Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 25 de novembro de 2019. | Atualizado em 28 de outubro de 2020


Os plugins foram desenvolvidos para atribuir ao site funções que estejam de acordo com as necessidades da sua estratégia de negócios. Eles podem ser usados, por exemplo, para otimização de SEO ou para engajamento do seu público.

Para que uma empresa comece a gerar oportunidades de negócio na internet, é fundamental ter um site. Porém, não basta que ele seja bonito e tenha bom rankeamento: ele também deve ter funcionalidades que ajudem a alcançar os resultados esperados. Se o seu site for em WordPress, para isso, existem os plugins.

Se você não sabe o que são plugins ou tem dúvidas sobre como eles funcionam, continue a leitura deste post. Nele, passaremos pelos seguintes pontos:

  • O que são plugins?
  • Para que servem os plugins em um site?
  • Quais são os benefícios ao usar plugins?
  • Como saber quais plugins são necessários para o seu site?
  • Quais são os plugins recomendáveis para um site?

Vamos em frente?

conheça o rock stagePowered by Rock Convert

O que são plugins?

Como dito, um site não deve ser simplesmente um espaço virtual para a apresentação de uma empresa, seus produtos e serviços. Ele precisa ser um canal para a aquisição, e isso requer a inserção de certas funcionalidades.

Por exemplo: uma empresa que vende produtos físicos deve disponibilizá-los em seu site. Já outra empresa que oferece serviços precisa inserir um formulário para que os visitantes possam deixar seus dados e ser contatados pelo time comercial. Todas essas funções podem ser inseridas a partir de plugins instalados no seu site.

Muitos CMS têm variados plugins para atender às necessidades de cada site. Neste artigo, focaremos os plugins para WordPress por se tratar da plataforma de gerenciamento de conteúdo mais utilizada por negócios que buscam gerar resultados online.

A principal forma de adicionar um plugin ao site é por meio do dashboard do próprio WordPress. Ao clicar em “Plugins” e, em seguida, em “Adicionar Novo”, você pode fazer uma busca pelo plugin de que precisa.

Após encontrá-lo, basta clicar em “Instalar” para adicioná-lo ao seu site e, depois, em “Ativar” para começar a utilizá-lo. Geralmente, ele aparece no menu esquerdo para que você possa configurá-lo.

Os principais tipos de plugins

Embora existam muitos plugins no WordPress, alguns tipos são mais procurados por suprir as necessidades que a maioria dos sites precisa. A começar por aqueles que ajudam na otimização do SEO, para que a página tenha mais chances de aparecer nos resultados do Google e de outros motores de busca.

O engajamento com os visitantes também é importante. Por isso, plugins de formulários e compartilhamentos nas redes sociais são bem procurados, tanto para sites quanto para blogs.

Por fim, plugins voltados para limpeza de caches e adequação para dispositivos móveis são igualmente essenciais, pois sites rápidos e mobile friendly são considerados critérios de rankeamento do Google.

Os cuidados que você deve ter ao instalar plugins

Nem todos os plugins são disponibilizados para ser baixados via plataforma do WordPress. Alguns podem ser adquiridos diretamente nos sites das empresas ou profissionais que os desenvolvem, sobretudo os que são premium (sim, pois nem todos os plugins são gratuitos).

Por isso, é preciso ter cuidado ao baixar plugins de desenvolvedores que não sejam confiáveis, pois alguns podem trazer malwares e deixar o seu site suscetível a invasões, o que pode gerar consequências terríveis, como a perda de todos os seus arquivos. Assim, antes de baixar um plugin por outra via que não seja o próprio WordPress, certifique-se de que ele é confiável para não colocar o seu site em risco.

A plataforma mais adequada para seu uso

Como dissemos anteriormente, a maioria das plataformas de sites têm plugins, porque eles são necessários para uma boa performance e obtenção de resultados dos sites. Porém, como algumas funções podem ser muito específicas e exigir plugins mais complexos, o recomendável é que você opte por um CMS que ofereça aqueles que atendam a tudo que o seu site precisa.

Por essa razão, o WordPress é o mais indicado, pois além de trazer uma grande gama de plugins, facilita que desenvolvedores possam criar os seus próprios.

Para que servem os plugins em um site?

Agora que você entendeu o que são plugins, vamos ver como eles podem ser utilizados na prática. Para isso, apresentaremos alguns exemplos do Blog da Rock Content. Mas, primeiro, vamos fazer uma introdução dos objetivos do blog para que você possa entender por que optamos pelos links que serão mostrados. 

O blog da Rock Content foi criado com o objetivo de se tornar a maior referência em Marketing Digital da América Latina, além de ser o principal canal de geração de oportunidades de negócio. Para isso foi necessário traçar uma estratégia que reunisse não apenas os melhores conteúdos sobre o assunto, mas também, ferramentas que levassem o blog às primeiras posições do Google e funcionalidades capazes de gerar a conversão em clientes.

Assim, um dos primeiros plugins a serem instalados foi o Yoast SEO, pois ele mostra quais são os pontos de melhoria de que os conteúdos do blog precisam para as chances de aparecer entre as primeiras posições do Google serem maiores. Portanto, ele não é um plugin que executa esse trabalho para você, mas atua como um assistente que orienta as melhores práticas para alcançar os melhores posicionamentos.

Uma vez feito isso e conquistado um número satisfatório de visitantes, o próximo passo foi convertê-los em leads. Para isso, contamos com plugins como o Rock Convert, desenvolvido pela própria Rock Content.

Por meio dele, você pode inserir banners nos seus blog posts, de acordo com as categorias às quais eles pertencem, o que é muito mais fácil do que inseri-los um a um. Além do mais, ele exibe as taxas de conversão de cada banner.

Outro plugin muito útil nesse trabalho é o Hellobar com o qual dá para inserir pop-ups no blog e levar o usuário a executar alguma ação específica, que pode ser assinar uma newsletter, acessar outro blog post, baixar um material rico, falar com um consultor etc.

Ele tem tanto versão gratuita quanto premium, que libera uma série de ferramentas. Entre elas, inserir pop-ups em artigos específicos do blog e isenção do limite de views. Vale a pena o investimento.

Quais são os benefícios ao usar plugins?

Vejamos, agora, as principais vantagens de se usar plugins em um site ou blog.

Há diversas funcionalidades

Houve um tempo em que as empresas precisavam se adaptar às limitações que as ferramentas de construção de sites tinham. Mas o cenário é diferente: seja quais forem as funcionalidades de que você necessita, é preciso existir opções que as atendam.

É para isso que os plugins são criados de maneira que, independente do que você precisar que o seu site execute, certamente, há um plugin que o atenda.

Powered by Rock Convert

Não é preciso programar

Quando você opta por criar o seu site sem usar WordPress, dependendo do CMS escolhido, talvez seja necessário recorrer ao desenvolvedor toda vez que for necessário adicionar alguma funcionalidade às páginas. Isso não é conveniente, pois você dependerá da disponibilidade do programador para executar essa tarefa via HTML ou outra linguagem.

Além disso, precisará pagar a mais, se esse tipo de update não estiver dentro do combinado. Por essa razão, os plugins são mais úteis, já que mesmo as pessoas que não sabem programar podem buscá-los e instalá-los no site ou blog da empresa.

Tem fácil instalação

Por sinal, a instalação dos plugins em WordPress é bem fácil. Fizemos um passo a passo para você aprender a fazer isso:

  1. acesse “Plugins” no menu esquerdo do dashboard do seu WordPress;
  2. escolha “Adicionar novo”;
  3. no campo de busca, pesquise pelo nome ou tipo de plugin de que você precisa;
  4. ao encontrar, clique em “Instalar”;
  5. após concluir a instalação, clique em “Ativar”;
  6. seu plugin está ativado e pronto para ser usado. 

Oferece suporte

A maioria dos plugins premium conta com uma equipe de suporte para tirar as suas dúvidas e ajudar a aproveitar ao máximo o uso da ferramenta. Isso é muito útil, sobretudo àqueles que não entendem de programação ou que não têm uma pessoa por perto para auxiliar.

Um ponto importante: como muitos plugins são desenvolvidos por empresas estrangeiras, os suportes são prestados em inglês.

Tem fácil gestão dos plugins no site

Outra vantagem que os plugins têm é a facilidade na gestão deles. Dentro do WordPress, você pode ver todos os que estiverem instalados, tanto os que estão ativos quanto os desativados.

Aliás, um ponto deve ser ressalvado: é altamente recomendável que você não instale muitos plugins no seu site, ou isso o deixará lento, proporcionando uma experiência muito ruim aos seus visitantes. Se você estiver se perguntando, então, quais plugins são os mais indicados, não se preocupe. Falaremos sobre isso, a seguir. 

Como saber quais plugins são necessários para o seu site?

Os plugins indicados para um site não são os mesmos que outro pode precisar. Por isso, apontamos o que você deve levar em consideração ao listar os plugins para o seu negócio.

Defina o objetivo do site

O primeiro passo é ter claro quais são os objetivos do seu site, pois são eles que farão ver de quais funções precisa. Vejamos alguns exemplos:

  • uma agência de turismo que oferece pacotes de viagem em caráter consultivo, certamente, precisará de um plugin de formulário para que os visitantes do site possam deixar seus dados de contato e receber informações sobre os tours;
  • um restaurante que pense em expandir o negócio para a internet no formato de delivery, com certeza, precisará de um plugin de e-commerce para receber e gerir os pedidos dos clientes.

Escolha plugins confiáveis e ative-os

Assim que encontrar o plugin que parece ser o ideal para o que seu site precisa, trate de saber mais sobre ele. Como dissemos anteriormente, o primeiro passo é saber se é confiável. Mas considere, também, se ele continua a ser atualizado e a opinião de pessoas que já o utilizaram.

Dê atenção ao plano do servidor

Os servidores de hospedagem oferecem planos de acordo com as necessidades de performance do site. Por isso, dependendo do que você escolher, alguns temas e plugins podem não funcionar.

Essa é uma das razões pelas quais escolher planos muito baratos não é recomendável, pois seu site pode não ter o retorno esperado.

Teste os plugins

Uma vez que você tenha baixado, instalado e ativado o plugin, teste-o. Mesmo que alguns tenham um número alto de downloads e a preferência majoritária, é essencial fazer testes antes de colocá-lo em ação.

Afinal, pode ser que o plugin traga alguma incompatibilidade com o tema ou não entregue o que você verdadeiramente precisa, por exemplo.

Quais são os plugins recomendáveis para um site?

Para concluir, vamos apresentar os plugins sugeridos para todos os tipos de site. Confira!

Yoast

Como citamos anteriormente, o Yoast é dedicado a ajudar na otimização dos conteúdos de um site para SEO. Por isso, ele não podia faltar nesta lista.

Accelerated Mobile Pages

Também citado neste artigo, ele é voltado para fazer com que a criação das suas páginas fique adequada para os dispositivos móveis, como celulares e tablets.

Redirection

Se você precisar redirecionar os seus visitantes de uma página que não existe mais para outra totalmente nova, sem perder o tráfego, esse plugin será necessário.

Rock Convert

Como também falamos aqui, esse plugin desenvolvido pela Rock Content permite que você insira banners nos seus blog posts para converter seus visitantes.

Really Simple SSL

Todo site precisa de um certificado SSL para atribuir a ele a condição de HTTPS, em vez de HTTP, o que indica ser um site seguro. Esse plugin auxilia na aplicação do certificado no seu site.

Disqus

Comentários geram engajamento, sobretudo no seu blog. O Disqus é o plugin mais conceituado para que os visitantes comentem nos seus posts. 

WP Rocket

Esse plugin foi desenvolvido para fazer com que sites tenham um melhor desempenho e performance a partir de um carregamento mais rápido.

Contact Form 7

Para criar formulários de maneira simples e rápida no seu site em WordPress, o Contact Form 7 é um dos plugins mais utilizados pelas empresas.

Elementor

O Elementor é um construtor de sites em WordPress. Portanto, se você precisar de um plugin que oriente na criação do seu site, esse é o mais indicado.

Assim, ao instalar esses plugins, você poderá ter maiores chances de sucesso na obtenção de resultados para o seu site. Mas, lembre-se de que outros pontos são igualmente importantes.

Escolher as fontes, por exemplo, deve ser feito com cautela e levando em consideração as características da marca do seu negócio. Para que entenda como isso funciona, confira este artigo que escrevemos sobre o Google Fonts.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *