Por Autor Convidado

pela Rock Content.

Publicado em 10 de outubro de 2020. | Atualizado em 19 de outubro de 2020


A segurança de dados está relacionada às ações tomadas com o objetivo de preservar as informações que as pessoas compartilham na internet. Para saber a importância dela nas empresas, como garanti-la e melhorar a experiência dos clientes, acompanhe este artigo até o final.

Segurança de dados: o que é e como afeta a experiência do cliente?

A segurança de dados vem sendo discutida cada vez mais nos últimos tempos. Ela é responsável por proteger as informações dos usuários que são compartilhadas na rede.

Através de mecanismos, verificações e leis—como a LGPD, por exemplo— visa-se melhorar a forma como os dados são compartilhados on-line, tornando este compartilhamento cada vez mais seguro e melhorando a experiência do cliente, no caso, o usuário.

Mas afinal, você sabe o que é segurança de dados? Neste post, vamos te contar tudo sobre o assunto, e como ele impacta na experiência das empresas e dos usuários.

O que é segurança de dados ou da informação?

O que é segurança de dados ou da informação?

A segurança de dados ou informações diz respeito a todas as ações tomadas—sejam elas preventivas ou reativas— com o intuito de preservar as informações que os usuários compartilham na internet.

O objetivo é proteger os dados contra roubos, modificações não autorizadas e acessos maliciosos de terceiros.

A segurança se pauta nos seguintes aspectos:

  • confidencialidade: permite que somente as pessoas autorizadas tenham acesso às informações
  • autenticidade e integridade: garante que as informações sejam verdadeiras e preservam sua originalidade, impedindo que sejam alteradas durante o processo
  • conformidade: garante que os dados sejam processados de maneira correta, seguindo os regulamentos, leis e normas estabelecidas
  • disponibilidade: permite que as pessoas autorizadas possam ter acesso aos dados sempre que necessário
  • irretratabilidade: impossibilita a negação da autoria de uma transação

Para que serve a segurança digital?

Como dissemos, a segurança digital ou segurança de dados, serve para proteger as informações dos usuários que são compartilhadas na internet.

Isso é feito através de estratégias e ferramentas específicas.  Entre elas estão softwares, antivírus, biometria, entre outros

Segurança digital em sites: para que serve?

Segurança digital em sites: para que serve?

A segurança digital também é primordial para sites e redes sociais. Um site seguro, protege os dados dos clientes, além de passar mais credibilidade.

Além disso, melhora a experiência do cliente, especialmente para aqueles que utilizam sites e-commerces para fazerem suas compras, pois sabem que estão disponibilizando seus dados—nome, número do cartão de crédito, CPF, etc—em um local seguro.

Uma boa alternativa é implantar o certificado SSL no seu site, pois o torna mais seguro através da criptografia. Além disso, ajuda a melhorar o posicionamento do seu site nos motores de buscas—como o Google, por exemplo—uma vez que a segurança é um dos fatores avaliados por estes buscadores.

Outra vantagem deste certificado é que ajuda a evitar o phishing; crime cibernético que ocorre quando hackers tentam roubar os dados através de e-mails falsos que imitam uma comunicação legítima.

Qual o papel da segurança da informação para as empresas?

Que a segurança de dados é fundamental para garantir que as informações sejam compartilhadas de maneira correta, isso você já sabe, não é mesmo? 

E para as empresas, essa segurança é ainda mais importante. Isso porque, além de garantir segurança contra ataques externos, também previne que os dados sejam vazados e comprometidos internamente.

Quanto custa um vazamento de dados?

Quanto custa um vazamento de dados?

A falta de segurança de dados pode culminar em ataques cibernéticos e vazamento das informações e isso afeta significativamente a saúde financeira das empresas.

Segundo um estudo realizado pela IBM, o custo médio de uma violação de dados no Brasil é de mais de um milhão de reais. A pesquisa também mostrou que o Brasil é um dos países mais vulneráveis às violações de segurança, com risco de 43% de chances de uma empresa sofrer um ataque cibernético.

Além disso, outro estudo da IBM denominado “Custos de Violação de Dados 2017” mostrou que  o valor desembolsado para reparar os danos causados pela violação de dados foi de mais de 4 milhões de reais.

Powered by Rock Convert

E ainda segundo a IBM, 96% dos brasileiros acham que as empresas, no geral, não tomam medidas para proteção de seus dados. Isso mostra como a segurança de dados tem sido vista pelos usuários, e como é importante entender como eles se sentem em relação à segurança de seus dados

Como garantir a segurança de dados na sua empresa?

Para ter uma segurança de dados efetiva no seu negócio é importante tomar algumas medidas. Veja só:

1- Mapeie o seu negócio

Antes de começar a traçar qual a melhor estratégia para a segurança de dados do seu negócio é importante fazer um diagnóstico da infraestrutura e dos sistemas usados na sua organização. Assim você conseguirá identificar quais pontos precisam de mais atenção e quais as medidas serão mais adequadas.

2- Utilize sistemas de segurança em nuvens

Muitas empresas armazenam seus dados na nuvem, por este motivo é importante ter métodos para garantir que as informações estarão seguras e serão facilmente recuperadas em caso de perda.

Além disso,  a segurança de dados na nuvem faz com que as empresas não fique refém de servidores físicos, tornando o processo mais seguro.

3- Faça backup dos dados

Outro ponto importante é fazer uma ou mais cópias dos dados da sua empresa.  Isso porque você pode perder seus dados por um ataque cibernético ou até mesmo por uma falha do sistema ou erro humano. 

Com o backup você garante que sempre terá acesso às informações necessárias, além de não ficar refém dos hackers caso seus dados sejam roubados.

4- Invista na autenticação em dois fatores

Uma tática comum para aumentar a segurança dos dados é adicionar uma segunda camada para verificar se o login de uma conta está sendo feito por uma pessoa autorizada.

Essa tecnologia reduz bastante o risco de roubos de senhas e vem sendo muito utilizada por instituições financeiras

5- Fique atento à LGPD

Fique atento à LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor com o intuito de mudar a forma como os dados pessoais são tratados, dando ao titular maior poder e controle dessas informações.

As empresas devem se adequar aos requisitos da Lei, podendo sofrer penalidades em caso de infração, como por exemplo; advertências, multas e até suspensão das atividades. Com a implantação da LGPD empresas e clientes ficarão cada vez mais seguros.

Como a segurança digital ajuda a melhorar a experiência do cliente?

Como você já sabe a segurança de dados é importante para garantir que as informações dos usuários—clientes de sites, aplicativos, redes sociais— esteja cada vez mais segura.

Isso impacta diretamente na experiência do cliente com a sua marca, uma vez que ele estará tranquilo ao compartilhar dados com a sua empresa, sabendo que suas informações estarão protegidas.

A chance de aumentar a retenção e fidelização do cliente é muito maior quando você investe em segurança e melhor usabilidade. Um cliente com uma boa experiência, que se sente seguro em comprar do seu site, pode se tornar um potencial promotor, indicando a sua empresa a amigos e fazendo elogios público.

Segurança de dados: essencial para empresas e clientes

Agora você já sabe o que é segurança de dados e porque ela é importante, não é mesmo? Investir nela é fundamental para garantir que empresas e clientes fiquem protegidos contra invasão de hackers ou quaisquer tipos de vazamento de informações.

Além disso, a segurança de dados traz benefícios para a experiência do cliente, ajudando até mesmo na fidelização.

E se você gostou desse conteúdo, fique de olho no blog da Rock Tech e Track.co. Tem sempre assuntos interessantes para você se atualizar

Sobre o autor:

Este texto foi feito em parceria com a Track.co, empresa especialista em indicadores de performance e no monitoramento do Net Promoter Score (NPS), e escrito por Diandra Guedes, jornalista e produtora de conteúdo da empresa.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *