Por Autor Convidado

pela Rock Content.

Publicado em 18 de fevereiro de 2019. | Atualizado em 22 de fevereiro de 2019


As vendas em e-commerce só aumentam. Para saber quais as melhores formas de pagamento para disponibilizar em sua loja virtual, leia nosso artigo completo!

As vendas em e-commerces dispararam nos últimos anos. Só no primeiro semestre de 2018, o estudo Webshoppers registrou um faturamento acima de R$ 23 bilhões no e-commerce. Por isso, cobrar pela internet se torna cada dia mais importante para quem tem um negócio ou trabalha como autônomo.

Mas com tantos meios de pagamento disponíveis, escolher o ideal para sua empresa pode ser difícil.

Afinal, qual a melhor forma de receber pagamentos online? Boleto bancário, cartão de crédito ou carnê? É possível integrar as cobranças e diversificar as opções?

Esses são alguns dos questionamentos mais comuns. Confira as principais vantagens de cada cobrança, como optar pelas melhores e integrar diversas soluções. Acompanhe as informações a seguir!

Boleto bancário

O boleto bancário é considerado uma das formas de pagamento preferidas pelos consumidores. Além disso, o boleto é uma das maneiras mais simples e seguras para receber pagamentos online. Desde 2018, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) implementou a obrigatoriedade de registro de boletos.

Antes dessa obrigatoriedade, os bancos não recebiam os dados do comprador, como nome e CPF, data de vencimento e valor da compra quando os títulos eram emitidos.

Isso facilitava golpes, pois era mais fácil uma loja virtual cobrar do cliente e não enviar o produto. Mas, agora, as empresas devem comunicar para as instituições bancárias todas as informações inseridas no boleto.  

Vantagens de receber no boleto

Há uma série de vantagens na cobrança por boletos. Quem tem um negócio online, pode usar esse meio de pagamento e enviar o título por e-mail para os seus clientes.

O boleto é considerado uma das formas de recebimento mais democráticas. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que 60 milhões de brasileiros não possuía contas em banco até 2018.

Para conquistar esses consumidores na internet, possibilitar o pagamento por boleto pode ser decisivo. Confira outras vantagens desse tipo de cobrança:

  • o boleto pode ser pago em bancos, caixa eletrônico, internet banking, farmácias e lotéricas;
  • o custo por venda geralmente é menor do que o cobrado por cartão de crédito;
  • é o único método aceito por clientes corporativos, como governos ou pessoas jurídicas;
  • é possível fazer o envio e a emissão de segunda via por e-mail;
  • é possível acrescentar juros e multa em caso de vencimentos;
  • não é necessário ter contratos com bancos para realizar as transações;
  • a cobrança por boletos pode aumentar a conversão de vendas online.
Calculadora-de-conversão-para-e-commerce

Desvantagens de receber no boleto

Quando a cobrança é feita por boleto, o comprador possui mais controle sobre a conclusão da compra. Por isso, uma das principais desvantagens da utilização do boleto é o maior risco de inadimplência ou desistência da compra. Se o consumidor não cumprir com o pagamento, fato comum no comércio eletrônico, pode gerar impacto na projeção de lucro da empresa.

Além disso, o prazo de até três dias para a confirmação do pagamento é outra desvantagem para muitos empreendedores.

Porém, mesmo com essas desvantagens, os benefícios encontrados por quem recebe online por meio desses títulos podem valer a pena. Uma boa opção para quem quer diminuir os impactos, é criar estratégias para incentivar e lembrar os clientes de efetivar o pagamento.

Cartão de crédito

O cartão de crédito é responsável por grande parte das vendas online e considerado um dos principais meios de pagamento atuais.

Não é à toa que receber por ele se tornou fundamental para quem trabalha na internet. Com o cartão é possível parcelar a compra em até 12 vezes e oferecer mais comodidade para os clientes.

Uma dica importante para começar a receber por cartão de crédito é oferecer as principais bandeiras de cartão usadas no Brasil: Visa, Mastercard, Hipercard, American Express e Elo

Isso ajuda a garantir os benefícios desse tipo de cobrança e dá mais opções para o consumidor.

Vantagens de receber no cartão de crédito

Uma das principais vantagens do recebimento com cartão de crédito é a possibilidade de oferecer o parcelamento das compras.

Além disso, a inadimplência pode diminuir, pois a cobrança automatizada facilita o pagamento. Veja outras vantagens de aceitar cartão:

  • compensação automática do pagamento;
  • mais segurança para os clientes;
  • mais oportunidades de vendas para diferentes consumidores.

Desvantagens de receber no cartão de crédito

Entre as desvantagens do recebimento no cartão está o fato de  que os bancos e operadoras cobram taxas variadas para oferecer esse serviço.

Essas taxas estão relacionadas ao número de vendas, receitas, tipos de pagamento, parcelamento ou pagamento à vista.

Outra desvantagem é o risco de chargeback, ou seja, a compra ser desautorizada ou cancelada. Outras desvantagens são:

  • a contratação do serviço pode ser complexa;
  • a instalação pode trazer dificuldades;
  • é possível demorar até 30 dias para receber os repasses, caso não haja a utilização de intermediadores de pagamento.

Carnê de pagamento

Os carnês de pagamento nada mais são do que uma série de boletos emitidos para pagamentos de vendas parceladas ou de serviços contínuos.

Geralmente, é feita uma análise de crédito para possibilitar as compras por essa forma. No ambiente online, esse é um meio de pagamento utilizado por provedores de internet, escolas, cursos online e prestação de serviços continuados.

Assim, o carnê é uma forma de pagamento recorrente, que ajuda a manter uma renda mensal fixa.

Para lojas virtuais e profissionais autônomos que trabalham online, essa pode ser uma boa opção para diminuir os atrasos nos recebimentos.

Vantagens de receber no carnê

As principais vantagens do carnê de pagamento são que:

  • ele permite o parcelamento de valores altos;
  • o carnê facilita a cobrança de mensalidades para quem não tem conta em banco;
  • caso o cliente atrase o pagamento, a parcela permanece válida por um período;
  • é possível acrescentar juros e multas pelo atraso.

Desvantagens de receber no carnê

O carnê também pode ter suas desvantagens bem parecidas com as do boleto:

  • risco de inadimplência;
  • requer análise de crédito;
  • o pagamento não é automático, o que pode gerar demora na confirmação.

Escolha as melhores formas de receber online

Mesmo considerando as vantagens e desvantagens de receber no boleto, cartão ou carnê, é um desafio escolher a melhor forma de pagamento online.

Essa deve ser uma escolha muito cuidadosa. Por se tratar de uma opção que impacta em questões fundamentais para qualquer negócio — como a venda e o recebimento — vários fatores devem ser considerados.

Para negócios online com potencial de escalabilidade, é importante implementar estratégias para recebimento de curto, médio e longo prazo.

Quem tem como uma única fonte de renda um empreendimento na internet precisa potencializar as vantagens de cada opção. Por isso, avalie também os objetivos do seu negócio e busque somar as alternativas. Assim, você constrói algo sustentável para o seu futuro.

Ao eleger alguns critérios para ajudar nessa escolha, lembre-se também dos listados abaixo:  

  • preferências e perfil do seu público;
  • taxas aplicadas por bancos para as diferentes opções: boleto, cartão ou carnê;
  • prazos de compensação e disponibilização do recebimento;
  • possibilidade de antecipação de recebimento;
  • necessidade ou não de contar com o checkout transparente;
  • participação em marketplaces;
  • utilização de pagamentos recorrentes, assinaturas ou mensalidades;
  • segurança de dados dos clientes e do negócio online.

Integre as cobranças

Além de escolher os melhores meios de cobrança e ter que lidar com as instituições bancárias, a segurança de dados é mais uma demanda para quem vende online e não conta com um intermediador de pagamentos.

Agora, imagine fazer tudo isso enquanto cria produtos ou serviços, divulga, vende e lida com burocracias? Parece quase impossível, não é mesmo? Mas, com a terceirização dessas atividades, você pode contar com uma empresa especialista no assunto. Isso pode facilitar os processos e ajudar a economizar tempo e dinheiro.

O processo de funcionamento do intermediador segue algumas etapas. Quando a compra é realizada, o cliente é direcionado para a página de pagamento.

A seguir, o pagamento é feito e a transação é concluída. Por fim, o valor recebido é disponibilizado com a dedução das tarifas do intermediador. Assim, essas plataformas cuidam também de questões técnicas e estruturais relacionadas à programação e integração com os sistemas bancários.

O uso de um intermediador pode reduzir o número de cancelamentos de pagamentos e a inadimplência. Ele também ajuda a manter o controle administrativo e facilita a gestão. O sistema emite relatórios de pagamentos detalhados, com dados sobre inadimplentes, pagantes, fluxo de caixa e muito mais.

Quer potencializar as suas vendas na internet? Então diversifique seus produtos, serviços e possibilidades de recebimento. Vá além dos boletos, cartões de crédito e carnês.

Com um bom sistema de pagamentos online, você pode receber também por meio de assinaturas para vendas parceladas ou pagamentos recorrentes. Elas são cobradas diretamente no cartão de crédito do cliente e podem ser integradas ao seu site.

Outra solução é o checkout transparente que permite que o pagamento aconteça totalmente dentro do seu site. Além de poder aumentar a conversão de lojas virtuais, a integração com o sistema é bem fácil.

Por fim, com o marketplace você pode dividir o valor pago pelo cliente entre os vendedores. A comissão é repassada automaticamente pelo intermediador de pagamentos.

Saber mais sobre as vantagens e desvantagens de cada forma de pagamento e quais as melhores práticas para receber pela internet  é um dos primeiros passos para profissionalizar o seu negócio online.

Para quem quer garantir uma boa gestão de finanças, algo desafiador para esse tipo de empreendimento, vale a pena ler mais sobre o tema.

Quer entender melhor se vale a pena ter um intermediador de pagamentos? Então confira também esse artigo e fique por dentro do tema!

SEO para E-commerce

Este artigo foi produzido pela Gerencianet!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *