Criar blog em subdiretório ou subdomínio? Veja as diferenças e saiba qual é a melhor opção para o seu!

Blog em subpasta (/blog) ou em subdomínio (blog.site)? No primeiro caso, o blog será vinculado ao domínio principal, podendo ser beneficiado pela autoridade do site e vice-versa. No segundo, você tem a oportunidade de gerenciar o seu blog de forma independente e conduzir estratégias diferentes.

Precisando de conteúdo para sua empresa? Encontre os melhores escritores em WriterAccess!

Você já tem um site e pretende criar um blog? Ou, quem sabe, está começando um projeto na web e quer estruturar seus endereços do jeito certo para não ter dor de cabeça depois?

A primeira coisa que você precisa ter em mente é que não existe melhor ou pior quando falamos em blogs hospedados em subdomínios ou subdiretórios. Em termos de SEO, o maior impacto gerado será nas URLs do blog, que poderão ser vinculadas ou não ao domínio principal.

Isso nos leva a um ponto importante. Uma vez feita a escolha entre “/blog” ou “blog.site” é bom mantê-la, pois modificar isso exigirá um trabalho equivalente à migração de um site.

Será preciso criar vários redirecionamentos e seus resultados nos buscadores podem ser seriamente prejudicados durante o processo.

É por isso que você deve fazer uma boa escolha logo no início, e nos tópicos abaixo você encontrará tudo o que precisa para tomar essa decisão. Continue a leitura e confira! 


    Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

    Não se preocupe, não fazemos spam.

    O que é um blog e para que você precisa de um?

    Para começar, é importante resgatar os objetivos da sua estratégia de Marketing de Conteúdo, o que parte da reflexão sobre o que é e quais os objetivos de um blog.

    Esse canal é fundamental para aparecer nas buscas, não apenas nos buscadores tradicionais, mas também nos resultados apresentados por assistentes virtuais, como Google Assistant, Alexa e Siri. 

    Embora o conteúdo visual tenha ganhado um enorme destaque nos últimos anos com a ascensão das mídias sociais, o Google ainda é o principal recurso de pesquisa para assuntos diversos na maioria dos países e o site mais acessado do mundo, como revelam as estatísticas do Cloudflare Radar.

    Isso significa que aparecer em suas buscas é muito importante e pode fazer toda a diferença no seu negócio, mesmo se você atua com outros tipos de tráfego. Ainda que os anúncios sejam fundamentais para a maioria dos projetos, nada se compara à autoridade gerada pelo tráfego orgânico.

    Nesse contexto, podemos citar as seguintes funções de um blog:

    • gerar autoridade e melhorar a reputação da sua marca;
    • introduzir o público em um novo serviço ou mercado;
    • gerar tráfego qualificado para um site ou e-commerce;
    • atrair, engajar e criar relacionamento com uma audiência;
    • ser um canal de informação ou influência.

    Considerando os objetivos definidos para essa ferramenta, fica mais fácil saber qual é a opção mais vantajosa na hora de hospedar o seu blog.

    O objetivo aqui é verificar se há necessidade de gerenciar o seu site ou domínio principal de forma independente, embora existam outros fatores a se verificar e que abordaremos em breve.

    Tenha um blog de sucesso! Faça seu blog crescer e escale a sua produção de conteúdo com os melhores freelancers no WriterAccess!

    Qual a diferença entre criar um blog em subdiretório e subdomínio?

    A “raiz” de um site, como é chamada, é a pasta com todos os seus dados ― do layout ao conteúdo ― dentro do servidor, que é a máquina que você contrata ao comprar um plano de hospedagem. É a partir daí que temos a grande diferença entre os dois tipos de blog.

    Quando criamos um blog em um subdiretório ou subpasta, todos os seus arquivos ficarão em uma pasta dentro do diretório principal. Ou seja, os dados do seu site e do seu blog ficarão juntos, em um mesmo lugar.

    Já quando criamos um blog em subdomínio, uma pasta é criada fora do diretório principal e, por isso, ela tem um endereço diferente. Nesse caso, o seu blog funcionará como um site à parte, embora compartilhe o mesmo servidor do seu endereço principal.

    Há ainda a opção de não fazer nenhuma das duas coisas, postando seus conteúdos dentro da pasta principal, sem separações. Essa é a configuração padrão do WordPress, mas, nesse caso, seu site será reconhecido como um blog, apenas.

    Como criar um subdiretório para um blog?

    Se quisermos realizar o procedimento manualmente, basta acessarmos a pasta principal do nosso site (o diretório raiz) e criar uma nova pasta dentro dela para o nosso blog. Em seguida, instalamos um novo WordPress (ou o CMS que você preferir) nesse local.

    Um jeito mais fácil ― e ideal para quem não está acostumado a gerenciar arquivos de sites ― é usar as ferramentas do seu host.

    Você pode encontrar essa opção no cPanel (se seu plano de hospedagem o incluir) ou no painel de configurações do serviço.

    Como criar um subdomínio para um blog?

    Para criar um subdomínio, o processo é semelhante ao anterior. Neste caso, porém, criamos uma pasta ao lado da pasta principal do seu site, e não dentro. Em seguida, tal como no processo anterior, adicionamos uma nova instalação do CMS.

    O mais recomendável, caso seja leigo no assunto, é realizar o procedimento a partir das ferramentas incluídas no seu plano de hospedagem.

    Geralmente há uma opção específica para criar um subdomínio, sendo necessário apenas informar qual será o nome do prefixo do endereço (subdomínio.domínio).

    Você também pode se interessar:

    Quais são as vantagens e desvantagens de um blog em subdiretório?

    Criar um blog em subpasta é, provavelmente, a opção mais comum, pois simplifica toda a operação de SEO.

    Apesar de o blog ter um CMS à parte, as URLs dos posts são entendidas pelos buscadores como páginas do seu domínio principal. Como explicaremos, existem vantagens e desvantagens nisso. Veja!

    Quais são as vantagens de criar um blog em subpasta?

    Como dito, nesse caso, os resultados de SEO do seu site principal serão combinados com o do seu blog. Ou seja, quando um deles vai bem nas buscas, o outro também é beneficiado, assim como o oposto. Logo, não adianta fazer um bom trabalho de otimização no seu blog e pecar no seu site institucional.

    Se o objetivo do seu blog é somente aumentar a autoridade do seu site principal, por exemplo, essa é a escolha certa, pois o bom rankeamento dos seus artigos vai impulsionar também as páginas do domínio principal.

    Quais são as desvantagens de criar um blog em subpasta?

    O que é vantagem para uns, é desvantagem para outros. Centralizar seus esforços de SEO pode ser perigoso se os objetivos do seu site e do seu blog são diferentes. 

    Se você também usa seu domínio principal para criar landing pages e páginas de venda especificamente otimizadas para anúncios pagos e que ficam no ar temporariamente, isso pode gerar um impacto negativo no rankeamento dos posts do seu blog.

    Esse desalinhamento de objetivos também torna o monitoramento e a gestão dos dados confusa, pois os indicadores são muito diferentes em cada estratégia. É possível “botar ordem na casa” usando marcações específicas, mas isso exigirá bastante trabalho extra.

    Quais são as vantagens e desvantagens de um blog em subdomínio?

    Agora é a vez de falar dos blogs hospedados em subdomínios, o que também tem suas vantagens e desvantagens. Nesse caso, a principal diferença é que o subdomínio é entendido pelos buscadores como um site diferente (mas ainda vinculado ao endereço principal). Vejamos, então, de que forma isso é bom e ruim.

    Quais são as vantagens de criar um blog em subdomínio?

    A principal vantagem de ter um blog “separado” do site, digamos assim, é a possibilidade de gerenciá-lo de maneira independente. Você poderá, inclusive, criar uma propriedade exclusiva para ele no Search Console e no Google Analytics. Dessa forma, você poderá operar estratégias diferentes sem gerar impactos diretos entre elas.

    Isso não impede que seu blog gere tráfego e autoridade para o seu site principal, pois você também pode obter isso por meio de link building. Os resultados não serão imediatos, mas ainda assim, possíveis.

    Um ponto muito importante nesse caso, entretanto, é a segurança. Plataformas de serviços, e-commerces e outros sites que realizam transações e outros tipos de operações sensíveis devem ser gerenciados de maneira independente.

    Dessa forma, você impede que seu blog sofra com o maior volume de tentativas de acesso maliciosas, típicas nesse tipo de website, e também impede que seu blog seja usado como meio de invasão. A instalação de serviços de segurança adicionais também é simplificada quando não há blogs em subpastas.

    Se você terceiriza o trabalho de produção de conteúdo do seu blog, essa é também a melhor escolha, pois torna muito mais difícil o acesso às informações do diretório principal por pessoas não autorizadas.

    Qual é a desvantagem de criar um blog em subdomínio?

    A única desvantagem de usar um subdomínio para criar o seu blog é que isso pode exigir uma nova estrutura de gerenciamento de SEO (e tráfego pago, se a sua estratégia incluir). A depender do tipo e do tamanho do negócio, podem ser necessários novos profissionais e investimentos.

    Você deve verificar, portanto, se isso é realmente necessário para o seu projeto, pois desvantajoso mesmo seria aumentar os custos sem um retorno significativo do investimento.

    Em blogs e sites menores, por outro lado, não há tanta diferença, exceto pela necessidade de ter que gerenciar mais de uma conta nas ferramentas de Marketing. 

    Como escolher a opção mais adequada para o seu blog?

    Como você provavelmente imaginava, a resposta para o título deste artigo, assim como para várias outras perguntas de SEO, é o famigerado “depende”.

    Tudo dependerá das características do seu projeto, dos seus objetivos na internet e também da estrutura do seu negócio.

    Para ficar ainda mais fácil escolher, separamos alguns pontos que você deve estar de acordo em cada opção.

    É recomendável criar um blog em subpasta se:

    • você precisa do blog para aumentar a autoridade do seu site;
    • se a estratégia do seu blog é a mesma ou equivalente à do seu site;
    • se é você ou sua equipe de confiança que cuida das configurações e das publicações do seu blog;
    • se o seu blog será o principal canal de atração, geração de leads e relacionamento do seu negócio e seu site apenas um canal institucional.

    Por outro lado, é recomendável criar um blog em subdomínio se:

    • você pretende operar estratégias diferentes no seu blog;
    • se o seu projeto ainda está em consolidação e você não deseja, no momento, vincular o seu blog ao seu site;
    • se o domínio do site tem algum problema de SEO ou de marca que pode prejudicar a autoridade do seu blog;
    • se o seu site trabalha com operações sensíveis, como armazenamento de dados pessoais, cadastros e transações financeiras;
    • se você pretende terceirizar as demandas do seu blog para profissionais ou empresas externas.

    Para finalizar o conteúdo, vale reforçar que não faz nenhum sentido afirmar que uma opção é sempre melhor ou sempre pior do que a outra, pois, como você pôde analisar, a escolha depende de vários fatores.

    Também vale lembrar que é possível mudar. O problema é que isso pode ser bastante trabalhoso, se o seu blog tiver muitos artigos publicados, e precisa ser feito com cautela para que os esforços anteriores não sejam perdidos.

    Não importa, porém, se você tem um blog em subpasta ou em subdomínio. Existem blogs de sucesso usando ambos os formatos. O importante é garantir que o local escolhido para a instalação torne a gestão do seu projeto na web a mais simples e eficiente possível.

    Agora que você sabe onde instalar o seu blog, é bom começar fazendo tudo direitinho. Aproveite que já está aqui e confira o nosso guia completo sobre como criar um blog!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

    Encontre os melhores freelancers de conteúdo no WriterAccess.

    CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

    Encontre os melhores freelancers de conteúdo em WriterAccess.

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Posts Relacionados

    Compre conteúdo de alta qualidade com a WriterAccess.

    Tenha acesso a mais de 15.000 freelancers especializados em redação, edição, tradução, design e muito mais, prontos para serem contratados.

    Fale com um especialista e amplie seus resultados de marketing.

    A Rock Content oferece soluções para produção de conteúdo de alta qualidade, aumento do tráfego orgânico e conversões, e construção de experiências interativas que transformarão os resultados da sua empresa ou agência. Vamos conversar.