Por Kellison Ferreira

Publicado em 19 de setembro de 2019. | Atualizado em 14 de agosto de 2020


A análise de dados é um trabalho de entendimento de um alto nível de dados desestruturados e que precisam ser compilados e destrinchados. Nessa atividade, profissionais conseguem captar resultados sobre vendas, marketing, relacionamento com o cliente, além de outras possibilidades.

A era digital é uma realidade para qualquer empresa de alto nível e que sabe como pode gerar mais oportunidades e desenvolver sua gestão, independentemente de seu porte.

Em meio às práticas que marcam esse contexto, a análise de dados é uma das principais e mais importantes — não só para monitorar um negócio, mas para basear a tomada de decisões de forma estratégica.

Mais do que simplesmente captar as informações e fazer uma leitura, a análise ajuda a entender o desempenho da empresa de maneira profunda, seja internamente, seja diante do mercado.

Além disso, esses dados podem facilitar o relacionamento com o público, gerando mais oportunidades. Para aproveitar isso tudo, no entanto, é fundamental realizar análises eficazes e adequadas.

Neste conteúdo, falaremos mais sobre a análise de dados e como ela deve ser desenvolvida em uma empresa. Para isso, você encontrará os tópicos:

Continue a leitura e confira!

O que é análise de dados?

A análise de dados é um trabalho dedicado ao aprofundamento sobre os dados que a empresa coleta em suas principais fontes.

Emails, plataformas de gestão, ferramentas de automação, planilhas, documentos e uma série de outras origens geram um nível alto de material desestruturado, mas muito útil, o famoso Big Data.

Quando compilada, essa grande quantidade de informação pode ser analisada de maneira técnica, com ajuda da tecnologia.

Hoje, já existem sistemas que dão suporte aos analistas, automatizando a identificação de padrões de comportamento desses dados.

A análise de dados é o que garante que, a partir de um material bruto, seja possível entender a empresa a partir de diversas perspectivas, sempre com um trabalho técnico e apoiado por tecnologia de ponta

A relevância desse trabalho

O entendimento da importância do processo de análise de dados passa diretamente pela transformação digital. O momento atual coloca empresas em um cenário em que têm a tecnologia como o centro da gestão e da operação.

Nessa realidade, o número de dados gerados aumentou significativamente, o que gera uma possibilidade de leitura ainda maior.

Analisar dados é um trabalho de rastreamento das atividades e dos resultados que a empresa tem diante do seu público, em ações de Marketing, em vendas, na produtividade interna, nas finanças e em todas as áreas de um negócio.

Tudo isso gera dados que mostram profundamente o que se passa nos setores e nas atividades. Assim, essa análise é uma forma de entender os detalhes de uma empresa.

A importância da análise de dados para a gestão

Uma gestão baseada em dados tem maior capacidade de entender cada perspectiva do negócio, ou seja, todas as áreas e seus resultados, o que naturalmente tem impacto na empresa.

A análise de dados é o trabalho que permite entender a fundo os resultados de cada setor e, a partir disso, tomar decisões certeiras, baseadas nas informações que foram extraídas desses dados, no processo de data mining.

Quais são os tipos de análise de dados?

Há diferentes formas de trabalhar com dados, por isso há análises distintas. Cada tipo é voltado para uma proposta, ou seja, com essas análises é possível enxergar as informações enquadradas em uma intenção mais específica.

Conheça a seguir os tipos de análises mais utilizados e como eles são aplicados na realidade de uma empresa.

Descritiva

A análise descritiva é voltada para as percepções mais dinâmicas do status atual da empresa.

Sua aplicação é a ideal quando gestores precisam ter um acompanhamento constante do negócio, ou seja, quando é preciso saber o que está acontecendo em real time.

Essa análise pode ser feita a qualquer momento para entender resultados de vendas, conversões, visitas em um site, e muito mais.

Preditiva

Como o nome sugere, esse é o tipo de análise voltado à obtenção de previsões sobre como algo vai se comportar — que pode ser o mercado, o volume de vendas, entre outras questões.

A intenção desse tipo de análise é realizar projeções mais sólidas, com um entendimento maior do que acontecerá no futuro. A partir disso, decisões mais adequadas são tomadas de acordo com as expectativas.

Prescritiva

Análises prescritivas são voltadas para projeção, mas com foco maior em decisões que são tomadas, mais especificamente, na definição de estratégias a serem seguidas.

Uma ação de Marketing, por exemplo, passa por uma análise prescritiva para que haja o entendimento de seu possível sucesso. A prescrição ajuda a entender como desenvolver uma estratégia certeira.

Diagnóstica

Uma análise diagnóstica ajuda a entender de que maneira determinados acontecimentos se desenvolveram. Por exemplo, em quais canais as vendas aconteceram, onde estão concentrados os compradores, entre outros pontos.

A proposta dessa análise é destrinchar os dados e concretizar toda a jornada, não só de vendas, mas em todas as interações e acontecimentos do negócio.

Quais são os impactos da análise de dados para as empresas?

Todos positivos, os impactos da análise de dados possibilitam uma empresa a entender cada movimento feito, tudo que acontece a partir de suas ações e, principalmente, tomar decisões embasadas.

Quando analisados de forma eficaz e utilizados a partir de uma estratégia, os dados podem resultar em desenvolvimento e capacidade otimizada de administração do negócio.

A seguir, entenda melhor de que forma a análise ajuda as empresas.

Visualização do status atual do mercado

O mercado é um parâmetro fundamental para que as empresas saibam como elas precisam responder às tendências, aos desejos de consumo e ainda se manterem competitivas.

Há muitos dados que podem ser coletados para entender de que forma outras companhias têm trabalhado e como o público tem respondido às inovações e aos métodos utilizados.

Ter essa percepção sobre o status atual do mercado é o que mantém a empresa sempre em posição de tomada de decisão certeira.

A antecipação às tendências é também uma possibilidade gerada pela leitura exata do que acontece no segmento, algo que só se concretiza quando há uma visualização correta de como o mercado está.

Entendimento das necessidades do cliente

Em sua jornada de consumo, nas interações que faz por meio dos canais que a empresa disponibiliza, em pesquisas e em atendimentos, o consumidor tende a mostrar suas necessidades.

Elas são das mais variadas, desde as que mostram um pouco mais sobre seu perfil de consumo, até aquelas mais detalhadas, como a busca por soluções de questões comuns à sua vida.

Todas essas atividades geram dados, esses que precisam ser devidamente captados, sempre respeitando o que diz a LGPD, para então preparar ofertas, ações de Marketing e uma adequação mais ampla ao cliente.

As plataformas de CRM são de grande ajuda para gerar registros de cada cliente e, a partir daí, oferecer serviços, produtos e uma relação mais personalizada.

Saiba mais sobre quais cuidados você deve tomar com a Lei Geral de Proteção de Dados
👉 Gestão de informações de produto (PIM): o que é e como otimizar?
👉 Webinar “Lei de proteção de dados”

Análise dos resultados de forma contínua

Uma empresa que está disposta a otimizar seus resultados precisa conhecê-los a fundo.

A melhor forma de conseguir isso é ter sempre os dados sob análise, extraindo informações estratégicas dessas coletas e entendendo o que elas representam de impacto a cada setor da empresa.

Isso precisa ser feito continuamente, pois só assim é possível buscar desenvolvimento.

Essa evolução é algo planejado, executado, mas nem sempre sai como o esperado. Por isso, a análise contínua se faz importante também para detectar estratégias que não têm dado certo, ou até mesmo comprovar que determinadas decisões foram as melhores escolhas.

Assim, cria-se um ciclo em que os dados são colocados como centro da gestão, baseando estratégias e atestando caminhos.

Melhor aproveitamento de insights e oportunidades

Todo trabalho de análise de dados é refinado para que esse volume de conteúdo seja transformado em informações, essas que irão compor relatórios de Marketing, de vendas e de outros setores.

A partir dessa análise é possível detectar dados que se comportam em padrões, geralmente representando comportamentos de vendas, resultados internos e outros detalhes estratégicos.

O que realmente faz diferença é saber como olhar para a maneira como esses dados se apresentam, pois só assim as oportunidades são percebidas.

Os insights são visualizados sempre por pessoas competentes e, principalmente, com suporte de ferramentas especializadas.

Assim, o que eram dados confusos se tornam informações certeiras que dão base para importantes decisões.

Como fazer análise de dados com eficiência?

Uma análise de dados eficaz e realmente produtiva depende de alguns parâmetros simples de planejamento e execução.

A seguir, saiba quais são os principais e entenda melhor como eles influenciam nos resultados do trabalho.

Defina os objetivos diante da análise

Qual é o objetivo diante da análise? O Marketing orientado por dados é uma vertente importante, da mesma forma que a gestão do relacionamento com o cliente também se fortalece de dados.

Defina o que se deseja observar e estudar por meio das informações antes de começar o trabalho.

Realize um planejamento para lidar com os dados

O planejamento precisa definir fontes, designar pessoas para cuidar dos dados de cada setor e estruturar os processos de análise e de geração de relatórios.

É indispensável determinar tudo isso antes mesmo de implementar essas atividades em uma empresa.

Crie indicadores que façam sentido ao negócio

Bons indicadores são aqueles que fazem sentido para um negócio. Um e-commerce precisa entender sua taxa de abandono de carrinho, deve saber de onde vêm os consumidores, além de outras informações.

Indicadores adequados ao que precisa ser entendido potencializam a análise e possibilitam resultados mais precisos.

Utilize ferramentas que ofereçam o suporte

É fundamental ter uma plataforma de business intelligence que automatize a captação dos dados e, por meio da inteligência artificial, ajude a perceber padrões no que for coletado.

Elas também geram grandes bases de informações seguras, protegendo os dados em migrações de sistemas, e facilitam a análise.

A análise de dados é a força de trabalho principal em uma empresa orientada às informações que consegue captar de suas principais fontes.

Sem essa atividade é impossível tomar decisões acertadas com base no que foi coletado de origens seguras e integrantes do negócio. Por isso, preparar equipes e contar com as melhores tecnologias é fundamental.

Aproveite e entenda melhor de que maneira o Marketing de Conteúdo pode fazer uso de dados para uma estratégia!

Marketing de Conteudo e DadosPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *