Por Ana Júlia Ramos

Redatora freelancer da Rock Content

Publicado em 8 de julho de 2019. | Atualizado em 21 de fevereiro de 2020


Os principais tipos de conteúdo interativo — como infográficos, vídeos, questionários e calculadoras — são fundamentais nas estratégias digitais por captarem a atenção genuína do leitor e a transformarem em engajamento. Entenda as melhores formas de usá-los e quais são seus benefícios.

Ao criar estratégias de Marketing Digital, existe uma pergunta que você deve fazer a si mesmo sempre que puder: quais são os melhores formatos na hora de atrair e reter usuários? Atualmente, a resposta pode ser encontrada nos tipos de conteúdo interativo.

Com a velocidade em que o acesso às tecnologias aumentam, eles se tornaram cada vez mais acessíveis — smartphones, tablets e notebooks ganharam a rotina da população em todo o mundo.

Por isso, não basta mais criar conteúdo, é preciso ir além e oferecer soluções que prendam a atenção verdadeira do seu público. Como vantagem, percebemos o aumento no engajamento, maior conversão e fidelização dos futuros clientes.

Para conquistar os benefícios tão almejados por marcas e profissionais, selecionamos os principais tipos de conteúdo interativo e suas vantagens. Eles são:

A seguir falaremos mais detalhadamente sobre cada um deles. Acompanhe! 

1. Infográficos

Infográficos são ótimas soluções para direcionar os leads de acordo com os momentos em que eles se encontram na jornada de compra. Uma boa indicação é trabalhar em conteúdos pensados para a etapa de Awareness (ou Consciência).

Esse formato não é aquele gera uma grande quantidade de conversões, mas sim uma espécie de conteúdo educativo com o objetivo de munir o leitor de informações. Invista em dados relevantes ou conteúdos que merecem uma roupagem mais robusta, porém consumida com maior facilidade. 

Abaixo inserimos um exemplo de infográfico interativo criado pela Scribblelive.

No caso da distribuição, o principal canal atualmente se encontra nas plataformas de mídias sociais, mas infográficos também funcionam de maneira excelente nos blogs. 

2. Vídeos

O usuário de vídeos tradicionais está na categoria dos “passivos”, ou seja, que não consegue tomar atitude alguma que não seja o tradicional engajamento das redes sociais ou comentários na página do blog, por exemplo.

Ir além e investir em vídeos interativos entrega a oportunidade de produzir conteúdo personalizado que transforma o espectador em participante ativo. A partir das seleções pessoais de cada pessoa, é possível mudar o rumo do conteúdo até que o resultado final esteja mais próximo do que o seu público precisa.

A Maybelline, empresa de cosméticos norte-americana, criou um conteúdo que direcionava o leitor para o seu tipo de maquiagem preferida. 

Discretos ou ousados, as pessoas navegavam entre gostos e estilos pessoais, chegando a um resultado personalizado: o tutorial de uma maquiagem estilizada de acordo com as respostas.

Pensando neste caso específico, imagine a quantidade de pessoas que têm preferências pessoais. Muitas delas provavelmente ignoram uma grande quantidade de conteúdos tradicionais da marca por não se identificarem, ou seja, é preciso investir em um volume muito maior de peças individuais para alcançar um raio abrangente.

Vídeos interativos são capazes de, em um só conteúdo, segmentar os principais perfis de público e entregar resultados satisfatórios.

3. Questionários 

Os questionários são uma via de mão dupla e agradam tanto o cliente quanto a marca. Em sua essência, o usuário responde a algumas perguntas e, por fim, recebe uma resposta personalizada de acordo com todas as preferências indicadas. A empresa, por sua vez, acumula as informações em seu banco de dados.

O aplicativo Flo, voltado para mulheres que desejam entender sobre o seu ciclo menstrual e outros aspectos da rotina íntima, oferece uma série de questionários. Um deles é responsável por gerar um perfil completo sobre a saúde e padrões encontrados no dia a dia da usuária.

Ao responder uma série de perguntas gerais, o recurso mostra a porcentagem de cada item, além de entregar dados importantes sobre todos os perfis de respostas.

Dessa forma, você não precisa esperar até o final para receber um resultado específico sobre as dúvidas, queixas e apontamentos. Além de cada insight gerado nos tópicos, o aplicativo é responsável por otimizar as suas ferramentas como newsletters e calendário menstrual, por exemplo.

Conforme apontamos, o recurso é uma via de mão dupla, e a empresa acumula uma quantidade incrível de dados — que obviamente devem ser usados dentro da lei, de forma transparente e com o objetivo de otimizar a entrega do serviço.

Além disso, os insights são poderosos para entender novos lançamentos, pausar produtos que não funcionam mais, melhorar o canal de distribuição, além de ter dados capazes de guiarem as mais diversas estratégias. 

4. Ebooks

Os ebooks são ótimas soluções para serem oferecidas após um infográfico ou posts específicos de um blog, por exemplo.

Depois de entrar em contato com as informações de teor generalizado, o esperado é que o usuário tenha um interesse maior em receber conteúdos e se atualizar. Com isso, a ideia desse tipo de conteúdo é se aprofundar no assunto.

A interatividade é responsável por guiar o leitor naqueles tópicos que ele julga mais importantes, tem maior interesse ou apresentou dúvidas. Para exemplificar, escolhemos o ebook da Salesforce, feito em parceria com a ScribbleLive.

Nele, a empresa demonstra como cinco “pioneiros” de TI estão liderando seus negócios com aplicativos, adicionando um CTA para baixar o ebook completo.

De acordo com as preferências do leitor, é possível escolher entre uma gama variada de setores e entender de forma detalhada as implicações daquele modelo de negócio em empresas específicas.

A AB InBev, da Bélgica, foi uma escolha no setor de manufaturas. O restante do ebook continua com a interatividade e apresenta um conteúdo atrativo e visualmente encantador.

A lógica dos ebooks segue a de outros tipos de conteúdo interativo: em vez de criar peças vastas demais — que tentam abraçar o mundo, mas acabam conquistando poucas pessoas — ou uma quantidade elevada de materiais muito específicos, você é capaz de segmentar o público e oferecer as soluções personalizadas de acordo com as preferências.

Os dados recolhidos pelo direcionamento dos cliques é uma fonte poderosa para entender o perfil dos leitores, segmentar novos conteúdos e criar insights sobre o público. Tais informações são capazes de otimizar toda a estratégia de Marketing de qualquer negócio.

5. Calculadoras

Calculadoras funcionam muito bem nos estágios mais próximos da compra. Nessa hora, é o momento de usar recursos práticos capazes de mostrar os benefícios do seu produto ou serviço — de forma direta ou indireta.

O HubSpot, por exemplo, tem uma calculadora de ROI. A partir dela, o usuário consegue descobrir o retorno do investimento que uma pessoa ganha ao ser um cliente da empresa.

Ao inserir as informações solicitadas pelo recurso, você recebe uma análise em gráficos que mostra o retorno de forma prática.

Nos momentos finais da jornada de compra, o conteúdo interativo entra como um argumento de vendas incrível: não é preciso gastar parágrafos e mais parágrafos com atributos pessoais ou benefícios em fechar negócio.

Levando em consideração que o lead já entendeu a proposta dos seus serviços — e precisa apenas daquele empurrãozinho final para se transformar em cliente — é importante investir em implicações práticas que mostrem, de fato, como as soluções são transformadas em vantagens para aquela pessoa em especial. 

Conteúdos interativos, então, são essenciais para quem busca aumento no engajamento a partir de uma oferta relevante e que entregue proposta de valor.

Se você gostou de conhecer os principais tipos de conteúdo interativo, vai adorar saber tudo sobre a nossa ferramenta ion — uma plataforma totalmente focada na criação de experiências interativas e de alto engajamento!

Conteúdos InterativosPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *