Por Raphael Pires

Publicado em 3 de fevereiro de 2020. | Atualizado em 6 de novembro de 2020


Saber como fechar contratos recorrentes é um desafio para as agências e manter um bom nível de trabalho também depende de ter clientes fidelizados. Além da entrada de recursos financeiros, isso também fortalece o negócio e traz ainda mais oportunidades.

ilustração sobre como fechar contratos recorrentes
Você sabe qual a importância de ter contratos recorrentes?

Agências sabem como é difícil manter uma carta de clientes fidelizados. Diante dessa necessidade, muitas se veem desafiadas a entender como fechar contratos recorrentes, o que depende de um bom serviço e gestão.

Esse modelo de contratos garante a manutenção de demandas, o que também significa entrada de dinheiro. No entanto, tão importante quanto manter esses contratos é geri-los adequadamente. A agência precisa se preparar para entregar o que cada cliente espera, mas também deve trabalhar para mantê-los adimplentes e satisfeitos. É um conjunto de desafios que se fazem necessários!

Neste post, vamos explicar o que são contratos recorrentes, como fazer a gestão deles e dar 7 dicas para fechá-los. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Saiba mais sobre o que são contratos recorrentes

Contratos recorrentes são acordos que a agência fecha com o cliente para desenvolver projetos por um determinado período. O pagamento é feito de maneira automática e contínua pelo tempo acordado, com o valor fixo se repetindo de forma recorrente.

Esse é um modelo que cada vez mais tem sido praticado na prestação de serviços, uma vez que ele se mostra interessante para os dois lados. Clientes aderem ao contrato recorrente porque geralmente têm alta demanda de criação e precisam de uma agência competente para cuidar de tudo.

A importância para a agência

Já para as agências, contratos recorrentes representam principalmente maior estabilidade financeira e a oportunidade de fixar uma carta de clientes sólida. Projetos esporádicos são uma ótima fonte de renda, sobretudo aqueles mais complexos e maiores, porém não há o que garanta a entrada deles constantemente, a não ser que a agência seja extremamente renomada.

Diante disso, o melhor cenário é saber como fechar contratos recorrentes, o que começa pela entrega de bons resultados. Uma vez que esses projetos esporádicos agradam, a agência se torna mais próxima de fidelizar clientes e conseguir retê-los, gerando renda por mais tempo.

Entenda o que é gestão de contratos recorrentes

Conseguir os contratos é apenas o início do trabalho. É fundamental aplicar esforços administrá-los, ou seja, garantir que a agência cumpra com os acordos que foram estabelecidos. Consequentemente, é isso que vai gerar a satisfação e também fará com que essa relação seja mais estável e duradoura, prolongando a prestação de serviços.

Quando um contrato é fechado, a agência precisa ter a preocupação de estabelecer termos claros em relação ao desenvolvimento de seu cliente. As campanhas e projetos criados devem ter resultados satisfatórios, o que garante a avaliação positiva. Além disso, cumprir prazos e ter um bom atendimento ao cliente são fatores que fazem muita diferença.

A gestão de contratos recorrentes precisa ser feita baseada em metas, as quais devem ser mensuráveis e ser acompanhadas continuamente. O que vai ajudar a cumprir com esses termos é ter a certeza de aplicar a melhor forma de definir os contratos.

O planejamento deve ser feito junto ao cliente, de forma que esteja claro o que a agência vai cumprir e o que ele espera. Assim, as chances da relação serem satisfatórias é maior, aumentando a recorrência desse contrato.

Confira 7 dicas para saber como fechar contratos recorrentes

Em dúvidas sobre como fechar contratos recorrentes? O trabalho é repleto de etapas e de esforços contínuos, mas é possível engajar clientes e fidelizá-los. A seguir, confira 7 dicas para tê-los por tempo prolongado em sua agência e gerar renda contínua!

1. Faça uma avaliação do histórico do volume de demandas em contratos antigos

Antes de fechar um contrato, é preciso entender o quanto de esforços ele vai gerar. A melhor forma de fazer isso é analisar contratos antigos para entender a dinâmica. A partir daí é possível estruturar o nível de oferta de serviços e, principalmente, precificar adequadamente. Isso favorece a entrega de um trabalho de qualidade e uma relação comercial justa.

2. Defina metas mensais e anuais para o fechamento dos contratos

Os clientes esperam resultados satisfatórios e, se a ideia é ter um contrato recorrente, eles querem ver também uma progressão no que é entregue. Assim, é fundamental estabelecer metas de desenvolvimento mensais e anuais, de acordo com a duração do contrato. Isso ajuda a estimular o fechamento dos termos e ainda define garantias sólidas de que será um ótimo negócio.

3. Garanta a adimplência

É importante também garantir que o contrato não vai gerar dor de cabeça quanto aos recebimentos. Para isso, a melhor saída é automatizar os pagamentos. Algumas agências usam sistemas de cobrança digital, assim como a Netflix e outros serviços de streaming. Isso evita atrasos ou até mesmo a inadimplência.

4. Gerencie o tempo investido nos projetos e o valor contratual estabelecido

Com o contrato fechado, é importante trabalhar com responsabilidade e controle. Para fazer valer o Custo de Aquisição de Clientes (CAC), é importante investir nos projetos apenas o que é devido. O budget deve considerar o quanto é pago mensalmente pelo contrato. Isso também deve ser feito quanto ao tempo de trabalho, uma vez que a agência tem outros clientes e tarefas.

5. Estabeleça deadlines com rigidez

Os deadlines também precisam estar sob controle, uma vez que os clientes têm prazos para lançar suas campanhas. Respeitá-las é importante para estabelecer uma relação de confiança e obter credibilidade. Isso faz com que a imagem da agência seja fortalecida, o que gera mais oportunidades de fechar contratos recorrentes.

6. Ofereça um atendimento de ponta

O atendimento faz toda a diferença na relação entre uma agência e seus clientes. Ajustes, briefings, negociações e o que mais for necessário, em caráter emergencial ou não, acontece mais facilmente com a ajuda de um trabalho eficaz. Um bom atendimento ainda gera credibilidade e é publicidade gratuita para a empresa.

7. Tenha uma proposta de contrato sólida

Talvez um dos pontos mais importantes na hora de saber como fechar contratos recorrentes é a entrega de uma proposta sólida. Nesse acordo, os termos devem ser claros e se mostrarem vantajosos, ou seja, atrativos para o cliente. Só assim ele se sentirá dentro de um cenário justo e estará pronto para a relação recorrente.

Para as agências, é fundamental também ter todos esses termos acertados registrados em documentos digitalizados e assinados. Essa é uma proteção para garantir que o trabalho seja desenvolvido da melhor forma. Não há dificuldades para fechar contratos recorrentes, pois, com essas 7 dicas, o caminho ficou mais claro.

Tem dificuldades para gerir as finanças da agência? Confira este guia prático sobre o assunto!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *