Koo: rede de microblog substituirá Twitter ou é moda passageira?

Atualizado: 25/11/2022
koo para marcas

Precisando de conteúdo para sua empresa? Encontre os melhores escritores em WriterAccess!

Muito tem se falado sobre o Koo – calma, estamos falando da rede social de microblog indiana, que surgiu como potencial substituta do Twitter (a gente sabe, a piada é inevitável).

Após incertezas relacionadas à continuidade das operações do site do passarinho azul, em razão das polêmicas envolvendo Elon Musk, muitos brasileiros abriram contas no Koo (que se popularizou muito por aqui justamente pelo buzz absurdo de memes devido ao nome – o brasileiro não perde a chance para uma boa piada). 

Graças ao sucesso repentino entre os brasileiros, a rede indiana se tornou a 2ª maior rede social de microblog do mundo, com a abertura de mais de 1 milhão de novas contas.

Pablo Vittar entrou na brincadeira com a fonética do nome da rede social em ascenção 

Mas memes e piadas a parte, o que realmente chama a atenção do ponto de vista de marketing é: há uma nova rede social ganhando força no Brasil — em questão de dias.

Então, a grande questão é: o Koo chegou para ficar ou apenas viralizou por conta das inevitáveis piadas motivadas pelo seu nome? 

Como a rede social Koo surgiu

O Koo surgiu em em 2020 e, em 2021, recebeu em peso integrantes do governo indiano e celebridades de direita, que levaram milhões de usuários para a rede.

Segundo o The Washington Post, a movimentação ocorreu quando o Twitter se negou a atender pedidos de censura a usuários que usavam a plataforma para criticar o governo.

Desde então, a plataforma Koo vem sendo acusada de promover propagandas do governo e de não combater o discurso de ódio religioso de forma eficiente. No entanto, os criadores do site já disseram que estão trabalhando para desenvolver formas mais eficientes de controle.

Aparentemente, essa também não é uma rede social livre de polêmicas.

Similaridades e diferenças entre Koo e Twitter

Muito similar ao Twitter, a plataforma Koo também é direcionada para o compartilhamento de mensagens de texto, além de imagens, vídeos, links e enquetes.

É possível seguir outras contas e acompanhar o assunto do momento por meio da lista Trending Hashtags. O layout da plataforma é muito semelhante e até o logotipo é parecido: um passarinho na cor amarela. 

A maior diferença talvez seja o número de caracteres. Enquanto o Twitter aceita tweets com 280 caracteres, a rede do passarinho amarelo aceita koos com 500 caracteres. É mais espaço para compartilhar o que os usuários quiserem.

Outra feature interessante no Koo é a possibilidade de fazer postagens em várias línguas simultaneamente. Por exemplo, um perfil da Rock Content (empresa presente nos mercados brasileiro, latinoamericano e norte americano), poderia fazer um post em português, e a plataforma traduziria simultaneamente pra inglês e espanhol. 

Quem quiser ver o post em outras línguas, é só clicar no idioma de preferência.

Isso permite que marcas globais possam ter um único perfil e concentrar toda a audiência lá.

Para os usuários, todos esses elementos parecem fazer do Koo a rede social ideal para substituir o Twitter, tomando a frente do Mastodon, outra rede cotada como alternativa.

Marcas devem migrar para a plataforma indiana Koo?

Ainda é cedo para saber qual será o real futuro do Twitter e se a rede Koo realmente vai ganhar o coração (e os smartphones) do público, ou se tudo não passará de um buzz passageiro que rendeu boas risadas. 

Com a crescente e rápida chegada de usuários brasileiros na plataforma, entre eles artistas e influenciadores, as marcas já começaram a se movimentar. Além de abrirem conta na rede social, já é possível ver marcas iniciando conversas e até fazendo publicidade.

E, é claro, o meme é quase unanimidade entre os novos usuários. Um exemplo é a publicação do Espaçolaser, uma das primeiras marcas a chegar na plataforma:

Como estamos falando de uma rede social que não exige um grande investimento em produção de conteúdo, fica fácil aproveitar a novidade. Por isso, pode ser uma boa oportunidade para marcas abrir uma conta e se juntar à rede logo no começo.

Como sempre, a eficiência dessa ação vai depender do objetivo da marca e deve fazer sentido tanto para a sua estratégia, quanto para o seu público. E, assim como em qualquer ação de marketing, devemos nos lembrar de definir objetivos e acompanhar os resultados.

E para a sua marca, faz sentido criar uma conta no Koo?

Quer continuar atualizado com as melhores práticas de Marketing? Então se inscreva na The Beat, o boletim interativo da Rock Content. Lá, você encontrará todas as tendências que importam no cenário do Marketing Digital. Vejo você lá!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

Encontre os melhores freelancers de conteúdo no WriterAccess.

CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

Encontre os melhores freelancers de conteúdo em WriterAccess.

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Compre conteúdo de alta qualidade com a WriterAccess.

Tenha acesso a mais de 15.000 freelancers especializados em redação, edição, tradução, design e muito mais, prontos para serem contratados.

Fale com um especialista e amplie seus resultados de marketing.

A Rock Content oferece soluções para produção de conteúdo de alta qualidade, aumento do tráfego orgânico e conversões, e construção de experiências interativas que transformarão os resultados da sua empresa ou agência. Vamos conversar.