8 habilidades necessárias para ser um sales executive de sucesso

8 habilidades necessárias para ser um sales executive de sucesso

O cargo de sales executive não exige uma qualificação específica, mas, em contrapartida, requer que o profissional apresente diversas habilidades essenciais. Você sabe quais são essas competências? É sobre elas que vamos nos dedicar ao longo deste post!

Você já se imaginou como um sales executive? O cargo tem extrema importância no mundo corporativo, já que representa o exato ponto de ligação entre uma empresa e seus clientes.

O trabalho inclui o oferecimento de dicas e novos produtos para consumidores, a negociação de contratos, a organização de visitas profissionais, entre outras coisas.

Como sua principal função consiste no gerenciamento de vendas, esse profissional é comum em diversos setores, do varejo às prestadoras de serviço.

Não existe uma qualificação necessária para o cargo, embora cursos e experiências possam ser benéficos. O fato é que as empresas costumam prestar mais atenção em habilidades essenciais para a função.

Pensando nisso, elaboramos este post com 8 habilidades necessárias para você prosperar como um sales executive. Confira!

1. Comunicação excelente

Essa habilidade não deve ser surpresa para ninguém. Um profissional que lida diretamente com vendas e negociações precisa ser um excelente comunicador.

É essencial ter a capacidade de apresentar ofertas ao cliente de forma clara e objetiva, demonstrando confiança sobre o que está falando. Mas falar de forma clara e confiante resume as qualidades de um bom comunicador? Acreditamos que não.

Mais do que falar, é preciso se comunicar eficientemente, com gestos corporais condizentes com o tom de voz utilizado. Esse detalhe facilita — e muito — a interpretação correta dos interlocutores, sejam eles clientes, sejam colegas de trabalho.

Então, uma comunicação excelente não se resume a belos discursos e apresentações inspiradoras. Além de combinar isso tudo com os gestos corporais adequados, uma parte essencial da comunicação é a habilidade de ouvir e interpretar.

Vamos imaginar que você esteja apresentando um novo produto para um cliente, que insiste em interromper suas ponderações com dúvidas. 

Absorver, interpretar e elaborar uma resposta imediata para as questões dele é o que realmente vai diferenciar um excelente sales executive de um apenas mediano.

2. Facilidade de lidar com rejeição

A vida de um sales executive não costuma ser fácil. Para todo cliente convertido em venda, diversos outros são perdidos. Entender que isso faz parte do processo e não se deixar abater em momentos de baixa é simplesmente crucial.

De fato, a rejeição de um cliente pode — e deve — ser usada como combustível para que suas técnicas e ferramentas de vendas sejam aprimoradas.

Por isso, ao se deparar com um “não” na sua cara, sorria para ele. Não demonstre nenhum sinal de abalo nem fique receoso em continuar a conversa.

O cliente certamente notará a maneira como a negativa foi recebida e, quem sabe, pode até começar a se questionar se realmente tomou a decisão correta.

Ao fim de uma venda malsucedida, o profissional deve buscar forças para se reerguer. É o que muitos gostam de chamar de resiliência. Então, por que não pedir um feedback do seu serviço?

Entender os motivos que levaram a negociação ao fracasso é uma maneira perfeita de iniciar um processo de aprimoramento.

3. Gestão eficiente do tempo

Em muitos casos, o sales executive precisa lidar com uma enorme quantidade de clientes em diferentes localizações.

Algumas vezes, reuniões são realizadas com um curto período de descanso entre uma e outra, o que pode criar um caos na agenda do profissional. Bem, essa é apenas parte do trabalho.

Saber gerir seu tempo eficientemente é fundamental para o cumprimento eficaz da função. Poucas coisas prejudicam tanto uma negociação quanto o atraso de um vendedor.

Portanto, um aspirante a sales executive deve ter a habilidade de se organizar de modo a ter uma agenda cheia, mas, ao mesmo tempo, com a garantia de que poderá atender a todos os eventos sem atraso.

Para isso, todas as variáveis devem ser levadas em consideração. É importante se planejar para chegar com antecedência às reuniões, com o objetivo de compensar qualquer atraso causado por um imprevisto.

4. Persistência

Não é não. Mas quando falamos de vendas, por vezes, “não” significa “talvez”. Jamais desista de um cliente após a primeira tentativa ser frustrada. 

Falamos ao longo do texto sobre a importância de lidar bem com negativas e tentar aprender com elas. Pois bem, a persistência é o próximo passo desse processo.

O único cuidado a ser tomado aqui é não confundir persistência com impertinência. Encher a outra parte com ligações e mensagens pedindo para que a oferta seja reconsiderada não vai ajudar.

Pelo contrário, essa prática prejudica a imagem do vendedor e afeta sua reputação, podendo repercutir mesmo na relação com outras pessoas da área.

A persistência de um sales executive deve ser inteligente e oportuna. Em vez de insistir na continuação de uma negociação fadada ao fracasso, vale suspender as tratativas e tomar seu tempo para pensar em uma nova abordagem para lidar com objeções.

Assim, a imagem que fica é a de um vendedor seguro de sua estratégia, sem a necessidade desesperada de converter uma venda.

CONTEÚDOS RECOMENDADOS

👉 O que é preciso para ser um sales manager de destaque?

👉 Sales analyst: quais suas responsabilidades, características e habilidades

5. Capacidade de gerar e interpretar relatórios

Um sales executive de sucesso não atua só no tratamento direto com clientes. Ele define metas, monitora resultados e trabalha na elaboração de estratégias de vendas.

Então, é fundamental saber como reunir e analisar dados relevantes ao negócio, a fim de gerar um relatório completo sobre o desempenho do departamento de vendas.

A apresentação de um relatório bem elaborado facilita o trabalho interno de um sales executive. Com ele, é possível identificar brechas e tomar ações para a melhoria da estratégia.

Por exemplo, a mudança de um time de vendas para uma localidade com maior potencial de conversão. Além disso, o relatório pode indicar os canais mais eficientes e que envolvem menos custos na aquisição de clientes para a empresa.

6. Facilidade em lidar com tecnologia

Estamos na era da transformação digital. Em todas as áreas de atuação profissional, novas tecnologias são lançadas com uma frequência cada vez maior, gerando uma verdadeira corrida para dominar seu uso.

Para um sales executive, a facilidade em lidar com essas novidades proporciona uma otimização crescente de seu tempo, eficiência e produtividade.

Novas tecnologias podem ser usadas em diversas frentes de atuação. Softwares de análise de dados, por exemplo, facilitam a atividade de reunir as informações mais pertinentes e organizá-las de forma objetiva.

Para mostrar esses dados aos superiores, existem diversos programas que criam apresentações interativas, excelentes também para exibir novos produtos para clientes. Diante disso, é necessário que o profissional esteja apto e disposto a aprender como tirar melhor proveito dessas novidades.

7. Contar com um bom marketing pessoal

marketing é definido frequentemente como o conjunto de atividades adotadas por uma empresa para entender e atender às necessidades do cliente.

Como podemos levar isso para o escopo pessoal? Simples! Veja a si mesmo como uma empresa, e procure se adequar às expectativas de seus clientes. Por exemplo, você sabe que toda empresa de sucesso conta com uma identidade visual bem trabalhada.

No âmbito pessoal, isso é equivalente aos cuidados com a aparência. Pode até parecer supérfluo, mas um bom vendedor deve transmitir confiança e autoridade ao cliente. Para isso, nada melhor do que se apresentar de forma apropriada.

Um bom sales executive deve se vestir conforme a ocasião. Isso não significa terno e gravata em todas as reuniões, já que alguns clientes podem preferir uma conversa mais casual. O ponto é se apresentar de forma que cause impacto positivo na percepção do seu alvo.

8. Saber trabalhar sozinho ou em grupo

Os cenários de atividade para um sales executive são extremamente variáveis. Dependendo do tamanho e importância do cliente, ou das características da firma, o profissional pode ser solicitado para trabalhar em times ou por conta própria, muitas vezes, misturando um pouco dos dois.

Assim, torna-se essencial ser adaptável a ambos os cenários. Trabalhar sozinho significa que você será responsável por toda a organização, planejamento e execução de qualquer estratégia, o que requer muito mais atenção com detalhes.

Em um cenário como esse, o profissional precisa ser extremamente proativo, mas também tem a vantagem de criar seu próprio ambiente.

O trabalho em grupo pode causar apreensão em algumas pessoas, mas lidar com a situação de forma profissional é fundamental. Além disso, uma equipe bem entrosada e colaborativa pode ser uma mão na roda para a otimização do processo de vendas.

O sales executive é um profissional importante em basicamente todos os setores comerciais. Ele é de enorme valor para a empresa, dada sua importância na elaboração e execução de estratégias de vendas.

Um bom profissional nessa área deve contar com uma personalidade confiante, saber se comunicar apropriadamente e entender a fundo os requisitos do trabalho.

O cargo não costuma vir acompanhado de uma exigência relacionada ao tipo de graduação do indivíduo, com frequência, empregando profissionais sem diploma universitário.

Isso se dá pela importância dada pela empresa às habilidades específicas para a função e gera uma competição ainda mais acirrada entre os postulantes à vaga.

Ao dominar as habilidades apresentadas ao longo deste texto, você tem meio caminho andado para se tornar um sales executive de sucesso.

E aí, o que achou dessas dicas? Concorda que essas habilidades são essenciais para o trabalho de um sales executive? Aproveite que já está por aqui e confira este post sobre as vantagens de contar com um consultor de vendas insaciavelmente curioso! Vamos lá?

Curso Inside Sales

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo