Por Miguel Santanna

Publicado em 12 de julho de 2018. | Atualizado em 23 de outubro de 2018


O Marketing de Conteúdo pode ser um grande aliado na geração de resultados online. Quer aprender como colocar essa estratégia em prática? Então leia esse post!

O marketing de conteúdo é uma ferramenta poderosa para qualquer empresa; porém, isso não significa que todas as empresas vão aplica-la da mesma maneira. Cada segmento tem suas particularidades, ou melhor, aquelas táticas infalíveis para garantir o melhor resultado.

O foco do nosso post, dessa vez, é no Marketing de Conteúdo para empresas SaaS. Você vai aprender quais são as táticas infalíveis que não podem faltar na sua estratégia. Confira!

1. Concentre-se em conteúdo útil

Um erro comum é achar que Marketing de Conteúdo deveria ser vendedor, algo imposto ao visitante, como uma espécie de propaganda pesada em forma de artigo ou e-book.

O questão aqui é que se trata exatamente do contrário: o Marketing de Conteúdo busca conquistar o cliente da maneira mais natural possível, ajudando-o a tomar uma decisão autônoma e consciente para comprar seu produto.

Se o conteúdo não deve ser “propagandista” (na falta de uma palavra melhor), então como deve ser? Cuidado para não achar que a resposta é “divertido” ou “curioso”. Sim, essas são características positivas, mas não o ponto central.

Lembre-se de que você quer construir autoridade e para fazer o cliente entender melhor seu produto. Por isso, o conteúdo deve, antes de mais nada, agregar valor. Em outras palavras, o Marketing de Conteúdo para empresas SaaS é focado em utilidade, relevância.

2. Publique estudos de caso

Conteúdo com estudos de caso não é ideal para atrair tráfego, mas é essencial para converter em vendas.

Uma pessoa pode chegar ao blog da sua empresa e ler todos os artigos que estão publicados lá — especialmente se eles forem úteis, como ressaltamos no item anterior — e, ainda assim, nunca comprar nada.

Porém, no momento em que ela descobre casos reais de sucesso dos usuários do seu SaaS, ela passa a ter um bom motivo para comprar também.

Estudos de caso funcionam especialmente bem no caso de empresas SaaS B2B, em que a decisão de investir em um fornecedor é mais complexa. Nesse caso, casos de usuários satisfeitos podem ajudar a acelerar o processo, principalmente se forem bem detalhados.

3. Crie um site apenas para conteúdo

Ter um blog dentro do site da sua organização é comum. Mas algumas empresas levam o Marketing de Conteúdo tão a sério que criam um site específico, apenas para publicar. O domínio é diferente e, muitas vezes, não relacionado ao domínio da própria empresa.

A própria Rock Content — com o site Marketing de Conteúdo — é um exemplo dessa tática em andamento. No mundo das empresas SaaS, a Adobe também criou um site exclusivamente para publicação de conteúdo próprio.

A questão é que, ao adotar essa tática, você pode posicionar melhor seu conteúdo. Isso faz com que ele ganhe mais força e reputação na rede. É claro que, como resultado, ele também vai alavancar o site da sua empresa.

mini checklist de blog

4. Aposte em perguntas e respostas

Para uma empresa SaaS que atua com um ramo muito técnico, apostar em perguntas e respostas pode ser uma alternativa inteligente para gerar tráfego sem precisar de muito esforço.

Esse formato favorece a resolução de problemas, e uma pessoa que precise de informações pontuais e objetivas será facilmente atraída para a sua página.

Quer um bom exemplo? Empresas de SaaS ligadas a contabilidade ou comércio exterior, por serem áreas com inúmeras regras, que podem causar dúvidas tanto no profissional recém-formado quanto no gestor com anos de experiência.

Na hora em que eles precisarem resolver uma dessas dúvidas rapidamente, certamente vão apreciar uma página de perguntas e respostas com excelente conteúdo.

5. Peça por reviews e avaliações

Que tal incluir na sua estratégia algum conteúdo feito por terceiros? Melhor ainda, reviews e avaliações de pessoas que sejam consideradas autoridades no seu segmento.

Esse tipo de material garante credibilidade, o que é indispensável para convencer os clientes a adotar seu SaaS.

Leve em consideração que essa decisão atravessa barreiras, como a transição entre softwares e o esforço de implementação.

Portanto, tudo que você possa fazer para torna-la mais fácil, para fortalecer a seriedade e confiabilidade de sua marca, dando mais segurança aos prospectos, é válido.

6. Publique guest posts

Trazer pessoas de boa reputação para publicar nos canais da sua empresa é ótimo. O contrário também é. Os guest posts são artigos escritos sob o nome da sua empresa, mas publicados no site, blog, rede social ou outro canal de um parceiro.

Esse terceiro, é claro, precisa ser escolhido com cuidado. Deve ser alguém relacionado ao segmento em que você atua e, ao mesmo tempo, com uma audiência diferente ou maior do que a sua.

Quer um exemplo prático? Imagine uma empresa que oferece um software de emissão de Nota Fiscal, publicando seu guest post no blog de uma empresa que fornece software para controle de estoque.

Essa é uma tática superpoderosa para aumentar sua audiência, pois seu conteúdo vai alcançar pessoas que normalmente não o leriam. E o mais importante é que você não precisa investir recursos financeiros.

Você pode obter o mesmo resultado que uma campanha de Adwords produziria (ou, quem sabe, um resultado até melhor) sem gastar nem um centavo.

7. Envolva seus usuários na produção de conteúdo

Geralmente, quando falamos em UGC,User Generated Content, ou Conteúdo Gerado pelos Usuários, estamos nos referindo a uma destas possibilidades:

  • avaliações do seu produto;
  • comunidades de resolução de dúvidas.

A primeira alternativa é vista, principalmente, no mundo do e-commerce. Enquanto isso, a segunda alternativa é bem mais interessante para a estratégia de Marketing de Conteúdo para empresas SaaS.

Na realidade, essas comunidades de usuários não são desconhecidas no mundo da tecnologia; já existem comunidades para linguagens de programação, para games, para equipamentos.

Criar uma comunidade para os usuários do seu SaaS não é uma grande inovação, mas é uma receita de sucesso.

Essas comunidades agregam, para o usuário, um atrativo que vai além da sua utilidade prática: é a interação. Enquanto isso, para a empresa, é um meio de gerar conteúdo sem precisar produzi-lo. Neste caso, trata-se apenas de um trabalho de moderação.

8. Invista em outros formatos

Lá no começo do post, falamos sobre o uso de vários canais para o Marketing de Conteúdo. Agora, vamos aumentar o nível mais um pouco: que tal investir em diferentes formatos?

Quando a palavra “conteúdo” é usada, automaticamente lembramos do texto, mas a verdade é que este não é o único formato e, na realidade, pode nem ser o mais eficaz. Uma grande parcela da audiência que consome conteúdo prefere o áudio ou, ainda, o vídeo.

Nossa sugestão, portanto, é que você incorpore podcasts e vlogs ao seu arsenal. Eles permitem fazer coisas que não ficam tão bem em um artigo ou e-book — como, por exemplo, realizar uma demonstração do seu SaaS em funcionamento.

Esses conteúdos também são uma forma de humanizar a marca, dando a ela, literalmente, voz e rosto. Além disso, eles podem ser mais convenientes para a sua audiência, o que impacta diretamente o engajamento.

9. Acompanhar indicadores relevantes

Os indicadores têm um grande poder, eles são como o painel de controle de uma aeronave, que aponta quando algo começa a dar errado, para que você possa tomar providências antes que seja tarde demais.

É assim que você pode comprovar o sucesso da sua estratégia de marketing de conteúdo (ou qualquer outra estratégia), ou, ainda, altera-la se necessário. Vamos ver alguns exemplos de indicadores relevantes?

Leads por Estágio do Ciclo de Vida

Em inglês, Leads by Lifetime Cycle. É um indicador que mede a quantidade de leads não qualificados, dos que estão no estágio de qualificação pelo marketing e dos que estão no estágio de qualificação por vendas.

Assim, é possível comparar as proporções entre eles, o que ajuda também na identificação de onde podem estar surgindo gargalos em seu funil de vendas.

Taxa de Leads / Clientes

O principal objetivo do Marketing de Conteúdo para empresas SaaS é gerar leads que possam, através dos processos certos, ser convertidos em clientes.

Não adianta completar apenas metade desse objetivo, gerando leads sem conseguir novos clientes, por esse motivo é relevante acompanhar um indicador que aponte a proporção entre eles.

O ideal é que a taxa seja próxima de 1, o que indicaria que todos os leads estão sendo convertidos em clientes. É claro que isso não acontece, mas fique de olho para que a relação entre leads e clientes não fuja ao controle!

Leads por canal

O Marketing de Conteúdo pode ser desenvolvido por meio de diferentes canais: blog, redes sociais, e-mail. Então, é uma boa ideia monitorar quantos leads estão sendo gerados por cada um deles.

Dessa forma, você consegue identificar quais são mais proveitosos para a sua estratégia, e concentrar esforços naqueles que trarão melhor retorno.

É isso, caro leitor: chegamos ao fim da nossa lista! Entre as 9 táticas infalíveis de Marketing de Conteúdo para empresas SaaS que apresentamos aqui, você encontrou desde dicas para o desenvolvimento do conteúdo até recomendações de indicadores de desempenho.

Agora, que tal aprender um pouco mais? Aproveite que você já está por aqui, e confira também os nossos materiais recomendados:

MATERIAIS RECOMENDADOS
👉 Descubra as melhores estratégias de geração de leads para empresas SaaS
👉 Conheça as principais ferramentas de marketing para SaaS
👉 Como escalar as vendas do meu SaaS?
👉 Como avaliar a qualidade do meu produto SaaS?

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo