Plano de Marketing: O Guia Definitivo

Tenha mais previsibilidade sobre os resultados da sua empresa

Uma das principais características do Marketing Digital é a facilidade em prever e mensurar os resultados obtidos com a estratégia, certo?

Mas, por mais incrível que isso seja, não podemos achar que basta querer aproveitar desses benefícios para conseguir uma estratégia rodando perfeitamente de acordo com os moldes dos especialistas.

Antes disso, é fundamental estruturar o que será feito na estratégia, de modo que seja possível fazer todas as análises a partir de uma base inicial de dados.

Se você ainda não sabe do que estamos falando, é de um Plano de Marketing, que deve ser o primeiro passo para quem vai começar a investir em Marketing Digital.

Quer saber como estruturar o seu Plano de Marketing? Confira o nosso conteúdo na íntegra!

Plano de Marketing
O que é um Plano de Marketing
Parte 1

O que é um Plano de Marketing?

O Plano de Marketing é a documentação específica do que vai ser a sua estratégia de Marketing, com todas as variáveis, implicações e informações necessárias para que você alcance o seu objetivo principal.

Quando estamos tratando de um Plano de Marketing Digital, é ainda mais importante dar atenção a cada detalhe que deve ser especificado no momento do planejamento.

Como são muitas as variáveis que vão interferir no sucesso da estratégia, como uma infinidade de canais de distribuição, possibilidade de segmentação por interesses pessoais do público e muito mais, o Plano de Marketing se torna parte do direcionamento da sua empresa no mercado.

Dentro do Plano constam informações como:

  • Objetivo da estratégia;
  • Público que deve ser alcançado — Definição da persona;
  • Principais concorrentes;
  • Ações que a empresa já realiza — caso a empresa já tenha começado a estratégia;
  • Orçamento disponível;
  • Principais canais de aquisição que devem ser utilizados.

Essas são algumas das informações fundamentais dentro de um Plano de Marketing, mas saiba que quanto mais completo, melhor. Então, se tiver mais informações que queira colocar no seu Plano para sempre se lembrar ou para comparar com novos resultados futuros, fique à vontade!

Quer entender melhor o que é um Plano de Marketing? Confira esses posts:

Por que elaborar um Plano de Marketing
Parte 2

Por que elaborar um Plano de Marketing?

Uma das principais razões pelas quais você deve ter um Plano de Marketing documentado é o fato de que você pode compartilhar as informações que você já tem para seus colaboradores.

Freelancers, parceiros, funcionários… todos envolvidos na sua estratégia podem ter acesso às principais informações que regem aquele blog ou site. Isso facilita a comunicação entre todas as partes.

Além disso, a definição do Plano de Marketing faz com que a empresa se torne menos vulnerável a possíveis crises e a oscilações do mercado, já que é você terá uma previsibilidade muito maior dos resultados.

Outro motivo para se fazer o Plano de Marketing é a oportunidade de acompanhar de muito mais perto as ações — e os resultados — dos seus concorrentes. Além de não “ficar para trás”, você terá a chance de tirar ótimos insights para novas ações que você pode acrescentar ao seu Plano!

Continue seus estudos com nossos materiais indicados:

Principais benefícios de fazer o seu Plano de Marketing
Parte 3

Principais benefícios de fazer o seu Plano de Marketing

A previsibilidade de resultados é uma das principais razões para que você faça o seu Plano de Marketing e, além disso, ela também é um dos seus maiores benefícios.

Confira outros benefícios de colocar em prática um bom Plano de Marketing:

Auxilia a definir metas
A análise dos seus resultados com ações de marketing no passado e o acompanhamento das novas ações que estão sendo colocadas em prática são ótimas formas de definir metas para o seu time de marketing. É uma excelente opção de fazer com que a sua equipe de colaboradores se sinta motivada e engajada com o objetivo maior da estratégia e da empresa.

Traça o caminho para o sucesso
Se você tentar projetar o caminho para alcançar a sua meta dentro de 12 meses sem um plano, muito dificilmente conseguirá. Somente com o planejamento você conseguirá definir melhor quais passos devem ser tomados e como cada um deles deve ser feito.

Possibilita a mudança de direção
O Plano de Marketing é que ele é um documento incompleto. Ou seja, ele nunca estará preenchido com todas as informações. Você deve deixar sempre lacunas em aberto como possibilidades para se desenvolver no futuro.
Essas lacunas vão te possibilitar alterar as ações que não estão tendo os melhores resultados, alterar estratégias e fazer diferentes testes, para manter sempre os melhores esforços em ação.

Veja outros materiais que podem te ajudar a definir o seu Plano de Marketing:

1ª passo- Defina os profissionais envolvidos
Parte 4

1ª passo: Defina os profissionais envolvidos

Chegamos ao momento de colocar em prática tudo isso que apresentamos até agora. O primeiro passo para a definição do Plano de Marketing é definir qual — ou quais — profissionais vão se envolver com o projeto.

Como o Plano de Marketing é um documento que deve ser sempre acompanhado de perto, é fundamental que esse projeto seja de responsabilidade de alguém. É necessário que se tenha um “dono” do projeto, que tenha essa prioridade no momento de elaborar o Plano, analisá-lo depois de um tempo, verificar as métricas, propor testes e tudo mais.

Ninguém melhor que um analista de marketing especialista em análise de dados para fazer essa tarefa!

Confira nossos materiais complementares:

Faça um estudo do seu negócio
Parte 5

2º passo: Faça um estudo do seu negócio

A partir do momento em que foi definido o “dono” do projeto, ou seja, o responsável pelo Plano de Marketing, o próximo passo é fazer um estudo do seu negócio. Isso significa estruturar bem tanto a sua empresa quanto o mercado no qual ela se insere.

Então, no momento de fazer esse panorama mercadológico, você pode fazer pesquisas por meio de alguns canais, como:

  • Pesquisas com clientes: os seus clientes são ótimas fontes de informação sobre a sua empresa. Eles podem te passar dados sobre quais são as suas principais dificuldades e como a sua empresa os ajuda a solucioná-las, por exemplo, de modo que você consiga compreender melhor o valor do seu negócio.
  • Relacionamento com colaboradores e fornecedores: além dos seus clientes, outras pessoas que se relacionam diretamente com a sua empresa podem te passar dados valiosos, então não deixe de entrevistá-los.
  • Notícias sobre o mercado: acompanhe de perto o que os seus concorrentes estão fazendo, quais são as principais novidades na área e que podem influenciar no funcionamento da sua empresa.
  • Conferências e feiras do mercado:em eventos específicos de exposição dos principais atores do mercado, você tem ótimas chances de descobrir mais sobre o que as empresas concorrentes ou que podem ser seus parceiros de negócio estão fazendo de diferente, como estão tendo sucesso e quais são as suas maiores dificuldades.
  • Memória organizacional:o histórico de ações que já foram feitas na empresa também é muito útil no momento da pesquisa de mercado, pois pode trazer vários insights sobre o que fazer e o que não fazer futuramente, baseado em testes já realizados.

Esses são apenas alguns exemplos do que pode ser feito durante a pesquisa de mercado para estabelecer o seu Plano de Marketing. Mas não se limite apenas a essas ideias! Toda e qualquer informação que possa ser válida nesse momento inicial pode — e deve — ser adicionada.

Aprofunde os seus estudos sobre o assunto:

Conheça a sua persona
Parte 6

3º passo: Conheça a sua persona

Toda ação de marketing deve ser voltada para uma segmentação específica de público. Querer alcançar jovens e adultos, diretores e estagiários, mães e filhos e todos os outros tipos diferentes de público de uma vez só é quase como dar um tiro no próprio pé.

Por isso, nas estratégias de Marketing de Conteúdo, um dos primeiros passos é a definição da persona. Para aprender as fazer a sua persona com detalhes, leia o nosso Guia Definitivo de Personas.

A partir do momento em que você tem a sua persona definida e bem estruturada, será mais fácil direcionar todo o seu Plano de Marketing para ações que irão de encontro ao seu público, aumentando as chances de sucesso na sua estratégia como um todo.

Quer saber mais sobre a definição de personas? Confira esses materiais:

4º passo- Elabore o planejamento estratégico
Parte 7

4º passo: Elabore o planejamento estratégico

Por mais que o Plano em si já seja uma estratégia de planejamento como um todo, esse passo demanda uma tarefa específica. Nesse momento, você já estudou um pouco mais sobre o seu mercado e sobre o seu público, então chega o momento de colocar no papel quais são as ações de marketing que sua empresa realizará.

O ideal aqui é começar com um processo de brainstorming, ou seja, de listar inúmeras ações, campanhas e atividades diferentes que poderiam potencialmente ser feitas. Alguns exemplos para te guiar nesse processo são:

  • Facebook Ads;
  • Google Adwords;
  • Produção de conteúdo para blog;
  • Vídeos no Youtube;
  • Ações com digital influencers;
  • Anúncios em TV;
  • Spot de rádio.

É importante que você liste todas as ações que pensar mesmo. Somente a partir dessa definição inicial, você vai poder selecionar quais serão as primeiras a serem aplicadas e saberá aproveitar o caráter de documento histórico do seu Plano.

Entenda mais sobre as possíveis ações de marketing com esses conteúdos:

5º passo- Defina estratégias e prazos
Parte 8

5º passo: Defina estratégias e prazos

Com a sua lista de possíveis ações pronta, chega o momento de cruzar todas as informações que você já conseguiu coletar até agora. Analise bem os dados da sua persona, estude o seu comportamento de compra e o processo de decisão e, a partir disso, escolha as ações, dentre as listadas, que são fundamentais. Ou seja, que sua empresa não pode ficar sem fazer.

Por exemplo, se você tem um e-commerce de roupas e acessórios femininos, é fundamental investir em ações de email marketing e ser muito ativo nas redes sociais, principalmente o Instagram, que poderá aproximar a sua marca do seu público.

Nesse momento, também é fundamental analisar a estrutura da sua equipe. Ou seja, escolha ações que serão possíveis de realizar tanto com o orçamento que você tem disponível, quanto com as pessoas com que conta em seu time.

Uma vez escolhidas as ações fundamentais, defina os principais indicadores de sucesso de cada uma delas. Esses indicadores são chamados de KPIs e são utilizados para que você saiba quando é necessário fazer algum tipo de mudança nas suas estratégias, ou quando você acertou em cheio e conseguiu alcançar tudo o que idealizou.

Não se esqueça de anotar os seus KPIs no plano também. Só assim, você poderá voltar nesse ponto e entender o que aconteceu no passado.

Pesquise mais sobre o assunto por aqui:

6º passo- Acompanhe de perto
Parte 9

6º passo: Acompanhe de perto

Então você já fez toda a sua pesquisa inicial, definiu as suas métricas e seus KPIs. Agora é hora de colocar a mão na massa!

Comece fazendo as ações que você traçou no seu Plano e acompanhe de perto os seus resultados, principalmente quando estiver lidando com estratégias de Marketing Digital, já que você pode ter ferramentas de acompanhamento em tempo real.

Uma dica importante nesse momento é: acompanhe as suas estratégias aplicadas, mas fique de olho também nas ações que os seus principais concorrentes estiverem realizando.

Lembra que falamos no início sobre a importância de monitorar o comportamento dos outros players do seu mercado? Isso não deve ser uma pesquisa pontual, e sim uma parte constante do seu Plano, pois assim como você, os seus concorrentes também estão procurando formas de melhorar.

Então não fique para trás e esteja atento ao que eles estão fazendo também!

Confira esses materiais a seguir e se mantenha ativo no assunto:

7º passo- Revise de tempos em tempos o Plano de Marketing
Parte 10

7º passo: Revise de tempos em tempos o Plano de Marketing

O último passo de sucesso do seu Plano de Marketing é um fechamento de ciclo. O Plano de Marketing é um documento incompleto, já que deve ser sempre revisitado e atualizado com informações relevantes.

Ou seja, com a análise das ações que você colocou em prática, você volta ao Plano, preenche com os seus resultados e observações sobre os maiores sucessos e as principais dificuldades encontradas em cada uma delas.

Assim, é possível voltar àquela lista inicial de ações possíveis e encontrar novas possibilidades de ações que podem ter sucesso, definir novos KPIs, ou estruturar toda a sua estratégia novamente, se necessário.

Por isso, o Plano de Marketing nunca se acabará. O indicado é continuar sempre procurando maneiras de fazer o melhor trabalho, analisando o que aconteceu no passado e projetando o caminho para o futuro!

Espero que tenha gostado do nosso Guia Definitivo de Plano de Marketing! Até mais 🙂

Não pare por aqui! Continue os seus aprendizados com os nossos materiais: