O que é B2E e como ele pode gerar valor entre os funcionários de sua empresa

O que é B2E e como ele pode gerar valor entre os funcionários de sua empresa

Investir na qualidade do ambiente de trabalho na sua empresa é uma estratégia cada vez mais necessária. Ao utilizar estratégias como o B2E (Business to Employee), é possível melhorar, além da produtividade, o engajamento e a satisfação dos seus funcionários.

Quando falamos em e-commerce, os termos mais comuns para estratégias de vendas são B2B e B2C, respectivamente, Business to Business e Business to Consumer. Ou seja, de um negócio para o outro ou diretamente para o consumidor.

Porém, novos modelos foram criados e, hoje, já são excelentes alternativas para incrementar o volume de vendas em muitas empresas.

Um desses modelos cada vez mais utilizado é o B2E (Business to Employee), que significa a venda de um produto ou serviço para um cliente final que, necessariamente, seja colaborador ou funcionário da própria empresa.

Apesar do público restrito e das poucas oportunidades de vendas, é uma ferramenta eficiente para, por exemplo, melhorar a qualidade de vida dos profissionais da sua organização.

Ficou curioso e quer saber mais sobre essa estratégia de negócio? Então basta continuar a leitura para entender melhor os tipos de vendas mais comuns, a importância e como funciona B2E, além, é claro, de algumas ações práticas para você conseguir aplicar esse modelo dentro da sua empresa. Confira!

Quais são os modelos de vendas mais comuns?

Antes de aprofundarmos nas particularidades do B2E, é importante entender o que significam outros tipos de vendas ainda mais conhecidos.

Talvez o mais comum entre os modelos, o B2C significa a saída do produto da empresa diretamente para o consumidor final. Com a internet, esse método se tornou ainda mais forte, permitindo que as companhias eliminem o máximo de intermediários nesse caminho.

Já o B2B trata da transação de uma empresa para outra. Normalmente, esse tipo de venda tem como objetivo ser utilizado para a reposição de estoque e eventual revenda ou então para utilizar o produto em uma linha de produção, por exemplo.

Mesmo quando a finalidade é o consumo, também é tratada como B2B quando a venda é de um negócio para o outro.

Outro tipo muito comum é B2G (Business to Government), quando a empresa realiza a venda para algum governo (federal, estadual ou municipal), com a necessidade de editais de licitação e outras particularidades.

Já o C2C (Consumer to Consumer) vem se tornando cada vez mais relevante, principalmente com sites que servem como intermediários dessas transações de uma pessoa para outra, como o Mercado Livre.

O que é B2E e qual a importância desse modelo?

Com as mudanças nas relações e no comportamento da nossa sociedade, as empresas também precisam saber se adaptar para acompanhar esses movimentos.

Inovar nas estratégias é uma excelente maneira de reduzir custos, gerar mais vendas e até mesmo tornar a sua empresa um ambiente mais atrativo para profissionais qualificados.

E é exatamente isso o que o B2E propõe para as empresas que sabem aplicar esse modelo de vendas.

Apesar de não contar com um poder de compra tão alto como no B2B ou um mercado tão amplo como no B2C, as vantagens também podem ser consideráveis, principalmente para quem busca gerar valor entre os funcionários da sua companhia.

O objetivo do B2E é fazer com que os próprios funcionários consumam o que é ofertado pela empresa, tendo como atrativo as condições de compra, promoções e os descontos consideráveis.

Dessa forma, a companhia aumenta o número de vendas com uma alta margem de conversão e ainda fortalece o relacionamento com o público interno.

A partir da venda de produtos ou serviços com condições exclusivas para os funcionários, as chances de engajamento são muito maiores. Mais motivado e se sentindo valorizado, a qualidade do serviço que eles realizam também tende a melhorar. Afinal, muitas vezes o que é oferecido no B2E é produzido pelos próprios colaboradores.

O modelo permite que o cliente tenha a possibilidade de comprar os produtos ou serviços vendidos pela empresa com valores menores e condições especiais, como recompensas e diferentes formas de pagamento.

Enquanto uma empresa de eletrodomésticos oferece descontos nos seus produtos, uma seguradora pode reduzir as os valores e garantir mais benefícios para a apólice de seguro dos seus funcionários.

Portanto, para uma empresa que busca aumentar as vendas mesmo com um orçamento limitado, é preciso inovar em suas estratégias — e investir no modelo de B2E é uma excelente alternativa.

Nesse modelo, todos ganham: custos baixos para o seu negócio, altas chances de conversão, satisfação do cliente final e, consequentemente, dos seus funcionários.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 Turnover: o que é e como diminuir a rotatividade da empresa

👉 Endomarketing Digital: como engajar e motivar seu colaborador!

👉 Cultura organizacional: o que é, tipos e como definir a sua


O que fazer para aplicar dentro da sua empresa?

Como qualquer estratégia de vendas, o B2E exige planejamento de quem está executando, afinal, sem isso, por melhores que sejam as condições, as chances de sucesso vão ser reduzidas. Para isso, separamos alguns fatores importantes que devem ser considerados na hora de aplicar dentro da sua empresa. Confira!

Aproveite os dados disponíveis

O Big Data, conjunto de informações presente nos bancos de dados das empresas, é um aliado importante para qualquer estratégia.

No B2E, ela se mostra ainda mais eficiente por você já contar com esses dados internos de cada funcionário, basta saber utilizá-lo corretamente.

Você pode saber, por exemplo, quais colaboradores possuem filhos e, assim, direcionar produtos para esse público, aumentando suas chances de conversão.

Faça um canal de vendas personalizado

Invista em um canal de vendas personalizado e exclusivo para os seus funcionários, de preferência com a possibilidade de acesso por meio dos sistemas internos da empresa que eles já precisem utilizar em seu dia a dia, facilitando a comunicação interna.

Utilize o seu espaço físico

A sua estratégia não precisa se limitar as vendas online e, como os seus clientes estão no mesmo local da empresa, é fundamental utilizar o espaço físico.

Afinal, quais modelos de vendas reúnem a maior parte dos consumidores em potencial em um mesmo lugar?

Ofereça diferentes condições de pagamento

Outra vantagem ao investir em B2E é a oportunidade de eliminar as chances de inadimplência ou fraude.

Como? Ofereça a opção de pagamento com o desconto direto em folha e, assim, reduza as chances de atraso ou falta de pagamento, além de uma diminuição dos custos operacionais.

Para incentivar essa prática, aumente o desconto para quem escolher essa opção. Além disso, garanta que o funcionário tenha outros métodos de pagamento disponíveis para aumentar as suas vendas.

O B2E é, portanto, uma excelente estratégia para quem busca, além de um aumento das vendas, oferecer um ambiente atrativo para profissionais. A partir dessa estratégia, você consegue promover um maior engajamento entre os colaboradores da sua empresa e gerar valor entre os seus funcionários.

Outros conceitos muito importantes quando falamos em qualidade do ambiente de trabalho são cultura e clima organizacional. Portanto, que tal entender melhor quais as diferenças e como trabalhar com os dois conceitos juntos na sua empresa?

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo