Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 9 de outubro de 2020. | Atualizado em 9 de outubro de 2020


O armazenamento em cache é um serviço que agiliza o tempo de carregamento das páginas uma vez que salva os conteúdos dinâmicos dos sites para que não sejam necessárias outras consultas no banco de dados em um próximo acesso.

A Automatic Platform Optimization (APO) para WordPress da Cloudflare é um serviço de otimização de desempenho para reduzir a lentidão no carregamento das páginas. A velocidade de carregamento é um dos fatores mais relevantes para SEO, entretanto, os proprietários de sites com hospedagem compartilhada podem sofrer penalidades no rankeamento por problemas de desempenho.

Com o serviço de armazenamento em cache, os tempos de carregamento são quase instantâneos. A Cloudflare afirma que seus testes demonstram um desempenho de menos de 400ms para HTML (Time to First Byte — TTFB). Esse processo de otimização por cache já é conhecido: consiste em armazenar o conteúdo dinâmico para que em um próximo acesso os recursos mais demorados (CSS, JavaScript, imagens etc.) sejam carregados sem demandar a consulta no banco de dados.

Dessa forma, o armazenamento em cache elimina as solicitações de origem e o tempo de processamento relacionados a elas. É o mesmo processo efetivado por plugins como o WP Rocket, o WP Super Cache ou o W3 Total Cache, famosos entre os usuários do WordPress. Com isso, a APO da Cloudflare tem um desempenho para armazenamento de arquivos dinâmicos tão rápido quanto o de arquivos estáticos em uma CDN (Content Delivery Network ou rede de distribuição de conteúdo).

A versão 3.8 do plugin da Cloudflare para WordPress foi atualizada recentemente para incluir suporte à APO. Ele detecta automaticamente as alterações no conteúdo do usuário para efetivar o armazenamento e está disponível gratuitamente para clientes do plano Profissional, Business e Enterprise da Cloudflare. Já para os clientes dos planos gratuitos da CDN, o serviço da APO estará disponível por US$ 5 fixos mensais.

O anúncio da Cloudflare foi bem recebido e muitos usuários iniciaram os seus próprios testes. Entretanto, alguns problemas de velocidade já foram verificados na versão de lançamento, pois a APO suporta um conjunto limitado de cookies do WordPress. Além disso, ele não funcionou adequadamente em subdomínios, desativou a detecção do endereço IP do visitante e apresentou incompatibilidade com outros plugins de cache. A Cloudflare ficou ciente dos problemas e, rapidamente, relatou que eles foram corrigidos.

Powered by Rock Convert

Como ativar o serviço de armazenamento de cache da Cloudflare no WordPress?

O processo de instalação é bem simples para os usuários que já têm uma conta na Cloudflare. Se esse não for o seu caso, crie uma conta gratuitamente no site oficial da CDN.

Depois, faça o download do plugin oficial do Cloudflare disponível no WordPress.org. Instale e ative o plugin em seu WP, em seguida, acesse o painel Cloudflare e busque pela opção Speed (File Size Optimization) na barra exibida na parte superior do painel.

Cloudflare lança plataforma automática de otimização para WordPress

Ao clicar na opção, você verá uma seção como a da imagem abaixo, basta ativar a opção “on” para que o armazenamento de cache da Cloudflare fique ativo.

Cloudflare lança plataforma automática de otimização para WordPress

Lembre-se que quando um site muda a URL ou efetiva alguma alteração de servidor, o usuário tem dificuldades de acessar o site justamente por conta do cache armazenado. Felizmente, é possível corrigir esse problema por meio da limpeza do cache no DNS do seu computador.

Quer descobrir como garantir a rapidez no acesso à Internet? Veja agora como limpar o cache DNS!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *