Rock Content adquire WriterAccess nos EUA. Saiba mais ->

Segundo o Google, a segmentação geográfica pode prejudicar sua estratégia de SEO

veja por que a segmentação geográfica no Google Search Console pode prejudicar o SEO

Ativar as opções do Google Search Console de Segmentação Geográfica, ou Segmentação Internacional (ou ainda “geotargeting”, se você utiliza a ferramenta em inglês), pode estar impactando negativamente sua estratégia de SEO, de acordo com o próprio Google. 

Segundo a ferramenta de busca, a ferramenta pode prejudicar as classificações de pesquisa do seu site caso seu objetivo seja atingir um grande público de visualizadores.

Quem deu essa explicação foi John Mueller, advogado da Google Search, durante uma live recente sobre o Google SEO office-hours, enquanto respondia uma pergunta de espectadores.

Mas o que isso significa, afinal? E o que você, marketer, precisa fazer para evitar que suas estratégias possam vir a ser prejudicadas?

Acompanhe comigo, vou explicar.

Antes, entenda o caso…

Durante a transmissão, o responsável pelo SEO de um grande portal de notícias do nicho financeiro situado no Paquistão (porém, com direcionamento de conteúdo para todo o mundo) trouxe uma questão relevante para a estratégia de internacionalização na internet.

Ainda que o portal tivesse uma boa classificação no Google, potencial de ranqueamento elevado, e que publicasse uma notícia exclusiva em primeira mão, logo que outros sites menores (e com menos potencial de ranqueamento) começavam a republicar aquele mesmo conteúdo, eles perdiam espaço entre as primeiras colocações de busca:

“Nós temos uma história. Somos exclusivos, os primeiros a publicar, e temos uma classificação muito alta. E, mesmo assim, quando outros sites menores republicam essa mesma história, de repente, eles começam a ter uma classificação maior e imediatamente nós começamos a cair no esquecimento. Minha tarefa é melhorar o SEO e os editores estão frustrados.”

Segundo o analista da SEO, isso acontece mesmo quando os sites menores em questão referenciavam corretamente seu portal nas republicações. 

Por que isso acontecia?

Após examinar o site e descartar qualquer problema que pudesse estar prejudicando a classificação do portal maior nos mecanismos de busca, Mueller concluiu que a causa pode estar nas configurações de Segmentação Internacional no Google Search Console.

E para que serve a Segmentação Geográfica do Google Search Console?

Antes de falar sobre como a Segmentação Geográfica pode estar impactando negativamente seu SEO, precisamos relembrar para que serve essa função.

Basicamente, a ferramenta permite exibir a versão correta de um site aos clientes locais de um determinado país ou região específica. Por exemplo, caso você tenha uma loja virtual e venda apenas para clientes nos Estados Unidos, esta região ficará definida como o país de destino da loja. 

Dessa forma, quando uma pessoa interessada em seu produto pesquisar por lojas nos EUA (ou ainda, utilizar a função “perto de mim” do Google), os mecanismos de pesquisa irão retornar resultados de sites com domínios específicos do país ou região do comprador.

Como a Segmentação Geográfica pode estar prejudicando a estratégia do seu negócio

Após investigar mais a fundo o site apontado durante a transmissão, Mueller percebeu que as configurações de Segmentação Geográfica do site no Search Console foram configuradas para o Paquistão. 

Ou seja: o Paquistão foi definido na ferramenta como o país de destino do site. Isso afeta diretamente a classificação dele nos mecanismos de busca em outros países, fazendo com que o alcance do mesmo fique comprometido. 

Segundo Mueller:

“Quando se trata de pesquisa, se você quiser segmentar outros países além do Paquistão, como um site de notícias em inglês, então eu definitivamente desligaria. Porque isso pode ter um efeito, pois realmente se concentra no Paquistão e, em seguida, se concentra um pouco menos em outros países. ”

John Mueller, Google

Ou seja, se você está investindo em atingir um público mundial com seu site, é importante se atentar às configurações no Search Console e desativar a segmentação internacional. 

Assim, o seu site conseguirá atingir um público mais geral, com mais visualizações e uma melhor classificação nos mecanismos de busca, como é o caso do “site irmão” do exemplo trazido na live do Google.

Quando a Segmentação Internacional deve ser usada?

A resposta para essa pergunta é: depende.

Para ativar a Segmentação Internacional do Google Search Console, você precisará avaliar qual a estratégia do seu negócio no momento. 

Caso você tenha a intenção de investir em um alcance do seu site de forma mais local, como lojas virtuais que atendem apenas uma região específica, ativar a segmentação vai fazer muito sentido para sua estratégia e vai ajudar a segmentar e qualificar melhor seus clientes. 

Para que isso ocorra de forma mais eficaz, você vai precisar informar ao Google exatamente onde exibir seu site, através da seleção do lugar na seção de “País” da segmentação. Porém, atenção: Definir um país específico na segmentação internacional do Search Console não impede que ele seja mostrado em outros países, mas indica ao Google que seu conteúdo é ainda mais relevante para usuários de uma determinada região.

Por isso, usar essa segmentação na ferramenta, caso você tenha um objetivo voltado para um país específico, pode aumentar as chances de sucesso de SEO para o seu local de destino e atingir visualizadores dessa região.

Caso seu foco seja ter um alcance mais global, como sites de notícias mundiais, você definitivamente deve desativar a segmentação no Search Console. Isso vai fazer com que seu site atinja públicos de qualquer lugar do mundo, facilitando um maior alcance e melhor posicionamento nas páginas de busca. 

Então se sua empresa opera em países diferentes ou está buscando clientes em outros mercados, utilizar a segmentação internacional pode ser uma vantagem para seus objetivos de dominação global na web.

Por isso, não existe uma regra ou uma receita de bolo, é necessário que você examine a sua estratégia de SEO e escolha a opção que fará mais sentido para o seu negócio no momento.

E então, qual estratégia funciona melhor para você? Se você quiser entender melhor sobre a internacionalização de conteúdos e como o Google enxerga isso, sugiro fortemente que você leia também este artigo.

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!