Domínio e hospedagem: tudo que você precisa saber

Você sabe para que servem hospedagem e domínio ao criar um site? Confira neste artigo suas definições e importância.

domínio e hospedagem

    O mundo virtual consiste em milhões de sites. Todos eles têm domínio e hospedagem que são, respectivamente, o próprio nome e serviço de colocação dos arquivos do site.

    Assim, com a presença simultânea de hosting e domínio, é possível criar um site na Internet. Hospedar sem um nome de domínio é apenas um espaço não alocado no servidor, e um domínio sem um host é apenas uma combinação de letras, que gerará um erro ao ser aberto.

     Então, qual é a diferença entre hospedagem e domínio e como escolher o provedor de serviços certo?

    Definição de conceitos de domínio e hospedagem

    Domínio é endereço do site, consistido em letras ou números. Um nome de domínio não pode ter menos de duas ou mais de 63 letras. Cada endereço de site pertence a uma zona de domínio, que é separada do nome do site por um ponto. Assim, o site nvoip.com.br pertence à zona .br, que é uma zona nacional do Brasil.

    Hospedagem (do inglês web-hosting) é um provedor de serviços para colocar seu site nos servidores da empresa. Sem ele, o site não funciona, pois um dos pontos ao registrar um nome de domínio é especificar o provedor de hospedagem NS.

    Tipos de hospedagem que você pode encontrar

    Os serviços de hospedagem são frequentemente divididos em várias categorias.

    Hospedagem compartilhada

    É a opção mais comum. O usuário paga por determinado plano tarifário e recebe parte dos recursos do servidor compartilhados na forma de memória de disco rígido e diversas opções. 

    Frequentemente, um provedor de hospedagem define limites para os sites, criando e-mail e subdomínios, contas ftp e muito mais. Se fizermos uma analogia com a habitação, então a hospedagem compartilhada é uma república de estudantes com um corredor (canal) e cozinha (recursos) comuns.

    Hospedagem VDS ou VPS

    Servidores virtuais dedicados, são servidores nos quais além do seu site não haverá mais nenhum outro. Confira aqui detalhes sobre tais serviços. Na verdade, é como se fosse um tipo de apartamento em um prédio de elite, em que o usuário pode fazer o que quiser: reinstalar o sistema, aumentar a quantidade de recursos sob demanda, adicionar plugins etc.

    Servidor Dedicado (Servidor Dedicado)

    É um servidor físico separado que somente você pode acessar. Ainda em analogia com os imóveis, esta é a sua própria casa de campo, construída e mantida por uma empresa. Além disso, você mesmo pode escolher o país de residência.

    Colocation

    É um dos tipos mais populares de serviços de hospedagem. Funciona da seguinte forma: o proprietário do servidor monta a configuração de forma independente e paga apenas para conectar o servidor à rede global. Assim, o seu site funciona no seu “hardware”, e o pagamento é feito apenas para a sua manutenção. 

    Tipos de domínio que você poderá encontrar

    Quando as pessoas pensam em um site, o padrão ‘.com’ vem à sua mente. Embora seja, de fato, a extensão mais comum, existem diferentes tipos de extensões disponíveis para uso.

    Há, na verdade, cinco extensões que você pode usar com o nome de domínio desejado; no entanto, algumas delas só estão disponíveis se você estiver executando um tipo específico de site:

    Domínios de nível superior ou Top-Level Domains (TLDs)

    Esses domínios de nível superior (TLD) tornaram-se conhecidos como extensões de nome de domínio e representam o nível mais alto na hierarquia do Sistema de Nome de Domínio (DNS). Eles incluem as extensões abaixo.

    .COM

    Abreviação de comercial, .com foi o primeiro domínio de nível superior de uso comum. Embora .com tenha sido inicialmente criado para uso por organizações comerciais, as restrições a isso não eram rígidas. Em meados da década de 1990, .com se tornou o tipo de domínio de nível superior mais popular e comumente usado para empresas, sites e e-mail.

    .NET

    Abreviação de rede, .net foi criado expressamente para institutos que participam de tecnologias de rede, como um provedor de serviços de Internet ou uma empresa de infraestrutura. Como com .com, as restrições destinadas a limitar .net para fins de rede nunca foram mantidas e se tornou um dos domínios de nível superior mais populares.

    .EDU

    Abreviação de educação, .edu foi feito para instituições educacionais. Embora fosse destinado a universidades em todos os lugares, o TLD .edu tornou-se associado apenas a centros educacionais na América. Escolas de outros países geralmente usam .edu em conjunto com seu domínio de nível de país.

    .ORG

    Abreviação de organização, .org foi criado para organizações sem fins lucrativos. Como vimos com esses outros domínios de nível superior, essas intenções muitas vezes não eram mantidas ou aplicadas ao longo do tempo. Atualmente, .org é usado como um domínio de nível superior por organizações sem fins lucrativos, empresas com fins lucrativos, escolas e comunidades.

    .MIL

    Abreviatura de militar, .mil foi criado expressamente para ramos militares dos EUA. Ao contrário de outros tipos diferentes de domínios de nível superior, essa restrição ainda é mantida. 

    .GOV

    Abreviação de governo, .gov, como .mil, era restrito para agências governamentais federais americanas. Atualmente, .gov é usado por agências governamentais, programas, cidades, estados, vilas, condados e tribos nativas americanas.

    Domínio Nacional de nível superior (ccTLD)

    O próximo tipo de domínio são os de nível superior com código de país ou Domínio Nacional de nível superior. Como pode ser indagado pelo nome, esses domínios estão tecnicamente vinculados a diferentes países, com cada um tendo seu próprio ccTLD; entretanto, não é obrigatório usar um deles se você estiver em um país específico.

    Essas extensões de domínio são úteis se você está construindo um site em um país específico e deseja que seus visitantes saibam que chegaram ao lugar certo.

    Aqui estão alguns exemplos de ccTLDs:

    • cn (China);
    • de (Alemanha);
    • ao (Angola);
    • uk (Reino Unido);
    • nl (Holanda);
    • eu (União Europeia);
    • ru (Rússia);
    • ar (Argentina);
    • br (Brasil);
    • it (Itália);
    • lk (Sri Lanka);

    Observe que: Para registrar a maioria dos ccTLDs, você precisará fornecer documentos comprovando que reside naquele país.

    Domínios Genéricos de Nível Superior (gTLDs)

    Embora seja mais uma definição do que um tipo de domínio, é considerado uma variação diferente de um TLD. Portanto, você também pode classificá-lo como um domínio de nível superior.

    Apesar de haver mais de 1.500 gTLDs disponíveis para registro, existem 21 domínios genéricos de primeiro nível na zona raiz, que é o nível mais alto da estrutura do sistema de nomes de domínio. Portanto, esses 21 gTLDs constituem a grande maioria de todos os tipos de nomes de domínio. Eles incluem as seguintes 4 subcategorias:

    • domínios genéricos (.com, .net, .org, .info) que podem ser usados para fins gerais;
    • domínios restritos genéricos (.pro, .biz, .name) que só podem ser usados para seus fins específicos;
    • domínios patrocinados (.edu, .gov, .int, .mil, .aero, .cat, .asia, .mobi, .coop, .travel, .tel, .jobs) que só podem ser usados por empresas envolvidas especificamente com essa indústria;
    • infraestrutura (.arpa), que era um dos domínios de nível superior originais usados para ajudar com a infraestrutura de DNS.

    Domínios de segundo nível ( SLD)

    Os domínios de segundo nível são domínios abaixo dos TLDs mencionados anteriormente em termos de hierarquia de domínio. 

    Existem também domínios de segundo nível com código de país, como:

    • .co.uk: comumente usado por empresas no Reino Unido;
    • .gov.au: usado por instituições governamentais na Austrália;
    • .ind.br: utilizado por indústrias no Brasil.

    Domínios de terceiro nível

    Esses domínios estão abaixo dos SLDs dentro da hierarquia de nomes de domínio. Eles não são considerados nomes de domínio completos em si mesmos, mas como parte de um outro nome de domínio. 

    O principal motivo pelo qual você pode precisar de um domínio de terceiro nível é se você está planejando adicionar um subdomínio. Por exemplo, se você deseja adicionar uma loja ao seu site, crie o subdomínio “loja.seusite.com”.

    Com base nas definições dos dois termos, pode-se chegar à seguinte conclusão: a diferença entre domínio e hospedagem é que enquanto um é o nome, o outro é o servidor do site.

    Nenhum site na Internet pode existir sem hospedagem e domínio. Mas, o link de conexão nesse tandem são os arquivos do site hospedados na hospedagem. É a eles que o usuário se dirige, inserindo o nome de domínio na barra de endereços.

    Este artigo foi escrito por Feliciano Simba Telica, especialista em Auditorias de SEO, Análise de palavras-chave, Análise de Concorrentes, SEO on-Site, Linkbuilder, Redator de blogs, SEM / Adwords e SMM.

    Compartilhe

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!

    Nosso site é otimizado para cada país em que operamos.

    Ir para site em Português ->