Consistência de conteúdo: conheça o backstage das estratégias que realmente geram resultados

Para que uma estratégia de Marketing de Conteúdo tenha sucesso ela precisa, acima de tudo, ser consistente. A garantia de uma comunicação sólida, independentemente do canal, gera impactos até mesmo na autoridade da marca. Entenda como ter uma comunicação consistente em nosso post!

Consistência de conteúdo

    Se você usa Marketing de Conteúdo na estratégia do seu negócio, já sabe que existem diversos fatores que influenciam os resultados dos seus esforços.

    Conteúdos de qualidade, que respondem às dúvidas da persona, otimizados para os mecanismos de busca são alguns dos pontos mais importantes e disseminados.

    No entanto, você já parou para avaliar qual a consistência nos conteúdos que você posta e, até mesmo, a consistência na comunicação da sua marca?

    Em uma estratégia de conteúdo robusta, com diversas publicações por mês — ou até mesmo na hora de terceirizar a produção do conteúdo — é essencial que todos estejam falando no mesmo tom de voz, seguindo os mesmos parâmetros.

    Para entender mais sobre esses pontos, e oferecer uma experiência memorável ao seu público, continue conosco!

      A importância de uma comunicação consistente

      Vivemos na era do Consumidor 4.0, aquele que busca informações sobre o produto, a empresa, que compra com propósito e que quer ser atendido em diferentes canais.

      Imagine que esse consumidor faz uma busca no Google, pesquisando pelos benefícios do Inbound Marketing. Ele encontra, então, um texto da Rock Content, feito por um determinado autor, que garante que uma estratégia de Inbound trará muitos benefícios ao seu negócio.

      Dentro deste texto, no entanto, ele vê um link para outra página, feita por outro autor. Lá, o segundo autor afirma que Inbound Marketing não tem tantos benefícios, e apostar no Outbound é mais seguro.

      E agora, em qual informação confiar? O Inbound tem benefícios ou não?

      Esse tipo de inconsistência tira a credibilidade da sua marca. Algo que, em muitos casos, as empresas passam anos tentando construir. 

      E se a sua audiência não acredita no que você diz, dificilmente as primeiras posições do Google serão para seu domínio.

      A autoridade no mundo digital é como uma escada, que as marcas percorrem degrau por degrau. Textos claros, informativos, sem contradições, ajudam nessa construção. E a consistência na comunicação, com certeza também ajuda.

      Você precisa garantir que todos os autores sigam a mesma linha de raciocínio ao escreverem para o blog da sua empresa. O tom de voz, a mentalidade e a intenção também precisa ser iguais.

      Por mais que cada autor tenha suas nuances, e seu estilo, a diferença entre os conteúdos publicados no blog não podem ser gritantes. Não podemos ter alguém que escreve seguindo normas da ABNT, enquanto outros prezam pela escaneabilidade.

      Detalhes como o manual de escrita do local também precisam ser levados em consideração. Afinal, não tem nada pior do que estar em um conteúdo e se distrair com as inconsistências apresentadas.

      Os 3 pilares da comunicação consistente

      Alguns pontos são essenciais para isso e, agora, explicaremos em detalhes cada um deles!

      • Brand persona
      • Tom de voz
      • Guia de estilo

      Brand persona

      A ideia da brand persona é justamente centralizar em um personagem fictício como a marca conversa com seu público.

      Você pode criar uma brand persona do zero, levando em consideração os pilares de cultura da sua empresa, ou pode se espelhar em alguém que já exista.

      Por exemplo, se você tem uma marca de artigos femininos, pode se inspirar na atriz e ativista Emma Watson. A partir de seus discursos, pode traçar pontos que sua marca vai sempre prezar durante a comunicação com o público:

      • evitar qualquer viés de gênero;
      • frisar a autonomia e capacidade feminina;
      • empoderar mulheres por meio dos seus produtos.

      Um dos exemplos mais famosos, e pioneiros, que temos no Brasil é a Lu, do Magalu. A brand persona do marketplace Magazine Luiza é inspirada na fundadora da rede, Luiza Helena Trajano.

      Ela tem um tom educado, doce e também divertido. Se relaciona com o público nas redes sociais e até mesmo com outras marcas.

      Consistência de conteúdo

      Além disso, a Lu está sempre antenada do que está acontecendo no mundo, participando de desafios, tendências e memes.

      Mas não pense que você precisa criar algo tão complexo quanto o Magazine Luiza. 

      É possível se basear em conceitos e até mesmo na narrativa estratégica da marca. A ideia aqui é sempre reforçar um mesmo discurso, até que isso vire a personalidade da sua empresa.

      Ao ver a frase “Think Different”, você provavelmente lembra da Apple, certo?

      A ideia da grande empresa de tecnologia é, justamente, pensar diferente. Vendo seus modelos e lançamentos, percebemos como a Apple, junto de seus iPods e iPhones revolucinou o mercado.

      A forma com que essa comunicação será feita, depende da linha de tom de voz traçada. E é isso que discorreremos a seguir.

      Tom de voz

      O tom de voz de uma marca é a forma com que ela conversa com o público. É por meio dele que, muitas vezes, a marca consegue passar ao público quais são suas missões, valores e objetivos.

      Ele também ajudará no reconhecimento e autoridade da sua marca.

      O seu tom de voz pode ser mais formal ou informal, de acordo com as características da sua persona. É claro que, independentemente dessa escolha, você precisa adequar a linguagem para o meio em que a mensagem está circulando.

      Você também pode optar por uma linguagem mais próxima do leitor, ou mais distante.

      Aqui na Rock, nosso tom de voz fica exposto para todos da empresa, nas diretrizes da nossa identidade de marca:

      • informal: mas sem perder autoridade;
      • divertido: mas sem perder a objetividade, seriedade e profissionalismo;
      • didática: nós adoramos ensinar! A Rock Content foi criada com base nos valores de aprender e ensinar — e nosso discurso mostra isso;
      • confidente: mas sem ser arrogante;
      • amigável: mas sem ultrapassar o bom senso;
      • provocador: querendo levar nossos leitores a dar o próximo passo;
      • claro como a água (David Allen ficaria orgulhoso!): nós prezamos por simplicidade e clareza em nossa comunicação;
      • flexível: a Rock Content se adapta todos os dias. Desse jeito podemos entender o que o sucesso significa para cada um dos nossos rockers, clientes, leitores e freelancers — e podemos ajudá-los a chegar lá;
      • humanizado: embora somos uma empresa de tecnologia, o que importa são as pessoas. É por isso que temos como objetivo manter um discurso natural na forma com que nos comunicamos pessoa para pessoa, em vez de empresa para clientes.


      Uma marca que brilha na definição do seu tom de voz é a Netflix. Autêntica, engraçada, jovem, próxima dos leitores, antenada nas tendências da internet: é assim que o serviço de streaming se relaciona com o público — principalmente nas redes sociais.

      Consistência de conteúdo

      Essa proximidade gera buzz e engajamento. Frequentemente, respostas aos comentários do público viralizam e encantam os usuários.

      Consistência de conteúdo
      Fonte: Insoonia

      Como você pode ver, diversos pontos definem como é a voz da marca. E, se essas informações não ficarem claras e expostas a toda a empresa — e aos produtos de conteúdo — dificilmente ela será lembrada.

      Assim, chegamos ao nosso último ponto: o guia de estilo.

      Guia de Estilo

      Você precisa de um guia de estilo para sua marca.

      Não importa como funciona a sua produção de conteúdo. Em qualquer formato ou estrutura, um guia de estilo é extremamente necessário.

      Se você é a única pessoa responsável pela produção de artigos, materiais ricos, postagens em redes sociais, emails, você precisa documentar o que faz. Apesar desse papel ser seu, todos na empresa precisam entender como ele é feito.

      Eu costumo justificar toda a documentação com a seguinte frase: se eu desaparecer do mundo, amanhã alguém precisa ser capaz de me substituir a ponto de nenhum leitor perceber meu desaparecimento.

      Se você trabalha em um time de conteúdo, ou se terceiriza essa produção, o guia de estilo se torna ainda mais obrigatório.

      De fato, seus leitores não podem perceber uma inconsistência porque quem produziu foi pessoa X ou Y. 

      É claro que cada um de nós tem seu próprio estilo de escrita, e a intenção do guia não é cortar a criatividade individual de cada um. Mas sim fazer com que a mensagem, para o leitor, seja sempre a mesma.

      Além disso, ele otimiza tempo. Se todos sabem como produzir cada tipo de conteúdo, as chances de refação são menores.

      Você também pode guiar a estratégia de link building preferencial do seu blog, garantindo que os textos já venham com a otimização necessária.

      O que o seu guia de estilo deve ter

      O seu guia de estilo deve tudo aquilo que o redator/revisor precisa para produzir um texto de qualidade. 

      No nosso guia de estilo, por exemplo, explicamos a hierarquização de links que usamos no blog, nossas regras de escaneabilidade, o tipo de conteúdo que será produzido, nosso manual de redação.

      Dessa forma, um freelancer que vai produzir conteúdos para o blog da Rock, sabe que usamos a primeira pessoa do plural, que os textos são alinhados à esquerda, os parágrafos são curtos, palavras estrangeiras não recebem destaque.

      Além disso, temos uma planilha com nossas principais palavras-chave e o link que deve ser feito nelas. Afinal, em um blog que já tem mais de 6 anos de existência, não podemos esperar que todos saibam qual texto linkar para “Marketing de Conteúdo”.

      Essa é, inclusive, uma das partes mais importantes do nosso documento. Grande parte de uma estratégia de SEO é baseada no link building.

      Se cada um dos nossos produtores de conteúdo escolhesse um texto do blog com a palavra-chave “Marketing de Conteúdo”, nunca conseguiríamos rankear o mesmo texto — já que a força do link ficaria dividida.

      Como fazer seu guia de estilo

      A forma mais fácil é fazendo o download do nosso template, ao final deste artigo. Esse template é o mesmo que nosso time de marketing usa para produzir os nossos próprios guias de estilo.

      Você vai precisar, apenas, responder as perguntas que fizemos, salvar o documento e repassar ao restante do seu time.

      No entanto, se você quiser começar do zero, pense em pontos como:

      • Qual o tom de voz da sua marca?
      • A linguagem deve ser em primeira ou terceira pessoa? Singular ou plural?
      • Quem é a sua persona?
      • Quais são os links mais importantes do seu blog?
      • Qual texto do seu blog você mais gosta? (Escolha um material que norteia as próximas produções)
      • Trechos importantes devem ser destacados em negrito?
      • Palavras estrangeiras devem ser destacadas?
      • Quais CTAs você costuma usar em seus conteúdos (linkar para outros artigos, seguir nas redes sociais, deixar um comentário, baixar um material)?
      • Qual a padronização de escrita? (Caso você seja relacionado a área de saúde, chama seu público de “clientes” ou “pacientes”?, “e-commerce” ou “ecommerce”?)

      A revisão dos conteúdos

      Tão importante quanto o processo de produção dos conteúdos, é a revisão e otimização antes de postá-los. 

      É necessário que os revisores, ou editores do blog, estejam em sintonia quanto a isso também. Por isso, em nosso kit para escalar a produção de conteúdo, temos também um checklist com os pontos mais importantes na hora de revisar e postar um artigo.

      A consistência do conteúdo é essencial para a construção da autoridade da sua marca, principalmente no mundo digital.

      A escalabilidade da produção de conteúdo é essencial nos dias de hoje. As SERPS do Google são cada vez mais disputadas e nossa estratégia de Marketing de Conteúdo tem de ser precisa. Se você quer escalar sua produção de conteúdo, sem colocar em cheque sua qualidade e consistência, baixe agora mesmo nossos templates!

      Compartilhe
      facebook
      linkedin
      twitter
      mail

      Inscreva-se em nosso blog

      Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

      Posts Relacionados

      Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

      Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!