Seu anúncio está em revisão no Google Ads? Entenda o que significa

Seu anúncio entrou em revisão pelo Google Ads e você não quer perder tempo para lucrar com a Internet? Já é sabido que uma estratégia de Marketing Digital que se preze combina SEO (Search Engine Optimization) com mídia paga, seja do Google, seja de outro search engine.

em revisão google ads

    Embora a combinação entre as boas práticas de Marketing Digital estratégias orgânicas (Marketing de Conteúdo e email marketing) e pagas — garanta excelentes resultados de visibilidade e conversão, é imprescindível contar com profissionais especializados. Um consultor de Google Ads, por exemplo, tem conhecimento sobre as regras que determinam as classificações nas SERPs e as aprovações automáticas dos anúncios que serão veiculados no buscador. Contudo, algumas vezes, eles entram em revisão no Google Ads.

    Se isso acontecer, saiba que a equipe de análise de anúncios digitais do Google tem bons motivos para isso. Provavelmente, você violou alguma diretriz da plataforma, relacionada ao conteúdo, à formatação, à marca ou à linguagem.

    Qualquer inadequação com alguns dos requisitos de qualidade faz com que o anúncio entre em revisão no Google Ads. São altos padrões profissionais e editoriais exigidos para garantir a melhor experiência ao usuário, conteúdos relevantes e adequados à intenção primária de pesquisa.

    Neste artigo, explicamos como funciona o Google Ads, quais os processos e o tempo para a aprovação dos anúncios e os motivos pelos quais essa revisão acontece. Veja, a seguir:

      Como funciona o Google Ads?

      O Google Ads é a plataforma de anúncios do Google e um dos produtos mais rentáveis para o maior buscador da Internet. Com ele, as empresas otimizam a performance nos buscadores, conquistando posições privilegiadas e relacionadas às palavras-chave e à intenção de busca dos usuários.

      Na plataforma, os anunciantes participam de leilões de palavras-chave, e as melhores ofertas são monetizadas em cada clique de usuário, a chamada estratégia Pay Per Click (PPC). O Google analisa requisitos de qualidade para classificar a posição dos anúncios nas SERPs. Para isso, considera adequação quanto à qualidade (IQ) e ao CPC (Custo por Clique) máximo.

      Para criar um anúncio no Google Ads, o anunciante deve ter uma conta no Google. Depois, basta fazer o login e acessar as ferramentas no menu principal, à direita da página. Ao clicar em “campanhas”, no lado esquerdo da tela, o usuário pode gerar um novo projeto mais indicado para a sua estratégia.

      A configuração da campanha abrange informações de geolocalização, metas de alcance, idioma e orçamento possível. Depois de preencher os dados, é preciso escolher o título, a URL e a descrição que serão exibidos no anúncio. Antes de ir ao ar, a campanha passa por uma revisão do Google Ads.

      Quais são os processos para a aprovação de um anúncio?

      Durante a revisão, o anúncio é avaliado quanto à forma e ao conteúdo: é necessário que o título, a descrição, a LP de destino com a URL, as palavras-chave associadas à campanha e todo o conteúdo visual utilizado estejam condizentes às diretrizes e orientações da plataforma.

      Se o anúncio for aprovado, o status na própria plataforma recebe a tag “Qualificado” e, automaticamente, ele começará a ser exibido. Segundo o Google:

      “Revisamos a maioria dos anúncios em até um dia útil, mas alguns casos complexos exigem mais tempo. O Google reserva-se o direito de priorizar as revisões ou novas análises para garantir a estabilidade geral das operações do sistema ou restringir temporariamente a veiculação de anúncios para manter a conformidade com a política. Se o anúncio estiver em revisão por mais de dois dias úteis, entre em contato conosco para saber detalhes.”

      Caso a revisão ateste alguma forma de violação, o anúncio recebe a tag “Reprovado”, para que o anunciante faça as revisões necessárias conforme as instruções do próprio Google.

      Por que o anúncio entra em revisão no Google Ads?

      Conforme falamos, todas as reprovações do Google funcionam com base nas políticas de publicidade da própria plataforma. Alguns motivos de reprovações mais comuns são descritos a seguir.

      LP tem erro ou o destino é incompatível

      Isso significa que a página de destino não pode ser acessada, ou seja, a URL cadastrada não direciona o usuário corretamente, direciona para uma página não existente ou gera um erro soft (erro 404). Para resolver o problema, revise as informações de direcionamento cadastradas no momento da criação do anúncio. Lembre-se, também, de que as campanhas não podem ter URLs finais que levem a dois domínios diferentes.

      Excesso de letras maiúsculas

      O anúncio usa a capitalização de forma incorreta ou excessivamente. Você pode usar a primeira letra maiúscula em cada palavra da descrição do anúncio, mas evite que todas fiquem maiúsculas, mesmo que você tenha o objetivo de dar ênfase a alguma informação.

      Erros gramaticais

      Isso é importante tanto para ter um anúncio aprovado quanto para garantir uma percepção positiva dos leads pela marca. Afinal, uma empresa que anuncia com erros gramaticais não será levada a sério pela maioria dos usuários.

      Símbolos e pontuação

      Evite o excesso de símbolos, pontuações exageradas ou fora do local adequado. As diretrizes estilísticas da plataforma devem ser seguidas, mesmo que o objetivo ainda seja dar ênfase às informações.

      Atividade suspeita no site (LP)

      Isso pode estar relacionado a vários fatores, mas principalmente, à quantidade de campos para preenchimento que inibem o acesso direto do usuário ao conteúdo da LP, excesso de pop-up, requisição de dados financeiros, quantidade excessiva de anúncios na LP ou poucos elementos de segurança (certificado SSL ou TSL, por exemplo).

      Conteúdo sensível

      O conteúdo do anúncio ou LP explora temas sensíveis, relacionados a aspectos sociais, culturais ou políticos. Entre eles, questionamento da credibilidade de vacinas contra a Covid-19, conflitos armados, eleições, questões de gênero ou sexualidade.

      Inclusão de marcas registradas de terceiros sem autorização

      Não use a marca registrada de terceiros sem a devida autorização. Além disso, embora as marcas famosas chamem mais atenção, elas têm URL e direcionamentos próprios, chamados navigacionais pelo Google, que têm classificações mais elevadas, seja pela autoridade, seja por permitir que o usuário alcance o seu objetivo mais rapidamente.

      Por exemplo, sua empresa vende smartphones. Quando você cria uma campanha e inclui o nome iPhone, o anúncio com melhor classificação será o da Apple, e não o da sua empresa.

      Conteúdo protegido por direitos autorais

      Você também não deve veicular campanhas cujo conteúdo é protegido por direitos autorais. Caso você tenha a autorização para usar esse tipo de conteúdo, é necessário encaminhar a documentação que comprove sua elegibilidade.

      Qualidade da imagem

      A qualidade gráfica da imagem também conta na revisão do Google Ads. Isso inclui borrões, falta de nitidez, falta de legenda ou qualquer outro problema que interfira na experiência do usuário.

      Tentativa de fraude

      Não tente representar outra marca mais famosa que a sua, pois isso também pode configurar violação da política do Google Ads.

      Conteúdo impróprio

      Se o anúncio ou LP contém um texto, frase ou imagens impróprias, violentas ou potencialmente ofensivas, certamente, ele passará por uma revisão do Google Ads. Isso inclui imagens que eventualmente causem qualquer tipo de distúrbio, como dentes mal cuidados, feridas abertas, sangue derramado, colo feminino despido, roupas apertadas que marcam as partes íntimas, entre outros.

      Idioma incompatível com a abrangência do anúncio

      Certifique-se de que o idioma da sua campanha esteja definido para o mesmo em que o anúncio será veiculado.

      Comportamento desonesto

      O compliance do Google Ads exige que anúncios e LP não incluam qualquer tipo de spyware, serviços de hacking ou coleta de dados pessoais de terceiros sem autorização. Além disso, não aprova serviços sem conformidade com a legislação do país, como emissão ilegal de documentos, suprimentos para aprovação em testes antidrogas ou venda de informações confidenciais.

      Produtos ou serviços perigosos

      Anúncios que promovem a venda de armas (qualquer tipo, inclusive, facas), produtos químicos perigosos, explosivos, drogas e tabaco não são permitidos.

      Repetição de palavras

      O anúncio é considerado de baixa qualidade devido à repetição desnecessária de palavras, ainda que elas sejam palavras-chave, pois compromete a experiência de leitura do usuário.

      Conteúdo impróprio (quando destinado a menores de idade)

      Quando você ativa a aprovação especial para “conteúdo destinado a crianças”, todo o material deve ser adequado para esse público.

      Se seu anúncio entrou em revisão pelo Google Ads, você será devidamente avisado em sua conta sobre essa reprovação, para tomar as medidas necessárias para a correta veiculação da sua campanha. Em casos mais graves, em que a inconformidade é atestada por motivos que desrespeitem a legislação do país, por exemplo, a conta estará sujeita a suspensão provisória (sete dias) ou definitiva.

      Veja o nosso guia completo sobre o Google Ads e saiba mais sobre a plataforma de anúncios do Google que permite que a sua marca tenha mais visibilidade nas SERPs!

      Compartilhe
      facebook
      linkedin
      twitter
      mail

      Inscreva-se em nosso blog

      Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

      Posts Relacionados

      Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

      Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade da Rock Content!