Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 27 de julho de 2020. | Atualizado em 29 de julho de 2020


O W3 Total Cache é um plugin do WordPress que adiciona mais desempenho aos sites do CMS. É compatível com várias tecnologias, melhora a experiência dos usuários e, consequentemente, potencializa a relevância da página em motores de pesquisa.

O W3 Total Cache é um dos plugins de cache mais antigos e famosos do WordPress. Foi lançado em 2009, e tem o principal objetivo de potencializar a velocidade das páginas do CMS.

A velocidade é um dos fatores mais relevantes para o ranqueamento de sites em motores de pesquisa: o Google classifica melhor as páginas mais rápidas e que dispõem de recursos para otimizar a experiência de acesso dos usuários.

Logo, a velocidade de carregamento de uma página na Internet influencia diretamente a sua relevância e visibilidade em ferramentas de busca. Quer saber mais sobre esse plugin que tem mais de 1 milhão de instalações ativas e mais de 3.252 classificações máximas? Veja, a seguir:

Como funciona o W3 Total Cache?

O WordPress é escrito na linguagem de programação PHP. Quando um usuário solicita o acesso a uma página de um site, o CMS (Content Management System) executa scripts nessa mesma linguagem para selecionar a requisição e exibi-la.

Esse processo exige muitos recursos do sistema, o que torna o tempo de carregamento da página lento e oneroso, especialmente, se o ambiente de hospedagem é compartilhado. O resultado é uma experiência negativa do usuário, que muitas vezes nem espera para ler o conteúdo devido a essa demora.

A redução no desempenho também influencia diretamente a classificação do site em motores de pesquisa, que punem páginas com performances inferiores porque elas prejudicam a experiência do usuário durante o acesso à Internet.

Um plugin de armazenamento em cache, como o W3 Total Cache, armazena uma versão das páginas no cache e, quando um usuário visita o site, ele a recebe primeiro. Isso elimina a necessidade do WordPress de executar os scripts em PHP.

O resultado é um usuário satisfeito, um site mais rápido e com bons resultados de SEO (Search Engine Optimization), além de um servidor mais responsivo. Veja, abaixo, um comparativo entre um site em WordPress sem o W3 Total Cache e outro com o plugin instalado:

w3 total cache
w3 total cache

Fonte: https://wpastra.com/w3-total-cache-review/

Quais os recursos do plugin?

Já falamos que o W3 Total Cache melhora a performance do site e, consequentemente, a experiência dos usuários durante o acesso, pois reduz consideravelmente o tempo de carregamento da página.

Mas quais são os recursos do plugin? O W3 Total Cache é a única estrutura independente de otimização de desempenho da Web para WordPress. Como tem o código aberto, assim como o CMS, é constantemente incrementado por uma comunidade de desenvolvedores bem experiente.

Os métodos de armazenamento em cache incluem disco local, Redis, Memcached, APC, APCu, eAccelerator, XCache e WinCache. Veja outros recursos, anunciados no site oficial do WordPress, abaixo:

  • compatibilidade com hospedagem compartilhada, servidores virtuais privados, servidores virtuais dedicados ou servidores e clusters legados;
  • gerenciamento transparente do CDN (Content Delivery Network), biblioteca de mídia, temas e o próprio WordPress;
  • suporte AMP (Accelerated Mobile Pages) ou páginas móveis aceleradas;
  • suporte a SSL (Secure Socket Layer);
  • armazenamento em cache de:
  • páginas e postagens (compactadas e descompactadas);
  • código CSS (Cascading Style Sheets) e JavaScript;
  • feeds (site, categorias, tags, comentários, resultados de pesquisa);
  • páginas de resultados de pesquisa (ou seja, URLs com variáveis ​​de sequência de consulta);
  • objetos do banco de dados;
  • outros objetos e fragmentos na memória ou no disco;
  • estatísticas para obter informações de desempenho de qualquer recurso ativado;
  • integrações múltiplas de CDN para otimizar imagens;
  • integração reversa de proxy com Nginx ou Varnish;
  • incorporação JavaScript sem bloqueio;
  • importação de anexos de postagem diretamente para a biblioteca de mídia (e CDN);
  • otimização CSS, JavaScript, HTML, postagens, páginas e feeds RSS;
  • renderização de páginas;
  • suporte WP-CLI para limpeza de cache;
  • recursos de segurança.

Como configurar o W3 Total Cache em um site WordPress?

Ensinaremos, agora, como instalar e configurar o plugin W3 Total Cache em um site WordPress.

Instale e ative o W3 Total Cache

  • Acesse o “wp-admin” » “Plugins” » “Adicionar novo“;
  • busque pelo plugin “W3 Total Cache“;
  • instale-o e, depois, ative-o.
w3 total cache

Configure o plugin

No wp-admin, aparecerá uma seção chamada “desempenho”. Clique em “configurações gerais”:

w3 total cache

Role para baixo até a opção de cache da página e ative a caixa de seleção “Disk Enhanced”:

w3 total cache

Ainda nas configurações gerais, role para baixo e veja outras opções, como o minify. Conforme alguns comentários em sites de review, essa função exige informações técnicas adicionais do serviço de hospedagem, e se não for bem configurada pode prejudicar minimamente o template do site.

w3 total cache

Por isso, é mais prudente manter uma configuração simples. Ative apenas a opção minify e não altere as demais opções. Deixe-as como o padrão — algumas dessas ativações podem gerar incompatibilidade com outras configurações legadas do site. Confira e ative outros módulos:

  • Database Cache;
  • Browser Cache;
  • Object Cache;
  • Lazy Loading.

Database Cache

O database cache altera as requisições do servidor do banco de dados para o servidor web do site.

Object Cache

Para fazer o uso desse recurso, você precisa integrar o site à API. A maioria dos sites não fazem esse processo e, por isso, é aconselhável que ele fique desativado. No entanto, se o seu estiver integrado à API object cache, esse recurso melhorará significativamente o desempenho global.

Browser Cache

A opção para cache do navegador redefine o tempo de expiração para que o cache do usuário seja armazenado. Você pode configurá-lo conforme a imagem abaixo:

w3 total cache

(https://www.escolawp.com/2013/04/guia-configuracao-plugin-w3-total-cache-wordpress/)

CDN

A rede de entrega de conteúdo é vital para o desempenho de um site. Isso porque reduz consideravelmente o consumo de recursos do servidor, garante uptime, melhora a experiência do usuário e, consequentemente, os resultados de SEO do site.

O W3 Total Cache suporta vários CDNs disponíveis. Integra diretamente com StackPath, Amazon Cloudfront, MaxCDN e exige apenas algumas configurações adicionais para o Cloudflare.

Powered by Rock Convert
w3 total cache

Reverse Proxy

Essa opção está relacionada ao Varnish do servidor, que poderá ser administrado diretamente pelo plugin.

Lazy Loading

Integrado ao W3 Total Cache, o Lazy Loading impede que um possível atraso no carregamento da página resulte em imagens carregadas fora do campo de visão do usuário. Basta acionar o recurso no campo indicado, conforme a imagem abaixo:

w3 total cache

Quais as vantagens e desvantagens do plugin?

Segundo o site do WordPress, que exibe as informações do W3 Total Cache, o plugin garante:

  • melhoria na classificação das páginas em resultados nos mecanismos de pesquisa, especialmente para sites responsivos e que usam SSL;
  • melhoria de dez vezes no desempenho geral do site, no mínimo, quando totalmente configurado;
  • aprimoramento das taxas de conversão e melhoria na classificação do Google;
  • renderização progressiva;
  • redução do tempo de carregamento da página, o que aumenta o tempo de permanência e a taxa de engajamento do usuário no site;
  • aprimoramento do desempenho do servidor web: permanência sem queda em períodos de tráfego intenso;
  • economia da largura de banda em até 80% (com redução do HTML, CSS e JavaScript).

Depois de consultar alguns sites de review, podemos afirmar que o W3 Total Cache incrementou o desempenho do site de forma bem impressionante e com a configuração mínima. Se compararmos com outro plugin de cache, o único que também apresenta essa performance (sem exigir muitas configurações) é o WP Rocket.

Existem inúmeras opções de configurações de cache, como do navegador, de páginas, de objetos, de fragmentos e de banco de dados. Outros plugins com a mesma função, geralmente, vêm apenas com uma ou duas dessas opções.

Quanto à CDN, o W3 Total Cache também é abrangente, pois suporta quase todos os principais provedores sem exigir mudanças e configurações difíceis. Apesar disso, o plugin tem algumas desvantagens.

O preço, por exemplo, não é tão em conta se o usuário administra muitos sites, pois é preciso adquirir um para cada página administrada. Isso não acontece com outros plugins com a mesma função, que podem ser usados em um número ilimitado de sites pelo mesmo valor que o usuário teria de pagar em três sites com o W3 Total Cache.

A interface do aplicativo também não é muito intuitiva. Existem algumas opções que podem confundir o usuário, especialmente os que não entendem muito de questões técnicas. Esse problema é potencializado pela falta de documentação adequada, que poderia solucionar dúvidas mais simples e evitar dificuldades de configuração dos usuários iniciantes.

Além disso, o W3 Total Cache passou porproblemas de abandono totalantes de ser adquirido pelo BoldGrid, e isso ainda cria insegurança em alguns usuários, principalmente quanto à credibilidade do plugin.

Embora esses problemas possam ser facilmente resolvidos, o plugin W3 Total Cache se mostrou bem eficaz e não demanda opções mais sofisticadas, como desativar scripts e otimizar o banco de dados, permitidas por outros plugins.

Qual a diferença entre o W3 Total Cache e o WP Super Cache?

Existem outros plugins que realizam a mesma função do W3 Total Cache. Por isso, resolvemos fazer um breve comparativo para embasar a decisão dos nossos leitores.

Como já abordamos antes, a escolha do plugin de cache para um site WordPress é imprescindível para garantir a melhor experiência do usuário. Mas essa opção deve estar adequada às necessidades do site (relacionadas ao tamanho e à complexidade, por exemplo) e da capacidade técnica de quem fará as configurações.

Em vista disso, vamos compará-lo com o WP Super Cache, pois os dois são os plugins mais populares do diretório.

Em termos de funcionalidade, suporte, recursos e integração com o CMS, o que influencia muito o desempenho final, o W3 Total Cache é superior. Ele apresenta mais opções de execução e recursos que também adicionam complexidade: é preciso tempo para que o usuário possa se familiarizar com todas as possibilidades de configuração.

Além disso, ele é testado e atestado por milhares de usuários, alguns, inclusive, muito famosos. Entre ele, a franquia Star Wars, que tem um blog em WordPress, e os sites das gigantes do entretenimento Sony Music e The Walt Disney Company.

No entanto, se o usuário busca uma solução de cache mais simples, confiável em relação ao desempenho, fácil de configurar, com possibilidade de interação com CDN e gratuita, o WP Super Cache também atende bem a esses requisitos.

Nessa análise, percebemos que uma das principais vantagens do W3 Total Cache sobre o WP Super Cache é a compatibilidade com outras tecnologias. O W3 Total Cache funciona adequadamente com qualquer host e tema do CMS, enquanto o WP Super Cache deixou a desejar quanto a esses dois aspectos, segundo alguns sites de review.

Então, para decidir qual o melhor plugin de cache para o seu site WordPress, você precisa considerar que as opções analisadas atendem a públicos muito diferentes.

O W3 Total Cache é excepcional se o usuário puder e souber configurar todos os detalhes, conforme as necessidades de armazenamento em cache, configurações da máquina e do servidor. Se isso acontecer, o plugin não deixará a desejar.

Por outro lado, o WP Super Cache é mais indicado para usuários casuais, que têm sites pequenos, com pouco conteúdo e não querem se preocupar muito com essas questões. O plugin vem com opções mínimas de configuração e atende bem quanto a esse quesito.

O que o usuário deve pensar é a na possibilidade de escalar o volume de sessões no site e as opções de armazenamento em longo prazo.

Com todas essas informações e, apesar das desvantagens apresentadas, o W3 Total Cache ainda oferece resultados impressionantes em vários testes, o que já faz valer a pena tentar. A versão gratuita tem muitas funcionalidades que podem ser bem aproveitadas por usuários iniciantes.

Se você ainda tem dúvida quanto à configuração mais adequada para a necessidade do seu site WordPress, também pode contar com a ajuda especializada da equipe do Rock Stage. Podemos apoiar você na configuração, hospedagem e gerenciamento da sua página com grandes resultados de SEO!

Se você já fez a escolha do melhor plugin de cache para o seu site, que tal aprender a otimizá-lo com algumas das nossas dicas?

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *