Rock Content adquire WriterAccess nos EUA. Saiba mais ->

Como o novo botão de editar do Twitter afeta informações e usabilidade da plataforma

botao editar twitter

Uma das funcionalidades mais desejadas pelos usuários do Twitter está prestes a acontecer: o botão de editar posts foi finalmente confirmado pela plataforma no início deste mês.

O recurso que permite que os usuários alterem tweets já publicados, está sendo desenvolvido desde o ano passado, e estará disponível, nesse primeiro momento, aos usuários do Twitter Blue – versão de assinatura do microblog – para a fase de teste.

Após anos de debates, guerras ideológicas acerca desse tema, e de apelos de celebridades, como Kim Kardashian pedindo pelo recurso de edição de posts, o Twitter resolveu ceder aos pedidos do público. Mas ao contrário do que muito se especulou, essa função não tem ligação com a alfinetada de Elon Musk ao Twitter.

A plataforma deixou bem claro que “não tiramos isso de uma enquete”, fazendo referência a uma postagem do CEO da Tesla e da SpaceX na rede social.

Essa decisão mostra uma nova fase da empresa, que, depois da saída de Jack Dorsey, ex-ceo da plataforma, se abre para adaptar a rede social com base no feedback dos usuários. Esse recurso de edição de posts já acontece há um tempo em algumas outras plataformas como o Facebook e o Slack e já é um dos recursos mais aguardados pelo público do Twitter.

No entanto, o que pode soar como uma conquista para boa parte dos usuários da rede social, pode se tornar motivo de preocupação e cautela especialmente no que diz respeito a desinformação, assédio e possíveis crimes de injúrias cometidas na rede social do passarinho.

Como usar o botão de Editar Tweets sem colocar tudo a perder

Quando se trata de utilizar o botão de editar Tweets no dia a dia da rede social, é fácil encontrar opiniões tanto a favor como definitivamente contra esse novo recurso.

Sérias dúvidas de como gerenciar essas informações editadas sem colocar em cheque a credibilidade de criadores de conteúdo e empresas que trabalham com o Twitter, devem ser analisadas e pensadas de forma com que essa nova ferramenta não promova um caos e uma sensação de insegurança para os usuários da rede.

Afinal, o Twitter é conhecido por ser uma plataforma em que as pessoas possuem liberdade para escrever o que pensam de maneira rápida e prática e isso muitas vezes leva ao compartilhamento em massa de desinformação muito mais rápido e fake news sendo espalhadas pela timeline dos usuários da plataforma.

Por isso, a edição de Tweets abre espaço para a discussão da problemática do assédio na rede, que podem ser facilmente editados após atingir as pessoas alvos e gerar revolta nos usuários. 

Mas saindo um pouco dessa problemática, a edição de tweets pode ser um recurso fundamental para quem cria conteúdo na rede social, afinal, é muito fácil cometer um erro de digitação ou subir algum arquivo errado na hora de lançar uma campanha.

E a solução que temos hoje para corrigir isso é deletar o tweet, o que se torna um problema quando este tweet já engajou e já está à vista de milhares de usuários da plataforma. Nesses casos, a edição entra como a ferramenta salvadora das marcas que precisam de uma opção simples de correção ao invés da exclusão de um tweet por completo.

De qualquer forma, o Twitter precisa analisar bem e testar todas as possibilidades de UX de como esse recurso pode ser inserido na rede social para que funcione de maneira eficaz e informativa, cumprindo com o objetivo principal e minimizando as possibilidades de gerar mais problemas para a rede por conta desta nova funcionalidade. 

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!