O que é Trade Marketing Digital?

5 aprendizados que o Trade Marketing Digital traz para o seu e-commerce

O Trade Marketing Digital é uma estratégia focada no melhoramento da experiência de compra do consumidor online. Por isso, confira as melhores dicas que separamos para você!

Você que trabalha com e-commerce diariamente sabe muito bem que os desafios da área não são fáceis de serem superados.

Estratégias de vendas, comportamento do consumidor digital, tecnologias e outros tantos fatores devem ser aprendidos e bem trabalhados para o sucesso de qualquer negócio online.

Pensando por esse lado, podemos perceber também alguns aprendizados que o Trade Marketing Digital pode trazer para o seu e-commerce.

Mas espera aí, você ainda não ouviu falar sobre Trade Marketing Digital?

Antes de partimos para os aprendizados, acompanhe o nosso post e fique por dentro desse tema tão importante para o empreendedorismo digital.

O que é Trade Marketing Digital?

O conceito prático de Trade Marketing é promover ações nos pontos de vendas de cada produto como: supermercados, shoppings e outros canais.

Agora como se dariam as ações de Trade Marketing Digital? Basicamente, o conceito é o mesmo, porém nessa modalidade os pontos de vendas são os canais digitais.

O Trade Marketing Digital é a evolução do conceito tradicional de Trade Marketing. Nele, a ideia é aprimorar a experiência de compra em lojas virtuais para influenciar na decisão do consumidor.

Ele trabalha por meio de quatro pontos:

  1. consumidor omnichannel;
  2. otimização da página dos produtos;
  3. integração entre online e offline;
  4. ações promocionais no ambiente do e-commerce.

Marketing nos PDV’s digitais

Imagine que você é um fabricante de celular e distribui esse produto em vários e-commerces por todo Brasil.

Como você consegue controlar todas as ações nesses canais? Será que o seu produto se destaca como você queria? Você perde vendas por não ter apoio na decisão de compra?

Essas são apenas algumas das atividades que compreendem a importância do Trade Marketing Digital que é: impulsionar as vendas onde os clientes estão, e neste caso, eles estão pesquisando e comprando na internet.

Glossário de Marketing Digital para E-commerce

Quais aprendizados que você obterá com o Trade Marketing Digital

Ao entender e aplicar as estratégias referentes ao Trade Marketing Digital você adquire alguns aprendizados que irá elevar a performance do seu e-commerce.

Vamos ver quais são?

1 – No e-commerce, informação é ouro!

Na internet, o consumidor não consegue ter a experiência de compra completa como em uma loja física.

Em um ambiente online, é impossível proporcionar tais experiências, pois até mesmo a tonalidades das cores de um produto mudam.

Dessa forma, a informação é o elemento principal que guiará a decisão de compra por parte do consumidor.

Com o Trade Marketing Digital, é possível promover atualizações de conteúdo nas páginas de produto, bem como criar páginas de produtos mais completas.

Mas como assim?

Quando você concentra as suas estratégias no Trade Marketing Digital, é possível visualizar rapidamente todas as informações da página do produto, como imagens primárias, secundárias, avaliações e comentários, preços, sortimento, estoque e muito mais!

Fora isso, as ações nos canais digitais, como o cadastro correto e completo dos produtos nos mais diversos e-commerces amenizam dúvidas e potencializam as vendas.

CONTEÚDO RECOMENDADO
Saiba como destacar os seus produtos com o SEO para e-commerce

2 – Perde vendas quem não compreende o comportamento do consumidor

A internet e os dispositivos móveis têm o poder de influenciar o usuário e a experiência que ele tem enquanto navega em uma loja virtual. Esse é um fator indispensável para a tomada de decisão.

Por isso, oferecer uma boa experiência está no coração do Trade Marketing Digital! Ela é importante para e-commerces que querem garantir um crescimento saudável do seu faturamento nos próximos anos.

Em maio de 2018, foi lançada a primeira pesquisa do Brasil que avalia a experiência de compra online das lojas virtuais brasileiras, e o resultado foi que há muito a ser melhorado.

No levantamento foi utilizado um indicador que vai de 0 a 10 chamado EQI (E-commerce Quality Index). A nota média das empresas brasileiras ficou abaixo de 6.

Foi constatado que mais 70% das páginas possuem erros que prejudicam o consumidor na hora da compra! Ou seja, aprimorar a experiência de compra em lojas virtuais é urgente.

Hoje o consumidor é omnichannel e, por isso, as ações de marketing em vários canais não são nenhuma novidade, mas sim, algo essencial para a sobrevivência no mercado.

É comum o consumidor pesquisar os preços em algum buscador na internet, selecionar uma loja e só depois ir até um canal físico para “experimentar” o produto.

E isso é o que muitos e-commerces ainda não perceberam. E não é necessário grandes esforços para criar experiências em seus diversos canais de vendas ou melhorar a experiência online.

3 – Canais físicos e digitais devem “conversar” entre si

Pegando gancho com o tópico anterior, essa estratégia de trade marketing consegue preencher essa lacuna e fazer os canais de vendas “conversarem” entre si.

Essa é a resposta que o consumidor omnichannel procura! Ter suas experiências atendidas onde quer que a marca ou empresa esteja.

Além disso, essa interação entre os canais ajuda a fidelizar, atrair novos clientes e também gerar notoriedade e reconhecimento da marca, também conhecido como Brand Awareness.

Portanto, esse aprendizado vai muito além do aumento de vendas, mas sim da percepção do gestor que entende que as vendas estão relacionadas às emoções e sentimentos das pessoas.

Uma dica aqui é trabalhar com uma variedade diferente de canais de atendimento, mas focar principalmente naquelas que sejam online.

Além de uma central telefônica, é crucial possuir chats e serviços de atendimento específicos nas redes sociais para dar agilidade ao consumidor na hora que ele precisar resolver um problema.

É importante ainda possuir uma equipe bem treinada, que saiba lidar com os diversos tipos de situações que ocorrerem e que tenham como filosofia o fato de que o cliente precisa estar sempre em primeiro lugar.

CONTEÚDO RECOMENDADO
Entenda aqui como é importante manter o cadastro de produtos sempre atualizados em seu e-commerce

4 – Boas experiências contribuem para o aumento das vendas

O primeiro passo para começar a aperfeiçoar a experiência de compra online da sua loja virtual é o de colocar o seu cliente no centro da estratégia. Ele é a base de todas as iniciativas que você precisa tomar daqui para frente.

Fazer isso, significa colocar-se no lugar dele e entender como está a experiência atual da sua loja e como ela pode se aprimorar para atendê-lo melhor.

Uma dica é fazer pesquisas de satisfação ou usar softwares como o Hotjar que geram mapas de calor e gravam visitas dos seus consumidores.

Além disso é essencial pensar em sites que sejam mobile friendly, com seções bem categorizadas e excelentes páginas de produtos.

Em seu famoso livro Lovemarks, Kevin Roberts afirma que “as conexões emocionais com os consumidores devem estar na base de todas nossas jogadas geniais de marketing e táticas inovadoras”.

Isso é o que Martin Lindstrom também afirma em seu livro Lógica do Consumo, ao citar um estudo de uma consultoria alemã especialista em varejo.

A empresa descobriu que mais de 50% de todas as decisões de compra dos consumidores são tomadas espontaneamente — e, portanto, inconscientemente — no ponto de venda.

Portanto, boas experiências são determinantes para o aumento das vendas, pois a decisão de compra na maioria das vezes é influenciada pelas emoções, sejam elas em PDV’s físicos ou em canais digitais.

CONTEÚDO RECOMENDADO
Quer descobrir como os consumidores percebem sua marca na internet? Leia este artigo!

5 – Entender a jornada de compra do cliente é mais que essencial

Atualmente, muito se fala na jornada de compra online e a sua importância nas estratégias de Marketing Digital. No entanto, pouco se aplica em ações práticas sobre o assunto.

Prova disso é que muitos gestores de e-commerce ou de vendas online não sabem ao certo como os clientes chegam até os seus produtos ou o que os fazem decidir pela compra.

Entender esse “percurso” e os passos dos clientes é essencial para identificar os canais ou pontos de venda que apresentam resultados efetivos para o Trade Marketing.

Aprender isso é fundamental para propor melhorias em determinado canal, o que está dando certo em outro e assim evitar o abandono de carrinho que pode ser causado por inúmeros fatores.

Dados da Custora E-commerce Pulse apontam que, em 2016, 21,8% das vendas no comércio eletrônico tiveram origem em buscas orgânicas. Para entender os fatores que impactam nela, é indispensável saber quais passos influenciam na decisão do consumidor em fazer determinada compra.

Embora hoje os pontos de contato que um cliente passa antes de adquirir um produto ou um serviço online são inúmeros e complexos, é possível entendê-los em uma jornada linear de 5 etapas distintas, que são elas:

  1. Inspiração;
  2. Consideração;
  3. Avaliação;
  4. Conversão;
  5. Fidelização.

Cada um dos caminhos dessa jornada tem uma especificidade e se relaciona com um comportamento de busca específico do seu potencial cliente.

Depois de ler este conteúdo, esperamos que você perceba o quanto as emoções guiam as decisões de compras dos clientes e como é importante oferecer soluções práticas em todos os canais de vendas.

Por isso, se você ainda não está familiarizado com o tema ou deseja se aprofundar ainda mais sobre o assunto, não deixe de baixar o nosso e-book gratuito sobre Trade Marketing Digital.

Aprenda como aplicar o conceito aplicá-lo ao seu e-commerce e descubra muitas dicas para conquistar e converter os e-shoppers.

Este post foi escrito pela equipe da Lett.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo