Cron: saiba o que é, como executar e agendar tarefas

O Cron é um comando no Linux que permite programar tarefas para serem executadas de maneira independente. Esse recurso é essencial para criar anos de recorrência dentro de contextos de monitoramento.

cron

Precisando de conteúdo para sua empresa? Encontre os melhores escritores em WriterAccess!

Automatizar tarefas é uma das características mais marcantes dos trabalhos em ambiente digital. É possível fazer isso de diversas formas, utilizando várias soluções e em todos os campos, em qualquer hospedagem. Mas quando falamos de tarefas de programação, das mais comuns às mais complexas, o Cron é uma das opções mais práticas e eficazes existentes.

Nem sempre uma pessoa que atua como programador ou outro profissional de TI estará à disposição para executar tarefas que são consideradas essenciais. No entanto, isso não significa que um disparo ou um processo de rotina deixarão de ser feitos. O papel do Cron é, justamente, permitir que haja essa programação e, no momento certo, o trabalho em questão possa ser executado.

Neste conteúdo, você saberá o que é o Cron e como pode ser utilizado. Vamos falar sobre:

    Acompanhe!

    O que é Cron?

    Cron é um comando do Linux que permite agendar tarefas a serem realizadas futuramente, podendo ser horas depois ou em outro dia. Com essa configuração, o servidor vai executar qualquer processo no dia e hora informados em um site ou sistema, respeitando a devida fila de trabalhos que foi projetada.

    Ou seja, toda nova tarefa entrará em uma fila para ser realizada no momento em que for possível, ou na hora programada. Para que sejam executadas, é necessário programar um comando específico para cada uma delas.

    Portanto, estamos falando de uma atividade que depende de certo conhecimento em programação. É por isso que o uso do Cron é bastante recorrente entre profissionais de TI que precisam manter rotinas de análise, monitoramento e inspeção ininterruptas.

    Sintaxe do Cron

    Todo Cron Job precisa estar sustentado pela sintaxe essencial de construção de uma tarefa. Estamos falando de três etapas essenciais:

    • periodicidade: essa parte do trabalho trata sobre quando e quantas vezes a tarefa será executada. A ideia, aqui, é definir intervalos, vezes de repetição e qualquer outro detalhe relacionado ao período em que a tarefa acontecerá;
    • comando: aqui, é o comando que será escrito para que a tarefa seja executada em Cron. Pode ser qualquer tarefa possível que caiba na programação dentro desse utilitário no Linux;
    • usuário: em tarefas do tipo realizadas pelo sistema, identificar o usuário que vai executá-las é necessário. Por isso, essa parte do comando precisa ser considerada.

    Para entender melhor como funcionam os comandos considerando a sintaxe, você pode visualizar a linha de informação relacionada à tarefa desejada. Veja alguns exemplos criados pela Hostinger:

    • 0 0 * * 0 /root/backup.sh — faça backup todo domingo à meia-noite;
    • 0 * * * 1 /root/clearcache.sh — limpe o cache de hora em hora às segundas-feiras;
    • 0 6,18 * * * /root/backup.sh — faça backup dos dados duas vezes por dia, às 6h e às 18h;
    • @hourly /scripts/monitor.sh — faça um monitoramento de hora em hora;
    • 0 0 * * * /scripts/monitor.sh — execute um script de monitoramento uma vez por dia, à meia-noite.

    Para que serve o Cron Job?

    O Cron Job trata das tarefas que você pode programar com uso dos comandos de Cron. Portanto, o impacto desse comando vai variar de acordo com o uso, ou seja, com o que será automatizado. Para alguns profissionais, ter essa possibilidade é essencial para conseguir manter todas as suas demandas devidamente executadas.

    Portanto, é fundamental enxergar o Cron Job como um recurso de automação voltado para rotinas de trabalho, sobretudo, as mais complexas. Logo, inspeções, disparos recorrentes, backups e outras atividades, rapidamente, ganham destaque como as mais pensadas em Cron Job.

    Quais são as principais aplicações de um Cron?

    Pensar em Cron como uma ideia não é difícil, afinal, a automação é uma realidade bastante sólida em nosso dia a dia. Mas afinal, como esse recurso pode ser aplicado em diferentes realidades e necessidades? Mostramos isso, a seguir!

    Para fazer backups

    Backups são tarefas muito necessárias em diversos contextos, seja de usuários comuns, seja para empresas que precisam proteger suas informações. Por isso, é recorrente a necessidade de definir e executar esses backups periodicamente, de acordo com a demanda de cada empresa.

    O problema é que os backups nunca podem ser esquecidos, então, a automatização se faz necessária. A melhor escolha é usar um Cron Job para garantir que esse processo seja executado sem a necessidade de ação ou supervisão de uma pessoa.

    Ainda mais importante, a rotina de backups pode ser programada para ser executada de maneira automática, de maneira recorrente. O número de repetições é decidido pelo usuário, ou seja, considerando as diretrizes da empresa para essa atividade.

    Para executar limpezas periódicas

    As limpezas periódicas precisam ser feitas na rede e em computadores específicos. A relevância desse trabalho está diretamente relacionada ao desempenho, uma vez que o excesso de arquivos sem utilidade pode prejudicar o computador.

    Portanto, a definição da tarefa deve ser programada para o dia e a hora desejados, de maneira recorrente ou não. O fator mais importante é determinar quais tipos de arquivos serão excluídos. Assim, você evita perder material importante.

    O ideal é fazer uma programação pensando em períodos recorrentes, com repetições sólidas. Com isso, você não precisa perder tempo fazendo uma análise demorada e detalhada do que pode ser excluído. Dedique seu período de trabalho apenas a tarefas estratégicas!

    Para disparar emails para bases

    O disparo de emails é bastante comum e, geralmente, é uma tarefa executada com ajuda de ferramentas de email marketing. No entanto, o Cron pode ser utilizado para programar essa ação sem maiores problemas, mantendo uma atividade recorrente, de maneira eficaz.

    É mais comum que o uso do Cron em relação ao e-mail seja para o disparo de mensagens de diagnóstico, ou relacionada a status técnico, de maneira geral. Assim, o próprio sistema vai formular esses emails informativos para enviá-los a determinada base de contatos.

    Portanto, antes de usar o Cron para essa finalidade, pense que a programação de emails deve focar o que é necessário. Isso evita que a caixa de entrada dos receptores fique cheia de mensagens automatizadas, o que pode ser pouco agradável no cotidiano de uso da ferramenta.

    Configurar a execução de um programa

    Rodar programas de maneira automática também pode ser importante. Muitas dessas aplicações ajudam a manter algumas tarefas importantes ou executar processos que são parte da rotina de trabalho da empresa. Portanto, programar a execução desses programas é, também, um uso constante e real do Cron.

    Aqui, o agendamento é bastante simples. Basta indicar qual é essa aplicação, que dia e hora precisa rodar e quando repete essa tarefa. É possível detalhar as ações que serão feitas pelo programa. Assim, não há riscos de pensar em uma tarefa, mas ver outra sendo executada.

    Enviar relatórios diários

    Os relatórios são fundamentais como mecanismo informativo em relação às atividades sendo realizadas ininterruptamente por computadores e servidores. Por isso, é importante que pessoas que estão no controle desses sistemas possam fazer um acompanhamento diário por meio de relatórios.

    Para que isso seja possível, ainda que remotamente, a programação de uma tarefa Cron é essencial. Assim, o sistema gera os relatórios com as informações necessárias e envia diretamente para quem está responsável por esse monitoramento. Isso garante um acompanhamento seguro.

    Esse uso do Cron é importante para que se possa acompanhar qualquer comportamento inadequado de um sistema, assim como tentativas de ataques. O relatório precisa ser diário, o que não é um problema para execução nesse comando do Linux.

    Executar um diagnóstico de rede

    O monitoramento e os diagnósticos são importantes para que se possa acompanhar de maneira dinâmica o comportamento da rede, como possíveis instabilidades, quedas de velocidade e nível de segurança.

    Esse diagnóstico garante que haja um monitoramento mais constante e repetitivo, algo que tomaria muito tempo e necessitaria de atenção recorrente. Com a tarefa automatizada, é possível programar inúmeras análises e o envio dessas informações de forma dinâmica.

    Os diagnósticos de rede podem evitar que serviços importantes fiquem fora do ar ou, até mesmo, que outras rotinas comuns aconteçam. Portanto, é altamente recomendável utilizar esse recurso para ter um acompanhamento mais dinâmico e capaz de gerar segurança operacional.

    Como configurar o Cron?

    Configurar uma tarefa no Cron não é um processo extremamente complexo ou que demanda conhecimentos muito aprofundados. Para programadores e profissionais de TI com certa experiência, executar essas ações é bem tranquilo. Mostramos como fazer essa configuração prévia para que a tarefa funcione adequadamente. Acompanhe!

    Configurando o Cron no cPanel

    Comece fazendo seu login no cPanel e, em seguida, navegue pelo dashboard da interface e busque pela opção “Cron jobs” (ícone do calendário de mesa).

    cPanel Advanced tab showing the Cron Jobs icon

    Em seguida, você precisará cadastrar o email em que receberá as informações dessa tarefa. Preencha essa informação apenas se seu email já não estiver registrado. Você também pode trocar a informação de recebimento e clicar em Update Email para fazer a atualização.

    Window showing current email address as well as the option to update to a different email address for cron job output

    Logo depois, você será direcionado a uma tela em que pode clicar no botão “Add Cron job”, ou seja, adicionar uma nova tarefa de Cron. Nos campos que aparecerão em seguida, preencha todas as informações do comando, considerando as configurações de sintaxe dessa tarefa. 

    Add New Cron Job window highlighting the "Command" form field
    Add New Cron Job window highlighting the "Common Settings" for recurring commands

    Nessa tela, você também poderá escolher a recorrência dessa tarefa. Dia, hora, mês, dias de semana, fins de semana e outras opções estarão disponíveis para o máximo de personalização.

    Add New Cron Job window highlighting the individual time settings for recurring commands

    Terminou? Ótimo, agora é só clicar em “Add new Cron job” ao fim da tela para formalizar a programação de tarefa que você configurou. Ela passará a valer a partir disso. 

    Window highlighting the "Add New Cron Job" button

    Configurando uma tarefa de Cron no Plesk

    O Plesk é outra opção para quem trabalha no Linux, e também é possível configurar sua tarefa de Cron por lá. Para isso, você precisará seguir alguns passos simples.

    Comece fazendo login no seu dashboard do Plesk para começar a configuração. Em seguida, procure no menu, à esquerda da tela, pela opção “Tools & Settings”.

    Plesk control panel dashboard highlighting "Server Management" and the "Tools & Settings" option

    Abra esse menu e, em “Tools & Resources”, encontre a opção “Scheduled Tasks”.

    Tools & Resources options highlighting "Scheduled Tasks"

    Na tela seguinte, vá até a opção “Plesk Administrator User”.

    System User tab with the "Plesk Administrator" option highlighted

    Na segunda tela de “Scheduled Tasks” na opção “Tools”, clique em “Add New Task”.

    Scheduled Tasks window highlight the option to "Add New Task"

    Na próxima tela, insira todas as informações solicitadas, como mostrado no exemplo abaixo:

    Task information window showing a sample description, scheduler notification, file path, and task priority

    Em seguida, role a tela até a parte “Task Priority” e, então, você verá um calendário. Nesse momento, você pode fazer uma programação da recorrência da tarefa. É possível, como no exemplo abaixo, selecionar a repetição diária e mensal e, na parte de dias da semana, selecionar todos os dias.

    Sample calendar showing highlighting the option to schedule every day of every month

    Se você quiser programar uma frequência diferente para sua tarefa, basta selecionar as caixas correspondentes. Por exemplo, caso deseje que uma tarefa programada seja executada a cada minuto, de cada hora, ou a cada dia, o seu calendário ficaria assim:

    Sample calendar window highlighting the option to schedule for every minute of every hour of every day

    Terminou de programar a tarefa e todos os seus detalhes? Basta clicar em “Ok” para finalizar tudo e registrar sua solicitação.

    Não há dúvidas de que o Cron pode ser uma excelente alternativa para automatizar algumas tarefas consideradas essenciais. Isso garante que monitoramentos importantes não sejam deixados de lado por conta de atuações remotas ou necessidade de dedicação a demandas estratégicas. Como você viu no post, a configuração também é bastante simples.

    Já que o assunto é automatizar tarefas, veja como agendar uma postagem no WordPress!

    Compartilhe
    facebook
    linkedin
    twitter
    mail

    CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

    Encontre os melhores freelancers de conteúdo no WriterAccess.

    CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

    Encontre os melhores freelancers de conteúdo em WriterAccess.

    Inscreva-se em nosso blog

    Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

    Compre conteúdo de alta qualidade com a WriterAccess.

    Tenha acesso a mais de 15.000 freelancers especializados em redação, edição, tradução, design e muito mais, prontos para serem contratados.

    Fale com um especialista e amplie seus resultados de marketing.

    A Rock Content oferece soluções para produção de conteúdo de alta qualidade, aumento do tráfego orgânico e conversões, e construção de experiências interativas que transformarão os resultados da sua empresa ou agência. Vamos conversar.