Se a Geração Z não acredita no marketing tradicional, como podemos alcançar esse público valioso?

geração z e marketing tradicional

Na última Black Friday, a Geração Z (de 9 a 24 anos) gastou mais dinheiro do que qualquer geração anterior. Mas, ao mesmo tempo, os dados mostram que as marcas estão perdendo oportunidades de vender para esses jovens.

Quer saber por que e como não perder essas vendas? Siga este artigo.

De acordo com a última pesquisa da plataforma Student Beans feita no Reino Unido, o marketing tradicional na Black Friday não é mais suficiente para atingir o público da Geração Z. De fato, 63% dos consumidores procuram marcas que adotam práticas sustentáveis e oferecem, além dos descontos já conhecidos, incentivos à compra consciente.

Geração ConZciente

Este ano, os jovens gastaram em média £ 298 (R$ 2.195) na Black Friday, enquanto seus pais gastaram £ 251 (R$ 1.849) e os avós, £ 206 (R$ 1.517). Ao mesmo tempo, estima-se que 9 em cada 10 jovens britânicos esperam contribuir ativamente para causas beneficentes ao comprar qualquer produto.

Por fim, os jovens da Geração Z que compraram itens com descontos de empresas que “retribuíram” de alguma forma (por meio de doações ou alguma ação de compensação climática) ficaram 41% mais satisfeitos com suas compras na Black Friday.

Mas então o que acontece com o marketing tradicional na Black Friday (e em todas as épocas de compras)?

O marketing tradicional morreu?

A resposta imediata é não. Mas como você já aprendeu (espero!) no Marketing Digital, você precisa sempre adaptar sua mensagem ao público que deseja atingir, certo? Se o perfil do seu público está mudando, também é hora de revisar algumas práticas.

Já sabemos a importância de temas como consumo consciente, práticas sustentáveis, compensação climática, etc. para a Geração Z. Para efetivamente atingir esse público dourado, o que você precisa fazer é incluir incentivos e retribuir em suas ações de marketing. Mas como?

Algumas marcas já “despertaram” para isso, enquanto outras já estão dando passos largos. Podemos citar marcas como Harvey Nichols e Tommy Hilfiger, que estão ajudando a combater as mudanças climáticas reduzindo resíduos e emissões. Não é por acaso que eles têm uma legião de clientes apaixonados.

É importante enfatizar que esta não é uma realidade passageira. Na verdade, é o contrário: este é o perfil de uma geração inteira. Portanto, esta é uma tendência que veio para ficar. A questão é: você deve focar não apenas no marketing consciente, mas também em ser uma marca sustentável com práticas genuinamente sustentáveis. O marketing, então, deve ser uma consequência e não uma ação imediata.

E por onde começar?

Esse tipo de mudança é estrutural e deve acontecer de dentro para fora. É preciso sensibilizar colaboradores, lideranças e fornecedores para encontrar oportunidades de promoção da sustentabilidade e da solidariedade em toda a cadeia produtiva.

Seja reduzindo desperdício e emissões, eliminando o plástico, ou realizando projetos sociais e ações solidárias, é importante começar por algum lugar.

Você pode aproveitar o fato de que o maior período comercial do ano está bem à nossa frente: as festas de fim de ano. Que tal promover uma ação solidária de Natal para crianças? Doar uma parte da sua receita em um período específico? Oportunidades e ideias não faltam.

Obviamente, é possível (e recomendado) realizar ações específicas que sejam genuínas e possam traduzir seus propósitos, mas a partir do momento em que isso se tornar uma cultura e um valor para a empresa, as ações de marketing fluirão naturalmente.

Espalhe a mensagem!

Você já ouviu a frase “seja a mudança que você quer ver no mundo”? Os jovens da Geração Z estão ansiosos por mudanças e querem consumir de marcas que também estejam engajadas neste propósito.

É evidente que é necessário mudar e se adaptar às expectativas e demandas do consumidor. Mas o que não se vê não é lembrado … e isso vale também para as ações sustentáveis e conscientes que sua empresa realiza.

De acordo com a mesma pesquisa da Student Beans, as marcas que promovem incentivos de compra sustentáveis – como doações ou compensação climática – têm duas vezes mais chances de conquistar os jovens da Geração Z.

E não custa lembrar que não estamos falando aqui puramente de ações de marketing. A urgência de todos esses temas é real: solidariedade, sustentabilidade e compensação climática são temas que estão sendo discutidos em todo o mundo. O reconhecimento e a execução dessas práticas são essenciais para o sucesso das empresas modernas.

Incorporar e priorizar esses temas na sua empresa não é uma escolha, mas uma necessidade: vender, manter o negócio e contribuir com esta e as próximas gerações. Juntos, consumidores e marcas podem tornar o mundo melhor. Assim como sua empresa ajuda a sociedade, a sociedade ajudará sua empresa a alcançar seu cliente ideal.

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!