O que é e como funciona a avaliação 360 graus?

A avaliação 360º é uma ferramenta moderna de avaliação de desempenho. Seus resultados costumam ser mais confiáveis que os de outros modelos, o que garante diversas vantagens. Contudo, é preciso saber como aplicá-la. Neste artigo, você verá mais detalhes!

ilustração sobre avaliação 360
Você conhece as vantagens da avaliação 360 graus?

A avaliação de desempenho é fundamental para qualquer empresa que deseja crescimento. É por meio dela que percebemos, por exemplo, quais colaboradores têm gerado mais valor e quais comportamentos precisam ser modificados. Nesse sentido, a avaliação 360 graus é um exemplo de modelo a ser usado para tal.

Por ser considerada bem completa, ela tem sido a preferência de gestores mais modernos. Um dos seus diferenciais é envolver todas as pessoas com as quais o colaborador tem contato, em vez de unicamente o chefe direto.

Continue a leitura e entenda como aplicar essa avaliação na sua agência!

O que é a avaliação 360 graus?

Também chamada de circular, a avaliação 360 graus é um método moderno de avaliação de desempenho. Como ferramenta, ela mapeia a performance dos colaboradores, de modo a mostrar uma visão geral de sua produtividade e dos resultados gerados para a empresa. 

Como falamos na introdução, a pessoa recebe um feedback de seu desempenho não apenas do chefe, mas também de todas as pessoas com as quais tem relação de trabalho: colegas, superiores, subordinados, clientes internos e externos, além de sua própria autoavaliação

É um ótimo modelo para quem trabalha com equipes. Por ser considerada avançada, pode fazer parte do planejamento estratégico junto com outras ferramentas, como a análise SWOT.

Para que serve uma avaliação 360 graus?

Analisar a performance do time é importante, mas saber, com precisão, como cada um contribui com os resultados é ainda mais essencial. 

A partir da avaliação 360º, o gestor tem condições de tomar decisões importantes, baseadas em informações mais confiáveis, já que o resultado do colaborador é a média de diversos feedbacks.

É possível, por exemplo, descobrir necessidades de treinamento. A partir da verificação de comportamentos aquém do desejado, planejamos capacitações específicas, de modo a contribuir com a melhoria do desempenho de cada um. Com isso, as equipes de trabalho ficam mais alinhadas.

Também se torna viável verificar a efetividade do processo de captação dos colaboradores. Se percebido que muitos estão abaixo do desempenho desejado, podemos nos perguntar: será que estamos selecionando os perfis errados para a agência?

Além disso, a avaliação serve para promover cargos e alocar recompensas aos que apresentam resultados acima da média. Ao dar mais reconhecimento aos que merecem, isso também é uma forma de aumentar a motivação.

Por fim, podemos falar em aumento do desempenho geral da empresa, já que se incentiva a melhoria da performance individual.

Quais as vantagens de uma avaliação 360 graus?

Esse modelo de avaliação de desempenho apresenta diversas vantagens, como as que seguem!

Ajuda a desenvolver o autoconhecimento

Muitas vezes, a visão que temos de nós mesmos não é a mesma de quem convive conosco. Ao sabermos como cada um nos enxerga, temos condições de perceber características até então desconhecidas. 

Esse autoconhecimento profissional é importante, pois, a partir disso, podemos nos envolver em mudanças em prol de aumentar os resultados gerais da empresa. Ele contribui ainda para a promoção de uma cultura analítica, que é a postura de ter análise crítica sobre o próprio trabalho.

Facilita o desenvolvimento de competências

Dentro da gestão de pessoas, sabemos que avaliações de desempenho influenciam o comportamento dos funcionários. Como eles têm conhecimento do que é esperado e de como a própria performance tem sido, podem se empenhar em melhorar suas entregas. 

Contudo, critérios e técnicas adotados pela avaliação impactam esses aspectos. Em avaliações de desempenho mais tradicionais, os feedbacks são dados apenas pelos chefes, o que tende a gerar diversas desvantagens, como receio e sensação de predileção. Ao contrário, quando as percepções vêm de mais pessoas, a tendência é uma maior aceitação e um engajamento no desenvolvimento profissional.

Reduz vieses na avaliação

Uma das desvantagens de modelos mais tradicionais é o viés na avaliação do avaliador. O Efeito Halo é um exemplo. Nele, o gestor, inconscientemente, tira conclusões de uma pessoa a partir de determinadas características, formulando um estereótipo geral. Essas visões podem ser tidas a partir da vestimenta, aparência e fala, por exemplo.

A Tendência Central também é comum de acontecer. Nesse viés, o avaliador atribui notas medianas à pessoa, de modo a não prejudicá-la ou a não precisar dar explicações futuras.

Por sua vez, a avaliação 360º oferece uma leitura mais precisa e confiável, reduzindo qualquer erro.

Incentiva a cultura do feedback

Nesse tipo de cultura, as pessoas entendem ser natural e esperado qualquer feedback vindo de um colega, gestor, subordinado ou cliente. Assim, não costuma haver rejeições ou resistências. Contudo, isso só dá certo se os colaboradores forem maduros e estiverem treinados para essas situações. Por isso a importância de estimular e solidificar tais condutas.

Como realizar a avaliação 360 graus?

Realizar a avaliação é simples. Confira esses passos!

Defina as competências a serem avaliadas

É preciso ter clareza no processo, de modo que as pessoas saibam o desempenho desejado e quais comportamentos estão sendo avaliados. Defina o que for importante para gerar bons resultados.

Prepare a equipe

Prepare todos para dar e receber feedbacks, os quais precisam ser claros e diretos, mas contar com uma dose de empatia. Quem os recebe deve perceber a situação com ponderação, evitando desavenças e mal entendidos. 

Além disso, explique o modelo de avaliação: todos devem avaliar o mesmo colaborador. No final, a autoavaliação complementa o resultado.

Escolha um sistema de gestão apropriado

Os benefícios de uma ferramenta de gestão são diversos. O fato de automatizar o processo agiliza o momento da avaliação e possibilita a documentação das informações para posteriores comparações, por exemplo.

Converse sobre o feedback

Não adianta apenas entregar o resultado da avaliação e nada comentar sobre ele. Converse sobre as dificuldades de cada colaborador na execução do trabalho na agência e qual a opinião sobre o feedback recebido, por exemplo. É uma forma de conhecer cada um melhor e incentivar o autoaperfeiçoamento. 

Implemente melhorias

Os resultados servem para que possamos entender e melhorar o desempenho geral da empresa. Assim, observe quais pontos merecem melhorias. Necessidade de capacitação e mudança no perfil dos colaboradores são alguns exemplos.

Enfim, como vimos, a avaliação 360º é uma ótima forma de avaliar o desempenho de cada membro da equipe, de modo a impulsionar o desenvolvimento de todos e, assim, o desempenho geral. Para uma aplicação mais efetiva, não se esqueça de colocar em prática as dicas dadas aqui.

Gostou do artigo sobre a avaliação 360 graus? Que tal realizar uma avaliação gratuita da sua agência para que você saiba o grau de maturidade em que ela se encontra?

Descubra o nível de maturidade de gestão da sua agência
Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!