Ele voltou! Microsoft anuncia que o Paint está vivo

Paint is back

    *Nota: algumas pessoas da equipe da Rock não entenderam a imagem (eu sei, né!?). O buraco no chão representa o Paint ressucistando e saindo de debaixo da Terra. Ser designer por dois dias não é fácil!

    O mundo acorda em festa!

    A Microsoft decretou hoje o seu maior acerto desde a criação do próprio Paint.

    Em uma das maiores reviravoltas da história da humanidade, o MS Paint não esperou nem três dias e já ressuscitou!

    A situação tomou contornos tão inesperados quanto o plot de Westworld.

    Após as passeatas globais em protesto ao desligamento dos aparelhos que mantinham o Paint vivo, a Microsoft decidiu voltar atrás. Agora, quem quiser atualizar as versões, poderá baixar de graça na Windows Store.

    Isso que dizer que os seus prints de tela estão à salvo!

    Os fãs do Paint mostraram o poder do povo. Foram milhares de mensagens nostálgicas, obras de arte saindo do fundo do armário e tudo isso culminou em um retorno inesperado.

    O Paint, um dos seus melhores amigos de infância (e possível atual ferramenta de trabalho), vive para morrer um outro dia!

    Vamos manter a nossa homenagem ao Paint, relembrando momentos marcantes e algumas verdades sobre essa ferramenta.

    Se antes era uma homenagem de luto, agora é uma celebração!

    R.I.P. Paint: Ressurect In Peace!

    O nascimento de uma lenda

    O paint nasceu no ano de 1985 em Windows 1.0.

    Filho da Zsoft Corporation, o paint já nasceu engatinhando. Logo nos seus primeiros anos de vida ele já suportava gráficos monocromáticos de incríveis 1-bit.

    Mas toda criança tem que crescer, e já no Windows 3.0 veio a fase Paintbrush! Agora ele era capaz de ler imagens nos formatos bitmap, JPEG e PNG. Para entender esses formatos de imagem clique aqui!

    Foi nessa fase de adolescência do Paint que ele se tornou o grande amigos de muitas crianças e jovens dos anos 90. Um verdadeiro fenômeno.

    Tente olhar em seus olhos e não se emocionar:

    Paint

    Um choque inesperado

    A morte do paint pegou muitas pessoas de surpresa, afinal, agora no Windows 10, à flor da idade (lembrando que 1 ano humano equivale a 8 anos de um software) o paint estava otimizado para criar e editar imagens em 3D.

    Depois de anos utilizando o paint para ilustrações, para gastar toda a tinta colorida da impressora para ter aquela imagem de um jacaré bem desenhado no seu quarto e depois usá-lo como ambiente para salvar os seus prints da internet… ele se foi.

    A morte mais inesperada desde Eddard Stark aconteceu online. Mais um reflexo da transformação digital.

    Um choque inesperado 2

    Mal mal a cerimônia de sepultamento da ferramenta havia se encerrado, o Paint ressurgiu.

    A Microsoft fez um anúncio muito motivador sobre a ferramenta:

    “Hoje, vimos uma onda inacreditável de apoio e nostalgia em torno do MS Paint. Se tem uma coisa que aprendemos, é que depois de 32 anos, o MS Paint tem muitos fãs. Tem sido incrível ver tanto amor por nosso antigo e confiável aplicativo. Em meio aos comentários de hoje em torno da MS Paint, queríamos aproveitar esta oportunidade para esclarecer alguma possível confusão e compartilhar boas notícias:
    O MS Paint está aqui para ficar, ele apenas terá uma nova casa em breve: a loja do Windows, onde estará disponível gratuitamente [para download].”

    Agradecemos o bom senso, Microsoft! O paint está aqui, pra ficar!

    As verdades mais incríveis do Paint

    Foi o seu primeiro jogo de computador

    Se hoje em dia as crianças passam horas e horas jogando Minecraft (jogo claramente inspirado nos traços marcantes do Paint), quem cresceu nos anos 90 sabe que as maiores horas jogadas no PC eram com o Paint.

    Os únicos que ousavam competir com ele era o clássico Paciência e o famigerado Campo Minado.

    Foi a primeira ferramenta de grandes profissionais de Design

    Muito antes dos primos do Paint (Photoshop, Ilustrator e afins) nascerem, o paint já despertava o desejo interior de grandes designer a trabalharem com a arte.

    Confira esses depoimentos de dois grandes profissionais contemporâneos de Design Gráfico, antes de descobrirem que o Paint havia ressuscitado:

    “O Paint foi essencial para que eu decidisse qual profissão seguir. Todos aqui da Rock acham que eu trabalho usando Illustrator, mas meu segredo para fazer ilustrações tão bacanas é, e sempre foi, o Paint. Na verdade, eu nem sei mexer no Illustrator. No Paint eu tenho expertise, já que o uso desde criança no Windows 95. Fará falta, de fato. Mas sempre há as alternativas online, então ainda consigo garantir meu emprego como designer.”

    Rafael Rallo – Designer Gráfico na Rock Content

    Esse depoimento mostra a importância que o Paint tem até os dias atuais!

    Vejamos esse outro relato do nosso Chefe de Design Gráfico do time de Marketing:

    “O meu primeiro contato com ilustração digital/edição de imagem foi em um computador 386, no windows 3.1, onde não haviam cores e nem tons de cinza: os tons eram feitos à partir de retículas! Segui com o paint por muito tempo e as minhas primeiras animações foram feitas num software chamado GIF Animator, onde eu desenhava todos os frames da animação no Paint. Valor imensurável para um software tão influente. Muito respeito e gratidão. Que a Corel siga o mesmo exemplo.”

    Lucas Chagas – Designer Gráfico na Rock Content.

    São muitos outros profissionais que prestaram homenagem ao Paint. E essas homenagens tiveram participação efetiva para induzir a Microsoft a salvar a sua principal ferramenta!

    Revelou que existe um Jackson Pollock em cada um de nós

    Quem nunca!?

    Caso não saiba quem é Jackson Pollock, veja aqui!

    Possui mais obras clássicas que o Picasso

    Você com certeza já viu algumas dessas obras clássicas no paint como:

    A casinha:

    Casinha paint

    O barquinho:

    O Gatinho:

    E a mais clássica e mais utilizada arte de todos os tempos:

    Boneco palito PaintO boneco de palito!

    Ampliou bastante a sua capacidade analítica (ou o popular: te matou de raiva)

    Se você nunca passou por isso:

    Paint raiva

    Paint raiva

    Com certeza não tem uma capacidade analítica tão poderosa! Eram horas tentando encontrar os pontos de falha entre as linhas.

    O Paint e o marketingdeconteudo.com

    O Paint já deu as caras aqui no blog. Confesso que já usei para salvar prints e até editar algumas imagens, por exemplo:

    Yoast SEO: opções

    Essa seta artística foi criada no Paint!

    Essa imagem foi retirada do Post: tutorial do Yoast SEO

    Deixo aqui a imagem capa desse post quando o Paint havia morrido:

    Essa obra de arte não pode se perder.

    Alternativas ao Paint

    Bom, todos nós sabemos que o Paint é insubstituível.

    Mas separamos algumas opções para você continuar usufruindo de ferramentas de Design:

    Obrigado Paint!

    É tudo o que nos resta a dizer! Obrigado pelos aprendizados, pelas obras de arte e pelas memórias.

    E claro, obrigado por retornar e pelas memórias que ainda estão por vir! Nós te amamos paint!

    Que venham mais obras de arte incompreendidas…

    Se você gostou dessa homenagem confira também a homenagem que fizemos quando o Orkut faleceu: R.I.P Orkut! Infelizmente esse, não ressuscitou.

    Ah! E se quiser, fique à vontade para compartilhar as obras de arte que você já fez no paint aqui nos comentários!

    P.S: amo tanto essa ferramenta que pela primeira eu mesmo criei a imagem do Post! 😀

    super apresentações

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail
    André Mousinho Rock author vector
    Especialista em Marketing de Conteúdo e SEO na Rock Content

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

    Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!