Por Gabriel Camargo

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 25 de abril de 2019. | Atualizado em 18 de novembro de 2019


Freemium é um modelo de negócio baseado na criação e disponibilização de um produto ou serviço gratuito, porém, que passa a ser pago para contar com algumas funcionalidades extras.

À medida que os consumidores vão se tornando mais exigentes, as empresas precisam encontrar novos e diferentes modelos de negócios para conseguir oferecer uma experiência satisfatória ao usuário e, é claro, superar a concorrência. Nesse caso, não estamos falando de B2B e B2C, por exemplo, mas sim da adoção do freemium.

Para quem procura por maneiras eficientes de fortalecer a presença da sua marca e criar um relacionamento mais próximo com o consumidor, essa pode ser uma estratégia extremamente válida para encaixar na sua estratégia. A ideia consiste em atrair usuários com um produto gratuito, conquistá-lo e conseguir atraí-lo para a versão paga.

Que tal, então, conhecer um pouco mais sobre o freemium, como ele modificou o mercado e quais podem ser os benefícios para o seu negócio ao adotar essa estratégia? A seguir, vamos abordar os seguintes tópicos: 

Confira o nosso post!

O que é fremium e como esse modelo funciona?

Freemium é a junção dos termos “free” (livre ou gratuito) e “premium” (que passa a ideia de ser algo de melhor qualidade ou mais exclusivo). Na prática, é um modelo de negócio que disponibiliza um serviço e/ou produto gratuito, porém, que passa a ser pago para contar com algumas funcionalidades extras.

O conceito surgiu em 2006 com o capitalista de risco norte-americano Fred Wilson, que escreve sobre investimentos, Internet e novas tecnologias em seu blog. A ideia é criar uma base maior de clientes com o serviço gratuito e, aos poucos, mostrar as funcionalidades que eles poderão ter acesso ao assinar os pacotes pagos.

No que intitula ser o seu modelo de negócio favorito, Wilson acredita que o processo começa com a oferta gratuita de um serviço. Em seguida, a atração é feita a partir de estratégias como Buzz Marketing ou mesmo a pesquisa orgânica nos mecanismos de busca. A ideia é mostrar, aos poucos, os benefícios de contar com os serviços pagos.

Ou seja, qualquer pessoa que se interessar pode baixar o programa ou utilizar o serviço sem gastar um único centavo, mas apenas quem assinar algum plano pago vai ter acesso completo aos serviços oferecidos pela ferramenta. Muitas vezes pode ser confundido com uma espécie de amostra grátis, porém, são situações completamente diferentes.

Por mais que o objetivo final seja o mesmo — oferecer uma experiência para que o usuário conheça melhor o produto ou serviço completo —, as amostras costumam ter um prazo de duração. Dentro do modelo do freemium, o usuário que optar por não pagar vai continuar com o serviço sem nenhum prazo, utilizando sem nenhum problema.

A utilização do freemium pode ser motivada por inúmeros fatores, da busca por uma base maior de clientes em potencial até o aumento da relevância e credibilidade da sua marca dentro do seu mercado de atuação. E tudo isso só é possível a partir da oferta gratuita — e eficiente — dos seus serviços na versão básica.

Afinal, não adianta apresentar para o consumidor um serviço e/ou produto de baixa qualidade e achar que ele vai se interessar em um possível upgrade. Pior: a experiência com a sua marca terá sido negativa e o seu tiro pode sair pela culatra. Ele quer se sentir valorizado pelas empresas e nada melhor do que satisfação gratuita, certo?

Portanto, é preciso encontrar um meio termo que seja sustentável para o seu negócio e também satisfaça o consumidor. Adicionar propagandas na versão gratuita, por exemplo, pode ser uma alternativa. Aos poucos, você vai mostrando ao usuário como pode ser bom fazer a migração e tenta convencê-lo de que os serviços extras podem ser ainda mais úteis.

Ebook Transformação Digital 360Powered by Rock Convert

Quais são os exemplos mais comuns de fremium no mercado?

Para que o funcionamento desse modelo fique ainda mais claro para você, separamos dois exemplos de empresas que adotam o freemium como estratégia de vendas e conseguem se destacar dentro dos seus segmentos de mercado. Confira!

Spotify

O Spotify é o melhor exemplo de quem adotou o freemium como modelo de negócio e conseguiu excelentes resultados. O serviço oferecido é o mesmo para todos os usuários, que podem ouvir os seus artistas preferidos, criar playlists e escutar os principais lançamentos, porém, quem não paga é interrompido por anúncios de tempo em tempo.

Ao assinar o pacote premium, o usuário não é interrompido por propagandas e ainda pode baixar as músicas em seu dispositivo e escutá-las mesmo offline. Ou seja, o Spotify oferece o mesmo serviço para todo mundo, porém, quem se dispõe a assinar algum dos seus planos acaba contando com esses recursos extras.

Para se ter uma ideia do sucesso do Spotify, a taxa de conversão do seu modelo de negócio — que costuma não ultrapassar os 5% em casos de sucesso com freemium — chegou aos 26,6%. De acordo com informações divulgadas pela própria plataforma em 2015, dos 75 milhões de usuários mensais, 20 milhões assinam os serviços premium.

Dropbox

Outra empresa que se destaca nesse modelo é o Dropbox, um SaaS que oferece um serviço de armazenamento e compartilhamento de arquivos online. A partir do conceito de nuvem, usuários podem salvar, trocar e acessar documentos em qualquer lugar que tenha acesso à Internet. Qualquer pessoa tem direito à 2 GB de armazenamento gratuito.

Porém, para aqueles que querem mais espaço, a empresa oferece o serviço premium, com planos voltados para pessoas físicas e jurídicas. Cada um tem a sua especificidade, porém, o grande diferencial ao pagar é contar com mais espaço para armazenamento. A estratégia parece funcionar, já que a taxa de conversão está na casa dos 4%.

Quais são as vantagens de adotar essa estratégia?

Que tal, então, entender melhor quais são as vantagens de adicionar o freemium ao seu plano de negócios? Listamos os quatro principais benefícios para a sua empresa ao adotar esse modelo!

Aumento no valor da marca

O principal benefício é, sem dúvidas, o aumento no valor da sua marca. Afinal, você está proporcionando uma experiência gratuita e de qualidade para aquele usuário. Por mais que ele não assine um plano premium, por exemplo, você cria uma relação mais próxima e saudável com um consumidor em potencial, ou seja, o seu lead.

O Brand Awareness, por exemplo, também aumenta, já que, a partir da divulgação dos seus serviços e/ou produtos, mais pessoas estão conhecendo a sua marca e utilizando o que ela tem a oferecer. Tudo isso contribui para quem quer ser visto como uma autoridade dentro do seu mercado de atuação e se destacar da concorrência aos olhos dos consumidores.

Mais informações sobre o consumidor

Outro ponto positivo do freemium é o acesso que você passa a ter ao comportamento e perfil do consumidor. Para as suas estratégias de Marketing Digital, por exemplo, pode ser algo extremamente eficaz e útil. Ao conhecer melhor quem você quer que se torne, de fato, um consumidor dos seus produtos e/ou serviços, as chances de conversão aumentam.

Coletando essas informações, você gera insights não só para as suas ações de comunicação, mas também para identificar quais funcionalidades premium podem ser mais atraentes para cada usuário. Em um momento em que conhecer a sua persona é um diferencial, nada mal ter todas essas informações dentro de casa, não?

Mais eficiente do que o premium

Ao oferecer apenas uma pequena amostra do que o usuário pode utilizar e, em seguida, limitar o seu uso, você tem uma janela de intervalo mais curta para apresentar o seu produto e compreender melhor o que o seu público-alvo realmente deseja. O freemium é, portanto, mais eficiente do que o modelo tradicional premium.

Além dos benefícios de aproximar a sua marca do consumidor — o que pode facilitar a fidelização, por exemplo — e criar ações de Marketing mais eficientes, é muito mais fácil conseguir essa conversão. Um exemplo? A partir dos feedbacks, é possível reduzir ainda mais o seu CAC (Custo de Aquisição por Cliente), por exemplo.

O freemium é, portanto, uma estratégia eficiente para quem quer fortalecer a presença da marca dentro do seu segmento de atuação e, ao mesmo tempo, estreitar os laços com os usuários que podem se transformar em clientes pagos. Afinal, quer publicidade melhor do que ser útil todos os dias para o seu público-alvo?

A transformação digital modificou a forma que nos relacionamos como sociedade e, é claro, isso acaba refletindo no mercado. O freemium é um exemplo disso, se tornando possível por meio dos diversos canais online. Que tal, então, se aprofundar ainda mais nesse assunto? Listamos os 5 principais modelos de negócios digitais para você investir!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *