O que é DNS Autoritativo e como funciona esse tipo de servidor

Conhecer como funciona e o que é um DNS Autorirativo ajuda nas tomadas de decisão mais estratégias sobre a estrutura do site do seu negócio. Veja o que é, outros tipos, suas contribuições para a transmissão de dados na rede, contratação de novo domínio e mais.

dns autoritativo

O negócio ou profissional que deseja criar um site ou fazer melhorias no desempenho de seu domínio atual, eventualmente, vai esbarrar com orientações e sugestões de uso de DNS recursivo, reverso e autoritativo.

E, quando trata-se de tecnologias, é fácil pensar em delegar para os especialistas, certo? Todavia, algumas tomadas de decisão vão envolver todos os times. A área de SEO, por exemplo, também se preocupa pela velocidade e navegabilidade do site. Então, pensando nisso, organizamos neste conteúdo:

    Aumente seu conhecimento sobre elementos essenciais da gestão de um site, bem como a forma como ele interaje com a rede para trazer melhores resultados para seu domínio.

    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    Sistema DNS

    O Sistema de Nomes de Domínio, ou Domain Name System (DNS) é a ferramenta responsável pela conversão dos endereços de IP que as máquinas leem em um domínio que os usuários digitam nos navegadores, e vice-versa.

    Se pensarmos que os endereços de IP são uma combinação extensa de números que formam um código, e, que se fosse necessário digitá-lo toda vez que um usuário quisesse acessar um e-commerce, por exemplo, então poderíamos concluir que o tráfego seria infinitamente menor. Ou até inexistente.

    Como funciona o sistema DNS?

    O sistema DNS abrange diferentes protocolos e ferramentas, e a partir dele, nomes de nameservers, domínios e subdomónios recebem sua correspondência com o endereço IP. Funciona com um fichário ou agenda que organiza os códigos e seus respectivos endereços.

    E como funciona o sistema DNS? Os endereços IP4, que são os endereços de IP mais usados ultimamente, são organizados em octetos e separados por pontos, formando um conjunto de quatro combinações numéricas distintas (Ex: 192.112.2.1). Cada um desses intervalos pode, ainda, ter valores de representação entre 0 e 255.

    Para um usuário, digitar essa combinação seria bem complexo. E, para as máquinas, entender domínios não é possível. Elas não conseguiriam ler www.rockcontent.com.br, por exemplo.

    Se um leitor deseja visitar essa página, ao digitar o endereço no navegador e solicitar a busca, esses dados serão traduzidos pelo servidor DNS, transportados na rede pelo protocolo TCP/IP, que é a comunicação das redes de internet, e retornados para o usuário no formato visual esperado.

    Como o sistema DNS funciona para a criação de sites?

    Se uma empresa deseja criar um site e trabalhá-lo com estratégias de marketing de conteúdo para atrair clientes, antes de pensar no layout e páginas de conteúdo, precisa comprar um domínio.

    E, ao comprar o domínio, o sistema DNS se encarregará de propagar a sequência de códigos do endereço IP para a rede fazendo com ela seja associada ao domínio escolhido.

    Vale mencionar que nenhum DNS é igual ao outro. Mas, pensando em estratégias de marketing digital, pode ser interessante comprar mais de um domínio da marca. Nesses casos os endereços de IP ainda serão diferentes, mas um poderá receber o comando de redirecionamento.

    Uma empresa de sorvetes para cachorro, por exemplo, pode comprar o domínio www.sorvetesparacachorros.com”, que é um domínio de topo genérico, e também o “www.sorveteparacachorro.com.br”, que é um domínio de topo voltado para o Brasil.

    Depois, basta criar um direcionamento do primeiro endereço para o segundo, considerando o foco do negócio em atuar apenas nacionalmente mas, ao mesmo tempo, não deixando o domínio “.com” disponível para concorrentes tentarem desviar o tráfego para seus respectivos sites.

    Separamos aqui alguns artigos que complementam as informações sobre compra de domínio e redirecionamentos:

    Tipos de serviço DNS

    Agora que o funcionamento do sistema DNS ficou claro, assim como sua importância para a navegação dos usuários da internet e visitantes do seu site, podemos avançar no entendimento das variações do Domain Name System. Temos, portanto: o DNS Autoritativo, Recursivo e Reverso.

    Autoritativo

    Um DNS Autoritativo tem um mecanismos de atualização usado para gerenciar os Domain Name System públicos, ação executada por ação de desenvolvimento. Depois disso, o sistema vai responder a consulta para fazer a conversão de endereço IP para o formato de busca utilizado na interface de usuário final.

    No seu caso, a autoridade final é do DNS, que também é quem comanda as respostas para os servidores recursivos.

    Recursivo

    Também chamado de resolvedor, o DNS recursivo são os serviços que os usuários acionam mais recorrentemente, e não o autoritativo. Ele é como um intermediário, ou seja, não realiza o registro o DNS, mas faz a seleção das informações de acordo com o que foi pedido na busca.

    Se uma consulta é realizada ao DNS recursivo e a informação estiver armazenada em cache, o recursivo vai responder a busca com os registros já armazenados de origem do endereço IP. Mas, se não tiver o dado armazenado, então acionará um servidor DNS autoritativo.

    Com isso ele otimiza e traz a resposta mais brevemente para o usuário que está realizando a pesquisa. Nesse momento, vale lembrar que o número de domínios disponíveis na internet é imenso. Assim, ter um DNS recursivo para retornar informações buscadas recentemente é uma forma prática de não sobrecarregar o sistema e, principalmente, oferecer agilidade.

    Reverso

    As consultas de DNS reverso não são esseciais para o bom funcionamento da internet, mas é recomendado que todos os sistemas consigam fazer esse tipo de consulta. De forma resumida, trata-de de uma consutla para o domínio associado ao endereço de IP requisitado na consulta.

    Para isso, o caminho da pesquisa de DNS é o oposto do tradicional, que seria quando a resposta trazida é o endereço de IP.

    DNS Autoritativo

    Os servidores de DNS autoritativos têm a capacidade de trazer informações para um domínio por causa de sua autoridade. Ou seja, ele controla as zonas ao definir um IP e um servidor. E, como isso pode ser aplicado na prática?

    Com essa característica, o DNS autoritativo permite que um site seja hospedado em um servidor diferente de onde está armazenado seu banco de dados, por exemplo. É um fator de segurança e gestão de dados, nesse sentido. Vejamos, então, algumas dúvidas práticas sobre o funcionamento do DNS autoritativo.

    O que é uma resposta DNS Autorizada?

    Uma resposta DNS autorizada é aquela em que o DNS autoritativo foi acionado. Como ele busca as informações da busca do usuário diretamente no endereço IP, tem as informações mais atualizadas.

    Já no caso das consultas em DNS recursivo, que usam o armazenamento de dados, nem sempre as eventuais atualizações de um conteúdo estarão disponíveis.

    Para uma resposta ser considerada como autorizada, ela precisa reunir algumas característas. São elas;

    • SOA, o arquivo da zona DNS deve conter um início de autoridade;
    • Ficha, a resposta deve listar o servidor validado e atualizado
    • Registros, que são as correspondências entre os servidores de domínio e aqueles listados no registro SOA.

    Como encontrar o DNS Autoritativo?

    Encontrar o DNS autoritativo, na verdade, depende da pesquisa realizada. Se não houver a informação armazenada em cache para ser entregue ao usuário pelo DNS recursivo, então o DNS autoritativo será acionado para a pesquisa.

    Por que é tão importante uma resposta confiável?

    Pensando na gestão de um site e seus respectivos conteúdos, assim como em um e-commerce, os dados trazidos em algumas pesquisas devem sempre trazer as atualizações. Para a inclusão de um último item do estoque de uma loja virtual, por exemplo, assim como a respectiva conclusão da venda, a resposta confiável vindo do DNS autoritativo é essencial.

    Do contrário, uma venda poderá ser concluída sem que o item esteja disponível para o usuário. E aqui entra a importância de entender o que é um DNS autoritativo. A gestão do conteúdo, escolha de quais ferramentas usar e a frequêcia de um calendário de atualização, por exemplo, pode considerar a frequência com que ele precisará ser acionado.

    Qual é a área responsável pelo DNS autoritativo e recursivo?

    Usualmente, que vai se preocupar com as configurações do site para o acionamento dos endereços de IP será a engenharia, ou desenvolvimento. Algumas empresas e profissionais terceirizam essa área por estar fora de seus core business.

    De toda maneira, é importante conhecer os conceitos e aplicações para acompanhar o andamento das atividades, dar orientações e escolher as ações que vão trazer mais benefícios para a experiência de navegação do site.

    E, nesse ponto, vale dizer que seu acionamento é, em tese, mais trabalhoso para a rede. Ou seja, apesar de ter o dado direto do endereço IP, isso pode implicar demora no tempo de resposta da página, que é um fator que o algoritmo do Google usa para ranquear os resultados na SERP.

    Ou seja, é preciso que haja um equilíbrio e boa gestão dos acionamentos de DNS autoritativo e recursivo. E, perceber o impacto disso na gestão das estratégias de marketing, relacionamento com o cliente, canais de aquisição, dentre outros, é essencial para o uso do mundo digital.

    Agora que a aplicação e o que é DNS autoritativo estão mais claros para você, aproveite para conferir o passo a passo de como corrigir o erro DNS_PROBE_FINISHED_NXDOMAIN neste artigo que escrevemos sobre o assunto.

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!