Por Thaís Costa

Jornalista.

Publicado em 20 de setembro de 2017. | Atualizado em 16 de março de 2020


Nós já explicamos aqui a importância de tornar seu site responsivo, principalmente quando se trata de indexação e rankeamento no Google. Se você ainda não entende muito bem sobre isso, leia este artigo sobre o mobile-first index. Basicamente, é fundamental que você saiba que, para o Google, uma nova forma de indexação vai funcionar e […]

Nós já explicamos aqui a importância de tornar seu site responsivo, principalmente quando se trata de indexação e rankeamento no Google. Se você ainda não entende muito bem sobre isso, leia este artigo sobre o mobile-first index.

Basicamente, é fundamental que você saiba que, para o Google, uma nova forma de indexação vai funcionar e os conteúdos responsivos aparecerão em melhores posições da SERP.

Isso não é importante apenas para o Google, é claro! A experiência do usuário deve ser uma das principais preocupações do seu negócio online. E, em um mundo em que o número de usuários mobile está cada vez maior, atendê-lo nesses dispositivos é fundamental.

E não basta apenas usar uma versão “m.” do seu site. Faz muito mais sentido ter uma única versão responsiva do que duas URLs separadas, uma para desktop e outra para mobile.

E quem está dizendo isso não sou eu, e sim o próprio Google!

Mas como adaptar todo seu site à essa nova realidade?

É isso que vou explicar para você agora (toda essa explicação é baseada no artigo do Google que já linkei aqui).

Torne seu site responsivo para os Google Bots

Tornar seu site responsivo é diferente de torná-lo responsivo e amigável para os bots do Google.

Powered by Rock Convert

Para entender tudo sobre como tornar seu site responsivo leia este conteúdo.

Quando seu site já estiver pronto, você vai começar a fazer o redirect 301 das URLs separadas em uma só. Assim:

Basicamente, o redirect vai ser feito da versão “m.” para a versão “normal”, que já será a do seu site (agora responsivo)! Mas o Google também recomenda, como uma boa prática, configurar rel=canonical (as Canonical Tags) nas URLs responsivas apontando para si mesmas.

Importante: a parte chata disso tudo é que o redirect deve ser feito em cada URL separadamente.

Lembre-se que, além dos benefícios para o usuário e para o seu rankeamento, ter um site responsivo é importante também para as configurações e manutenção da sua página.

E aí, você já tem um site responsivo?

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *