É o fim do Twitter? O que os profissionais de Marketing devem saber sobre o rebranding de Elon Musk do Twitter para X

Precisando de conteúdo para sua empresa? Encontre os melhores escritores em WriterAccess!

Desde que Elon Musk adquiriu o Twitter em outubro do ano passado por modestos $44 bilhões, ele demitiu aproximadamente 80% de seus funcionários e introduziu mudanças controversas na plataforma, o que causou frustração entre os usuários.

Em 2022, compilamos algumas dessas mudanças e apresentamos uma retrospectiva desse ano controverso do Twitter.

Cerca de um mês atrás, ele anunciou limitações no número de postagens e mensagens diretas na plataforma, direcionadas principalmente aos usuários sem o selo de verificação azul.

No entanto, desta vez, após uma série misteriosa de tweets na noite de domingo, 23, Musk revelou em sua própria rede social que o Twitter está passando por um processo de rebranding e agora se chama “X.” Ele então apresentou o novo logotipo, apresentando um “X” preto e branco em vez do antigo pássaro azul.

Razões e motivações por trás do rebranding do Twitter

Elon Musk tem falado sobre sua intenção de criar o que ele chama de “aplicativo completo” há algum tempo. Quando ele adquiriu o Twitter, ele twittou (ainda podemos dizer “twittou” para esse período?) de sua conta: “Comprar o Twitter vai acelerar a criação do X, o aplicativo completo.

Ele estava proponSua ideia seria algo semelhante ao chinês WeChat, onde os usuários não apenas encontram entretenimento, mas também fazem compras e realizam outras transações financeiras.

De acordo com Walter Isaacson, que já estava escrevendo a biografia de Elon Musk antes mesmo da aquisição do Twitter, Musk enviou uma mensagem para ele, dizendo: “Estou muito animado para finalmente implementar o X.com como deveria ser, usando o Twitter como um acelerante!”

Mas por que substituir o nome da marca? Por que remover o logotipo do pássaro?

Isaacson também lembrou que, no início dos anos 2000, Musk já havia planejado usar a marca “X.com” para o que mais tarde se tornou o PayPal, mas não conseguiu convencer seus investidores na época.

No entanto, Musk reforçou seu misterioso desejo de usar a letra “X” em uma de suas marcas. Em 2002, ele nomeou sua empresa aeroespacial de SpaceX.

Como de costume, Musk esclareceu isso para os usuários do Twitter (agora conhecido como “X”):

“O Twitter foi adquirido pela X Corp tanto para garantir a liberdade de expressão quanto como um acelerador para o X, o aplicativo completo. Isso não é apenas uma simples mudança de nome da empresa, mas fazendo a mesma coisa.

O nome Twitter fazia sentido quando eram apenas mensagens de 140 caracteres indo e vindo – como pássaros twittando – mas agora você pode postar quase qualquer coisa, incluindo várias horas de vídeo.

Nos próximos meses, adicionaremos comunicações abrangentes e a capacidade de conduzir todo o seu mundo financeiro. O nome Twitter não faz sentido nesse contexto, então devemos nos despedir do pássaro.”

Linda Yaccarino, a CEO recentemente contratada do Twitter (agora X), acrescentou ainda: “X é o estado futuro de interatividade ilimitada – centrado em áudio, vídeo, mensagens, pagamentos/bancos – criando um mercado global para ideias, bens, serviços e oportunidades. Impulsionado pela inteligência artificial, o X nos conectará de maneiras que estamos apenas começando a imaginar.”

O que os especialistas estão dizendo sobre o rebranding do twitter?

Desde que o rebranding foi anunciado, muitos especialistas em marketing criticaram a decisão. Alguns deles estão firmes em afirmar que essa mudança é um grande erro. Aqui estão algumas dessas opiniões:

  • Becci Salmon, diretora de design da agência de publicidade FCB London, pertencente à IPG: Segundo o The Drum, Salmon diz que “Há muito a ser dito sobre a equidade da marca – a reputação e o reconhecimento do Twitter não foram construídos da noite para o dia,” e “Twitter, tweets, twittar – tudo isso faz parte do vocabulário, uma familiaridade que foi construída ao longo de 17 anos. [Musk está] destruindo uma marca que tem sido fundamental nas mídias sociais… minha primeira reação foi pensar que isso é algo que apenas um bilionário em uma viagem de ego faria.”
  • Mike Proulx, diretor de pesquisa e vice-presidente da Forrester: “Enquanto a visão de Musk é transformar o ‘X’ em um ‘aplicativo completo’, isso levará tempo, dinheiro e pessoas – três coisas que a empresa já não tem mais,” e também acrescentou que Musk “destruiu sozinho mais de quinze anos de uma marca que conquistou seu lugar em nosso léxico cultural,”
  • Richard Michie, CEO e fundador da The Marketing Optimist: Michie chamou o rebranding de “suicídio absoluto de marketing” e disse que “Elon Musk tem dado uma aula magistral sobre como matar uma marca com uma morte lenta e dolorosa.”
  • Mark Ritson, doutor em Marketing e ex-professor em programas de MBA de importantes escolas de negócios, incluindo a London Business School e o MIT: Ritson escreveu um artigo para o MarketingWeek listando “12 razões pelas quais o rebranding do Twitter para X é um erro” e disse “Ele está tomando essas decisões sozinho. Correndo nu durante a noite. Impulsionado pelo ego e um desejo veemente de tornar sua aquisição errada um sucesso.”

O que significa esse rebranding para os profissionais de marketing e empresas?

Há um pouco mais de duas semanas, o próprio Musk twittou: “Ainda estamos com fluxo de caixa negativo, devido a uma queda de ~50% na receita de publicidade, além de uma pesada carga de dívidas. Precisamos alcançar um fluxo de caixa positivo antes de termos o luxo de qualquer outra coisa“, em resposta a sugestões de recapitalização de usuários.

Mas com o que devemos realmente nos preocupar?

Uma pesquisa realizada pelo Pew Research Center, publicada em maio, fornece alguns dados sobre o comportamento dos usuários americanos na plataforma que preocupa os profissionais de marketing sobre seu potencial. Vale ressaltar que os Estados Unidos ocupam o primeiro lugar em número de usuários no Twitter.

A pesquisa do Pew Research Center destaca dois pontos principais:

  • Aqueles que usaram o Twitter no último ano relataram ter feito uma pausa na plataforma durante esse período.
  • Um quarto deles afirma que é pouco provável ou nada provável que estarão no Twitter daqui a um ano.

A verdade é que, com as pessoas considerando deixar a plataforma, as empresas estão hesitantes em investir em publicidade no Twitter. Na tentativa de lidar com isso, parece que a rede social do bilionário Musk tem tomado algumas ações rápidas.

Por exemplo, pouco antes do anúncio do rebranding, Musk postou que um plano de monetização estará disponível para qualquer pessoa que se junte à conta verificada.

Isso significa que os usuários terão a chance de ganhar dinheiro com anúncios que podem ser vistos em seus perfis, desde que paguem para ter uma conta verificada.

O futuro incerto da X.com

Para mim, parece que a X.com está fazendo uma tentativa desesperada para manter os “dois pássaros na mão”.

Com isso, a empresa assume uma posição de atrair os usuários de contas verificadas (pagas), tornando a adesão mais atraente (especialmente para criadores de conteúdo) e, consequentemente, aumentar o investimento dos anunciantes na plataforma.

No meio de tudo isso, outras redes sociais podem se beneficiar do momento e atrair a atenção dos anunciantes, incluindo a Threads, lançada recentemente.

Após experimentar uma queda significativa no número de usuários ativos, o aplicativo concorrente criado pela Meta e integrado com o Instagram tem uma grande chance de crescer novamente em meio à crise enfrentada pelo que agora é conhecido como “X”.

Em resumo, o caminho do “X” permanece incerto. As escolhas da empresa nos próximos meses serão cruciais para que eles se mantenham competitivos no acirrado mundo das redes sociais. Do contrário abrirão vantagem para seus concorrentes. Portanto, fique atento para ver como tudo isso vai se desenrolar e descobrir, finalmente, onde apostar as suas fichas!

Compartilhe
facebook
linkedin
twitter
mail

CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

Encontre os melhores freelancers de conteúdo no WriterAccess.

CONTEÚDO CRIADO POR HUMANOS

Encontre os melhores freelancers de conteúdo em WriterAccess.

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Posts Relacionados

Compre conteúdo de alta qualidade com a WriterAccess.

Tenha acesso a mais de 15.000 freelancers especializados em redação, edição, tradução, design e muito mais, prontos para serem contratados.

Fale com um especialista e amplie seus resultados de marketing.

A Rock Content oferece soluções para produção de conteúdo de alta qualidade, aumento do tráfego orgânico e conversões, e construção de experiências interativas que transformarão os resultados da sua empresa ou agência. Vamos conversar.