Google Adwords: O Guia Definitivo

Saiba como anunciar a sua empresa

Em vez de anunciar sua empresa para um público-alvo genérico, você atinge apenas os consumidores certos. Em vez de investir em marketing sem saber o retorno, você sabe exatamente os resultados que uma campanha gerou.

Essas mudanças demonstram o impacto que a publicidade online trouxe para o marketing. Agora, é o anunciante — independentemente do seu porte — que assume o controle das suas campanhas. Por meio de dados que a plataforma de anúncios fornece, ele escolhe quanto quer investir, define exatamente quem deseja atingir e sabe quais os resultados dessa ação.

Entre essas plataformas, o Google Adwords se destaca. O gigante das buscas criou um sistema robusto e completo para anunciantes no meio digital que se tornou a principal plataforma de anúncios da internet.

Quer entender tudo sobre essa ferramenta essencial do Marketing Digital? Então acompanhe o nosso Guia Definitivo sobre Google Adwords!

Google Adwords
Google AdWords
Parte 1

O que é o Google AdWords?

O Google Adwords é uma plataforma de publicidade online. Com ela, os próprios anunciantes podem criar suas campanhas, que são exibidas em forma de anúncios de texto nos resultados da busca do Google.

Quando um usuário realiza uma pesquisa, o buscador mostra os melhores resultados relacionados à palavra-chave, sejam eles pagos ou orgânicos. O que o Google Adwords permite, então, é que você posicione o seu site entre os links patrocinados, especificamente para a palavra-chave e o público que você definir.

Porém, embora seja seu carro-chefe, o Google Adwords não se limita à Rede de Pesquisa e aos anúncios de texto. Na plataforma também é possível criar campanhas para a Rede de Display, que permite explorar outros formatos (banners, vídeos, animações).

Estes conteúdos vão te ajudar a entender melhor o que é e como funciona o Google Adwords:

Por que anunciar no Google Adwords
Parte 2

Por que anunciar no Google Adwords?

Lançado em 2000, o Google Adwords se transformou na principal plataforma de anúncios online. Mas o que ele oferece de tão bom e que atrai tantos adeptos? Veja os principais benefícios:

Tráfego qualificado:A relevância do anúncio para o público atrai visitantes qualificados para o site, pois eles já estão interessados no conteúdo que o anunciante oferece;

Segmentação de público: Você pode definir exatamente quem verá os seus anúncios, por meio de palavras-chave, interesses, aspectos demográficos e listas personalizadas;

Agilidade: Você consegue posicionar o seu site nos resultados da busca rapidamente;

Relatórios: A plataforma oferece relatórios completos sobre o desempenho dos anúncios;

Modelo de pagamento: Com base no CPC (Custo por Clique), o anunciante só paga quando tiver resultados.

Estes conteúdos vão ajudar você a entender melhor os benefícios:

Recursos disponíveis
Parte 3

Recursos disponíveis

Os anúncios de texto consagraram o Google Adwords. Porém, atualmente existem outras diversas maneiras de anunciar, que podem trazer melhores resultados para os seus objetivos. Conheça agora os principais recursos disponíveis:

  • Rede de Pesquisa: Composta pelos resultados de busca do Google e de sites parceiros de pesquisa (que usam o Google em sua busca interna ou integram o Google Adsense);
  • Rede de Display: Composta por sites parceiros (desde grandes portais até blogs de nicho), por outros serviços do Google (como YouTube e Gmail) e por sites do Adsense;
  • YouTube Ads: Integram a Rede de Display e exibem anúncios em diversos formatos (não apenas vídeo);
  • Google Shopping: Exibe informações de produtos (loja, preço, foto, link) aos usuários diretamente nos resultados da busca;
  • Anúncios para apps: Aplicativos móveis contam com diversas funcionalidades na criação dos anúncios, para incentivar o download e a interação;
  • Remarketing: Permite atingir consumidores que já executaram uma ação dentro do site, como colocar um produto no carrinho;
  • Públicos-alvo semelhantes: Permite que os anúncios atinjam um público com interesses semelhantes aos de determinado grupo;
  • Listas de email: Permite enviar listas de email ao Adwords e criar anúncios personalizados para determinado grupo;
  • Anúncios para chamadas: Empresas que preferem receber ligações telefônicas podem usar o recurso “call only”, para configurar campanhas apenas para chamadas.

Quer conhecer melhor os recursos disponíveis? Confira estes conteúdos:

Posicionamento dos anúncios
Parte 4

Posicionamento dos anúncios

Ao criar campanhas no Google Adwords, você mesmo define as palavras-chave que ativarão os seus anúncios. Se você trabalha com materiais de construção em Salvador, provavelmente quer que o seu site apareça para a busca “materiais de construção em Salvador”, certo?

Porém, não é tão simples assim. Você não está sozinho nessa: provavelmente, outros anunciantes também estão interessados na mesma palavra-chave que você. Como, então, o Google define quem irá aparecer nos resultados?
A cada busca realizada, acontece um leilão entre os anunciantes, que dão seus lances de acordo com o valor que estão dispostos a pagar pelo clique do usuário.

Porém, não vence aquele que simplesmente dá o maior lance, como em um leilão comum. O buscador considera também a qualidade dos anúncios para definir quais links patrocinados serão exibidos e em qual ordem.

Estes conteúdos vão ajudar você a entender melhor o posicionamento dos anúncios:

Ad Rank
Parte 5

Ad Rank

Os anúncios do Adwords são exibidos acima dos resultados orgânicos e, para palavras-chave bastante concorridas, aparecem também abaixo deles. Quanto mais alta for a posição do seu anúncio, mais visibilidade e tráfego você terá. Por tudo isso vale a pena buscar um bom posicionamento.

Para isso, você precisa melhorar o seu AdRank: a pontuação do seu anúncio que define a classificação dele no leilão do Adwords. Ele é calculado da seguinte forma: Lance de CPC x Índice de Qualidade. Então, para melhorar o seu posicionamento, você pode:

  • Aumentar o lance de CPC;
  • Aumentar o Índice de Qualidade, melhorando a relevância do anúncio;
  • Aumentar o Índice de Qualidade, melhorando a experiência na página de destino.

Com base nisso, já dá para entender: mesmo que seu concorrente dê um lance maior que o seu, você ainda pode superá-lo se tiver um anúncio relevante e uma boa página de destino.

Confira estes conteúdos para entender melhor o AdRank:

custo por clique
Parte 6

Custo por Clique

Para entender melhor o CPC, existem dois termos importantes:

  • CPC máximo: quanto você está disposto a pagar pelo clique (lance de CPC);
  • CPC real: quanto você efetivamente pagou pelo clique após a exibição do anúncio.

Para participar de um leilão de anúncios, você precisa dar um lance. Com base nisso, o Adwords ordena os anunciantes, do maior lance ao menor. O CPC máximo, portanto, influencia no posicionamento final, mas o Índice de Qualidade também.

Porém, o CPC máximo não é o valor que você efetivamente paga pelo clique — você paga apenas a quantia mínima necessária para superar o anunciante abaixo de você no ranking.

Qual será esse valor, então? O CPC real é o resultado da divisão do AdRank do concorrente pelo seu Índice de Qualidade.

E quanto ao CPC máximo: qual o lance ideal para ser competitivo no leilão? Não existe, pois depende de muitos fatores. Você precisa avaliar quanto pode gastar em publicidade. Depois… teste, teste e teste!

Ficou com muitas perguntas na cabeça? Confira estes conteúdos para saber tudo sobre o CPC:

Índice de Qualidade
Parte 7

Índice de Qualidade

É quem pode salvar a sua campanha se você não quer dar lances muito altos! Melhorando o seu Índice de Qualidade, você aumenta seu AdRank, melhora sua posição, pode superar o concorrente com lance maior que o seu e ainda pode reduzir o CPC real do seu anúncio.

Por isso, é melhor garantir um bom Índice de Qualidade.

  • Esse índice vai de 1 a 10, considerando três fatores principais:
  • CTR (click-through-rate);
  • Relevância do anúncio;
  • Experiência na página de destino.

CTR é a taxa de cliques esperada no seu anúncio — quanto mais cliques, mais relevante ele é para o público.

Para um anúncio ser relevante, ele precisa ser coerente com a palavra-chave. Se o usuário busca por “geladeira frost free”, ele deve encontrar anúncios com essa palavra-chave no texto.

Mas não adianta ter um anúncio incrível se a página de destino não for boa. Por isso, ao clicar no anúncio, o usuário deve encontrar uma landing page com informações claras e com boa usabilidade em qualquer dispositivo.

  • Além desses três fatores, outros elementos também podem influenciar no Índice de Qualidade:
  • Histórico da conta de anúncios;
  • Desempenho geográfico;
  • Impacto das extensões de anúncios (como telefone, endereço, avaliações e sitelinks).

Quer entender melhor o Índice de Qualidade? Leia estes conteúdos:

Principais métricas para acompanhar
Parte 8

Principais métricas para acompanhar

Um dos benefícios do Google Adwords para anunciantes é poder acompanhar o desempenho dos anúncios e fazer os ajustes necessários . Para isso, você precisa saber quais dados deve analisar.

Confira abaixo as principais métricas para você acompanhar no Adwords:

  • Índice de Qualidade: Você já entendeu a importância do Índice de Qualidade, né? Fique de olho nessa métrica para fazer ajustes no anúncio e na landing page;
  • CTR: A taxa de cliques indica se o seu anúncio está atraente. Quando um concorrente ultrapassa você no ranking, é possível que o seu CTR caia;
  • CPC: Você sabe quanto está pagando por clique? O CPC indica o impacto financeiro da sua campanha: quanto menor o CPC, maior é o seu ROI;
  • Impressões: A taxa de impressões revela se seus anúncios estão relevantes para a palavra-chave selecionada.

Estes conteúdos explicam em detalhes as métricas mais importantes:

Erros mais comuns
Parte 9

Erros mais comuns

Você configurou sua conta direitinho, criou as campanhas, fez os anúncios… Mas continua sem resultados? Provavelmente você está cometendo algum erro.

Mas não se desespere! A plataforma pode ser mesmo um pouco complexa no início. Por isso, nós vamos ajudar você a identificar os erros comuns:

  • Não acompanhar o desempenho: Trabalhar com anúncios no Adwords é otimizar constantemente as campanhas para melhorar os investimentos e ter mais resultados;
  • Focar nas palavras-chave mais concorridas: As palavras-chave com maior tráfego são as melhores, certo? Não, pois elas também são as mais concorridas e caras. Trabalhe com as palavras de cauda longa;
  • Utilizar palavras-chave em excesso: É comum também selecionar várias palavras-chave — afinal, quanto mais cliques, melhor! Porém, você não precisa apenas de cliques, mas também de tráfego qualificado. Então, foque apenas nas palavras diretamente ligadas ao seu negócio;

Nestes links, você pode conferir muitos outros erros comuns:

Principais dicas
Parte 10

Principais dicas

Preparado para dar o pontapé inicial em suas estratégias no Google Adwords? Calma! Nós temos algumas dicas necessárias antes de você começar suas campanhas. Elas vão ajudar você a começar com o pé direito na plataforma:

  • Crie grupos de anúncios segmentados por temas específicos, que permitirão criar anúncios relevantes para as palavras-chave;
  • Use o Google Keyword Planner, que está disponível dentro da plataforma, para identificar as melhores palavras-chave e suas variações;
  • Seja objetivo e persuasivo na redação do anúncio, com um CTA (call-to-action) para atrair o interesse e o clique do usuário;
  • Utilize a palavra-chave no texto, pois elas tornam o anúncio mais relevante e ainda são negritadas pelo Google nos resultados da busca;
  • Defina uma landing page específica para cada grupo de anúncios, que atenda à expectativa que a sua publicidade gerou no usuário;
  • Por último, faça o que você já está fazendo: pesquise, estude e entenda o funcionamento da plataforma para começar no Adwords com tudo!

Confira outras dicas essenciais nestes links: