Content atomization: por que esse processo é tão valioso para dimensionar uma estratégia de conteúdo

Content atomization significa quebrar um conteúdo mais longo em partes menores (e mais estratégicas). Com isso, a sua empresa pode atingir diferentes públicos e ser vista como autoridade em um tema.

content atomization

    Você está com pouco tempo e membros na equipe? Gostaria de ter uma estratégia de marketing de conteúdo melhor para a sua marca, com publicações mais frequentes? Então, você vai adorar saber tudo sobre content atomization.

    Embora seja um termo um pouco mais antigo, criado por Todd Defren, trata-se de uma abordagem que quase todas as grandes marcas e corporações do mundo usam para fazer o marketing de conteúdo render mais. Na verdade, uma vez que você adotar essa forma de pensar, ela mudará a maneira como você vê a produção de textos ou a criação de vídeos para o seu site.

    Aqui está o que você precisa saber sobre content atomization e por que esse processo é tão importante para dimensionar sua estratégia de marketing de conteúdo.

      Saiba o que é content atomization

      Do ponto de vista de marketing, content atomization significa pegar um conteúdo mais longo e dividi-lo estrategicamente em partes menores e focadas. O objetivo principal é tentar obter o máximo de informações possível de um conteúdo mais longo, segmentando-o em ideias adicionais.

      Por exemplo, você pode ter um artigo de blog mais longo sobre um tópico específico em seu nicho. Em seguida, você criaria publicações adicionais menores relacionadas a várias perguntas frequentes ou tópicos paralelos ao que é abordado no artigo principal.

      O objetivo disso? Obter o máximo possível do tempo de pesquisa e criação de conteúdo de sua equipe. Afinal, se eles já estão trabalhando no post principal, adicionar os segmentos menores ao mesmo tempo é tão fácil quanto.

      Content atomization e redirecionamento do conteúdo são a mesma coisa?

      Falando de uma forma simples, eles não são a mesma coisa. Content atomization não inclui pegar o conteúdo inicial e dividi-lo literalmente, o que pode criar um problema de conteúdo duplicado para SEO. Na verdade, tudo se resume ao reaproveitamento de ideias e temas, e não ao conteúdo em si.

      Começar com um tópico abrangente e aprofundá-lo em nichos menores e mais especializados é uma ótima maneira de pegar essa ideia inicial e transformá-la em uma coleção inteira de materiais que ajudarão a preencher seu calendário editorial de uma maneira mais eficiente.

      Descubra quais são os benefícios da content atomization

      Agora que você sabe o que é content atomization, vamos ver os benefícios disso e por que você deve usar esse método.

      Apresenta você como especialista

      Quando se trata de posicionar sua empresa, é importante garantir que seu público veja sua empresa como uma especialista. Por ter vários conteúdos que seguem um tema específico ou uma coleção de ideias, dá a impressão de que você sabe tudo sobre determinado tópico.

      Depois que seus leads veem que você cobriu um ângulo específico em profundidade e em vários canais, isso gera confiança. No final, content atomization coloca você à frente da concorrência, que pode não ter uma abordagem semelhante.

      É muito mais eficiente

      Criar várias peças de conteúdo em torno do mesmo tema central também é uma maneira mais eficiente de preencher seu calendário editorial. Por quê?

      Bom, se sua equipe só precisa pesquisar informações uma vez, então, ela é capaz de produzir mais material do que se tivesse que gastar tempo procurando uma série de tópicos não relacionados.

      Para marcas com recursos limitados em equipe ou orçamento para terceirização, essa é uma ótima maneira de obter mais valor de uma peça de conteúdo inicial do que de outras formas. Por fim, content atomization economiza tempo e dinheiro.

      Conteúdo segmentado atrai públicos diferentes

      Dependendo do seu nicho e do formato utilizado, content atomization pode trazer públicos diferentes para você. Quer um exemplo? Digamos que você tenha criado:

      Quem vê as informações nas redes sociais pode não ser a mesma pessoa que assiste regularmente ao conteúdo em vídeo. E o lead que faz o quiz online pode não gostar de ler e, por isso, deixar de dar uma olhada em sua postagem no blog.

      Está vendo o que queremos dizer? Mesmo que todos esses itens falem do mesmo assunto, eles estão alcançando seu mercado-alvo de maneiras diferentes e em momentos diversos.

      Isso é particularmente importante se você tiver um público amplo, que pode abranger vários nichos menores. Ao usar essa estratégia, você pode garantir que está entrando em contato com as pessoas da maneira que melhor as atrai, e que sua mensagem chegue a elas de maneira mais eficaz.

      Veja como implementar content atomization no conteúdo

      Se você está pronto para começar a implementar content atomization em seu conteúdo, então, está com sorte. O processo em si não é tão difícil, mas requer um pouco de reflexão e planejamento para ser executado de forma eficiente.

      Embora seja possível pegar um conteúdo existente e transformá-lo em um tópico segmentado, geralmente, é melhor ter esse tipo de visão desde o início. Aqui estão os principais passos a serem seguidos.

      Primeiro passo: decidir sobre um tópico geral

      Antes de começar com content atomization, você precisa decidir sobre um tópico geral. Esse foco deveria ser amplo o suficiente para se encaixar em seu nicho geral, mas também para ser dividido em subtópicos menores.

      Muitas vezes, essa é a área em que muitos profissionais de marketing digital têm dificuldades. Eles querem falar sobre um tópico importante de seu setor, mas continuam pensando em um nível micro, em vez de macro.

      Lembre-se de que você deseja que a abordagem seja ampla o suficiente para poder utilizar o conteúdo de várias maneiras. Para ajudar nisso, sugerimos examinar as áreas que são de grande preocupação para o seu setor ou nicho.

      Comece com o problema em si e, em seguida, encontre maneiras de abordá-lo. Por fim, você pode dedicar alguns conteúdos a soluções, perguntas frequentes ou qualquer outra coisa que faça sentido. O principal objetivo é que seu tema seja bastante amplo e ofereça a oportunidade de abordá-lo adequadamente.

      Segundo passo: pesquisar as informações

      Depois de escolher sobre o que vai falar com content atomization, comece a pesquisar as informações. Para facilitar as coisas, defina um tópico principal e, em seguida, encontre sete ou oito temas menores, conforme você avança. Faça anotações sobre cada um deles, como se fossem tópicos independentes.

      No entanto, é importante garantir que todos se relacionem de alguma forma. Isso será essencial mais tarde, quando você realmente começar a produzir o próprio conteúdo. Se puder, tente destacar várias partes que você acha que as informações fariam mais sentido.

      Por exemplo, você pode ter uma folha de papel para seu blog principal e partes separadas para seus blogs menores. Por mais que algumas informações possam ser transferidas de um para os outros, o tópico principal de cada um ainda deve ser a prioridade.

      Terceiro passo: escrever a primeira publicação do blog

      Uma coisa importante a lembrar é que o conteúdo atomizado sempre começa com a primeira postagem no blog. Pense nela como a cesta que contém todos os tópicos que você vai abordar em um único pacote elegante.

      Fique à vontade para tocar nos subtópicos que você abordará no futuro, mas não entre em detalhes. Lembre-se, é para isso que serve o seu outro conteúdo!

      Certifique-se de torná-lo razoavelmente longo, em termos de quantidade de palavras, pois isso tornará mais fácil seguir para outros tópicos, conforme você cria conteúdo com content atomization. Uma boa regra prática é ter algo entre 1.000 e 2.500 palavras.

      Quarto passo: criar postagens menores

      Em seguida, você precisará criar artigos menores. Na maioria dos casos, um post de blog inicial de 1.500 palavras pode acabar criando de três a cinco publicações menores sobre os tópicos abordados naquele primeiro artigo. Um post de 2.500 palavras daria origem a e cerca de sete a dez peças menores.

      Os menores serão mais curtos, mas muito mais diretos naquilo que abordam. Lembre-se de que o objetivo, aqui, é fornecer informações adicionais relacionadas ao que você abordou no primeiro conteúdo com um ponto de vista mais aprofundado.

      Pense naquele primeiro artigo como o resumo principal, e cada uma das postagens menores como capítulos do tópico que você está cobrindo. Faz sentido, não é?

      Você pode até optar por executar tudo como uma série, fornecendo informações adicionais a cada postagem. Para fins de SEO, você pode criar links para postagens menores na postagem principal. Isso tornará mais fácil para as pessoas encontrarem e também aumentará um pouco o seu ranking.

      Quinto passo: decidir sobre os tipos adicionais de conteúdo

      O mais legal de usar content atomization da forma escrita para vídeo, áudio ou conteúdo interativo é que partes desses itens podem ser reaproveitadas a partir de suas postagens iniciais no blog. Algumas das opções mais comuns são:

      • guest post no site de outra pessoa;
      • whitepaper ou ebook para download;
      • série de vídeos no YouTube;
      • infográfico;
      • quiz online;
      • disparos de email;
      • podcast.

      Embora não haja uma resposta certa ou errada para essa etapa, é importante pensar sobre as diferentes pessoas que você está tentando alcançar dentro de seu público-alvo. De novo, nem todo mundo consome informações da mesma maneira, por isso, é vital imaginar como você pode chegar a essas pessoas com mais eficácia.

      Sexto passo: promover nas redes sociais

      Por fim, ao realmente se concentrar em content atomization, você precisa promovê-lo nas redes sociais. Pegue sua parte inicial e crie várias postagens de blog sobre ela que você pode unir com um link.

      Em seguida, faça o mesmo para cada parte do conteúdo adicional que você criou, tanto escrito quanto interativo. Quando isso for concluído, você deverá ter um calendário editorial robusto, com toneladas de ótimas maneiras de seu público-alvo interagir com sua marca.

      Confira exemplos de content atomization

      Agora que você está vendo como content atomization funciona e o seu processo criação, podemos mergulhar um pouco mais fundo na segmentação do conteúdo que você já finalizou. Tudo pronto para ver alguns exemplos de content atomization em ação? Vamos lá!

      Se você tiver um ebook…

      • Comece decidindo qual é o tema principal. Escreva seu artigo principal do blog sobre esse tema.
      • Divida o ebook em posts de blog menores, que incluem vários subtemas. Você pode até considerar a criação de um que traga as perguntas mais frequentes sobre o que está no ebook.
      • Crie conteúdo adicional que se concentre nas mesmas informações, como um vídeo explicando o assunto ou um quiz interativo.
      • Compartilhe todo esse conteúdo nas redes sociais. Você pode até considerar deixar de fora apenas o suficiente das informações substanciais no ebook para usar content atomization, como um teaser para encorajar outras pessoas a baixá-lo.

      Se você tiver um episódio de podcast…

      • Decida o tópico principal do seu episódio. Isso pode ser difícil em alguns casos, pois as informações podem não ser abrangentes o suficiente para uma verdadeira content atomization. No entanto, se for o caso, vá em frente e escreva sua postagem principal do blog sobre o tema.
      • Crie aquelas postagens menores que cobrem o mesmo tópico (você está percebendo um padrão, aqui, sobre como fazer content atomization em várias postagens?).
      • Decida se o episódio do podcast é amplo o suficiente para criar conteúdo adicional, como uma apresentação de vídeo ou, até mesmo, conteúdo interativo.
      • Compartilhe todos os itens usando vários posts em seus canais de redes sociais.

      Se você tiver um vídeo no YouTube…

      • Assim como em um podcast, você deseja decidir se o tema geral é abrangente o suficiente para ser segmentado.
      • Crie aquela postagem inicial do blog. Você pode até incorporar o próprio vídeo na postagem final em seu site.
      • Junte vários artigos de blog menores que abordam as ideias. Talvez uma postagem possa ser o primeiro minuto do vídeo e, talvez, o segundo minuto do vídeo possa ser outra peça de conteúdo.
      • Como estamos abordando o tema geral do vídeo, você pode optar por falar sobre ele em um episódio de podcast, criar um ebook ou workbook ou praticamente qualquer outro método que forneça as mesmas informações para um segmento diferente de seu público.

      Se você tiver um infográfico…

      • Olhe para o infográfico geral e encontre um tópico principal para abordar e vários posts menores para criar. Isso pode significar a segmentação em várias áreas da imagem ou, até mesmo, a escolha de subtópicos menores.
      • Você adivinhou! Crie as peças derivadas e as compartilhe nas redes sociais.

      Entendeu o que fizemos aqui? Content atomization começa com uma ideia principal dividida em vários segmentos menores. Depois de aprender a ver seu conteúdo escrito e interativo dessa maneira, é muito mais fácil criar uma série de postagens, vídeos, episódios de podcast e muito mais, de forma assídua.

      Entenda a importância de mensurar content atomization

      Não se trata apenas de criar toneladas de conteúdo e torcer pelo melhor, certo? Content atomization consiste em mensurar os seus resultados para ver em quais áreas seu público-alvo responde melhor.

      Quer um exemplo? Digamos que você tenha criado uma postagem principal do blog, quatro artigos menores, um vídeo no YouTube e um episódio de podcast. Analise o desempenho de cada um antes de iniciar uma segunda categoria de conteúdo. Isso deve lhe dar uma ideia bastante sólida sobre quais tipos de conteúdo desenvolver e quais evitar.

      A parte mais legal sobre o uso de conteúdo interativo como parte de uma estratégia de content atomization mais ampla é que ele pode, realmente, dar uma boa ideia de como a estratégia está funcionando.

      Imagine se um vídeo ou teste não está indo tão bem, você pode não estar recebendo muita tração nas postagens mais longas do blog. Nesse ponto, pode ser uma boa estratégia fazer um brainstorm dos vários tipos de conteúdo que seu cliente-alvo mais gosta de consumir e fazer ajustes de acordo.

      Conclusão: tire o máximo dos seus esforços de marketing com content atomization

      Começando com um tópico, criando uma longa postagem no blog e, em seguida, desdobrando em partes menores que abordam assuntos individuais com mais detalhes, você pode começar a posicionar sua marca ou empresa como um verdadeiro líder em seu setor. Além disso, você pode utilizar diferentes tipos de conteúdo para ajudar a promover seus esforços e aumentar sua capacidade de alcançar públicos diferentes.

      Essa é uma ótima maneira de atingir várias áreas diferentes do seu nicho e realmente obter o máximo das suas campanhas. Tudo pronto para aprender mais sobre a criação de conteúdo interativo como parte de uma estratégia maior de content atomization?

      Então, confira como aplicar o conceito de mídia interativa no seu negócio para melhorar a experiência do seu público.

      Compartilhe
      facebook
      linkedin
      twitter
      mail

      Inscreva-se em nosso blog

      Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

      Posts Relacionados

      Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

      Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!