um agravante: para finalizar seu produto, a empresa precisava que as seguradoras se tornassem parceira da empresa, para popular o seu domínio digital — que é focado em Micro Mobility.

Contudo, a Kakau, que começava sua jornada, era tida como concorrente direta pelos futuros parceiros.

E aí que o Marketing de conteúdo saltou como solução para esse problema, utilizando-se de uma estratégia em duas pontas:

  1. uma estratégia B2C, voltada para aquisição de contatos que posteriormente contratariam os serviços de seguro;
  2. uma estratégia B2B, com foco na marca Kakau, para criar autoridade e educar as grandes seguradoras.

Então, enquanto o mercado se educava sobre o papel da Kakau, na outra ponta ela gerava diversos contatos por meio de seu blog, que posteriormente serviriam de atrativo para sua rede de parceiros.

Precisávamos nos tornar relevantes e atrativos para as seguradoras e dessa maneira criarmos um mix de produto na Kakau. Para dessa forma construirmos o nosso funil prioritário que é um funil B2C.

O primeiro passo foi desenhar um front end de funil relevante para a indústria de seguros e um back end que suportava um número de reuniões gigantesco. Sabíamos e acreditamos sempre nos funis digitais para ponto de contato inicial, além de mensurar a CX e a CJ de ponta a ponta o que se mostrava menos custoso e mais abrangente.”

Diogo Russo, Sócio fundador Kakau Seguros

alt=”” class=”wp-image-28889″ width=”304″ height=”1127″/>

A estratégia de sucesso

Quando pensamos em um negócio físico, a primeira preocupação de qualquer lojista é ter uma boa estrutura. Tudo precisa estar em ordem para, quando o momento de receber seus clientes chegar, as coisas estejam funcionando corretamente para que não seja necessário realizar nenhuma obra no local enquanto recebe o público.

E foi essa a mesma mentalidade que a Kakau teve. A estrutura do site e do blog precisa ser correta e facilitar a visita das pessoas e dos robôs de busca. Que são exatamente os princípios do SEO On Page.

Quando pensamos em uma loja física, a estrutura é de extrema importância. Ela tem de ser bonita, ter a sinalização correta, o estoque organizado etc. Você não quer seu cliente se perdendo lá dentro ou perder tempo procurando as coisas.

No digital não é diferente. O que muda é que isso significa ter bom conteúdo, deixar seu site escaneável para o buscador, estruturar a hierarquia correta na página, ter URL’s amigáveis. Em resumo, é fazer o SEO On Page bem feito.

Diogo Russo, Sócio fundador Kakau Seguros

Com a casa em ordem, era hora de espalhar o nome da Kakau pelo mundo, torná-la e posicioná-la como referência, em um grande esforço de branding.

Esse objetivo culminou em uma forte estratégia de linkbuilding que tinha 2 pilares principais:

  1. utilizar a comunidade de clientes da Rock Content para encontrar parceiros para troca de guest post. Dentro desta comunidade, os próprios clientes da Rock Content se conhecem para poderem realizar parcerias estratégicas de marketing;
  2. contratar uma empresa especializada em relações públicas para fortalecer a imagem na mídia e conseguir menções em grandes portais.

A ideia por trás desta tática era simples: além de fortalecer o domínio com bons links, como a concorrência era extremamente alta, a Kakau até poderia não estar nas primeiras posições para suas principais palavras-chave, mas faria de tudo para garantir que os conteúdos mais bem posicionados linkassem para ela.

Dessa forma, a ideia era fazer com que invariavelmente as pessoas notassem a Kakau e sua proposta, fortalecendo a imagem da empresa.

“Podemos não estar em primeiro para alguma palavra, mas a pessoa não vai deixar de ver algum link nosso em sites parceiros ou especializados.”

Diogo Russo, Sócio fundador Kakau Seguros

Foco no mercado

Por mais que a estratégia para competir de frente com os grandes players do mercado de seguros nas primeiras posições estivesse dando resultado, era preciso utilizar os recursos estrategicamente. E, no digital, quando se tem uma batalha muito forte à frente, uma boa saída é encontrar o seu nicho para se garantir nele.

“Com a entrada de um novo produto o Kakau Protege, seguro para tablet e smartphones por assinatura, já estava traçado a tática de crescimento é o trabalho de sempre ir ajustando as personas e aumentando a escada de valor da Kakau para o nosso assinante, gerando o sempre buildings estratégicos, em nossa digital strategy distribution e entregando sempre o conteúdo correto para a comunidade correta da Kakau.”

Diogo Russo, Sócio fundador Kakau Seguros

O resultado

Com este esforço, a Kakau deixou de ser um MVP para se tornar uma importante insurtech no mercado nacional.

Impulsionada pela parceria com a Rock Content, obtiveram incríveis 6.836,56% de crescimento no número de sessões, com mais de 558 palavras-chaves estratégicas indexadas.

alt=”Crescimento do blog Kakau Seguros” class=”wp-image-28838″/>


Tudo isso com uma orçamento limitado, mas que com a escolha certa de parceiros e estratégia foi capaz de alavancar todo o potencial da empresa.

“Mas se tem algo que podemos deixar claro é o cliente é sim a alma de qualquer negócio digital. Por isso que ao meu ver o SEO é a falange impenetrável da digital age, conseguindo escalar o seu conteúdo de forma admirável para chegar ao público que quiser.

Basta escolher os instrumentos que domina, estudar bastante e quando estiver com um budget que não suporta contratações, escolher fornecedores que lhe ofereceram um time que agrega e gere valor ao seu negócio. Por isso a Kakau é muito feliz ao lado da rock Content.”

E se você quiser fazer assim como a Kakau e escalar o seu negócio rumo ao sucesso, é só falar com um de nossos consultores.

Agendar consultoriaPowered by Rock Convert
Como o curso marta garcia obteve 80% da receita via blog

Como o Curso Marta Garcia gera 80% da sua receita por fontes orgânicas

É realmente inspirador ver histórias como a do Curso Marta Garcia. Histórias que mostram como o marketing digital e de conteúdo podem mudar o rumo de uma empresa e impactar a vida de milhares de pessoas.

Neste case, você vai entender como as estratégias de marketing digital que o Curso Marta Garcia empregou em seu dia a dia levaram a empresa ao próximo patamar no mercado de cursos de proficiência em inglês.

Vai entender os desafios e vitórias de uma estratégia de marketing de conteúdo, e como isso reflete no ânimo de profissionais e no resultados de uma empresa. E, principalmente, vai entender como o Curso Marta Garcia já adquiri 80% de sua receita por meio de vias orgânicas.

O que é o Curso de Línguas Marta Garcia?

Com cursos de inglês voltados principalmente para pessoas que desejam se aplicar para mestrados e doutorados, o Curso de Línguas Marta Garcia surgiu da experiência e método de ensino da Professora Marta Garcia, 15 anos atrás.

Marta, que já era professora a 15 anos, decidiu reunir seus conhecimentos em um curso presencial para alunos que iriam realizar exames de proficiência em inglês instrumental.

Com uma metodologia que busca aprendizado rápido e eficiente, os alunos são capacitados para não só serem aprovados em exames para mestrado e doutorado, como também ler artigos acadêmicos com mais desenvoltura e velocidade.

Por trás do conhecimento e capacidade didática da Professora Marta, seu filho, João Garcia, cuidava da parte administrativa do negócio, buscando soluções para geração de matrículas.

Durante os primeiros 10 anos de empresa, o curso era dado presencialmente, em Fortaleza, onde ainda está a estrutura física do Curso Marta Garcia.

Mas, com o modelo de curso validado, João sabia que o online era a melhor forma de expansão do negócio. Em 2013 ele decidiu interromper seus projetos paralelos para se dedicar integralmente ao projeto de levar o curso para todo o Brasil.

Foram 6 meses de projeto até ter o curso disponibilizado em uma plataforma online e pronto para receber alunos.

E o resultado? Um número inexpressivo de cursos foi vendido. Eles tinham o produto e a plataforma, mas não conseguiam ligar a oferta com a demanda.

O desafio

João precisava de formas para gerar oportunidades para o curso online, e foi nesse momento que começou a pesquisar sobre marketing digital.

Decidiu investir em uma ferramenta que já conhecia, o Google Adwords (hoje Google Ads), para gerar novas matrículas. Com a chegada de novas oportunidades ficou claro que o Curso Marta Garcia precisava de uma estrutura melhor para gerar e trabalhar leads.

A empresa contratou o plano mais simples de uma ferramenta de automação, e começou a gerar landing pages para suas campanhas de mídia paga, além de trabalhar com email marketing para sua base.

Entrando no mundo da automação de marketing, João começou a entender o processo de aquisição de oportunidades orgânicas por meio de conteúdo. Ele se interessou cada vez mais pelo marketing digital, e decidiu que era o momento de começar uma estratégia de conteúdo.

Assim nasceu o blog do Curso Marta Garcia, focado em levar conhecimento para uma alunos que buscavam proficiência em inglês instrumental.

Com menos de 2 meses de estratégia e por volta de 6 conteúdos publicados, João abandonou a produção de novos conteúdos.

Você pode estar cansado de saber que marketing de conteúdo é uma estratégia a longo prazo, e que resultados imediatos são raros e enganadores.

Mas, naquele momento, João ainda era iniciante em marketing digital, e a necessidade de gerar resultados em vendas impactou em sua decisão de parar.

Afinal, se uma estratégia não deu resultado em dois meses, por que levar adiante?

Os conteúdos pararam, mas o interesse por marketing digital não. João continuou procurando soluções para sua empresa, consumindo conteúdos e indo a palestras. Em especial, um tema o chamou a atenção: SEO.

A Rock Content já estava em seu radar, por suas pesquisas sobre marketing e vendas, mas neste momento João destacou a importância que os conteúdos da Rock tiveram em seu aprendizado.

Após muitos blog posts, ebooks e até uma palestra do Peçanha no RD on the Road, ele resolveu que precisava insistir com seriedade em uma estratégia de conteúdo.

Só com um bom posicionamento no Google, e geração de oportunidades orgânicas, seria possível implementar um modelo de receita previsível, como ele desejava.

Entendendo que precisava de uma estratégia consolidada, o Curso Marta Garcia fechou uma parceria de conteúdo com a Rock Content.

A Parceria

João tinha um objetivo bem claro em mente:

“A ideia inicial era começarmos a produzir conteúdos de forma sistemática e estratégica trabalhando todas as etapas do funil (topo, meio e fundo) e implementar a estratégia de link building interno para fazer o lead avançar no funil através dos conteúdos.”

João Garcia, Diretor de Marketing

Ele conta que ainda no processo de entrada deles na Rock, um consultor entrou em contato por telefone, fazendo uma análise de quesitos básicos no site do Curso Marta Garcia que estavam atrapalhando seu ranqueamento.

Após corrigi-los, João percebeu uma pequena melhora em seus resultados de tráfego. Ele colocou essa como uma pequena vitória a curto prazo. E atenção: são essas vitórias que constroem o resultado final desse case.

Apesar de já possuir uma persona, insistimos que o estudo fosse refeito, levando em conta aspectos mais profundos de comportamento e interesse. A partir daí teve início a produção de conteúdos para o blog, com foco em gerar oportunidades para o Curso Marta Garcia.

Apesar da frequência de postagem, e toda a estratégia de SEO por trás, João percebia que seus resultados ainda vinham primordialmente de mídia paga.

Mesmo já tendo ampliado muito seu conhecimento sobre marketing digital, o sentimento de que os resultados orgânicos não estavam aparecendo o incomodava muito, e durante os primeiros meses de estratégia ele esteve bem perto de interromper mais uma vez sua produção de conteúdo.

Com conversas com a equipe da Rock, e também dos outros parceiros de marketing, João entendeu que abandonar a estratégia naquele ponto era desperdiçar o dinheiro investido até então, e abrir mão da estrutura de ranqueamento que ele estava construindo.

E como o tempo é o melhor amigo do marketing de conteúdo, os resultados começaram a aparecer.

Os Resultados

Mais uma vez foram pequenas vitórias que levaram o João a retomar seu ânimo na estratégia de conteúdo.

Como todo bom fã do Google Analytics, ele acompanha com frequência seus indicadores por meio de dashboards e do app da ferramenta. Um dia ele notou um aumento no tráfego fora da curva.

Ao rastrear de onde vieram as novas visitas, percebeu que um de seus artigos chegou às primeiras posições da SERP!

SERP para mestrado à distância

Isso voltou a acontecer nas semanas seguintes, e ele viu suas posições no Google subirem de mês a mês.

Por exemplo: seu artigo sobre os melhores mestrados a distância aceitos pelo MEC ganhou o featured snippet para a palavra-chave ‘mestrado a distancia’, gerando um aumento enorme das visitas em seu blog.

O post sobre os phrasal verbs mais usados na língua inglesa teve um resultado semelhante.

Com isso chegaram mais acessos, foram gerados mais leads e foram vendidos mais cursos. As pequenas vitórias diárias levantaram a moral do João e sua equipe, e ele mergulhou de cabeça no marketing de conteúdo.

Contratou o SEMrush e tomou as rédeas do planejamento de pautas. E assim os resultados apareceram:

“Quando contratamos a Rock Content tínhamos uma média de 20 mil sessões por mês.

Estamos atualmente com uma média de 120 mil sessões.”

E melhorar o topo do funil refletiu em toda a empresa, com um aumento de aproximadamente 200% no faturamento, comparando o início de 2019 e antes da parceria com a Rock Content.

E, de todo o faturamento da empresa, 80% vem de fontes orgânicas. Isso é o maior indicativo do sucesso da estratégia de Inbound Marketing e dos conteúdos divulgados no blog.

A empresa vem se destacando não só como parceira da Rock. O Curso Marta Garcia alcançou resultados e virou estudo de caso com vários de seus outros parceiros.

Com uma estrutura de geração de oportunidades orgânicas rodando, João se dedica a aprimorar a estratégia, sempre pensando em novas formas de levar valor para seu público potencial e melhorar ainda mais seus resultados.

E aqui é preciso destacar o valor que isso gera para uma estratégia de conteúdo que desenvolvemos.

Quando um cliente chega ao nível de envolvimento que o João teve, a estratégia ganha uma pessoa a mais na análise, planejamento e desenvolvimento de ações, mas com todo o conhecimento que só alguém que está dentro da empresa pode oferecer!

Ele dedicou seu tempo à rotina de marketing que geraram estes números a longo prazo.

O exercício diário de SEO on Page, checando fatores de ranqueamento com o plugin Yoast, por exemplo, não trouxe resultados da noite para o dia. Foram as pequenas vitórias, as posições conquistadas e as melhoras em taxas de conversão que construíram os resultados finais.

Este case mostra o impacto que do marketing digital para uma empresa que entendeu e investiu em uma estratégia, que sabiam que poderia os levar para o próximo nível. E como este existem outros.

Quer se tornar um case de sucesso? O primeiro passo é começar!

Agendar consultoriaPowered by Rock Convert


LinkedIn Live

LinkedIn Live: conheça a ferramenta do LinkedIn para conteúdos visuais

Conteúdos em vídeo já se mostraram como essenciais em estratégias digitais. Seguindo essa linha, o LinkedIn lançou uma ferramenta de streaming ao vivo.

Provavelmente, esta é a primeira vez que você escuta falar sobre o LinkedIn Live, e sabe por quê? Porque este é o último lançamento da rede corporativa mais famosa do mundo.

O LinkedIn é uma plataforma diferente: uma rede B2B que nos permite relacionar entre empresas. Seu objetivo é precioso e específico: o desenvolvimento profissional.

E ela não serve unicamente para você enviar um currículo e esperar por um emprego, mas sim para fazer networking, avaliar ideias, estudar o mercado, promover treinamentos etc.

Passamos pelo auge da produção e reprodução de vídeos e dos serviços de streaming e o LinkedIn soube acompanhar isso. Siga conosco para saber mais sobre o LinkedIn Live!

A proposta do LinkedIn Live

A proposta é clara: oferecer um serviço de live streaming que permite transmitir vídeos e eventos em tempo real.

O objetivo é o mesmo de qualquer ideia de desenvolvimento de um produto: agregar valor à experiência. E, no caso do mundo corporativo, isso tem muitas possibilidades.

Desde conferências entre filiais de diferentes empresas em várias partes do mundo, passando por seminários de capacitação até auditorias.

A possibilidade de transmitir ao vivo aumenta o engajamento dos usuários, pois eles podem participar de mais dinâmicas interativas. Isso os enriquecerá como profissionais, ao mesmo tempo que facilitará o processo empresarial.

A rede no âmbito social

O aumento do número de empreendedores criou a necessidade de promover vínculos profissionais, em vez de uma constante conscientização.

Não se trata de socializar nossas emoções ou compartilhar nossos estados e opiniões, mas de encontrar as melhores oportunidades de negócio e crescimento pessoal. E, para isso, o LinkedIn oferece um contexto mais formal e sério que as outras redes.

O mistério Beta

o LinkedIn Live, todavia, está na fase Beta. Isto é, em fase de experimentação. Mas sabemos que, em sua forma, será muito diferente dos serviços oferecidos pelas outras plataformas.

A diferença será em seu código de uso, focado no perfil dos usuários e nas utilidades empresariais.

Veja outros pontos:

  • não será para a transmissão de conteúdos pessoais;
  • não terá o paradigma horizontal das redes sociais, mas se baseará em cargos, funções e hierarquias;
  • não terá o foco no emocional do usuário, mas em sua capacidade de se integrar a um projeto de desenvolvimento pessoal.

Os sócios

Um lançamento tão ousado, no entanto, requer uma boa estrutura técnica para garantir uma experiência de usuário agradável.

Por isso, o LinkedIn contará com a presença de outras ferramentas conhecidas no mercado para recursos audiovisuais.

E, para reforçar a autoridade no tema, nada melhor que ter os melhores sócios, como:

  • Wirecast: o principal software de mescla de vídeo, criado pelo Telestream, para garantir a qualidade.
  • Switcher Studio: para as conferências de multi-tela (com até 9 telas simultâneas);
  • Wowza Media System: velocidade, streaming em qualquer lugar do mundo em menos de três segundos;
  • Socialive: para facilitar a vida dos usuários e que possa criar facilmente transmissões ao vivo em nível profissional;
  • Brand.live: para vender melhor, a plataforma ao vivo “one-stop-shop” para marcas e varejistas;
  • Microsoft: a cereja do bolo, mais que um sócio, o dono do LinkedIn.

O LinkedIn Live promete ser um passo de qualidade para o mundo dos negócios. Que nos perdoe Mark Zuckerberg, mas Bill Gates está nos chamando. Por isso, não espere mais! Crie hoje mesmo o seu perfil no LinkedIn e comece a desenvolver sua carreira.

E, se você quer virar um especialista nessa rede, baixe agora nosso e-book sobre Marketing no LinkedIn!

marketing no linkedin ebook
Saiba como gerenciar canal do Youtube

Do planejamento à execução: como gerenciar o seu canal do Youtube com maestria

O gerenciamento bem-sucedido do seu canal no YouTube passa por uma série de ações, ferramentas e métricas para monitorar o desempenho dos conteúdos. Fique por dentro dos detalhes que envolvem as etapas desse processo.

(Clique no player para o ouvir a narração do nosso post!)

Já não é mais novidade que os conteúdos em vídeo estão crescendo em uma velocidade imensa. Em 2019, 80% do tráfego da internet será composto por vídeos.

Impressionante, não? Mais incrível ainda é o fato de que o YouTube tem em seus registros mais de 500 milhões de horas de vídeos consumidos diariamente.

Isso significa que essa plataforma não perde em nada para os tradicionais canais de TV. Mais do que isso, o YouTube é um dos grandes fenômenos na chamada revolução digital. E quem está por dentro das inovações tecnológicas cresce lado a lado com todas essas tendências.

E você? Tem curiosidade em saber um pouco mais sobre o universo do YouTube e como iniciar um belo trabalho utilizando essa ferramenta?

Então, nos acompanhe ao longo deste post!

Qual a importância do YouTube na estratégia de Marketing Digital?

Não é mais possível falar de uma estratégia de Marketing Digital sem pensar na participação dos vídeos. O audiovisual mostra um conteúdo muito mais vivo e dinâmico do que um simples texto na página.

Mas você sabe quais são os principais benefícios em apostar nessa estratégia? A gente mostra logo abaixo!

Ranqueamento nas buscas

SEO é o termo para essa ação. Aplicação correta de palavras-chave, meta description, legendas e anotações ajudam a elevar o seu vídeo nos canais de buscas, gerando um tráfego maior e mais orgânico.

É um detalhe do qual muita gente se esquece, mas de extrema importância para o sucesso.

Aprenda tudo sobre SEO

Controle e otimização

Se você já utilizou ferramentas como o Google Analytics, sabe muito bem do valor em poder verificar detalhes sobre o número de acessos em sua página, o tempo de permanência e o controle regional.

O YouTube disponibiliza uma análise semelhante, que possibilita otimizar e mostrar pontos de melhoria em seus vídeos. Assim, fica mais fácil criar um plano de ação para manter o que já está bom e melhorar o que deixou a desejar.

Ajuda com o público-alvo

Com uma seleção dos principais interesses, faixa etária e outras características, o YouTube pode definir um público-alvo e direcionar palavras-chave para ele.

É algo que vai muito além das mídias tradicionais, em que esse processo nem mesmo chegaria perto de ser automatizado dessa forma. É um ótimo exemplo da inovação do marketing.

Aumento da autoridade

Todo produtor de conteúdo almeja se tornar uma referência no assunto que aborda. Ao criar vídeos de qualidade e devidamente configurados para ranqueamento, a sua reputação ou a de seu produto só tende a crescer, ajudando a se tornar uma autoridade com seguidores fiéis que confiam no seu conhecimento.

Como gerenciar o canal no YouTube com maestria?

Agora que você já entendeu as diversas vantagens de se tornar um especialista em vídeos no YouTube, está na hora de conhecer dicas valiosas para gerenciar um canal como um mestre.

Então, vamos lá!

1. Planejamento

Defina objetivos e KPI’s

KPI é um termo muito utilizado em Marketing Digital e, basicamente, significa uma forma de mensurar objetivos e ações que estão funcionando corretamente em seus vídeos.

Um bom exemplo de KPI no YouTube seria o número de visualizações para cada vídeo e o número total de visualizações no canal, o que te ajuda a estabelecer um caminho muito mais claro da maneira de produzir e postar vídeos, indicando quais horários e quais dias são mais favoráveis.

Isso também ajuda a definir o estilo do seu canal, pois você pode visualizar quais vídeos chamaram mais atenção e os motivos que colaboraram para tanto, como os títulos, as thumbnails e o próprio conteúdo.

Pesquise sobre o comportamento da sua persona

Publicar vídeos no YouTube sem saber nada sobre as preferências da sua persona por lá é tão seguro quanto tentar adivinhar seu futuro olhando para uma bola de cristal (ou seja, a não ser que você seja supersticioso, provavelmente não vai funcionar, concorda?).

Sendo assim, não deixe de fazer uma pesquisa para entender questões como:

  • a duração média ideal do vídeo para a persona;
  • o tipo de vídeo que mais a atrai (com desenhos e narração, estilo talkshow, com números e dados, apenas uma pessoa falando diante da câmera, etc.);
  • a frequência e período em que ela costuma acessar o YouTube;
  • e o tipo de conteúdo que gosta de consumir por ali (informativo, do tipo videoaula, de entretenimento, tutorial, entrevistas, etc.).
Guia para criação de personas

Faça pesquisas de palavras-chave

Depois de entender melhor que tipo de conteúdo sua persona gostaria de ver no YouTube, é hora de descobrir quais assuntos estão em alta para atraí-la até o seu canal, e nessa hora nada mais eficiente do que uma boa pesquisa de palavras-chave.

A partir disso, vai ficar mais fácil distribuir os assuntos a serem abordados na sua estratégia — e a forma/profundidade com a qual serão tratados — por todos os seus canais de conteúdo, do blog ao YouTube.

Integre o conteúdo produzido pela empresa

Além de dividir os temas abordados nos seus conteúdos, vale a pena, ainda, integrar toda a estratégia para aumentar seu engajamento em todos os canais.

Isso quer dizer que você vai poder, por exemplo, tratar do mesmo assunto de formas diferentes no blog, nas redes sociais e no YouTube, e linkar esses conteúdos uns nos outros.

Por exemplo: ao publicar um vídeo com uma receita culinária, digamos, você pode postar a lista completa dos ingredientes e medidas no blog.

Do mesmo modo, pode criar um post com um passo a passo escrito e, depois, fazer um vídeo para mostrar como as instruções acontecem na prática.

Outra integração importante é divulgar seus vídeos nas redes sociais, linká-los nos posts do blog sempre que possível, e convidar seu público no YouTube a acompanhar seu trabalho nas outras redes sociais que a empresa participa.

Engaje por meio da frequência de postagens.

É observado que postagens realizadas mais de uma vez por semana geram mais visualizações, indicações como vídeos relacionados e chances de aparecerem na página inicial do YouTube.

Tudo isso também colabora para o engajamento do seu público, que passa a acompanhar as novidades do canal, por já conhecer a sua frequência e qualidade de postagens.

Não é por acaso que, atualmente, vemos cada vez mais canais que postam vídeos diariamente.

Se você está começando uma carreira como youtuber, é interessante pensar na possibilidade de criar uma grande quantidade de conteúdos, com assuntos relacionados entre si e procurar fazer ligações entre eles, direcionando os usuários ao final de cada vídeo para que assistam o próximo.

Isso vai ajudar muito o desempenho do seu canal no algoritmo da plataforma, além de aumentar o seu tempo de exibição e manter um número maior de usuários por mais tempo..

Mas avalie com calma a sua capacidade de produção,  se você leva muito tempo para produzir um único vídeo, essa regularidade não acontece e o seu canal perde a força.

Atente para o visual

É fato que um vídeo com um visual bonito chama a atenção e ajuda a aumentar as chances de entreter o usuário.

Portanto, considere investir nesse quesito, aprendendo mais sobre edição de vídeos,storytelling, e a própria captura das imagens e do áudio.

Mas criar um vídeo impressionante visualmente não significa garantia de sucesso.

Mais do que fazer vídeos cinematográficos, é importante não deixar o seu público na mão e lembrar de fixar horários para atualização. Sendo assim, limite o visual ao que você dê conta de produzir em um curto tempo e procure otimizar o fluxo de produção.

Se tiver a oportunidade, invista em uma pequena equipe e um pequeno espaço que ajude com todo esse trabalho. O equilíbrio sempre trará bons frutos.

Seja objetivo

Não existe nada pior no YouTube do que aqueles vídeos que te enrolam por minutos antes de iniciar o conteúdo de fato. Muitos espectadores da plataforma desistem de um vídeo após os primeiros 10 segundos, caso não tenha nada que os interesse.

Sabendo disso, é importante ser muito objetivo e sucinto nos títulos e apresentações. Não demore para apresentar o conteúdo e procure sempre iniciar com algo que prenda a atenção, como uma pergunta, um tema intrigante ou uma frase misteriosa, por exemplo.

2. Execução

Para otimizar a execução dos vídeos, existe um grande leque de ferramentas e apps que podem ajudar nessa produção, principalmente, quando você ainda está no início e não tem uma equipe de apoio.

Logo abaixo, estão alguns deles.

YouTube Creator Studio

O YouTube Creator Studio é uma ferramenta para Android e iOS que ajuda a gerenciar seus canais de uma forma bem fácil. Ele exibe todas as informações necessárias, incluindo os gráficos de visualizações e popularidade por tempo de vídeo assistido.

Ele também oferece recursos para interagir com o público, como visualizar, responder ou até mesmo apagar comentários de forma intuitiva, além da possibilidade de editar as informações diretamente no celular.

As informações chegam por notificações e também podem ser desligadas, caso não deseje ser alertado o tempo todo.

Se você administra mais de um canal, é possível fazer a troca dessa administração, possibilitando manter vários canais atualizados sem muitas preocupações.

TubeBuddy

Diferente do YouTube Creator Studio, o TubeBuddy é um aplicativo utilizado nos navegadores de computador.

É um excelente recurso para se otimizar o SEO dos seus vídeos, usando ferramentas diretamente do próprio YouTube, mas de uma maneira mais intuitiva e que permite uma maior organização.

Isso acontece pela facilidade em automatizar procedimentos e processamentos extensos e cansativos, como inserir descrições e anotações em vários vídeos de uma vez só.

Ele também permite a pesquisa de palavras-chave que auxiliem no direcionamento dos seus conteúdos, gerando melhores resultados.

ScreenFlow e Camtasia

O ScreenFlow e o Camtasia são ferramentas semelhantes para a criação e edição de vídeos. O primeiro é um excelente recurso para usuários do Mac e o segundo é uma poderosa ferramenta que também pode ser usada no Windows.

Ambos são ótimos para criação de vídeos por meio de capturas de tela ou mesmo filmagens. Eles permitem incluir transições, animações e músicas de uma maneira muito intuitiva.

Editar partes do vídeo que podem ser chatas para o espectador, como pausas longas e mudanças de assunto, ou, simplesmente, melhorar o ritmo, são detalhes que vão fazer toda a diferença para a qualidade do seu material.

No início, pode parecer um pouco confuso, devido à grande quantidade de recursos que eles apresentam, mas nada que uma pequena dedicação ao aprendizado não resolva.

Canva

Outra boa plataforma para ajudar na criação de bons conteúdos é o popular Canva.

Ele permite que você crie imagens com um design profissional sem precisar ser um designer para isso.

Com um editor muito simples, a criação se torna fácil e rápida com um sistema de arrastar e soltar, sem burocracia ou a necessidade de técnicas avançadas. A ferramenta também disponibiliza um amplo banco de imagens, ilustrações e fotos para complementar a sua criação.

Mesmo não sendo um editor de vídeos ou um gerenciador, criar essas imagens é um diferencial para inserir miniaturas atrativas em seus vídeos, conquistando, assim,  mais cliques e visualizações.

Também é bem útil para a criação de telas finais de seus vídeos, usadas para direcionar o espectador para outros conteúdos de seu próprio canal.

Se antes, você pensava que seria necessário ter habilidades de um designer ou ilustrador para isso, o Canva veio para mostrar que não.

Transcrição do vídeo

Não se trata de uma ferramenta, mas sim de uma ação que colabora bastante para uma execução eficiente.

Transcrever todo o conteúdo do seu vídeo pode parecer cansativo, mas é um bom uso do seu tempo quando você tem a certeza de que as pessoas podem consumir o seu material mesmo sem assistir ao vídeo, seja porque estão em um local público sem fones de ouvido, ou porque dispõem de uma internet lenta.

Basta inserir a transcrição na descrição do seu vídeo ou mesmo como uma legenda, o que também o deixará acessível para deficientes auditivos.

Manual do uso de Vídeos no MKT Conteúdo

3. Análise

Outra ação que não pode faltar na sua produção de vídeos é a utilização de ferramentas como o YouTube Analytics para o acompanhamento de métricas.

Afinal, quanto mais você souber sobre todo o andamento nos bastidores, melhor você poderá agir e promover a evolução do seu trabalho.

YouTube Analytics

Visualizar o tempo médio assistido em seus vídeos e de todo o canal, visualizações a partir de vídeos sugeridos, entre outras vantagens.

O YouTube Analytics proporciona isso tudo, permitindo que você tenha total controle sobre a performance dos conteúdos, identificando o que precisa ser melhorado e o que pode ser mantido.

Aumentar o tempo médio de visualizações de seus espectadores é algo fundamental para o algoritmo de ranqueamento da plataforma. Por isso, é recomendado que você inclua essa tarefa no seu dia a dia.

Tudo entendido até aqui, certo? Mas uma dúvida que pode surgir é: como saber de onde o seu público vem e como eles tomaram conhecimento de seus vídeos?

Com o próprio YouTube Analytics, é possível analisar cada vídeo individualmente e verificar a partir de onde ele foi acessado e qual vídeo está recebendo visitas por meio de outros conteúdos relacionados.

Isso também ajuda a descobrir o caminho e o estilo que seu conteúdo deve assumir. Dessa forma, você não se desvia do seu público.

Dicas para fazer seu canal bombar

E aí, canal pronto, estratégia montada, então vamos partir para a ação e gerar resultados?.

Confira como:

Conquiste o espectador nos primeiros segundos

Assim como a arte de manter um leitor grudado nos posts do seu blog até o finalzinho está em conquistá-lo logo na introdução, nos seus vídeos, o ideal é capturar a atenção do público já nos primeiros 10 segundos da gravação.

Ou seja: economize no tamanho da sua abertura (se houver) e não fique enrolando demais antes de ir direto ao ponto.

De preferência, inclua logo no início algum atrativo para incentivar a audiência a continuar assistindo, seja uma pergunta intrigante que você vai responder, um sneak peek do que os espera no final ou apenas um CTA mesmo.

Não subestime o poder do CTA

Por falar neles, os CTA (ou calls to action) também devem estar presentes no YouTube, de fato, em vários locais:

  • no começo, informando de cara sobre o que aquele vídeo vai ser e chamando o espectador para continuar vendo;
  • durante o vídeo (se couber e não for ficar forçado), chamando a pessoa para outros conteúdos (que podem ser linkados na descrição ou aparecer em hyperlinks no próprio vídeo);
  • e, ao final, chamando a audiência a interagir com o vídeo pelos comentários e/ou compartilhando-os com os amigos;
  • bônus: convide o pessoal a se inscrever no canal, assim como nas suas outras redes sociais (mantenha os links sempre disponíveis na descrição de todos os vídeos).

Faça parcerias com outros canais

No mundo dos blogs, os Guest Posts são um ótimo jeito de fazer seu número de leitores crescer aproveitando o público de um parceiro, e vice-versa.

No YouTube, também é possível que dois canais se ajudem por meio de vídeos em conjunto, que são depois publicados em versões diferentes nos dois canais, com chamadas para que o público visite e inscreva-se no canal do parceiro.

Aproveite as suas parcerias com outras empresas fora do YouTube para estender seu sucesso mútuo aos vídeos!

Crie seções e séries engajadoras

Uma das vantagens daquela configuração opcional que mostramos ali em cima, na última parte do nosso passo a passo, é que ele permite separar seus vídeos por seções e playlists.

Além das listas que você pode fazer automaticamente com o próprio YouTube (como uma seção só com os envios mais populares, outra com as transmissões ao vivo futuras e passadas), dá para ir montando uma série que dá continuidade a um mesmo tema.

No canal da Rock, por exemplo, temos o RockHacks, uma série com vídeos bem curtinhos (com cerca de 1 minuto) e dicas rápidas para serem consumidas “em doses homeopáticas”.

Já a sessão dedicada às videoaulas sobre Conteúdo e Marketing tem gravações mais longas e completas, formando quase um curso mesmo, que vai se completando a cada envio.

Com o número de aficionados por séries crescendo por aí, nem precisa dizer que organizar seus vídeos dessa forma vai aumentar seu número de visualizações e assinaturas, não é?

Aprenda com os maiores youtubers da web

Tem jeito melhor de ficar por dentro do que está bombando no YouTube do que acompanhar de perto o trabalho dos mestres na arte do conteúdo audiovisual?

Então fica aqui nossa recomendação para que você siga de perto os maiores youtubers do mundo para conhecer seus segredos e fazer como eles:

  • preze pela qualidade do seu conteúdo acima de tudo;
  • crie sorteios e premiações periódicas para os assinantes do canal;
  • interaja com o público respondendo aos seus comentários e peça sua opinião sempre que puder;
  • e não subestime o poder do design visual para agregar valor ao seu conteúdo, seja na arte do seu canal, nas thumbnails ou mesmo nos próprios vídeos.

Outra dica importante é ficar antenado, também, nas empresas que estão fazendo bonito no YouTube para seguir seu exemplo.

Como faturar com seu canal no YouTube

Finalmente, com seu canal nos trilhos e caminhando rumo ao sucesso, chegou o momento de pensar no retorno que todo esse investimento vai dar para a empresa: como fazer as visualizações se transformarem em cifrões?

Existem, basicamente, três formas de fazer sua fama no YouTube virar zeros à direita na conta bancária:

YouTube Ads

Sabe aquelas propagandas que às vezes passam logo antes do seu vídeo começar?

Pois é, trata-se do Youtube Ads, uma opção para fazer com que cada visualização renda ao dono do canal alguns centavos, que quando multiplicados por milhões — ou até bilhões, no caso de virais —, representam uma quantia bastante respeitável.

Patrocínio externo

Outra estratégia usada por muitos youtubers para aumentar o faturamento dos vídeos é conseguir o patrocínio de alguma empresa, que paga para que seus produtos ou serviços sejam promovidos nos conteúdos daquele canal.

Inbound Marketing

Embora os dois últimos pontos sejam muito legítimos se o seu canal tiver mesmo por objetivo ser uma fonte de renda, no caso de uma empresa que está usando o YouTube como parte da estratégia de Inbound Marketing, esse provavelmente não é o melhor jeito de proceder.

Além de ficarem meio irritados com a publicidade dos patrocinadores e os ads, vale lembrar que fazer com que sua audiência se engaje com a empresa aos poucos, percorrendo o funil de vendas até se tornarem clientes é o verdadeiro objetivo do seu canal.

Diante disso, não adianta esquentar a cabeça.

Alie toda a sua estratégia com cuidado para fazer suas personas caminharem pelo funil, preze pela qualidade dos seus envios e não tema: o Marketing de Conteúdo com certeza será muito mais sustentável do que as campanhas pagas.

Os 4 erros mais comuns dos youtubers iniciantes

Para quem não está ligado no universo “por trás das câmeras” do YouTube, expectativa e realidade da produção de vídeos podem estar a quilômetros de distância.

Pensando nisso, que tal conferir de uma vez os principais erros cometidos pelos novatos para evitar cair nessas armadilhas antes mesmos que elas apareçam na sua frente?

Anote aí:

Achar que produzir conteúdo em vídeo é caro e complicado

Como explicado pelo professor Peçanha nesta videoaula sobre videoaulas, fazer conteúdo para colocar no YouTube, na verdade, não é nenhum bicho de sete cabeças.

O importante é colocar a mão na massa e fazê-los!

Nem equipe de produção especializada nem mesmo equipamentos caros são necessários.

Com uma câmera de celular, hoje em dia, já dá para gravar imagens de alta qualidade.

Não dar atenção às tags e thumbnail do vídeo

Você já deve saber o quanto o SEO é importante no Marketing Digital para garantir que as suas páginas sejam encontradas pelo internauta, certo?

Pois no YouTube, a coisa não é muito diferente, só que aquilo que vai aumentar suas taxas de visualização e fazer com que seu vídeo suba no ranking das buscas são informações fora do conteúdo em si: as tags (ou marcações) e a thumbnail do vídeo.

Kit Calendarios de Marketing

Não manter o canal em atividade constante

Como foi falado,  manter uma frequência regular e alta de publicação no YouTube é essencial para o seu sucesso: de nada adianta criar o canal e deixá-lo às moscas.

Além de engajar os usuários a cada nova publicação, a frequência incentiva um passeio dos inscritos pelos seus outros vídeos e playlists, aumentando suas visualizações como um todo e, em última instância, a própria autoridade do seu canal.

Para isso, o ideal é incluir o YouTube no seu calendário editorial para alinhá-lo com todo o resto da sua estratégia, e é disso mesmo que vamos falar a seguir!

Vamos começar?

E então, agora que você tem boas dicas sobre como gerenciar o seu canal, que tal produzir?

Os dois principais pontos que você precisa ter em mente quando criar um canal são os espectadores e o algoritmo da plataforma. Tendo conhecimento sobre isso, seu gerenciamento se torna mais simples.

Uma boa dica também é procurar postar nativamente em outras plataformas de redes sociais. Por exemplo, se você criar uma página no Facebook, é recomendado que você edite uma versão curta de seu vídeo, como um teaser, e faça um post inserindo o link que vai direcionar para o vídeo completo hospedado no YouTube.

É uma ótima maneira de atrair um público que não esteja necessariamente assistindo a outros vídeos antes de chegar até os seus. Isso também vale para o Twitter e Instagram.

Você também pode incorporar seus vídeos em blogs e sites parceiros, ou em seu próprio blog, completando um blog post.

Lembre-se de que, para gerenciar o canal do YouTube, é importante ser criativo e inovador, além de transmitir boas informações e otimizar o seu fluxo de trabalho.

Se você quer saber um pouco mais para se tornar um expert no assunto, baixe agora o nosso e-book gratuito sobre Marketing no Youtube!

como ganhar inscritos no youtube
Home office melhora a produtividade?

Entenda como o home office pode melhorar a produtividade do seu time

A tecnologia transformou diversos aspectos na vida das pessoas, incluindo o modo como trabalhamos.

Além de facilitar o contato com consumidores, fornecedores e parceiros, a internet e outras tecnologias recentes permitem mais flexibilidade nas relações de trabalho.

Um exemplo disso, é a adesão cada vez mais frequente ao home office. Um levantamento recente do ibope, mostra que o número de pessoas trabalhando remotamente, pelo menos em parte da carga horário de trabalho, cresceu muito nos últimos 3 anos e já representa 20% dos profissionais brasileiros.

Além disso, a pesquisa mostra que grande parte dos trabalhadores gostaria de poder trabalhar home office. Mas, será que o trabalho remoto também é benéfico para o empregador e para empresa?

Essa é uma dúvida bastante comum. Por isso, listamos os benefícios do home office para sua empresa e cuidados essenciais que as pessoas que trabalham em casa precisam ter para que você descubra se o trabalho remoto pode ser eficiente no seu negócio.

O que é home office?

home office e produtividade 2

Home office é a expressão inglesa para “escritório em casa”. De maneira geral, diz respeito aos trabalhos realizados de maneira independente, fora do escritório formal da empresa.

É um método muito utilizado por freelancers – sem vínculo empregatício com o contratante — mas também funciona bem com os funcionários.

O home office também é chamado de teletrabalho, trabalho à distância, trabalho portátil e trabalho remoto.

Algumas pessoas trabalham assim todos os dias, mas também é comum que parte da jornada seja feita em escritório e outra em casa, dependendo do estilo da empresa.

Transformação Digital 360

Em quais tipos de negócio o home office funciona melhor?

Esse modelo de trabalho pode ajudar a aumentar a produtividade do time e melhorar os resultados do negócio, mas, para isso, é importante saber que não funciona com qualquer tipo de atividade.

Os freelancers já estão bastante adaptados a esse formato, mas quando falamos de equipes estabelecidas e contratadas no regime formal, nem sempre esse modelo é uma opção. Mas saiba que ele pode acontecer com 100% de eficiência!

As atividades executadas pelo colaborador devem apresentar a possibilidade de serem realizadas em outro lugar. Por isso, é comum que as pessoas que trabalham em sites e plataformas atuem remotamente.

Atividades como produção de conteúdo, projetos de arquitetura e comércio eletrônico podem ser feitas no escritório de casa sem qualquer perda na qualidade. Pelo contrário, a produtividade pode crescer!

Já trabalhos que demandam que o empregado compareça ao local, como empresas industriais, vendas físicas ou construção, entre outros, não permitem tanta flexibilidade.

Entretanto é possível que o home office possa ser aderido em alguns dias, caso o profissional precise produzir relatórios ou planejamentos.

7 benefícios que comprovam como o home office pode melhorar a produtividade do seu time

Falamos que o home office pode aumentar a produtividade do seu time, mas você deve estar se perguntando: “Como?”.

Então, confira alguns benefícios do trabalho à distância que podem te convencer:

1. O funcionário sofre menos com o estresse do trânsito

O trânsito é um fator de estresse em várias cidades do país. Muita gente chega a gastar três horas para chegar ao trabalho, o que não é saudável e, muito menos, produtivo.

Com o home office, o empregado economiza algumas horinhas todos os dias e pode usar esse tempo para fazer um curso, trabalhar em outros projetos ou mesmo descansar.

2. Menos atrasos

Engarrafamentos, acidentes de trânsito e outros imprevistos que acontecem no dia a dia podem atrasar os funcionários em alguns minutos.

Isso pode atrapalhar não só em reuniões e outros eventos com hora marcada, mas também na entrega de projetos.

O home office é uma excelente solução para o problema. Como o funcionário não precisa se deslocar para chegar à empresa, ele só precisa ter o compromisso de começar o trabalho na certa.

3. Mais flexibilidade

Dependendo da empresa, é possível combinar um determinado número de horas trabalhadas por dia, mas sem a necessidade de um horário fixo pré-estabelecido.

Algumas pessoas são mais produtivas em partes diferentes do dia. Com isso, se o empregado tiver mais flexibilidade para se organizar, ele consegue aproveitar melhor o seu horário produtivo.

Além disso, é possível conciliar outras atividades, como ir ao banco e ao dentista, sem precisar faltar ao trabalho.

4. O ambiente adequado proporciona menos interrupções

Se o colaborador tiver um cantinho próprio para trabalhar em casa, a produtividade pode aumentar, já que ele não será distraído por conversas de colegas, telefonemas de outras pessoas e outras interrupções que acontecem em ambientes de trabalho.

Em casa, ele pode estruturar um local silencioso, que o motive a trabalhar com mais eficiência e de forma mais motivada.

5. Trabalhar em casa é confortável e garante mais qualidade de vida

home office e produtividade

Trânsito, atrasos, transporte público, má alimentação, entre outras circunstância da correria no dia a dia podem deixar o funcionário cansado logo pela manhã.

O home office aumenta a produtividade porque o colaborador evita esses desgastes e adquire mais qualidade de vida.

Por sua vez, a qualidade de vida do funcionário reflete diretamente no seu trabalho. Por estar mais confortável e menos estressado, ele consegue desenvolver melhor suas ideias e direcionar sua energia para o que é mais importante.

Com tudo isso, o dia fica mais confortável, garantindo que essas pessoas produzam mais e melhor.

6. Redução de custos para a empresa

Uma super vantagem para a empresa é a redução de custos com:

  • Transporte;
  • Alimentação em restaurante;
  • Lanches e cafezinho;
  • Manutenção da estrutura e custos fixos como energia elétrica, ar condicionado, internet fixa, funcionários de limpeza, segurança e por aí vai.

E isso são apenas alguns pontos. É um modelo muito benéfico para ambas as partes.

7. Cria-se uma cultura de mais liberdade

É claro que liberdade é uma ótima vantagem para os funcionários, mas por quê seria bom para a empresa?

Em primeiro lugar, porque a liberdade permite que os empregados desenvolvam melhor a capacidade de autonomia.

Com um bom incentivo da empresa, eles buscarão ter mais foco em resultados do que em horas trabalhadas.

Isso é vantajoso porque tempo de trabalho não é sinônimo de sucesso e romper com a mentalidade de “bater ponto” pode gerar mais produtividade.

Além disso, o home office não serve apenas para os funcionários, mas para os chefes e coordenadores também.

Você não precisará se preocupar em estar presente no escritório apenas para garantir que todos estão trabalhando. Com isso, também terá mais liberdade para organizar sua agenda da melhor maneira.

Por último, a liberdade do trabalho remoto pode chamar a atenção de bons talentos e se tornar um diferencial para sua empresa.

Os melhores profissionais estão cada vez mais buscando empregos que lhes proporcione mais qualidade de vida.

Por isso, saber que uma empresa permite o trabalho home office pode ser atrativo para pessoas talentosas que querem mais flexibilidade.

8. A lei trabalhista está mais clara sobre o home office

Para empregadores e colaboradores ficarem tranquilos, a Lei de Trabalho regulamenta o home office como meio formal de atividade.

A reforma trabalhista, que já entrou em vigor, define o que é o home office (chamado de teletrabalho), como é feito, o controle de jornada e quais atividades realizadas deverão constar em contrato.

A lei estabelece, ainda, regras sobre a utilização de equipamentos e toda a estrutura necessária para o empregado trabalhar.

5 cuidados com o home office para garantir mais produtividade

Mas como nem tudo são flores, é preciso tomar alguns cuidados com esse modelo de trabalho para garantir, realmente, que o home office aumente a produtividade.

Confira alguns pontos de atenção que vão fazer o trabalho fluir naturalmente e garantir todos os benefícios já citados nesse texto.

1. Alinhe e estipule metas

Para que o home office funcione bem, todas as pessoas da equipe devem estar bem alinhadas sobre as suas atividades, prazos e prioridades. Como o trabalho será feito à distância é possível que ocorra problemas de comunicação.

Por isso, tente fazer reuniões de alinhamento e utilize ferramentas de gestão que facilitem a troca de informações e alinhe o que precisa ser feito.

Bons exemplos são o Asana, o Trello, utilizar a técnica do “pomodoro” para controlar o tempo, entre outros aplicativos de organização.

Além disso, é preciso que as metas estejam bem claras para que os funcionários se sintam motivados a a trabalhar e conquistar seus objetivos.

OKR: Metas que Conectam Estratégia com Operação

2. Incentive o funcionário a ter um cantinho adequado

Como já falamos, existe uma série de fatores que tornam o trabalho remoto mais confortável. Por outro lado, tanto conforto também pode ser ruim para a produtividade, pois você pode se sentir tentado a fazer outras coisas.

Por isso, é importante ter um ambiente que deixe o funcionário concentrado.

Antes de aderir ao home office na sua empresa, instrua as pessoas da equipe a terem uma mesa em um espaço silencioso, uma cadeira confortável e ergonômica, e luz apropriada para o trabalho.

3. É preciso ter uma boa conexão de internet e um celular disponível

Toda a comunicação entre a empresa e o funcionário será realizada via telefone/smartphone e e-mails. Por isso, é preciso orientar os funcionários a possuírem conexão e sinal de celular de boa qualidade.

Oriente a equipe a escolher um plano próprio para a relação de trabalho, com boa disponibilidade de minutos e franquia de dados.

Uma última opção, menos usada, mas bastante útil, é optar por ligações via rádio, que não descontam da franquia de ligações ou internet. Atualmente, o recurso é oferecido apenas nos planos da Nextel.

Na dúvida de qual o melhor plano para a nova realidade em casa, eles também podem utilizar um comparador de planos online e ter mais facilidade em comparar os preços e benefícios.

4. Funcionário deve ser bom em autogestão

O home office não é para todo mundo. Por isso, o colaborador que desempenhar suas atividades via teletrabalho deve ter alta capacidade de se gerir.

Isso significa ser uma pessoa organizada, com muita disciplina e que saiba cumprir tarefas de forma autônoma e independente.

Empregados que precisam de acompanhamento e supervisão frequente não conseguem trabalhar muito bem via home office.

Por isso, avalie o perfil dos seus funcionários antes de permitir o trabalho remoto e busque saber sobre a organização dos candidatos nas entrevistas de emprego da sua empresa.

5. Promova encontros presenciais

Por fim, é importante lembrar que nem todo dia o trabalho precisa ou pode ser feito em casa. Aliás, a interação social é fundamental para ter uma equipe bem alinhada e motivada.

Sempre dá para marcar uma reunião para acompanhar os resultados, realinhar as diretrizes e estreitar as relações de trabalho. Também é importante lembrar de momentos de descontração, como happy hours e festas de comemoração.

Se a empresa abdicou totalmente do escritório, existem milhares de cafés e espaços de coworking com Wi-Fi próprios para isso.

Com todas essas dicas, é garantido que o home office será um excelente modelo para todo o time!

Gostou da ideia? Agora que tal aprender técnicas para aumentar sua produtividade no trabalho?

Conteúdo produzido em parceria com a Melhor Plano.

Como montar uma planilha de controle financeiro que organize seu orçamento

Como montar uma planilha de controle financeiro que organize seu orçamento

Uma planilha de controle financeiro é indispensável para quem deseja fazer um uso mais inteligente do dinheiro. Saiba como montar uma!

Você sabe quais despesas geram os maiores gastos em cada mês? Sabe quanto dinheiro sobraria se você conseguisse evitar certos gastos impulsivos? Tem ideia de qual é valor médio de despesas recorrentes como água, eletricidade, internet e telefone?

Essas são algumas perguntas que apenas quem tem um orçamento bem organizado é capaz de responder com precisão. Para quem deseja acompanhar os gastosreduzir custos e fazer um uso mais inteligente do dinheiro, esse é um passo fundamental — e que exige bastante disciplina.

Por isso, neste post vamos mostrar como montar uma planilha de controle financeiro, que serve tanto para objetivos pessoais quanto profissionais. Continue conosco, prepare o seu editor de planilhas preferido e entenda todos os campos que ela vai precisar.

Modelo de Planilha para Controle Financeiro

Receba um template para começar a organizar sua vida financeira!


Estruture a planilha

Não existe uma forma correta de montar uma planilha de controle financeiro. O importante é que seja possível mapear as suas receitas e despesas, e manipular esses dados para saber exatamente o destino que o seu dinheiro está tomando.

Então, o essencial é que seja possível incluir cada um dos custos e ganhos, atentando para que haja um campo para data do lançamento, outro para a descrição, mais um para a categoria e outro contendo o valor.

Se preferir, separe esses lançamentos em guias, criando uma para cada mês. Outra opção é criar uma guia para todos os lançamentos e outra com o balanço mensal, calculado com base nos dados da primeira.

Esses são os campos básicos, mas uma planilha avançada precisará de mais dados, como veremos ao longo deste texto.

Crie categorias de fácil compreensão

Existe a opção de criar categorias bastante detalhadas, mas o mais recomendável é manter a sua planilha simples e evitar perdas de tempo para decidir se um lançamento diz respeito à categoria X ou à categoria Y.

Sendo assim, o ideal é encontrar um equilíbrio para que as categorias não sejam nem gerais, nem muito específicas.

Por exemplo: ao lançar despesas referentes a algum setor da empresa, você poderia separar por “descrição da despesa”, “valor”, “colaborador responsável”, “data”, “fornecedor” etc.

Quer ter uma base de quais categorias usar? Confira nesta lista de sugestão!

Receitas:

  • contribuições;
  • empréstimos;
  • rendimentos;
  • lucro;
  • outros.

Despesas:

  • alimentação;
  • compras;
  • despesas fixas e serviços;
  • dívidas;
  • doações;
  • treinamentos;
  • impostos e taxas;
  • investimentos;
  • brindes;
  • transporte;
  • outros.

Separe os lançamentos em contas distintas

Para manter a planilha ainda mais organizada, é fundamental separar as entradas por contas diferentes, como no caso de indicar que o dinheiro saiu de determinada conta bancária, de um cofre ou até mesmo da própria carteira.

Aqui, nos referimos a “conta” de maneira genérica, o que também poderia ser adaptado para meio de pagamento, como “dinheiro”, “débito na conta” e “cartão de crédito”.

Aliás, o cartão de crédito é um excelente motivo para separar as entradas na planilha por contas. Isso porque poderíamos cometer a má prática de incluir a fatura do cartão como uma despesa única, sendo que dentro dela provavelmente haverá uma série de compras individuais.

É incluindo essas despesas, item a item, que você terá uma visão mais precisa das suas finanças e tomará ações concretas para otimizar o orçamento.

Controle os seus investimentos

Se quiser elevar a sua planilha para um outro nível, crie uma guia para acompanhar em quais aplicações o seu dinheiro está, seja em renda fixa (Tesouro Direto, CDB, LCI, LCA, LC etc.), seja em renda variável (ações, opções, fundos imobiliários, fundos de ações etc.). Isso é essencial para ter uma boa noção do patrimônio que você tem acumulado em aplicações.

Aliás, esse controle tem enorme importância na gestão do seu fundo de emergência, uma reserva de recursos que diversos especialistas em finanças recomendam criar.

Ela deve ter um valor de 6 a 12 meses do custo mensal aplicado em investimentos conservadores de resgate relativamente rápido, como o Tesouro Selic.

A finalidade é ter um fundo de ativos que poderão ser utilizados em situações de imprevistos, sem precisar se endividar ao recorrer a empréstimos ou financiamentos.

Reparou que nas nossas sugestões de categorias, entre os itens da parte de receitas estava “rendimentos”? Ele será extremamente útil para um controle maior sobre o retorno dos seus investimentos.

A ideia é incluir na planilha qualquer renda que entre como juros ganhos no vencimento de uma aplicaçãodividendos recebidos de ações na bolsa, aluguel de um imóvel que pertença a sua empresa, entre outros.

Estabeleça metas

Outro conjunto de dados interessante para incluir na planilha são suas metas. Reforma do espaço, investimento em novas tecnologias, ampliação da equipe, treinamentos etc. Todos seus sonhos de consumo devem entrar aqui.

Em seguida, é recomendável que você priorize essas metas de acordo com o prazo. Uma boa classificação seria em “curto”, “médio” e “longo” prazo.

Essas definições variam, mas considerar desejos de até 1 ano como de curto prazo, de até 5 anos como de médio prazo e acima de 10 anos como de longo prazo já vai funcionar bem.

Então, estabeleça datas para cada um desses objetivos, de modo a saber em quais você vai precisar focar no momento. Além disso, colocar uma data limite vai ajudar você a se comprometer a alcançar aquele propósito, sem contar que é uma maneira de manter um acompanhamento de suas conquistas.

Tenha atenção apenas para fazer uma revisão das metas de tempos em tempos. Quando fazemos um planejamento muito para o futuro, precisamos considerar que não há como prever o que acontecerá no caminho.

Logo, é comum fazermos ajustes de direção conforme mudamos nossos momentos de vida, situação financeira e interesses.

Permita que a planilha ajude no seu planejamento

Vejamos agora como utilizar a planilha para gerar relatórios que ajudem a tomar ações concretas em relação ao dinheiro.

Evitando o endividamento

Uma das principais consequências de uma falta de organização financeira é não saber se o total de gastos supera o total de receitas durante o mês. Com o uso descontrolado do cartão de crédito, por exemplo, fica fácil estourar o orçamento e entrar em dívidas.

Logo, a planilha pode ser de enorme ajuda para que você compreenda melhor os hábitos de consumo e não gaste um dinheiro que não tem. Dessa forma, evita fazer despesas que saiam do limite, sobretudo aquelas que crescem com o tempo, como os juros do cheque especial.

Encontrando situações de descontrole

Outra informação que a planilha de controle financeiro vai dará é a média de gastos mensais. É claro que isso requer um certo tempo alimentando o arquivo apropriadamente, até que você tenha dados referentes a alguns meses.

À medida que perceber que o orçamento saiu muito da média, é um sinal de alerta de que algo está fora do esperado. Portanto, investigue a origem daquele gasto extra e procure entender se ele poderia ser evitado, afinal, temos que ter em mente que imprevistos também acontecem.

Desenvolvendo sua capacidade de economizar

Identificar os gastos dispensáveis é uma excelente alternativa para saber como é possível economizar. Para se ter uma ideia, ao visualizar a quantia gasta com supérfluos ao passar dos meses, é mais fácil conscientizar-se dos gastos evitáveis.

Assim, com a devida disciplina e autocontrole, evitará tomar determinadas decisões de compra que deixem-na mais longe de um sonho ou de um bom investimento.

Obtendo os gastos em cada categoria

Outra forma de reduzir as despesas, e que pode ser utilizada com o item anterior, é a análise de qual categoria tem os maiores gastos ao longo do mês. Com isso, você pode criar ações de mitiguem essas despesas e gerem menos impacto para o financeiro da empresa.

Os custos com serviços, por exemplo, costumam ser significativos para a empresa. Ao avaliar o foco dessas despesas, você pode identificar, por exemplo, que sua empresa tem equipamentos antigos que consomem muita energia elétrica.

Nesse caso, vale cogitar a substituição desses equipamentos por versões mais modernas.

Avaliando a qualidade dos investimentos

Detalhar os rendimentos dos seus investimentos permite enxergar com clareza quais foram as suas melhores escolhas em termos da taxa de retorno. Assim, você evita aplicações que tiveram uma rentabilidade muito baixa e tenta fazer aportes em opções mais rentáveis.

Sabendo da sua lucratividade, é possível descobrir o desempenho dos seus investimentos de modo geral ao longo do ano.

Então, você pode estudar mais sobre as possibilidades do mercado financeiro e se desenvolver como um investidor cada vez mais qualificado, buscando percentuais mais interessantes ano a ano.

Com todas essas dicas, você já tem o que é necessário para organizar o orçamento, com informações relevantes para auxiliar nas decisões que envolvem dinheiro.

Agora que já tem o conhecimento de como montar uma planilha de controle financeiro, não se esqueça de manter por perto as fórmulas e atalhos do Excel para qualquer adaptação que tenha que fazer.

Gostou do post? Queria mais orientações de finanças, mas com o foco em empresas? Então veja como montar seu orçamento empresarial em 7 etapas!