Aprenda os 7 passos de como colocar um site na primeira página do Google

Você sabe como colocar um site na primeira página do Google? Atingir esse objetivo significa expandir a relevância e a autoridade da sua marca na internet, alcançando um público segmentado e estabelecendo relações duradouras e lucrativas. Para fazer isso, contudo, é preciso usar algumas práticas fundamentais, como as que citaremos neste artigo.

como colocar um site na primeira página do google

    Se você tem experiência com a internet sabe a relevância do Google durante a navegação. A partir da ferramenta de pesquisas, os usuários conseguem encontrar informações relevantes sobre os mais diversos assuntos, não apenas resolvendo suas dúvidas, mas também facilitando processos em Marketing Digital — compra de produtos e contratação de serviços.

    Se de um lado os consumidores têm uma plataforma valiosa para chegar a decisões de compras mais seguras e certeiras, do outro as empresas buscam se destacar em um mercado extremamente competitivo, tentando atrair a atenção dos compradores.

    Ou seja, existe uma enorme disputa por espaço na prateleira mais visível da internet: a primeira página de resultados do Google. A boa notícia é que, seguindo os 7 passos que vamos apresentar neste texto, você vai colocar sua empresa no rumo certo para atingir esse objetivo.

    Quer saber como colocar um site na primeira página do Google? Continue lendo e confira os seguintes tópicos:

    Qual a importância do Google para as empresas?

    Para entender a importância do Google para as empresas, é preciso direcionar um olhar mais aprofundado ao perfil do comprador moderno, chamado por Philip Kotler de consumidor 4.0.

    Moldado em meio à transformação digital, esse novo público tem a jornada de compra digitalizada, desde a busca por soluções para os seus problemas até a própria aquisição do produto ou serviço. Isso gera experiências cada vez mais rápidas e eficientes, o que também eleva o grau de excelência apresentado pelo consumidor.

    Outra característica da audiência contemporânea é a enorme importância dada aos valores por trás das empresas com que se relacionam. Antes de realizar uma compra, é comum que o usuário busque feedback sobre a marca em canais como fóruns de internet, páginas de influencers, canais de YouTube etc.

    E se estamos falando em reputação digital, não há referência maior que o Google. Uma pesquisa realizada pelo Hubspot confirmou algo que já podíamos imaginar: mais da metade dos brasileiros confiam mais em informações do Google do que no que escutam de amigos e parentes.

    Dessa forma, a relevância do Google para os negócios está em dois pontos principais: transferência de reputação e atração orgânica de público. Ora, se as pessoas confiam na ferramenta de pesquisa, é natural que, caso o seu website seja indexado nela, elas estendam tal confiança à sua marca. É isso que chamamos de transferência de reputação.

    No que diz respeito ao público orgânico, o Google oferece um potencial inigualável. Trata-se do buscador mais utilizado do mundo: não menos que 92,5% dos usuários de internet utilizam a ferramenta para navegar pela internet.

    Para melhorar a experiência do usuário, existe um algoritmo que procura entender suas intenções de busca e direcioná-lo às páginas consideradas mais relevantes para o contexto. Se o seu website for uma das alternativas apresentadas, você vai passar a receber visitantes que apresentam algum nível de interesse nos seus conteúdos.

    O único problema é: com a vasta quantidade de websites e blogs lutando pelo mesmo objetivo, como garantir que o cliente ideal vai chegar aos seus materiais? É disso que trataremos no restante do texto.

    Por que é importante ter sua empresa na primeira página do Google?

    Certo, o Google reúne uma grande variedade de usuários, o que torna bastante provável que sua persona esteja entre eles. Mas por que é importante colocar sua empresa na primeira página, especificamente? A resposta é bem simples e tem a ver, como sempre, com o comportamento dos consumidores.

    Lembra que citamos o crescente nível de demanda do consumidor 4.0? Um dos fatores mais notáveis nesse sentido é a expectativa por navegações rápidas e completas. O usuário de internet não quer buscar em diversas páginas antes de escolher o conteúdo que vai clicar. Como confia no Google, o público geralmente fica nas primeiras opções.

    E não se trata de uma informação intuitiva. De fato, os dados indicam que 75% das pessoas sequer passam da primeira página de resultados. Além disso, o primeiro resultado também apresenta números impressionantes: sua CTR é de aproximadamente 25%. Confira na imagem abaixo a CTR média dos primeiros 10 resultados.

    Dessa forma, trabalhar em técnicas de SEO torna-se fundamental para qualquer empresa que quer ter seu nome destacado na internet. De nada adianta produzir conteúdos de alta qualidade se eles não são indexados entre os primeiros resultados das buscas de usuários. Afinal, eles não costumam olhar muitas alternativas antes de tomar uma decisão e acessar uma página.

    Como colocar seu site na primeira página do Google?

    Nesse ponto, você já sabe que o Google é, atualmente, um valioso aliado para empresas. Além de indexar páginas de múltiplos websites e organizá-las em uma espécie de ranking, facilitando a jornada do usuário, o Google também oferece uma infinidade de recursos fundamentais para os negócios digitais.

    O Google My Business é um exemplo interessante que tem aumentado o potencial de muitos empreendimentos.

    Para fazer uso dos benefícios mais marcantes do Google, basta uma boa estratégia orgânica, orientada por técnicas de SEO eficientes e práticas condizentes com o perfil do seu consumidor.

    No fim das contas, é preciso não apenas agradar o algoritmo, mas de fato oferecer experiências de valor para os humanos que acessam suas páginas. Complicado? Nem tanto! A seguir, vamos apresentar 7 dicas fundamentais que vão facilitar o caminho da sua empresa até o topo das páginas de resultados do Google.

    1. Use boas palavras-chave

    As palavras-chave são os elementos que ligam seu conteúdo ao seu público-alvo. É um dos pontos analisados pelo algoritmo do Google para compreender do que trata o conteúdo e, assim, indicá-lo aos usuários mais apropriados. Dessa forma, é preciso utilizar palavras-chaves de forma inteligente e estratégica, de modo a superar a grande concorrência.

    Nesse processo, é essencial definir a sua persona, caso você ainda não tenha feito isso. Trata-se de um personagem semi-fictício que serve como modelo de cliente ideal para sua empresa, reunindo seus dados demográficos com características mais abstratas, como hobbies, dores, necessidades, desejos etc.

    Com base na persona, você pode selecionar os tópicos que podem causar maior interesse e, a partir disso, buscar as palavras-chave que melhor se encaixam em sua estratégia. Existem diversas ferramentas que podem ser usadas para esse fim. Exemplos comuns são o SEMRush, o Ahrefs e o Ubersuggest.

    Aqui, é importante notar que nem sempre as palavras-chave mais populares representam as melhores alternativas para você. Isso porque elas podem ser concorridas demais, sendo exploradas por diversas empresas em seus conteúdos.

    Em muitos casos, vale mais a pena investir em palavras-chave long tail, que apresentam menor volume de tráfego se utilizadas sozinhas, mas atingem perfis de consumidores mais específicos.

    como colocar um site na primeira página do google
    Fonte: Neil Patel

    2. Crie conteúdos relevantes e qualificados

    O Google não é o mecanismo de busca mais popular do mundo por coincidência. Baseada no Vale do Silício, a empresa sempre esteve atenta aos avanços tecnológicos e como eles alteravam o comportamento e a demanda do público consumidor. O objetivo, como o próprio Google sempre deixa claro, é oferecer cada vez experiências mais completas e rápidas para os usuários.

    O que isso significa para o marketing de empresas? Naturalmente, é preciso se adequar aos padrões de qualidade do Google para figurar na primeira página. Acontece que o algoritmo passa por mudanças constantes e os elementos analisados nem sempre são explicitamente anunciados pela companhia. De todo modo, um critério não muda nunca: a relevância e a qualidade dos conteúdos.

    Para convencer o Google que o seu conteúdo é adequado ao usuário, você precisa desenvolvê-lo em uma estrutura que facilite a experiência do público. No caso de blogposts, por exemplo, é fundamental utilizar parágrafos curtos, de preferência com formato em “F”, a fim de tornar o texto mais escaneável para o leitor. O uso de headings e elementos visuais também ajuda nesse aspecto.

    Com o tempo, caso seu conteúdo seja qualificado, o público vai começar a olhar para as suas páginas com maior confiança. Em outras palavras, seu site ganhará autoridade digital, que também é um critério elementar para favorecer seu posicionamento nas SERPs.

    3. Utilize link building

    Link building é uma das estratégias mais famosas do Marketing Digital há algum tempo e continua sendo extremamente eficiente. Trata-se, basicamente, de conseguir que outros domínios incluam em seus conteúdos links direcionando o leitor para as suas páginas. Isso pode ser feito de modo orgânico ou mesmo a partir do estabelecimento de parcerias.

    Quando domínios que gozam de boa autoridade incluem links para os seus materiais, você ganha pontos com o algoritmo do Google.

    Para conseguir esses links, é uma boa ideia investir na produção de conteúdos interativos. Esse tipo de material carrega grande originalidade e alto potencial de engajamento, o que motiva outros domínios a indicá-los aos seus próprios leitores.

    4. Otimize suas imagens para SEO

    A busca visual é uma das grandes tendências de SEO para os próximos anos. Utilizando ferramentas como o Google Lens e o Pinterest Lens, os consumidores já são capazes de realizar pesquisas a partir de imagens, encontrar os produtos que buscam, e realizar compras. Para que tudo isso funcione, as empresas precisam otimizar suas imagens para SEO.

    E não é só isso. As imagens tornam praticamente todos os tipos de conteúdo mais agradáveis aos leitores, facilitando a retenção de informações e a própria compreensão da audiência. Dessa forma, são elementos indispensáveis para a criação de conteúdos realmente autênticos e qualificados. Mas o que isso tem a ver com o SEO?

    A fim de entender do que se trata uma imagem, o algoritmo do Google procura pelo alt text, que é uma breve descrição da figura. É preciso otimizar esse elemento, de preferência utilizando a palavra-chave do artigo, para fazer a imagem rankear bem no Google e otimizar o próprio posicionamento da página.

    Contudo, um alerta: certifique-se de usar imagens leves, que não alterem negativamente o tempo de carregamento da página. Afinal, sites lentos são percebidos de forma negativa pelos usuários, que rapidamente associam esse aspecto à reputação da marca.

    5. Enfatize a localização

    Para estabelecer relações duradouras com seus prospects, é preciso ser transparente sobre a realidade da sua empresa. Isso inclui deixar evidente sua missão, visão, valores e, claro, sua localização. Acontece que esse não é apenas um fator para aumentar a confiança no seu negócio, mas também é fundamental para o SEO local. Explicamos a seguir!

    O SEO local utiliza a localização dos usuários para recomendar empresas fisicamente próximas a eles. Torna-se fundamental, portanto, não apenas para o rankeamento no Google, mas para a própria relevância da marca na região.

    Ao enfatizar a localização, você possibilita que o seu negócio seja exibido, também, no Google Maps, levando ainda mais visitantes para os seus estabelecimentos físicos, se aplicável.

    6. Use uma meta-descrição atrativa

    A meta-descrição é o pequeno texto que aparece abaixo do título e da URL das páginas indexadas pelo Google. Elas são extremamente importantes por dois motivos: ajudar o algoritmo a compreender do que se trata o texto e atrair o interesse do consumidor. Por isso, suas meta-descrições precisam ser chamativas, sucintas e, de preferência, incluir a palavra-chave.

    meta description

    7. Fique atento às tendências de SEO

    Como já mencionamos, o algoritmo do Google passa por mudanças frequentes. É fundamental acompanhar os movimentos do Marketing Digital e mapear as alterações nos critérios utilizados, de modo a manter seus conteúdos sempre otimizados, alcançando posições cada vez melhores nas SERPs.

    Há algum tempo, por exemplo, o mecanismo de busca atualizou seu algoritmo em uma tentativa de aperfeiçoar os resultados exibidos aos usuários. A partir da introdução do BERT, o buscador passou a compreender melhor a intenção de busca dos internautas, o que também modificou a forma como as empresas exploram as palavras-chave.

    Do mesmo modo, diversos updates foram realizados para encorajar a otimização dos websites para dispositivos móveis. Hoje, para sua página aparecer entre os primeiros resultados do Google, é imprescindível que ela conte com uma versão mobile friendly.

    Agora que você sabe como colocar um site na primeira página do google, pode começar a otimizar os aspectos internos e externos do seu website, de modo a alcançar uma posição de destaque na internet. Isso vai gerar maior alcance orgânico para sua marca, aumentar sua reputação digital e abrir oportunidade para uma estratégia com frutos em curto, médio e longo prazo.

    Quer ajuda especializada para criar e gerenciar um site a partir dos princípios de SEO que citamos ao longo do texto? Conheça a Stage e saiba como podemos ajudar!

    Compartilhe

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!

    Nosso site é otimizado para cada país em que operamos.

    Ir para site em Português ->