Guia completo para fazer Data Driven Marketing em 2021

Já ouviu falar de marketing orientado por dados? É parte integrante de uma estratégia de marca de sucesso. Descubra neste artigo sobre Data Driven Marketing como incorporá-lo à sua estratégia de marketing.

data-driven-marketing

    No mundo do Marketing Digital, uma das técnicas mais importantes que surgiram na última década é o data driven marketing, ou marketing baseado em dados.

    Essa estratégia permite que as marcas alcancem o público-alvo em um nível nunca visto antes de a internet mudar a maneira como coletamos e processamos dados.

    Você com certeza já ouviu dados citados em relação ao marketing muitas vezes.

    Talvez causa intimidação pelos muitos tipos de dados que existem ou você tenha preocupação em como integrá-los aos aspectos mais criativos do marketing.

    Mas permanece o fato de que, após uma década de crescimento exponencial, o data driven marketing veio para ficar e pode definitivamente ajudar sua empresa.

    Então, vamos dar uma olhada em exatamente o que é data driven marketing e conferir como ele pode transformar sua estratégia de marketing. Neste guia, cobriremos o seguinte em detalhes:

      O que é data driven marketing?

      Em termos simples, o data driven marketing adquire dados coletados por meio de interações com o cliente ou de terceiros e, em seguida, usa essas informações para entender melhor quem é o público.

      Isso significa aprender sobre as suas preferências, motivações e comportamentos. Esses dados são usados ​​para orientar as decisões de compra de mídia, bem como mensagens criativas. O data driven marketing também pode apontar tendências.

      Os principais objetivos do data driven marketing são criar uma maior eficiência de marketing, aprimorar a experiência do cliente e, claro, obter um melhor ROI nos canais de marketing.

      A história do data driven marketing, na verdade, é anterior à internet. No entanto, a técnica ganhou destaque com o surgimento dela, começando com os softwares de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM).

      Os CRMs permitiam que as marcas chegassem diretamente aos consumidores com mala direta. Eles possibilitaram que as empresas direcionassem suas mensagens a segmentos específicos da população.

      Essa forma inicial de data driven marketing logo entrou no mundo do marketing digital quando a Salesforce engenhosamente colocou um CRM na nuvem. Isso abriu caminho para a automação de vendas e marketing.

      Esse método ainda fazia uso de alguma segmentação na classificação de clientes, mas a maior contribuição que fez ao data driven marketing foi na criação de perfis de marketing de clientes individuais com base em interações de site e e-mail.

      Isso também levou à personalização da publicidade programática (compra e venda automática de anúncios online).

      Esse método inovador de marketing, no entanto, criou um problema próprio: o excesso de dados. Assim, plataformas de gerenciamento de dados (DMPs) foram criadas para gerenciar a entrada de tantos dados.

      Agora, com mais ferramentas do que nunca para coletar, classificar e gerenciar dados, há um potencial quase ilimitado para personalizar o marketing. Isso é algo que poucos profissionais de marketing estão usando em todo o seu potencial.

      No entanto, personalizar a publicidade é mais importante do que nunca. Em um estudo de cinco anos atrás, mais de 75% dos consumidores disseram que ter conteúdo de marcas que parecem pessoalmente relevantes impacta positivamente a escolha de compra deles.

      Em outras palavras, as marcas não podem continuar ignorando todo o potencial do data driven marketing, especialmente com 64% dos executivos concordando que ele é crucial para o sucesso.

      Benefícios do data driven marketing

      Saber onde comprar

      Antes, o planejamento e a compra de mídia mais eficientes exigiam habilidades psíquicas. Algoritmos e machine learning agora permitem tornar a compra programática o mais eficaz possível.

      Buscar o público certo

      O data driven marketing permite que campanhas de anúncios e mensagens específicas sejam direcionadas a públicos característicos. Elas podem até mesmo atingir indivíduos singulares em um marketing personalizado com base no perfil de um cliente.

      Criar o conteúdo mais relevante

      O data driven marketing possibilita a criação de conteúdo direcionado a segmentos específicos da base de clientes.

      Oferecer uma melhor experiência ao cliente

      Uma boa experiência do cliente converterá leads em vendas e novos clientes em clientes recorrentes.

      Aproveitar as vantagens de uma experiência multicanal

      A tecnologia mais recente torna muito mais fácil aplicar dados para criar uma experiência personalizada em uma ampla variedade de plataformas.

      Alcance seu público do seu jeito, indo além de e-mails diretos para redes sociais e muito mais.

      Desenvolver um produto melhor

      As empresas podem até usar dados para ajudar a melhorar um produto com base nas preferências e necessidades dos clientes.

      Aumentar o ROI

      Todos esses benefícios aumentam o ROI do marketing no geral. Também é importante observar que deixar de aproveitar ao máximo as vantagens do data driven marketing significa ficar para trás.

      Como implementar uma estratégia data driven

      Aqui estão os 6 passos para a implementação de uma estratégia baseada em dados.

      1. Analise

      Antes de começar, é fundamental decidir precisamente quais são seus objetivos com uma estratégia de marketing baseada em dados. Isso permitirá que você determine o tipo de dados de que precisará.

      Para criar perfis de cliente individualizados, você necessitará de informações do consumidor, enquanto se sua meta é entender melhor a jornada do cliente, você precisará priorizar os dados de atribuição.

      Depois de estabelecer as suas metas, você pode trabalhar com cientistas de dados para descobrir quais informações estão faltando.

      Junto à definição de metas, crie também indicadores-chave de desempenho (KPIs) para que você possa medir o quão eficaz você é em atingir suas metas.

      2. Automatize

      Pode ser difícil integrar totalmente o data driven marketing em suas práticas existentes. Facilite a vida aproveitando essa oportunidade para a automação de marketing.

      3. Colabore

      Não é possível limitar o data driven marketing apenas ao departamento de marketing. Para que isso funcione bem, é fundamental que esse setor trabalhe com o restante da organização, compartilhando informações com as demais equipes e departamentos.

      4. Observe

      O data driven marketing não é completamente novo, mas está em constante mudança conforme novas tecnologias são desenvolvidas. Observe o que outras marcas estão fazendo, veja o que funciona e o que não funciona e preste atenção para onde as tendências estão indo.

      5. Meça

      Certifique-se de manter seus KPIs atualizados conforme suas metas de marketing mudam e sempre observe se o data driven marketing está atingindo suas metas. Se não estiver, é hora de ajustar sua estratégia.

      6. Use boas práticas

      Esteja certo de que está seguindo as práticas recomendadas quando se trata de marketing baseado em dados. Nós discutiremos esse ponto a seguir.

      Os desafios para alcançar o sucesso no data driven marketing

      Existem também alguns aspectos importantes do data driven marketing que você deve conhecer.

      Boas práticas

      Se você não está empregando boas práticas em sua abordagem de data driven marketing, você corre o risco de piorar as coisas.

      Para conseguir isso, é fundamental que você esteja usando os dados certos e tenha acesso a dados completos. As perguntas que você precisa fazer sobre seus dados incluem avaliá-los sob os seguintes critérios:

      • completude;
      • precisão;
      • oportunidade;
      • relevância;
      • formato.

      Ter acesso aos dados certos garante que você conheça seu público adequadamente. Essa é a base principal em que se baseia o data driven marketing.

      Também é fundamental que você gerencie os seus dados corretamente para aproveitá-los ao máximo o tempo todo. Por fim, é importante que você siga todas as leis relevantes. Você não quer violar a LGPD ou a GDPR.

      Ao ser transparente, fornecer conteúdo de alto valor e usar os dados corretamente, você pode ter sucesso no data driven marketing.

      Alguns outros desafios a serem observados incluem:

      Data silos

      O pré-requisito para o data driven marketing de qualidade são os dados de qualidade. Com frequência, vemos falta de cooperação entre os departamentos, todos tentando coletar dados específicos separadamente e não sendo capazes de compartilhar efetivamente o que eles têm.

      Integração

      Se o data driven marketing não estiver totalmente integrado à estratégia, é improvável que um departamento de marketing consiga obter os dados de que precisa para ter sucesso.

      Tornar-se invasivo

      Embora os consumidores certamente prefiram uma experiência personalizada, eles não querem que as coisas se tornem muito parecidas com o “Big Brother”.

      Certifique-se de estar fornecendo valor ao pedir aos consumidores que forneçam informações pessoais, siga todas as leis relevantes e lembre-se de que a transparência pode ajudar muito.

      Não é fácil

      Enquanto muitos de nós tenhamos trabalhado com marketing pelos muitos aspectos criativos dele, usar Big Data pode parecer algo opressor.

      Ainda há espaço para muita criatividade, desde que o uso dos dados esteja devidamente integrado, o que, reconhecidamente, pode facilmente se complicar.

      Separe um tempo para planejar sua estratégia de marketing baseada em dados antes de implementá-la e se comprometer totalmente com ela.

      Como as marcas estão usando o data driven marketing

      Para entender como o data driven marketing realmente funciona, é importante dar uma olhada em alguns exemplos.

      Aqui estão algumas das campanhas mais bem-sucedidas que vimos utilizando data driven marketing!

      Olay no Super Bowl

      Embora a Olay seja uma das maiores linhas de cuidados com a pele do mundo, para qualquer empresa, fazer um anúncio do Super Bowl é uma aposta enorme.

      Além disso, um anúncio de cuidados com a pele durante o Super Bowl não é exatamente uma escolha intuitiva. Mas antes de assumir esse grande risco, a empresa pesquisou seus dados, observando quais outros interesses seu público tinha além de cuidados com a pele.

      Ao observar os dados do YouTube e do Google, dois temas emergiram: futebol e filmes de terror. Assim nasceu o anúncio #olay com estilo de filme de terror e estrelado por Sarah Michelle Geller.

      DirecTV na mudança

      De certa maneira, a TV a cabo foi uma das primeiras indústrias a usar o data driven marketing em grande escala. Então, nada mais justo que fique com a TV por satélite o desenvolvimento de um ótimo método de data driven marketing.

      Ao analisar seus dados, a DirecTV descobriu que um dos mercados potenciais mais férteis eram as pessoas que haviam se mudado recentemente e ainda não haviam assinado um plano de TV.

      Na verdade, eles descobriram que aqueles que haviam se mudado recentemente tinham 20% mais chances de considerar uma opção diferente do que aqueles que não fizessem isso.

      A DirecTV foi capaz de capitalizar essa tendência criando uma parceria com a USPS, permitindo-lhes atingir aqueles que se mudaram recentemente. Esse é um ótimo exemplo de dados de terceiros usados ​​para impulsionar o data driven marketing.

      Embora a USPS seja uma das fontes mais confiáveis ​​de dados de terceiros, existem muitas outras possibilidades que contêm informações valiosas, algumas das quais dependem do setor.

      Abreva busca os mais jovens

      O remédio para herpes labial Abreva percebeu que precisava atingir um público mais jovem.

      Antes, muitos dos esforços de marketing dela eram voltados para um público de mais de 35 anos, que alcançavam por meio da televisão. Porém, eles descobriram que a maioria das pessoas tem suas primeiras feridas na adolescência, tornando esse um grupo demográfico importante.

      No entanto, o herpes labial é um assunto complicado, especialmente para os adolescentes.

      A Abreva superou esse obstáculo criando 119 anúncios diferentes para mostrar no YouTube para indivíduos direcionados com base no que eles assistiam, então havia um anúncio específico para adolescentes assistindo a um tutorial de maquiagem, outro para adolescentes assistindo a vídeos de fofocas de celebridades, e assim por diante.

      Isso garantiu que os anúncios fossem direcionados aos interesses dos espectadores. A marca também viu um aumento de 342% no interesse de pesquisa e um aumento de 41% na conversão de anúncios.

      data driven marketing

      Quais são as principais ferramentas de data driven marketing?

      Buzzsumo

      Essa ferramenta paga ajuda você a rastrear seu próprio desempenho digital, ao mesmo tempo que fornece uma visão sobre os seus concorrentes.

      O Buzzsumo é um recurso ideal para pesquisar palavras-chave, bem como encontrar tendências para ajudar você a otimizar sua própria estratégia de conteúdo. A ferramenta permite monitorar concorrentes, oferecendo um melhor entendimento de como você se compara com eles.

      Hubspot

      Oferecendo uma versão gratuita e uma paga, o Hubspot, junto com o Marketo e o Pardot, cria uma solução elegante para automação de marketing. Isso permite que você faça mais com os dados do que nunca.

      Google Analytics

      O Analytics é um serviço gratuito que fornece uma visão detalhada das interações de seus clientes em seu site, desde como eles chegaram até que ações realizam enquanto estão lá.

      Salesforce ou Oracle

      Salesforce e Oracle são ótimas opções para um CRM. Isso permite que você crie um banco de dados completo de clientes.

      O data driven marketing é o futuro do marketing, tendo mudado fundamentalmente a forma como comercializamos digitalmente. Está na hora de se certificar de que sua marca aproveite ao máximo essa técnica inovadora.

      Se quiser saber mais sobre o tema, baixe agora a 4ª edição da Rock Content Magazine sobre os pilares do data driven marketing!

      Compartilhe

      Inscreva-se em nosso blog

      Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

      Posts Relacionados

      Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

      Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!

      Nosso site é otimizado para cada país em que operamos.

      Ir para site em Português ->